Menu


Novo Paço Municipal de Hortolândia terá jardim sensorial

O objetivo do prefeito Zezé Gomes é proporcionar sensação de bem estar,  estimulando  o olfato e harmonia  com a  natureza

O novo Paço Municipal de Hortolândia superou a marca de 80% das obras concluídas e, nesta segunda-feira (22/01), o prefeito Zezé Gomes realizou uma vistoria no canteiro de obras do futuro Centro Administrativo da Prefeitura. Na ocasião, o chefe do executivo anunciou a implantação de um jardim sensorial no terraço do novo prédio, bem ao lado do Gabinete. Além de embelezar o ambiente e proporcionar sensação de bem-estar, o jardim também pode atuar na promoção da inclusão de pessoas com deficiência por meio do contato com a natureza e pelo estímulo dos sentidos que as plantas proporcionam.

“O jardim sensorial terá por objetivo proporcionar sensação de bem-estar,  estimulando o olfato e a harmonia com a natureza. A proposta é utilizar mudas de espécies medicinais que exalam aromas, como alecrim, arruda, hortelã, manjericão, erva cidreira, dentre outras. Também serão plantadas mudas de espécies ornamentais para embelezar o local”, explicou Zezé Gomes.

Para auxiliar na implantação do jardim sensorial, a secretária municipal do Meio Ambiente, Eliane Nascimento, esteve ao lado do prefeito acompanhando a vistoria e aproveitando para conhecer o espaço. Na área do terraço foram construídas floreiras que contornam o parapeito. “É um espaço maravilhoso onde será possível criar um jardim incrível. Vamos planejar e verificar quais as plantas mais indicadas para que possamos formar um belo jardim, à altura do novo Paço Municipal”, destacou Eliane.

A implantação do jardim sensorial foi idealizada com base em uma proposta sustentável. O novo Paço Municipal contará com sistema de reaproveitamento das águas da chuva e com usina solar que abastecerá 100% do prédio. 

 

OBRAS

A obra do novo Paço Municipal de Hortolândia superou a marca de 80% das obras concluídas. De acordo com informações da Secretaria de Obras, agora as ações estão mais intensificadas no acabamento das estruturas internas, principalmente fiações, quadros elétricos, além da impermeabilização, instalação de dutos de ar, piso, revestimento e instalações hidráulicas. No ano passado, foi finalizada a instalação de esquadrias de alumínio, vidros e janelas na fachada, tanto para o lado do Corredor Metropolitano, quanto para o lado da avenida Sabina Baptista de Camargo. 

Segundo a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, parte da usina fotovoltaica implantada no prédio em dezembro do ano passado segue em operação. A usina produzirá energia suficiente para abastecer 100% do novo paço. A produção excedente será transmitida à rede elétrica da CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz) para compensações futuras. A usina proporcionará redução da conta de energia, gerando economia para o município. A construção da usina é realizada com recursos da CIP (Contribuição de Iluminação Pública). Além da usina localizada no novo Paço Municipal, o município contará com outras 20 unidades de geração de energia solar. Somadas, elas garantirão uma economia superior a R$ 4 milhões/ano.

O imóvel terá aproximadamente 10 mil metros quadrados de área construída e, no espaço remanescente, haverá jardins e estacionamento. O projeto prevê ainda que o prédio tenha cisternas para armazenamento de águas da chuva, que serão utilizadas tanto na manutenção dos jardins quanto na limpeza do próprio espaço.

Leia mais ...

Hortolândia lança Programa de Eficiência Energética

Durante cerimônia, Governo Federal reconheceu Hortolândia como modelo nacional na geração de energia sustentável

A Prefeitura de Hortolândia lançou, nesta segunda-feira (11/12), o Programa de Eficiência Energética no município. A solenidade de inauguração reuniu autoridades representantes das três esferas do Governo no canteiro de obras do Novo Paço Municipal, em fase de construção no Jd. Novo Ângulo, onde já está em operação uma das usinas fotovoltaicas que integram o programa energético municipal. Anfitrião do evento, o prefeito de Hortolândia, José Nazareno Zezé Gomes, recebeu como convidado de honra o ministro de Minas e Energia do Governo Federal, Alexandre Silveira.

