Menu


Ciclovia é encaixada na passarela metálica sobre o Ribeirão Jacuba

  • Publicado em Obras

Calçada para a circulação de pedestres também é implantada no trecho próximo ao Parque Remanso das Águas

A passarela metálica sobre o Ribeirão Jacuba, nas imediações do Parque Socioambiental Remanso das Águas, recém-concretada pela Prefeitura, começa a ser conectada à ciclovia, em um dos lados do encaixe. Funcionários da empresa contratada pela Administração Municipal trabalham, desde esta quarta-feira (15/02), para unir ao dispositivo o trecho da via que está em implantação no local. Além disso, as equipes implantam também calçada para a circulação de pedestres.

A passarela azul royal de 15,80 metros de comprimento por 3,80 metros de largura fica bem embaixo da Ponte da Esperança (Estaiada), entre o Parque dos Pinheiros e o Carmem Cristina, e integra o trajeto do Superviário, o maior complexo viário em construção em Hortolândia. Quando liberada, permitirá a travessia de pedestres e ciclistas de um lado para outro do ribeirão, em segurança. Para evitar acidentes, impedindo a queda de pessoas do elevado, ela dispõe de barreiras de proteção de ambos os lados, chamadas de “guarda-corpo”. 

Além da conexão da calçada e da ciclovia, a passarela ganhará sinalização, em breve. Também será plantada grama no talude próximo à nova rotatória da Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo.

Segundo a empresa que executa a obra, as fortes chuvas de verão têm interferido no andamento dos trabalhos nos demais pontos do Superviário. Um deles é o da Rua Luiz Camilo de Camargo, onde há reforço de drenagem pluvial e implantação de calçada, momentaneamente parado, aguardando o tempo estiar. Outro é o de duplicação e prolongamento da Estrada Sabina, próximo à obra do Novo Paço, onde é feito um aterro para implantação de nova pista.

O Superviário permitirá a integração entre regiões antes afastadas ou de difícil acesso da cidade, contribuindo ainda para o desenvolvimento de bairros no entorno do Jd. Novo Ângulo e Jd. Nova América. Segundo a Secretaria de Obras, as intervenções aproximam-se de 98% de realização.

Leia mais ...

Concluído plantio de grama no talude na obra da Rua 10 na Vila Real

  • Publicado em Obras

Reforço no sistema de drenagem pluvial também avança, nesta semana

 

Foi concluída, nesta segunda-feira (13/02), a segunda etapa do plantio de grama no talude da margem esquerda do canal construído no leito do afluente do Ribeirão Jacuba, na Vila Real. De acordo com a empresa contratada pela Prefeitura de Hortolândia para executar o serviço, após medição topográfica, restará ainda fazer o plantio final, de aproximadamente 300 m². Isso somente poderá acontecer após a implantação da ciclovia ao lado do canal. O córrego, recém-canalizado, atravessa uma área em revitalização pela Administração Municipal.

Iniciado em meados de dezembro e retomado no último dia sete deste mês, o plantio de 2.000 m² grama esmeralda, em cada um dos lados do talude, foi feito em etapas para garantir o enraizamento e o correto desenvolvimento da planta. Agora, está finalizada em ambas as margens. As equipes trabalham na preparação da base da ciclovia, que, neste trecho, terá aproximadamente 421,70 metros de extensão. A ciclovia e o passeio, paralelos ao canal, ficam perto das ruas 10 e Atévio Alves Moreira. 

Saiba mais sobre a obra

A obra para transformar uma área degradada em espaço agradável de lazer e convivência para a comunidade, começou pela canalização, em concreto, de 441 metros de extensão do leito do córrego. Depois foi feita a construção e pavimentação de um viário de 187 metros de extensão, ligando a Atévio A. Moreira à Benedita Rosa da Silva. 

Na etapa atual, prepara-se o terreno para a implantação de mais um trecho de pista de caminhada e ciclovia e, após isso, para a construção da área de lazer e convivência, com paisagismo e plantio de árvores e iluminação em LED. 

A pista de caminhada e ciclovia terão ao final 1.050 metros de extensão. Segundo o Departamento de Projetos e Orçamentação da Secretaria de Obras, elas serão construídas ao longo do sistema e da canalização, estendendo-se até o “Superviário”, outra obra em construção pela Prefeitura para o prolongamento da Av. Amélia Basso Breda. 

A canalização do córrego é do tipo aberta. Nos trechos do emboque e desemboque (entrada e saída), o canal tem um “bolsacreto”, sistema de construção com bolsas que servem de proteção das margens, contenção de taludes e encostas. O objetivo da Administração Municipal com a obra é oferecer à comunidade local mais segurança e qualidade de vida.

 

Leia mais ...

