Menu


Projeto “Bate-papo de cinema” do Pontos MIS exibe recém-lançado filme brasileiro “Carvão”

Filme será disponibilizado on-line a partir desta sexta-feira (25/11) até domingo (27/11); no sábado (26/11) haverá bate-papo sobre a produção

O público terá oportunidade de assistir um recém-lançado filme brasileiro no projeto “Bate-papo de cinema”, promovido pelo Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) com o apoio da Prefeitura de Hortolândia. A atração desta semana será o longa-metragem “Carvão”, que estreou nas salas de cinema do país este mês. O filme será disponibilizado on-line a partir desta sexta-feira (25/11) até domingo (27/11). Para assisti-lo, é necessário se inscrever por meio deste LINK. O filme tem classificação indicativa de 18 anos.

O projeto também promove um bate-papo on-line ao vivo sobre o filme, neste sábado (26/11), às 18h. Participarão do debate a diretora da produção, Carolina Markowicz, e a atriz do longa, Maeve Jinkings. A mediação será da cineasta Giuliana Monteiro. O público poderá assistir o bate-papo no canal do YouTube Pontos MIS, que terá interpretação em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) para deficientes auditivos.

Com um tom fortemente crítico sobre a situação atual do Brasil, o filme conta a história do casal Irene e Jairo, que vivem com o filho, Jean, e o pai de Irene numa cidade do interior. Eles têm uma pequena carvoaria no quintal da casa. A família recebe uma proposta financeira vantajosa. Eles terão que hospedar um homem estrangeiro em sua casa. Porém, a chegada do hóspede transforma a dinâmica da família a ponto de colocá-la em risco. Irene começa então a questionar se a decisão de receber o estrangeiro vale a pena ou não. 

“Carvão” é o filme de estreia da cineasta Carolina Markowicz. Ao longo de sua carreira, a diretora já realizou os curtas-metragens “Edifício Tatuapé Mahal” (2014), “Namoro à distância” (2017) e “O órfão” (2018). O elenco do filme conta com Maeve Jinkings (Irene), que atuou nos longas “O som ao redor” e “Aquarius” e na novela “A regra do jogo”, Romulo Braga (Jairo), Cesar Bordon (o hóspede), Jean Costa (Jean), Camila Mardila, Pedro Wagner e Aline Marta. “Carvão” foi exibido neste ano nos Festivais de Cinema de Toronto (Canadá) e de San Sebastian (Espanha).

Leia mais ...

Pontos MIS exibe documentário brasileiro sobre artista performática Marina Abramovic

Filme será disponibilizado on-line a partir desta sexta-feira (18/11) até domingo (20/11); no sábado (19/11) haverá bate-papo sobre a produção

Marina Abramovic é uma artista performática sérvia que iniciou sua carreira nos anos de 1970. Seu trabalho é considerado provocador por desafiar os limites do corpo e abordar a comunicação com o público. Ela é o tema do documentário nacional “Espaço além – Marina Abramovic e o Brasil”. O filme é a atração desta semana do projeto “Bate-papo de cinema”, realizado pelo programa estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) com o apoio da Prefeitura de Hortolândia. O documentário é um dos longas-metragens vencedores de edições anteriores do festival itinerante Move Cine Arte, que acontece na cidade de São Paulo e em Veneza (Itália). O longa-metragem será disponibilizado on-line a partir desta sexta-feira (18/11) até domingo (20/11). Para assisti-lo, é necessário se inscrever por meio deste LINK. O filme tem classificação indicativa de 14 anos.

O projeto também promove um bate-papo on-line ao vivo sobre o documentário, neste sábado (19/11), às 18h. Participarão do debate um dos criadores do festival Move Cine Arte, Andre Fratti Costa, e o diretor do filme, Marco Del Fiol. O público poderá assistir o bate-papo no canal do YouTube do Pontos MIS, que terá interpretação em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) para deficientes auditivos.

O documentário mostra a viagem que Marina Aramovic fez pelo Brasil em busca de inspiração artística e cura espiritual. Ao longo de sua jornada no país, a artista vivenciou rituais xamânicos, teve encontros com curandeiros. A experiência de percorrer o Brasil desencadeia em Marina uma viagem profunda introspectiva por meio de memórias, dores e experiências passadas. O documentário também traz uma abordagem inédita sobre o processo criativo da artista.

Leia mais ...

Estão abertas inscrições para oficina sobre arte contemporânea do Pontos MIS

Atividade será ministrada nos dias 21, 22 e 23 deste mês, das 18h às 20h

Como é a arte hoje? Para tentar responder essa pergunta, o projeto estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som), com o apoio da Prefeitura de Hortolândia, realiza a oficina on-line “Uma introdução à Arte Contemporânea”. As inscrições estão abertas e podem ser feitas por meio deste LINK. A oficina acontecerá nos dias 21, 22 e 23 deste mês, das 18h às 20h. A oficina será ministrada pelo Núcleo Educativo do Paço das Artes, órgão do governo do Estado.

O curso, com caráter introdutório, abordará a sistematização da Arte Contemporânea a partir da metade do século XX e seus desdobramentos até o presente. Também serão apresentadas as diferentes linguagens e suportes explorados pela Arte Contemporânea em trabalhos de artistas brasileiros e internacionais. A oficina ainda discutirá o conceito de decolonialidadeno campo das artes.

No primeiro dia, serão mostradas as diferentes origens e definições da Arte Contemporânea. No segundo dia, a oficina abordará as características mais marcantes nas linguagens artísticas da contemporaneidade. Já no terceiro e último dia, a oficina analisará as questões sociais presentes na Arte Contemporânea atual.