Sob os 1.800 painéis solares que formam a usina fotovoltaica da nova sede do Executivo Municipal, o público presente no evento prestigiou o lançamento do programa e conheceu as ações adotadas pela cidade na geração de energia limpa e sustentável. Entre as ações implementadas pela Prefeitura de Hortolândia por meio do Programa de Eficiência Energética, está a garantia de autonomia total na geração de energia elétrica em todos os 199 prédios públicos da Administração Municipal. A geração da energia será possível com a ativação de 21 usinas fotovoltacais, das quais 12 estarão operantes até o final do ano. O programa municipal viabilizará, ainda, ações para redução do uso de papel nos fluxos administrativos e a substituição da frota de veículos à combustão por carros elétricos.

Para o prefeito de Hortolândia, o reconhecimento nacional pelas ações adotadas no segmento energético se justifica pelo planejamento a longo prazo. “Hortolândia se tornou uma cidade referência no Brasil na questão energética e isso só foi possível com muito planejamento em pensar a cidade 30 anos à frente. Esse planejamento nos dá condições de fazer, hoje, um tratamento da energia limpa, cuidar do meio ambiente e investir na qualidade de vida do nosso povo. Enquanto o mundo discute a agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de 2030, nós já estamos colocando em prática várias ações de sustentabilidade, como a política do Papel Zero”, declarou Zezé Gomes, ao anunciar que a Prefeitura fomentará a aquisição de veículos elétricos por parte da população ao disponibilizar 19 eletropostos espalhados pela cidade, até março de 2024.

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, classificou as ações adotadas por Hortolândia no segmento energético como modelo a ser seguido em âmbito nacional. “Hortolândia demonstra para o Brasil a importância de boas políticas, em especial do setor energético. É um protagonismo que nós temos certeza de que vai virar modelo para o Brasil inteiro. Hortolândia, sem dúvida, hoje, dá uma demonstração de que os municípios são grandes parceiros do Governo Federal a fim de que possamos aplicar de forma mais rápida a transição energética na vida das pessoas”, enfatizou o ministro Alexandre Silveira.

Uma das primeiras etapas do programa municipal de eficiência energética aconteceu em 2020, quando a Prefeitura promoveu a transição do sistema de iluminação pública de tecnologia em vapor de sódio para lâmpadas com tecnologia LED, como explica o secretário de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, Carlos Roberto Prataviera Júnior. “Esse programa de eficiência energética, que é o maior programa do tipo implementado no Brasil, vem sendo planejado há mais de três anos, quando tornamos Hortolândia o município mais iluminado da RMC (Região Metropolitana de Campinas) e um dos mais iluminados do país. Algumas ações ainda serão feitas, como substituir os eletrodomésticos dos prédios públicos por aparelhos mais eficientes em consumo energético”, afirmou Prataviera, ao esclarecer que somente com a geração de energia solar, o município poupará R$ 4 milhões por ano.

A deputada estadual, Ana Perugini, presente no evento, apontou os avanços na segurança pública com os investimentos em iluminação. “Nós sabemos que os investimentos em iluminação pública trazem muitos benefícios para a cidade, já que ruas mais iluminadas ajudam a diminuir os índices de violência em vias públicas e reduzem casos de atropelamento noturno. Mais do que pensar a questão econômica, a Prefeitura de Hortolândia demonstra o cuidado e atenção às pessoas”, comentou Ana Perugini.

Já o secretário de Governo de Hortolândia, Carlos Augusto César, o Cafú, destacou o caráter social do programa municipal de eficiência energética. “Mais do que lançar para o Brasil e para o mundo um programa que estimula 100% da eficiência energética, Hortolândia é a única cidade no Brasil que está reduzindo a taxa de cobrança da CIP (Contribuição para Custeio de Serviço de Iluminação Pública) para os moradores. Uma cidade que pensa no futuro, coloca planejamento e coragem para preparar o desenvolvimento dos próximos anos”, esclareceu Cafú. A redução de 10% na cobrança da CIP será viabilizada por meio do excedente energético produzido pelas usinas fotovoltaicas, após aprovação de legislação específica.