Após colocação de pré-lajes, passarela metálica sobre o Jacuba é concretada

  • Publicado em Obras

Dispositivo fica perto do Pq. Remanso das Águas e integra o trajeto do Superviário em Hortolândia

 

A implantação da passarela metálica sobre o Ribeirão Jacuba, entra na reta final, nesta quinta-feira (09/02). Após a instalação das pré-lajes, as 98 placas de concreto armado que, pela manhã, receberam armação de ferro já começaram a ser concretadas, no período da tarde. Segundo a empresa contratada pela Prefeitura, após isso, restará somente fazer a sinalização da via.

A passarela azul royal, que fica bem embaixo da Ponte da Esperança (Estaiada), perto do Parque Socioambiental Remanso das Águas, entre o Parque dos Pinheiros e o Carmem Cristina, integra o trajeto do Superviário, o maior complexo viário em construção no município. O dispositivo de 15,80 metros de comprimento por 3,80 metros de largura tem guarda-corpo de ambos os lados – barreiras de proteção que servem para evitar acidentes com pedestres, impedindo a queda de pessoas de um lugar elevado. Ele permitirá a travessia de pedestres e ciclistas de um lado para outro do ribeirão, em segurança. Além da ciclovia, também será feita calçada na ponta da passarela que ainda não tem este acesso.

Em razão das chuvas neste período do ano, a previsão de entrega para uso foi alterada. Mudou do final deste mês para o final de março. É que a entrega incluirá também a liberação de dois outros dispositivos próximos: a rotatória da Estrada Sabina e a ciclovia. 

O Superviário permitirá a integração entre regiões antes afastadas ou de difícil acesso da cidade, contribuindo ainda para o desenvolvimento de bairros no entorno do Jd. Novo Ângulo e Jd. Nova América. Segundo a Secretaria de Obras, as intervenções aproximam-se de 98% de realização.

Leia mais ...

Passarela metálica sobre o Jacuba ganha pré-lajes de concreto

  • Publicado em Obras

Dispositivo fica perto do Pq. Remanso das Águas e integra o trajeto do Superviário em Hortolândia

 

A passarela metálica sobre o Ribeirão Jacuba, que integra o trajeto do Superviário, ganha, desde esta terça-feira (07/02), placas de concreto armado. O serviço, realizado por empresa contratada pela Prefeitura de Hortolândia, acontece no trecho que fica bem embaixo da Ponte da Esperança (Estaiada), perto do Parque Socioambiental Remanso das Águas, entre o Parque dos Pinheiros e o Carmem Cristina.

Ao todo, o dispositivo metálico ganhará 98 pré-lajes que, depois de instaladas, receberão armação de ferro e concretagem. O serviço se estenderá pelos próximos 10 dias.

A passarela tem 15,80 metros de comprimento e 3,80 metros de largura, além de guarda-corpo de ambos os lados – barreiras de proteção que servem para evitar acidentes com pedestres, impedindo a queda de pessoas de um lugar elevado, conforme explica o engenheiro responsável pela execução do serviço.

O dispositivo permitirá a travessia de pedestres e ciclistas de um lado para outro do ribeirão, em segurança. A previsão é que seja liberado para uso provavelmente no final deste mês. Perto do Parque, a implantação da ciclovia avança pouco a pouco. Em seguida, será feita também calçada na ponta da passarela que ainda não tem este acesso.

Perto dali, após a remoção e o deslocamento dos postes elétricos, o serviço de duplicação e prolongamento da Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo, no trecho que leva até a obra do Novo Paço Municipal continua. Em razão das chuvas, a terraplenagem está parada, mas o reforço no sistema de drenagem segue sendo feito. 

No Remanso Campineiro, o serviço de drenagem pluvial na Rua Luiz Camilo de Camargo ainda não terminou. Lá são reparados dois PVs (poços de vistoria) danificados pelas chuvas. Também é implantada uma boca de lobo para coletar águas pluviais. 

O Superviário, o maior viário em construção em Hortolândia, permitirá a integração entre regiões antes afastadas ou de difícil acesso da cidade, contribuindo ainda para o desenvolvimento de bairros no entorno do Jd. Novo Ângulo e Jd. Nova América. Segundo a Secretaria de Obras, as intervenções aproximam-se de 98% de realização.

Leia mais ...

Começa construção de usina solar em obra do novo Paço Municipal de Hortolândia

  • Publicado em Obras

Usina abastecerá todo o edifício-sede do Executivo Municipal, em implantação no Novo Ângulo

 

Começou, na manhã desta terça-feira (07/02), a construção da usina de energia solar (fotovoltaica) que abastecerá a sede do Novo Paço Municipal de Hortolândia. Os pilares de concreto já estão sendo erguidos no canteiro de obras, onde também teve início, no último dia 27 de janeiro, a construção do próprio prédio do Executivo. 

Segundo a Secretaria de Obras, o serviço de construção da usina se estenderá até o meio do ano, aproximadamente. As placas de captação de energia solar serão instaladas como uma cobertura para o estacionamento. 

