Menu


Pontos MIS promove mais duas sessões do filme de animação “Viva – A vida é uma festa”, nesta sexta-feira (21/10)

Sessões com pipoca grátis acontecem às 8h e às 13h15 na Escola de Artes Augusto Boal

Quer uma dica de lazer para curtir com as crianças? O projeto estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som), com o apoio da Prefeitura de Hortolândia, promove mais uma exibição do filme “Viva – A vida é uma festa”, nesta sexta-feira (21/10). As sessões acontecem às 8h e às 13h15, na Escola de Artes Augusto Boal, localizada na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda. E haverá mais um atrativo nas sessões: distribuição gratuita de pipoca. 

Inspirado no “Día de los muertos” (“Dia dos Mortos”), tradicional festejo popular do México, o filme conta a história do menino Miguel Rivera, que sonha em ser um músico famoso. O ídolo do garoto é o cantor Ernesto de La Cruz. Mas Miguel tem que enfrentar sua bisavó, Mamá Coco, que o  proibiu de gostar de música. Na véspera do festejo, Miguel vai parar acidentalmente no Mundo dos Mortos. Para voltar ao Mundo dos Vivos, o garoto conta com a ajuda do esqueleto malandro Héctor. O filme ganhou o Oscar nas categorias Melhor Filme de Animação e Melhor Canção Original (“Remember Me”).

Leia mais ...

Pontos MIS comemora Dia das Crianças com o filme de animação “Viva – A vida é uma festa”

Sessões com pipoca grátis acontecem nesta quarta e sexta-feira (19 e 21/10), às 8h e às 13h15, na Escola de Artes Augusto Boal

Que tal levar as crianças para curtir uma sessão de cinema com pipoca grátis? O projeto estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som), com o apoio da Prefeitura de Hortolândia, exibe o filme de animação “Viva – A vida é uma festa”. As sessões acontecem nesta quarta e sexta-feira (19 e 21/10), às 8h e às 13h15, na Escola de Artes Augusto Boal, localizada na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda. 

Inspirado no “Día de los muertos” (“Dia dos Mortos”), tradicional festejo popular do México, o filme conta a história do menino Miguel Rivera, que sonha em ser um músico famoso. O ídolo do garoto é o cantor Ernesto de La Cruz. Mas Miguel tem que enfrentar sua bisavó, Mamá Coco, que o  proibiu de gostar de música. Na véspera do festejo, Miguel vai parar acidentalmente no Mundo dos Mortos. Para voltar ao Mundo dos Vivos, o garoto conta com a ajuda do esqueleto malandro Héctor. O longa-metragem ganhou o Oscar nas categorias Melhor Filme de Animação e Melhor Canção Original (“Remember Me”).

Leia mais ...

Oficina do Pontos MIS aborda trabalho de direção de atores

Atividade será no dia 21/10, das 18h30 às 22h30, na Escola de Artes

A direção de atores é um dos trabalhos mais importantes em uma produção audiovisual. O responsável por essa tarefa guia os atores no processo de construção de personagens e cenas. Para quem quer atuar nessa área, o Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) realiza a oficina “Direção de atores a partir de cenas de roteiros de cinema”, com o apoio da Prefeitura de Hortolândia. As inscrições podem ser feitas por meio deste LINK. São 20 vagas disponíveis. Podem se inscrever pessoas com idade a partir de 16 anos. A oficina será no dia 21/10, das 18h30 às 22h30, na Escola de Artes Augusto Boal, localizada na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda.

A partir de cenas curtas previamente selecionadas, a oficina promoverá o encontro entre diretores e atores para que juntos explorem possibilidades na condução do trabalho. O foco será no entendimento da cena apresentada e na relação entre os personagens. O objetivo é que os participantes dirijam uns aos outros, trabalhando as emoções, o tom e as intenções dos diálogos, as ações e o movimento no espaço, durante a gravação das cenas. A oficina terá atividades teóricas e práticas. Os aprendizes poderão utilizar celulares ou câmeras próprias para os exercícios práticos.

A oficina será ministrada pela atriz e diretora Vanise Carneiro, que já atuou em espetáculos teatrais, curtas e longas-metragens e misséries para televisão. Por sua atuação recebeu importantes prêmios em cinema e teatro. Também desenvolveu a pesquisa “Atuação para cinema – o trabalho do ator da preparação à filmagem”. Desde 2011, trabalha com preparação de elenco para cinema com atores profissionais ou não.

Leia mais ...