Além de implementar ações que trarão impactos no presente, a Prefeitura de Hortolândia adota medidas educacionais que visam ensinar as futuras gerações de consumidores sobre o uso correto, seguro e eficiente da energia. Uma dessas ações foi realizada em escolas municipais, entre 2019 a 2022, em parceria com a CPFL Energia. O Ceo da concessionária de energia, Gustavo Estrella, comenta a parceria com a Prefeitura. “É uma satisfação muito grande para a CPFL apoiar um projeto dessa importância. Hortolândia é uma cidade super relevante para nossa área de concessão, já que é um centro de expansão dos datacenters. Essa não é uma agenda apenas ambiental, mas também social. Esse projeto faz parte do nosso modo de fazer negócio. Uma cidade com uma agenda tão positiva como Hortolândia casa com nossa agenda de investimentos e expansão”, opinou Gustavo Estrela, ao anunciar que a companhia deverá aplicar, até 2026, cerca de R$ 70 milhões de investimentos para a instalação de mais uma estação de energia elétrica na cidade.

Também compuseram a mesa de honra da cerimônia de lançamento do Programa de Eficiência Energética de Hortolândia o presidente da Câmara dos Vereadores de Hortolândia, Edivaldo Araújo, e o presidente da CONSIMARES (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos) e prefeito de Elias Fausto, Mauricio Baroni, além de autoridades de cidades da região.

Leia mais ...

Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, lança Programa de Eficiência Energética em Hortolândia

Cerimônia de lançamento será na segunda-feira (11/12), às 10h, no local onde é construído o novo Paço Municipal 

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, fará o lançamento do Programa de Eficiência Energética, na próxima segunda-feira (11/12), às 10h, em Hortolândia. O lançamento será realizado no local onde é construído o novo Paço Municipal, localizado na Estrada Sabina Baptista Camargo. O evento contará também com a participação do prefeito José Nazareno Zezé Gomes e autoridades. 

O programa é uma iniciativa pioneira da Prefeitura para consolidar Hortolândia como município inteligente e sustentável. O programa servirá de referência para o Governo Federal, que também pretende implantá-lo no país.

Uma das ações do programa é a instalação de 21 usinas fotovoltaicas que vão gerar uma economia de R$ 4 milhões a Hortolândia. Com a implantação do programa e das usinas, a meta da Prefeitura é tornar o município referência nacional no uso de energia limpa.

De acordo com a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica de Hortolândia, as 21 usinas serão instaladas em prédios públicos, como unidades de saúde, escolas, ginásios, dentre outros. A energia gerada pelas usinas equivalerá a 80% do consumo dos 199 prédios públicos do município. 

Já estão em funcionamento as usinas no novo Paço Municipal, no Hospital Municipal Mario Covas e na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Nova Hortolândia. Neste ano já foram instaladas as usinas nas EMEFs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental) Professora Helena Futava Takahashi e Villagio Ghiraldelli e no CIER (Centro Integrado de Educação e Reabilitação) Romildo Pardini. 

A Prefeitura de Hortolândia iniciou a instalação de usinas na EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Jardim Santiago, na EMEF Nova Europa e na EMEIEF (Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental) Jardim Santa Clara do Lago I, na última semana de novembro.

OUTRAS AÇÕES

O Programa de Eficiência Energética da Prefeitura também prevê outras ações, dentre as quais, a implantação de novas luminárias de LED em vários pontos da cidade. 

Outra ação importante é a troca de 20 veículos movidos à combustão da frota da Prefeitura por veículos elétricos. De acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, a substituição está prevista para ser feita até março de 2024. 

O programa também prevê a troca de parte da frota de veículos do transporte público movidos à combustão por veículos elétricos. O programa também implantará na cidade 19 eletropostos para fazer o abastecimento de veículos movidos a energia elétrica. 

Com o programa, a expectativa da Prefeitura é reduzir em 10% a taxa de iluminação pública em 2024, o que irá gerar uma economia de R$ 12 milhões por ano ao município. Uma das ações já concluídas pelo programa foi a implantação de iluminação em LED na cidade, controlado por um sistema inteligente de telegestão.

 

Leia mais ...