O objetivo é que a usina produza energia suficiente para abastecer todo o edifício-sede do Executivo Municipal. A produção excedente será transmitida à rede elétrica da CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz) para compensações futuras. Segundo a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, a medida permitirá reduzir a conta de energia do Novo Paço e otimizar recursos naturais abundantes em Hortolândia, o ano inteiro. A construção da usina será feita com recursos da CIP (Contribuição de Iluminação Pública), segundo o secretário da pasta Carlos Roberto Prataviera Júnior.

Nesta semana também avança a implantação das 70 colunas de sustentação de cargas do prédio. As estruturas, que dão apoio e resistência à estrutura da obra, já recebem treliças metálicas e lajes (placas de concreto). 

Saiba mais sobre a obra do Novo Paço

O Novo Paço é erguido em terreno de 60 mil metros quadrados, nas imediações da Ponte da Esperança, próximo ao do Corredor Metropolitano. A Ordem de Serviços para o início da obra foi assinada em 29 de junho. A terraplenagem começou em julho de 2022. Após as fundações, iniciou a etapa de implantação das colunas de concreto. 

Segundo a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, a construção do Novo Paço permitirá a redução dos custos fixos da Prefeitura, pois ele abrigará todas as secretarias e órgãos municipais de atendimento ao público que atualmente ocupam imóveis alugados. Como o prédio será construído com estruturas pré-fabricadas, a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica prevê maior confiabilidade no cumprimento do cronograma. “Com essa estratégia, pretendemos reduzir e eliminar custos indiretos, desperdício de material e ociosidade de pessoal. Em resumo, a obra fica mais rápida e sem surpresas no orçamento final”, esclarece o secretário Júnior Prataviera.

O imóvel terá aproximadamente 10 mil metros quadrados de área construída e, no espaço remanescente, haverá jardins e estacionamento. O projeto prevê ainda que o prédio tenha cisternas para armazenamento de águas da chuva, que serão utilizadas tanto na manutenção dos jardins quanto na limpeza do próprio Paço. 

Para realizar a obra, a Administração Municipal investe R$ 55 milhões. Os recursos foram captados junto à Caixa Econômica Federal, via Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento).

Leia mais ...

Prefeitura retoma plantio de grama no talude na obra da Rua 10 na Vila Real

  • Publicado em Obras

Reforço no sistema de drenagem pluvial também avança, nesta semana

 

Foi retomado, na manhã desta terça-feira (07/02), o plantio de grama no talude da margem esquerda do canal construído no leito do afluente do Ribeirão Jacuba, na Vila Real. O serviço, iniciado em meados de dezembro passado, acontece em etapas. A primeira, neste mesmo lado, foi concluída no dia 27 de janeiro. Já no talude à direita do canal, o serviço está finalizado.

Agora, a empresa contratada pela Prefeitura planta 1.000 m² de grama esmeralda e plantará a mesma quantidade nesta sexta (10/02), restando semear ainda cerca de 300 m², após medição topográfica. O córrego, recém-canalizado, atravessa uma área em revitalização pela Administração Municipal.

Além disso, continua o reforço no sistema de drenagem pluvial nas proximidades do canal. O reforço no sistema de drenagem é importante por causa do volume de água das chuvas que escorre das residências existentes no entorno. De acordo com o engenheiro responsável, são implantados PV (poço de visita) e caixas da “boca de leão”, dispositivo que capta água da chuva. A chamada linha de drenagem e o assentamento de tubos foram concluídos nesta segunda-feira. A previsão de término deste serviço é na sexta-feira (10/02).

Ao término desta etapa, inicia a de implantação de mais um trecho de ciclovia e passeio, paralelos ao canal, perto das ruas 10 e Atévio Alves Moreira. 

Saiba mais sobre a obra

A obra para transformar uma área degradada em espaço agradável de lazer e convivência para a comunidade, começou pela canalização, em concreto, de 441 metros de extensão do leito do córrego. Depois foi feita a construção e pavimentação de um viário de 187 metros de extensão, ligando a Atévio A. Moreira à Benedita Rosa da Silva. 

Na etapa atual, prepara-se o terreno para a implantação de mais um trecho de pista de caminhada e ciclovia e, após isso, para a construção da área de lazer e convivência, com paisagismo e plantio de árvores e iluminação em LED. 

A pista de caminhada e ciclovia terão ao final 1.050 metros de extensão. Segundo o Departamento de Projetos e Orçamentação da Secretaria de Obras, elas serão construídas ao longo do sistema e da canalização, estendendo-se até o “Superviário”, outra obra em construção pela Prefeitura para o prolongamento da Av. Amélia Basso Breda. 

A canalização do córrego é do tipo aberta. Nos trechos do emboque e desemboque (entrada e saída), o canal tem um “bolsacreto”, sistema de construção com bolsas que servem de proteção das margens, contenção de taludes e encostas. O objetivo da Administração Municipal com a obra é oferecer à comunidade local mais segurança e qualidade de vida. 

Leia mais ...