Menu


Prefeitura recapeia vias do Jd. Santana e do Minda que compõem o Superviário

  • Publicado em Obras

Empresa contratada pela Secretaria de Obras realiza o serviço, nesta quinta e sexta-feira (25 e 26/08), em Hortolândia

Duas vias que compõem o trajeto do Superviário, localizadas entre o Jardim Santana e o Jardim Minda, estão sendo recapeadas pela Prefeitura de Hortolândia. O serviço, realizado por empresa contratada pela Secretaria de Obras, começou, na tarde desta quinta-feira (25/08), pela Rua Eliza Laurinda da Silva, desde o prolongamento da Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo, até o cruzamento com a Rua das Cerejeiras.

Na manhã desta sexta-feira (26/08), o trabalho prossegue, desta vez na Rua Nossa Senhora do Carmo, desde o Auto Posto Hortolan, passando pela duplicação da Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo até a ponte próxima ao Parque dos Pinheiros. A previsão é que tudo esteja concluído até o final da tarde.

Outro ponto do complexo viário onde acontecem intervenções, nesta semana, é o de prolongamento e duplicação da Estrada Sabina, nas imediações do Parque Socioambiental Remanso das Águas. O trecho, nas proximidades da rotatória que dá acesso às empresas e ao Novo Paço Municipal, recebe ações de terraplenagem, como a “abertura de caixa” (etapa que marca o início da preparação do pavimento para execução de guias, pista, calçada e sarjetas).

Dois trechos da Estrada Sabina estão sendo duplicados. O que fica entre as ruas Flamboyant, Pacaembu e Cactos, que recebe recapeamento asfáltico, está com obras mais avançadas, quase prontas para uso. O segundo, iniciado posteriormente, é o que avança em direção à rotatória que leva ao Jd. Nova América e ao viário central, recém-construído. 

O Superviário é o maior complexo viário de Hortolândia, em implantação pela Administração Municipal. As obras começaram há pouco mais de um ano, em junho de 2021, e tem previsão de término este segundo semestre. De acordo com a Secretaria de Obras, as intervenções já atingiram os 86,23% de realização. Por meio delas haverá a integração entre regiões antes afastadas ou de difícil acesso.

Complexo viário na região do Parque Santa Fé ganhará muro de contenção

  • Publicado em Obras

Estrutura será construída por meio de sistema que utiliza bolsas para proteção das margens, contenção de taludes e encostas

As obras do novo sistema viário na região do Parque Santa Fé já estão na reta final, com 90% das intervenções concluídas. Nesta semana, a empresa contratada pela Prefeitura de Hortolândia começou a construir um muro de contenção às margens do canal localizado nas imediações da igreja localizada na Rua Dezenove. Desde segunda-feira (22/08), máquinas estão no local terraplanando a área onde haverá a execução do “bolsacreto”, sistema de construção com bolsas que servem de proteção das margens, contenção de taludes e encostas.

Este complexo viário oferecerá nova rota de acesso a quem passa pelo Jardim Novo Cambuí rumo ao Residencial São Sebastião e ao Jardim Interlagos. A obra faz parte das ações de revitalização da antiga ocupação que havia no entorno da cerâmica, implementadas pela Administração Municipal. 

Os 2.500 metros quadrados de pista, recém-implantada e asfaltada, unem trechos construídos recentemente a outros preexistentes. O circuito passa pela parte posterior do Parque Socioambiental Lago da Fé, conectando as ruas mais à direita do reservatório de contenção de enchentes, como a Dezenove, a Gramados do Norte e a Vitória da Conquista, com as do lado esquerdo, como a construída como prolongamento da Rua da Confibra, que leva ao viário Santa Fé. De acordo com a Diretoria de Obras, além do muro, em construção, ainda restam alguns reparos e a construção de trechos de calçada, guias e de ciclovia. A previsão é que a obra esteja concluída ainda neste segundo semestre.

Segundo o Departamento de Projetos e Orçamentação, a pista de caminhada terá 1.644 metros de extensão; a ciclovia, 550 metros de extensão, integrada com a já existente no Lago da Fé e o viário, 970 metros de extensão, conectando o trecho com a ponte do São Sebastião. As obras incluem ainda o prolongamento da Rua da Confibra, no Jd. Santa Fé, até a rotatória da Avenida Joaquim Marcelino Leite, entre o São Sebastião e o Jd. Interlagos. O viário também ganhará iluminação em LED, na etapa final.