Servidores recebem treinamento em atendimento humanizado

Capacitação visa otimizar atendimento humanizado ao munícipe diante da mudança para o Novo Paço Municipal de Hortolândia

Servidores públicos da Prefeitura de Hortolândia finalizaram, nesta quarta-feira (30/08), a formação permanente para padronização de atendimento humanizado. A capacitação foi ministrada por uma empresa de consultoria com apoio da Escola de Gestão Pública de Hortolândia, vinculada à Secretaria de Administração e Gestão de Pessoal. Ao todo, concluíram a formação 80 servidores municipais que atuam na linha de frente do atendimento ao munícipe. 

Ao longo de 10 encontros que totalizaram uma carga total de 30 horas, servidores públicos representantes de diversos órgãos do funcionalismo municipal participaram da formação que tem por objetivo padronizar o atendimento ao munícipe. A proposta de treinar o quadro interno de servidores se deve à iminência de mudança para o Novo Paço Municipal. O conteúdo programático da formação explorou temas como protagonismo, representatividade em relação à instituição, excelência e comunicação no atendimento, além de desenvolver técnicas para atendimento presencial, por telefone e pelos canais virtuais. Por meio de simulações, dinâmicas de grupos e estudos de casos, os servidores aprenderam habilidades para contornar situações de conflitos e foram sensibilizados sobre a necessidade de realizar o atendimento inclusivo. 

O diretor da Escola de Gestão Pública de Hortolândia, Reinaldo Tiago Costa Chaves, avalia os impactos da formação com os servidores públicos. “Para a Escola de Gestão, ver o resultado dessa formação é muito satisfatório. Eu gostaria de agradecer o engajamento e empenho de todos os servidores que participaram da formação. Sabemos da importância do trabalho desempenhado por cada um no atendimento ao público nas diversas repartições da Prefeitura em que atuam. Por isso, tornar o atendimento ainda mais humanizado é fundamental para estreitar e otimizar a relação com o munícipe. Os conhecimentos adquiridos nessa capacitação vão além do ambiente profissional, pois agregam para a vida como um todo, para as relações pessoais. Esperamos que cada servidor que participou dessa formação cultive essa semente e atue como multiplicador”, comenta Reinaldo.

Voltada a servidores representantes de todas as secretarias do Executivo Municipal, a formação em atendimento humanizado agregou conhecimentos, inclusive, aos funcionários mais experientes, como é o caso de Carlos Lira, que há sete anos trabalha no atendimento do PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de Hortolândia. “Eu comecei a trabalhar na Prefeitura com o atendimento ao público. Foi minha primeira experiência. Atualmente, trabalho no atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade, que procuram emprego. Acredito que essa formação nos prepara para lidar com o público diverso. Também criamos empatia, pois aprendemos a nos colocar no lugar do outro”, avalia Carlos Lira.

A padronização do atendimento humanizado se soma a outras ações no âmbito da gestão de pessoal adotadas pela Prefeitura de Hortolândia em virtude da mudança para o Novo Paço Municipal. Em maio deste ano, servidores públicos foram introduzidos na metodologia de gestão baseada nos “5S”. O objetivo é capacitar os servidores públicos de acordo com as missões, visão e valores da Administração Pública, padronizando a comunicação, evitando o retrabalho, otimizando a resolução de problemas do munícipe e criando um ambiente de trabalho mais organizado e funcional.

Leia mais ...

Obras do novo Paço Municipal já estão 60% finalizadas

Usina fotovoltaica que abastecerá nova sede da Prefeitura já está pronta

As obras do novo Paço Municipal continuam a avançar. De acordo com a empresa contratada pela Prefeitura, já foram concluídos 60% dos trabalhos. Um deles é a construção da usina fotovoltaica. 

Segundo a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, a previsão é que a usina seja acionada no próximo mês. Para que isso ocorra, a Administração Municipal aguarda a CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz) concluir os últimos ajustes na rede de energia elétrica do novo Paço Municipal para possibilitar que a usina comece efetivamente a funcionar.

