Menu


Membros eleitos do Conselho Municipal de Cultura tomam posse

Cermônia realizada na Escola de Música, nesta terça-feira (16/11), contou com a participação do prefeito José Nazareno Zezé Gomes

A sociedade civil terá voz ativa na implementação de projetos e ações para melhorar a cultura da cidade por meio do Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC). Os novos membros eleitos do órgão tomaram posse, nesta terça-feira (16/11). A cerimônia, ocorrida no Centro de Educação Musical Municipal de Hortolândia (CEMMH), contou com a participação do prefeito José Nazareno Zezé Gomes. 

Em virtude da pandemia do Coronavírus, o evento seguiu os protocolos sanitários com o uso obrigatório de máscara, distanciamento e disponibilização de álcool em gel. Houve ainda controle de entrada por meio de inscrição prévia de convidados. Os participantes tiveram que apresentar cartão de vacinação contra a COVID-19. De acordo com a Secretaria de Cultura, a cerimônia contou com a presença de cerca de 100 pessoas.

Além da entrega dos certificados aos novos conselheiros, o evento homenageou à ex-aprendiz Maria Rodrigues de Campos, que comemora 70 anos de idade. Ela foi a primeira aluna formada pela Formação Cultural em Teatro, ministrada pela Escola de Artes Augusto Boal, além de ter participado de vários cursos livres e oficinas promovidos pela Prefeitura. 

O QUE É O CMPC

O Conselho Municipal de Política Cultural foi instituído pela lei Nº 2693 de 2012. O órgão possui caráter deliberativo, consultivo e fiscalizador, e  colabora no desenvolvimento da legislação e aplicação dos recursos municipais na área de Cultura. O órgão é um dos pilares do Sistema Municipal de Cultura, junto com o Plano Municipal de Cultura e o Fundo Municipal de Cultura. O Conselho é ainda responsável por organizar as Conferências Municipais de Cultura, com o objetivo de estabelecer e monitorar as metas do plano. 

O conselho é uma instância de participação e pactuação conjunta entre o setor público e a sociedade civil, está última está representada em oito  segmentos artísticos/culturais da cidade, que são os seguintes: Pontos de Cultura; Manifestações e Expressões Culturais de Rua; Patrimônio Cultural Material e Imaterial; Artes Cênicas; Música; Cultura Digital; Artes Visuais e Audiovisual; Livros Leitura e Literatura; e Economia da Cultura.

Os membros empossados foram escolhidos por meio de eleição realizada em setembro deste ano para escolher os representantes da sociedade civil. Os conselheiros cumprirão mandato para o biênio 2021-2023. O pleito contou com a participação de 691 eleitores, distribuídos por região (Jardim Amanda, região central, Jardim Novo Ângulo e Jardim Rosolém). Cada eleitor pôde votar em até oito candidatos. No total, foram computados 5.528 votos, dos quais 3.222 válidos. A população pode consultar mais informações sobre o CMPC no site Mapa da Cultura, por meio deste LINK.

Confira abaixo os membros empossados do CMPC:

– Economia da Cultura:

Juraci dos Santos Moreira

– Pontos de Cultura:

Rodrigo Alves Domingos 

– Livros, Leitura e Literatura:

José Coelho Rodrigues

– Cultura Digital, Artes Visuais e Audiovisuais:

Diego Marcel Freitas Pereira

– Patrimônio Cultural Material e Imaterial:

Julia Rany Campos Uzun

– Artes cênicas:

Vanessa Reis Cruz “Vanny Reis”

– Manifestações e expressões culturais de rua:

Leonardo Aparecido Carvalho

– Música:

Edilaine Silva Oliveira de Lima

 

Membros indicados pelo Poder Público:

– Secretaria de Cultura:

Cleuzer Marques de Lima “John Lenon” 

Paulo Eduardo Germano

– Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia:

Célia Regina Batista dos Santos 

– Secretaria de Esporte e Lazer:

Ari Bezerra da Silva

– Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social:

Amarantino Jesus de Oliveira “Tino”

– Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável:

Josemil Rodrigues

– Secretaria de Saúde:

Janaina Martins Credendio 

– Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação:

Edson Douglas Aparecido Ferraz

Zezé Gomes é empossado prefeito de Hortolândia em governo de continuidade

 

O prefeito José Nazareno Zezé Gomes foi empossado, pela Câmara de Vereadores, para o cargo de Chefe do Executivo de Hortolândia, na tarde desta terça-feira (06/04). A sessão extraordinária foi convocada na véspera, após leitura do ato extintivo do mandato de prefeito de Angelo Perugini, que estava afastado do cargo desde o dia 15 de fevereiro por motivo de saúde e faleceu, na última quinta-feira (01/04), em decorrência de complicações da COVID-19. A Casa de Leis tornou pública e constou na ata da sessão a convocação para a posse de Zezé Gomes, vice-prefeito eleito ao lado de Perugini. O procedimento segue as normas estabelecidas no regimento interno da Câmara Municipal, responsável por empossar o prefeito, e na Lei Orgânica do município, que estabelece que em caso de óbito do prefeito quem assume o cargo é o vice eleito. Ao assumir o cargo, Zezé Gomes afirma que terá uma gestão de sucessão aos trabalhos já iniciados por Perugini.

Com a posse de Zezé Gomes para comandar a Prefeitura, Hortolândia fica sem vice-prefeito. No caso do prefeito atual se ausentar por motivo de saúde ou viagem, quem assume o Executivo é o presidente da Câmara Municipal, posto ocupado pelo vereador Paulo Pereira Filho durante o biênio 2021-2022.

O atual prefeito, Zezé Gomes, tem 61 anos e é Tecnólogo em Gestão Ambiental. Ele foi vereador por dois mandatos (2008 – 2016), sendo presidente da Câmara durante um biênio (2011-2012). Em 2016, foi eleito vice-prefeito junto de Perugini prefeito. Zezé assumiu, ainda, o posto de secretário de Meio Ambiente. Em 2020, foi eleito pela segunda vez ao cargo de vice-prefeito.

Morador da cidade há 42 anos, Zezé é casado e tem quatro filhos. Chegou em Hortolândia em 1978, vindo do Paraná. Aqui na cidade, atuou como metalúrgico e comerciante. Ao lado de Perugini, se envolveu com as lutas populares em busca de infraestrutura básica para todos: abastecimento de água, rede de coleta e tratamento de esgoto, saúde, educação, moradia, iluminação pública e transporte. Por meio deste engajamento, se destacou dentro do movimento social e na emancipação de Hortolândia, em 1991.

“Tomo posse como prefeito em um dos momentos mais difíceis da minha vida. Perugini era a locomotiva de um projeto de desenvolvimento, crescimento e melhoria da qualidade de vida do povo de Hortolândia. Quero honrar este legado. Juntos, vamos fazer da nossa cidade um lugar cada vez melhor de se viver”, destacou Zezé Gomes, no evento de posse.