Área verde no Parque das Figueiras recebe plantio de 800 mudas de árvores

  • Publicado em Obras

Ação é realizada pela Prefeitura, dentro do Projeto de arborização e paisagismo, que pretende semear mais de 50 mil mudas pela cidade até 2024

Mais uma área verde de Hortolândia foi beneficiada com o plantio de mudas de árvores frutíferas e nativas do Brasil. Desta vez, as equipes da Prefeitura estiveram no Parque das Figueiras, onde foram semeadas 800 novas mudas. Segundo boletim do Viveiro “Antônio da Costa Santos”, entre as espécies plantadas, nesta quinta-feira (18/08), estão Ipês amarelos, brancos e roxos; Canelinhas, Jequitibás rosa, Graviolas, Jambos Rosa, Pitombas, Cambucis, Pitangas, Aroeiras Salsa e Pimenteira e Sibipirunas. 

No início da semana, também houve plantio no entorno do condomínio Bella Ville, na região do Orestes Ôngaro. Ambas as ações fazem parte do Projeto de Arborização e Paisagismo, em realização pela Prefeitura. A meta da Administração Municipal é, até 2024, plantar mais de 50 mil mudas de árvores em áreas verdes municipais, como estas. 

Até o momento, o total de novas árvores cultivadas chega a 18.115 mudas de espécies frutíferas e nativas do Brasil, como paus brasis, quaresmeiras, ipês, goiabeiras, pitangueiras, sibipirunas, dentre outras. As ações de plantio, iniciadas em maio deste ano, são executadas pela equipe do Viveiro Municipal e coordenadas pela Secretaria de Obras, envolvendo todas as secretarias municipais. 

O projeto de compensação ambiental das obras que compõem o Programa de Infraestrutura Urbana e Desenvolvimento Sustentável  atende aos ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) estabelecidos pela ONU (Organização das Nações Unidas). O objetivo é projetar Hortolândia para os próximos 30 anos, com desenvolvimento econômico e equilíbrio ambiental, tornando-a uma cidade inteligente e sustentável.

Confira as principais ações do projeto de Arborização e Paisagismo:

• Plantio de mais de 50 mil mudas de árvores nativas e frutíferas, para melhorar o ar que respiramos e criar pequenos bolsões de floresta nativa, atraindo pássaros e pequenos animais silvestres;

• Criar paisagismo nas principais avenidas do município, plantando de forma ordenada várias espécies de árvores, embelezando a cidade;

• Criar vários canteiros floridos na cidade, com flores que deixam nossa cidade mais colorida;

• Plantio nas calçadas das casas, escolas e postos de saúde, para gerar abrigo do sol;

• Incentivo de atividades educacionais e ambientais envolvendo outras secretarias e à comunidade.

Locais e quantidades plantadas até agora na esfera do projeto:

11/05 - 337 mudas de árvores nativas e frutíferas na Vila Verde, em uma área de 2.024 metros quadrados próxima ao Residencial São Sebastião.

23/05 - 170 mudas de árvores nativas numa área de aterro, na região do Parque Perón, nas imediações do complexo prisional.

31/05 - 900 mudas de árvores nativas na região do Jd. Nova Europa, na gleba A2, à qual se tem acesso pela Rua Ytamaraka.

03/06 -  645 mudas em área do Jd. Terras de Santo Antonio (Rua Antônio Gazzetta)

20 e 21/06 – 2.697 mudas em área do Jd. Terras de Santo Antonio (Av. Gentil Tolomeotti)

22 e 27/06– 434 mudas em área próxima ao condomínio Golden Park, com acesso pelas ruas Grécia e Alemanha

26 e 27/06 – 230 mudas nas ruas Cinco e Seis e Av. Marginal Dois, Jd. São Felipe

28 e 29/06 – 652 mudas nas ruas Cinco e Seis, Jd. São Felipe

04 e 05/07 – 383 mudas na Rua Peroba, s/n, Pq. Residencial Jd. Jatobá

12/07 – 6.210 mudas no viário central, entre o Pq. dos Pinheiros e o Carmem Cristina (em andamento)

20/07 – 530 mudas no entorno do viário Santa Fé

28/07 – 1.127 mudas no entorno do viário Santa Fé

15/08 – 3.000 mudas no entorno do condomínio Bella Ville

18/08 – 800 mudas no Parque das Figueiras

Concluída colocação de aduelas no Ribeirão Jacuba, na Região Central

  • Publicado em Obras

Ação faz parte da obra de travessia do afluente, o que permitirá a duplicação do viário da Av. Santana 

Concluída, na tarde desta quarta-feira (17/08), a colocação de aduelas de concreto armado no trecho onde acontece a obra de travessia do Ribeirão Jacuba, na Região Central. As 34 aduelas, cada uma com 4,50 metros de altura e 9,20 metros de largura, começaram a ser instaladas no último dia 11 deste mês pelo consórcio Viário JE, contratado pela Prefeitura de Hortolândia. O grupo é formado pelas empresas Jofege Pavimentação e Construção Ltda e Construtora Etama Ltda. A ação faz parte da duplicação do viário da Avenida Santana. 