A usina tem mais de 1.800 placas de captação de energia solar, que foram colocadas nas coberturas dos dois estacionamentos que serão construídos. De acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, a usina deverá produzir energia suficiente para abastecer o novo Paço. A produção excedente será transmitida à rede elétrica da CPFL para compensações futuras. A usina proporcionará redução da conta de energia, gerando economia para o município. A construção da usina é realizada com recursos da CIP (Contribuição de Iluminação Pública).

Além da conclusão da usina fotovoltaica, a empresa responsável pela obra prossegue com serviços em várias outras frentes, dentre os quais alvenaria, impermeabilização, piso, revestimento, instalação de esquadrias de vidros e janelas, instalações hidráulica e elétrica. A empresa responsável pela obra mantém a previsão de finalização dos trabalhos para novembro deste ano. 

NOVO PAÇO

O Novo Paço é erguido em terreno de 60 mil metros quadrados, próximo ao do Corredor Metropolitano e nas imediações da Ponte da Esperança. A Ordem de Serviços para o início da obra foi assinada em 29 de junho de 2022. A terraplenagem começou em julho de 2022. Em seguida, veio a etapa das fundações e de implantação das colunas.

A futura sede do Poder Executivo abrigará todas as secretarias e órgãos municipais de atendimento ao público que atualmente ocupam imóveis alugados, de acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica. Um dos objetivos da ação é reduzir custos fixos da Prefeitura com a infraestrutura necessária ao seu funcionamento.

Como o prédio será construído com estruturas pré-fabricadas, a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica prevê maior confiabilidade no cumprimento do cronograma. “Com essa estratégia, pretendemos reduzir e eliminar custos indiretos, desperdício de material e ociosidade de pessoal. Em resumo, a obra fica mais rápida e sem surpresas no orçamento final”, esclarece o secretário da Pasta, Carlos Roberto Prataviera Júnior.

O imóvel terá aproximadamente 10 mil metros quadrados de área construída e, no espaço remanescente, haverá jardins e estacionamento. O projeto prevê ainda que o prédio tenha cisternas para armazenamento de águas da chuva, que serão utilizadas tanto na manutenção dos jardins quanto na limpeza do próprio Paço.

Leia mais ...

Servidores de Hortolândia participam de treinamento para metodologia 5S

Incorporação de uma nova cultura organizacional no ambiente de trabalho está alinhada com a mudança para o Novo Paço Municipal

Servidores públicos municipais da Prefeitura de Hortolândia participaram, nesta quarta-feira (03/08), de um treinamento para incorporação da metodologia de gestão “5S”. O treinamento reuniu, no Teatro Elizabeth Keller de Matos, no Jd. Amanda, servidores representantes de todas as secretarias, órgãos e departamentos do funcionalismo público municipal. Além de apresentar as melhorias advindas da mudança para a nova sede do Executivo Municipal, o encontro estimulou os funcionários públicos a mudarem a mentalidade sobre os conceitos de organização, utilização e padronização do ambiente de trabalho.

Senso de utilização, senso de organização, senso de limpeza, senso de padronização e senso de disciplina. Mais do que apresentar os cinco pilares que norteiam a metodologia japonesa de gestão “5S’, o treinamento promovido com os servidores públicos da Prefeitura de Hortolândia buscou despertar uma nova visão estratégica na cultura organizacional ao apresentar alternativas para otimização do ambiente de trabalho. Durante o encontro, os servidores foram orientados sobre os novos desafios decorrentes da mudança para o Novo Paço, assim como os hábitos necessários para a criação de um ambiente mais eficiente e eficaz. 

O prefeito de Hortolândia, José Nazareno Zezé Gomes, destaca a importância da participação ativa dos servidores públicos municipais no treinamento. “Essa reunião é realizada com um grupo seleto de funcionários, que entendem a importância e responsabilidade do momento histórico pelo qual passamos, diante da mudança para o Novo Paço. Hoje, é praticamente impossível falar de Hortolândia sem mencionar as características de uma cidade inteligente e sustentável, uma marca que construímos e pela qual temos reconhecimento nacional. Este treinamento serve para despertar em cada um sentimento de missão nova, de encarar os novos desafios e de continuar servindo da melhor forma a nossa população. Que possamos juntos acelerar esse processo de mudança e continuar fazendo história em nossa cidade”, avalia o chefe do Executivo Municipal.