Leia mais ...

Projeto “Bate-papo de cinema” do Pontos MIS exibe produções vencedoras do festival itinerante Move Cine Arte

Atração desta semana é o filme argentino “O coral que trouxemos do Brasil”, que ficará disponível on-line a partir desta sexta-feira (11/11) até domingo (13/11); no sábado (12/11) haverá bate-papo sobre a produção

Quer conhecer a cinematografia de outros países? Uma boa oportunidade para fazer isso é conferir a edição desta semana do projeto “Bate-papo de cinema”, realizado pelo programa estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) com o apoio da Prefeitura de Hortolândia. O projeto apresentará longas-metragens vencedores do festival itinerante Move Cine Arte, que acontece na cidade de São Paulo e em Veneza (Itália). A atração desta semana será a produção argentina “El coral que trajimos de Brasil” (“O coral que trouxemos do Brasil”). O filme será disponibilizado on-line a partir desta sexta-feira (11/11) até domingo (13/11). Para assisti-lo, é necessário se inscrever por meio deste LINK. O filme tem classificação indicativa livre.

O projeto também promove um bate-papo on-line ao vivo sobre o filme, neste sábado (12/11), às 18h. Participarão do debate o diretor de cinema e um dos criadores do festival Move Cine Arte, Andre Fratti Costa, e a cineasta e escritora Paola Prestes. O público poderá assistir o bate-papo no canal do YouTube do Pontos MIS, que terá interpretação em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) para deficientes auditivos.

O filme aborda a questão da memória. A história é protagonizada pelo pintor argentino Guillermo Roux e sua esposa Franca Beer. Após 45 anos, eles assistem, em um laptop, um filme mudo, feito pelo cineasta Simon Feldman num verão dos anos de 1960, que ficou esquecido na residência do casal. O filme mostra o jovem Guillermo trabalhando e pintando em uma piscina vazia, cercado de várias pessoas. Ao assistirem o filme, o artista plástico e sua esposa refletem sobre a passagem do tempo, a velhice e a história da própria Argentina.

Leia mais ...

Pontos MIS e Prefeitura de Hortolândia exibem filme de animação “A Família Addams”

  • Publicado em Saúde

Sessões serão nesta quarta-feira (09/11), às 8h e às 13h15, e sexta-feira (11/11), às 19h, com pipoca grátis

Você quer curtir um cinema com as crianças? A dica é conferir o filme de animação “A Família Addams”, que será exibido pelo projeto estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) com o apoio da Prefeitura de Hortolândia. As sessões, com pipoca grátis, serão nesta quarta-feira (09/11), às 8h e às 13h15, e sexta-feira (11/11), às 19h, na Escola de Artes Augusto Boal, localizada na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda. 

O filme é protagonizado pelos famosos personagens de quadrinhos criados nos anos de 1930 pelo cartunista americano Charles Addams. Desde então, “A Família Addams” já foi transformada em séries de televisão, dois filmes live-action e musical da Broadway. 

Nessa animação de 2019, a Família Addams enfrenta a ameaça de ter que deixar a mansão onde eles vivem. Uma apresentadora de TV, chamada Margaux Needler, quer despejá-los para construir um novo empreendimento imobiliário. Na versão original em inglês, o filme conta com as vozes dos atores Oscar Isaac (Gomez), Charlize Theron (Mortícia), Chloë Grace Moretz (Wandinha), Finn Wolfhard (Feioso), Nick Kroll (Tio Fester), Bette Midler (Vovó Adams) e Allison Janney (Margaux Needler).

Leia mais ...

“A luneta do tempo”, primeiro filme de Alceu Valença, é atração do Pontos MIS

O cantor participa de bate-papo on-line ao vivo sobre o longa-metragem, neste sábado (22/10), às 18h

Alceu Valença tem múltiplos talentos artísticos. Com uma bem sucedida carreira de cantor e compositor, ele decidiu trilhar o caminho do cinema. O resultado pode ser conferido no filme “A luneta do tempo”, que marca sua estreia como diretor. O longa-metragem é a atração do projeto ‘Bate-papo de cinema”, promovido pelo programa estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) com o apoio da Prefeitura de Hortolândia. O filme será disponibilizado on-line a partir desta sexta-feira (21/10) até domingo (23/10). Para assisti-lo, é necessário se inscrever por meio deste LINK. O filme tem classificação indicativa de 12 anos.

Alceu Valença é o convidado do bate-papo remoto e ao vivo sobre o filme que o projeto promoverá, neste sábado (22/10), às 18h. A mediação será da diretora Giuliana Monteiro. O público poderá assistir ao bate-papo no canal do YouTube do Pontos MIS, que terá ainda interpretação em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) para pessoas com deficiência auditiva.

O filme conta a história do bando de Lampião e Maria Bonita, ambientada no sertão de Pernambuco, terra natal de Alceu Valença. O longa-metragem surgiu a partir de um poema de cordel que o artista escreveu e no qual relembra suas origens e a infância. Valença fala sobre três temas que lhe são caros: circo, poesia e cangaço. O artista ainda compôs a trilha sonora do filme, que foi lançada em um CD duplo. O elenco conta com Irandhir Santos, como Lampião, e Hermila Guedes, no papel de Maria Bonita. O cantor também participa do filme, interpretando o palhaço Velho Quiabo. Lançado em 2016, o filme foi premiado no Festival de Gramado, tendo ganho os prêmios Kikitos nas categorias Melhor Direção de Arte e Melhor Trilha Sonora.

Leia mais ...