A área onde acontecem as intervenções no afluente do córrego Santa Clara fica próxima à antiga agência do banco Bradesco e à rotatória de acesso ao Centro de Memória. Segundo a Secretaria de Obras, terminada a colocação das aduelas, começa a construção de muros alas, os que fazem a ligação entre as aduelas e o canal existente.

A estrutura em construção permitirá ao viário a ser duplicado se conectar ao viaduto que, no futuro, a empresa Rumo construirá sobre a via férrea, ligando as avenidas São Francisco de Assis, na Vila Real, e Santana, no Jardim Amanda. 

A Ordem de Serviço para a obra de travessia do afluente foi dada em junho deste ano. Segundo o Departamento de Projetos e Orçamentação da Secretaria de Obras, o projeto prevê que a estrutura de travessia terá 34 metros de largura por 9,20 metros de comprimento. Serão estruturas de concreto pré-fabricadas, o que permitirá a transposição do córrego e a construção de viário com duas pistas, ciclovia e pista de caminhada.

Trecho de ciclovia implantada na Estrada Municipal Sabina Baptista ganha concreto vermelho

  • Publicado em Obras

Trecho do Superviário, em obras de duplicação, fica ao lado do Parque Remanso das Águas

A Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo, em duplicação pela Prefeitura de Hortolândia, ganha novo trecho de ciclovia, com 640 metros de extensão, às margens da lagoa de contenção de enchentes do Parque Socioambiental Remanso das Águas, entre o Parque dos Pinheiros e o Carmem Cristina. Na manhã desta segunda-feira (15/08), operários da empresa contratada pela Prefeitura implantavam a via, com concreto pigmentado de vermelho. As intervenções fazem parte da obra do Superviário, em realização pela Secretaria de Obras.

Dois trechos da Estrada Sabina estão sendo duplicados. O que fica entre as ruas Flamboyant, Pacaembu e Cactos está com obras mais avançadas, quase prontas para uso. O segundo, iniciado posteriormente, avança em direção à rotatória que leva ao Jd. Nova América e ao viário central, recém-construído. É neste que está sendo construída a nova ciclovia, que se integrará à que passa por baixo da Ponte Estaiada.

Outro ponto que passa por intervenções é o da ponte da Vila Real, onde é feito o sistema de drenagem pluvial. Na última sexta-feira (12/08), operários implantaram as chamadas “bocas de lobo” no entorno da estrutura, que recentemente ganhou barreiras guarda-corpo (New Jersey) e placas de concreto armado que formarão o passeio de pedestres e a ciclovia.

O Superviário é o maior complexo viário de Hortolândia, em implantação pela Administração Municipal. As obras começaram há pouco mais de um ano, em junho de 2021, e tem previsão de término este segundo semestre. De acordo com a Secretaria de Obras, as intervenções já atingiram os 86,23% de realização. Por meio delas haverá a integração entre regiões antes afastadas ou de difícil acesso.

Ribeirão Jacuba começa a ganhar aduelas em trecho de duplicação do viário da Av. Santana, na Região Central

  • Publicado em Obras

Estrutura, em construção pela Prefeitura no local, permitirá que via se conecte ao viaduto a ser construído sobre a via férrea pela empresa Rumo

Aduelas de concreto armado, com 4,50 metros de altura e 9,20 metros de largura, começaram, nesta quinta-feira (11/08), a ser implantadas pela Prefeitura de Hortolândia no Ribeirão Jacuba, em trecho onde acontece a obra de travessia do afluente do córrego Santa Clara, na Região Central. A ação faz parte da duplicação do viário da Avenida Santana. 

Segundo a Secretaria de Obras, neste local, que fica próximo à antiga agência do banco Bradesco e à rotatória de acesso ao Centro de Memória da Secretaria de Cultura, serão colocadas ao todo 34 aduelas. Pequena parte das estruturas já está às margens do ribeirão; a outra está sendo transportada, pouco a pouco, em razão do tamanho das peças, pelo consórcio Viário JE, contratado pela Administração Municipal. O grupo é formado pelas empresas Jofege Pavimentação e Construção Ltda e Construtora Etama Ltda, 

A estrutura em construção permitirá ao viário a ser duplicado se conectar ao viaduto que, no futuro, a empresa Rumo construirá sobre a via férrea, ligando as avenidas São Francisco de Assis, na Vila Real, e Santana, no Jardim Amanda. 

A Ordem de Serviço para a obra de travessia do afluente foi dada em junho deste ano. Segundo o Departamento de Projetos e Orçamentação da Secretaria de Obras, o projeto prevê que a estrutura de travessia terá 34 metros de largura por 9,20 metros de comprimento. Serão estruturas de concreto pré-fabricadas, o que permitirá a transposição do córrego e a construção de viário com duas pistas, ciclovia e pista de caminhada.