O treinamento para aplicação da metodologia “5” foi ministrado por uma empresa especializada em consultoria e gestão organizacional. O consultor em gestão e ex-diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia da Prefeitura de Hortolândia, Felipe Amaro dos Santos Neto, cativou a atenção dos servidores em uma palestra repleta de reflexões, orientações e motes motivacionais. “Quando falamos sobre Hortolândia, podemos apontar três elogios à cidade: eficiência, pelos resultados alcançados, eficácia, por fazer o que tem que ser feito em tempo hábil e efetividade, por aplicar o conceito de que missão dada é missão cumprida. Neste treinamento, buscamos provar que de nada adianta falarmos sobre os ‘5S’ se essa metodologia não estiver aplicada no dia a dia. Para que haja mudanças no ambiente de trabalho, é necessário que mudemos, primeiro, a mentalidade da organização como um todo. Essa mudança precisa começar aqui e agora” comenta Felipe Amaro. O consultor em gestão, ainda, convidou os servidores a realizarem uma tarefa prática: “Eu desafio cada um de vocês a chegarem, amanhã, à sua mesa de trabalho e se desfazerem daqueles papéis, pastas entre outros objetos que ocupam o espaço e pouco contribuem para otimizar nosso trabalho. Pensar os ‘5S’ nada mais é do que aplicar uma forma mais eficiente de executar os trabalhos”, finaliza Felipe Amaro.

O secretário de Governo, Carlos Augusto César, o Cafú, avalia positivamente a realização do treinamento. “Esse encontro, que reúne representantes de todas as secretarias, tem o objetivo de definir um novo passo que daremos. Nós temos, diariamente, vários desafios na área da saúde, educação, segurança, mobilidade. Por maiores que sejam as conquistas do nosso governo, temos que ter em mente que os desafios são ainda maiores. Por isso, é importante que todos saiam daqui com a mentalidade de que ainda há muito a ser feito. Nosso compromisso maior é em cuidar das pessoas e construir uma cidade ainda mais moderna, inteligente e sustentável”, finaliza Cafú.

 

Um novo “Paço” para o futuro

Durante o encontro, os servidores públicos conheceram as características do Novo Paço Municipal. O complexo de 60 mil metros quadrados, localizado no Jd. Novo Ângulo, contará com amplas salas para centralização de todas as secretarias municipais, prédios anexos em que funcionarão o Hortofácil e Poupatempo, estacionamentos cobertos e monitorados, quadras poliesportivas para os servidores, vestiários masculinos e femininos, copas e praças de alimentação, salas de reuniões, auditório, entre outras instalações. Com a inauguração da nova sede do Executivo Municipal, a Prefeitura de Hortolândia redução de gastos com a geração de energia, já que o complexo contará com uma usina fotovoltaica (geração de energia solar) e de gastos com aluguel (o Paço Municipal “Palácio das Águas” é um imóvel alugado). Além disso, o Novo Paço Municipal prevê projetos de reutilização da água da chuva e adesão à cultura do "Papel Zero”.

Para o secretário de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, Carlos Roberto Prataviera Júnior, responsável por apresentar o projeto de construção da nova sede do Executivo Municipal, a mudança física do ambiente de trabalho está paralelamente atrelada à mudança na metodologia de trabalho. “Todas as mudanças de transformação em nossa cidade têm o dedo de cada servidor, gestor, diretor, secretário, que são parte atuante na história que estamos escrevendo. Essa não é uma obra pela obra. É uma obra pensada em atender as pessoas, desde os nossos servidores, ao melhorar o ambiente de trabalho, aos munícipes, ao centralizar todos os serviços ofertados pela Prefeitura em um único espaço. A ideia é mudar para o Novo Paço com todos os serviços informatizados, desburocratizados, já aplicando a cultura do ‘Papel Zero”. Como toda mudança, esta apresenta desafios enormes, pois estamos mudando de um complexo atual de 5 mil metros quadrados, para uma nova sede, que tem 60 mil metros quadrados. Nós não vamos apenas mudar o nosso local de trabalho. O que nós estamos mudando, aqui, é o conceito de trabalho”, completa Prataviera.

Leia mais ...