Mostra de Artes da Cena da Prefeitura exibe filme “Grandes Olhos” sobre a pintora americana Margaret Keane

Sessão será nesta sexta-feira, às 19h30, na Escola de Artes

A artista plástica americana Margaret Keane faleceu neste ano. Na década de 1960, ela ficou conhecida por suas obras na quais retratou pessoas com olhos grandes. A pintora é o tema do filme “Grandes olhos”, que encerra a programação cinematográfica da Mostra de Artes da Cena (MAC), promovida pela Prefeitura de Hortolândia em parceria com o projeto estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som). A sessão será, nesta sexta-feira (30/09), às 19h30, na Escola de Artes Augusto Boal, localizada na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda. A classificação indicativa do filme é de 14 anos. Outro atrativo da sessão é que haverá pipoca grátis.

Com direção do cineasta Tim Burton, o longa-metragem mostra a vida e a obra de Margaret Keane, interpretada pela atriz Amy Adams. A pintora viveu à sombra do marido, Walter, um farsante que assumia a autoria dos quadros da pintora. No tribunal, Margaret venceu a batalha jurídica contra o marido para reverter a situação e restaurar sua dignidade.

Por sua atuação no papel da pintora, Amy Adams venceu o Globo de Ouro, na categoria de Melhor Atriz (Comédia ou Musical). Outro destaque do filme é a trilha sonora, que traz as músicas “Big eyes” e “I can fly”, interpretadas pela cantora Lana Del Rey.

Leia mais ...

Oficina on-line analisa a representação de D. Pedro I em produtos audiovisuais

Atividade acontecerá nos dias 27, 28 e 29 deste mês, das 19h às 21h

Na Historiografia oficial do país, o imperador Dom Pedro I é o protagonista por ter proclamado a independência do então reino do Brasil em relação a Portugal. Com o surgimento da televisão, o monarca foi representado de diferentes formas em novelas, filmes e séries. Em comemoração aos 200 anos da independência do Brasil, o projeto estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som), com apoio da Prefeitura de Hortolândia, promove a oficina on-line “A representação de D. Pedro I e da Independência no audiovisual”. Quem quiser participar, deve fazer inscrição por meio deste LINK. A atividade será ao vivo nos dias 27, 28 e 29 deste mês, das 19h às 21h. Podem se inscrever pessoas com idade a partir de 12 anos.

A partir da figura do monarca fixada no imaginário coletivo, a oficina analisará a representação de D. Pedro I nos meios audiovisuais e fará uma comparação entre os aspectos do personagem histórico que permanecem ou sofreram mudanças ao longo dos anos. A oficina será ministrada pela jornalista e historiadora Olívia Baldissera. Atualmente, a especialista realiza pesquisa sobre o filme “Independência ou morte” (foto), de 1972, estrelado pelo ator Tarcísio Meira.

Leia mais ...

Comédia “Carlota Joaquina, princesa do Brazil” é atração do projeto “Bate-papo de cinema” do Pontos MIS

Programa promove bate-papo remoto e ao vivo com a diretora do filme e atriz, Carla Camurati, neste sábado (10/09), às 18h

Em comemoração ao bicentenário da independência do Brasil, o projeto “Bate-papo de cinema”, realizado pelo programa estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) e a Prefeitura de Hortolândia, apresenta a comédia “Carlota Joaquina, princesa do Brazil”. O filme será disponibilizado on-line a partir desta sexta-feira (09/09) até domingo (11/09). Para assisti-lo, é necessário se inscrever, por meio deste LINK. O filme tem classificação indicativa de 12 anos. 

O projeto também promove bate-papo remoto e ao vivo sobre o longa, neste sábado (10/09), às 18h, com a participação da diretora e atriz Carla Camurati. A mediação será do cineasta e professor Bruno Cucio. O público poderá assistir ao bate-papo no canal do YouTube do Pontos MIS, que terá interpretação em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) para deficientes auditivos.

O filme tem importância do ponto de vista histórico. “Carlota Joaquina, princesa do Brazil” marcou a retomada da produção cinematográfica brasileira em 1990. O filme foi um sucesso de público, com mais de 1,5 milhão de espectadores. O longa marcou a estreia de Carla Camurati como diretora. A artista, que também assinou o roteiro, se encarregou de fazer, por conta própria, a distribuição do filme, exibido em 40 festivais de cinema.

O longa mostra a fuga do príncipe regente português, Dom João VI, e sua esposa, Carlota Joaquina, para o Brasil, em 1807. A família real portuguesa se transferiu para a então colônia para escapar das tropas de Napoleão, que na época invadiram o país ibérico. A família real ficou no Brasil até 1821, quando retornou para Portugal. Com tom debochado, o filme se destaca pela atuação brilhante de Marieta Severo no papel da protagonista e pela caracterização caricata do regente português Dom João VI, interpretado pelo ator Marco Nanini. O elenco ainda conta com marcos Palmeira, Beth Goulart, Antonio Abujamra, Ney Latorraca, Vera Holtz, entre outros.

Leia mais ...