Menu


Estão abertas inscrições para oficina de pantomima

Atividade começará nesta sexta-feira (23/09), na Escola de Artes Augusto Boal, no Jd. Amanda

A pantomima é um tipo de encenação feita com gestos, expressões faciais e movimentos do corpo sem utilizar a fala. Essa forma artística, surgida na Grécia antiga, encanta o público até hoje. Para quem quer aprender ou aprofundar conhecimentos sobre essa arte cênica, a Prefeitura de Hortolândia promove uma oficina de pantomima. As inscrições devem ser feitas por meio deste LINK. São 25 vagas disponíveis. A oficina é para profissionais e estudantes de teatro, circo, dança ou performance, com ou sem experiência prévia, com idade acima de 14 anos. A oficina será ministrada nesta sexta-feira (23/09) e nos dias 30/09, das 19h às 21h30, e 07/10, das 19h às 22h, na Escola de Artes Augusto Boal, localizada na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda.

A oficina abordará aspectos teóricos e históricos da pantomima. Também serão mostrados exercícios sobre várias técnicas de mímica, desenvolvidos por artistas estrangeiros consagrados, como os franceses Etienne Decroux, Jacques Lecoq e Marcel Marceau, o americano Charles Chaplin e o italiano Dario Fo. Os aprendizes receberão certificado pela oficina.

A atividade será ministrada pelo ator e mímico, Rodrigo Nasser. Para melhor ilustrar o conteúdo abordado na oficina para os aprendizes, o ator utilizará como exemplo seu espetáculo-intervenção “Bululu”, no qual ele faz a releitura de números clássicos de ilusão pantomímica e apresenta performance das estátuas vivas. 

Nasser recebeu prêmios de melhor ator em diversos festivais do Brasil com os espetáculos “As presepadas de Damião” (2012) e “As desventuras do Capitão Rabeca” (2019). Conquistou o prêmio de Melhor Esquete do FESQ (Festival de Esquetes de Macaé – RJ) 2021 com o número de mímica “Paternidade”. Participou ainda remotamente dos festivais internacionais de mímica MimeWave (Holanda/Ucrânia), Art of Silence (Índia), Standarmime (Indonésia) e It’s Mime Time – Virtual Theatre (Alemanha).

A oficina é um dos projetos contemplados pelo ProAC (Programa de Ação Cultural), do governo estadual, nas áreas de circo/produção/grupos/artistas individuais/duplas, e conta com o apoio da Prefeitura de Hortolândia.

Crédito da foto: Mauro Machado

Hortolândia recebe peça de teatro infantil “De cabelo em pé”

Espetáculo terá sessões gratuitas nesta quinta e sexta-feira (22 e 23/09), na Escola de Artes Augusto Boal

As crianças vão poder conhecer o fascinante mundo da ciência de um jeito divertido. Hortolândia recebe o espetáculo de teatro infantil “De cabelo em pé”, nesta quinta e sexta-feira (22 e 23/09). As sessões gratuitas serão, às 9h, 11h e 13h, na Escola de Artes Augusto Boal, órgão da Prefeitura, que fica na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda. 

O espetáculo mostra dois cientistas que fazem a maior bagunça em um laboratório. Com suas experiências malucas e muito humor, os cientistas ensinam as crianças sobre fontes de energia. A peça tem duração de aproximadamente uma hora. A vinda do espetáculo é viabilizada por meio do ProAC (Programa de Ação Cultural) do governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Hortolândia e patrocínio da empresa Braswell.

Crédito da foto: Marcello Ferreira

Hortolândia abre inscrições para segunda turma do curso sobre Políticas Culturais

Atividade tem 15 vagas disponíveis; inscrições terminam nesta sexta-feira (26/08)

Você trabalha com cultura e busca viabilizar a realização de um projeto com o apoio do poder público? Então, é importante que você saiba como funciona a legislação dessa área no Brasil. Para auxiliar a categoria artístico-cultural da cidade, a Prefeitura de Hortolândia abre inscrições para a segunda turma do curso básico de políticas culturais. As inscrições devem ser feitas por meio deste LINK. O prazo de inscrição termina nesta sexta-feira (26/08). O curso é voltado para conselheiros do Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC), artistas e fazedores culturais. São 15 vagas disponíveis. A Prefeitura abriu a primeira turma em julho deste ano.

De acordo com a Secretaria de Cultura, o curso terá carga horária de 16 horas, sendo 12 horas em sala e quatro horas em atividades extra sala. O curso tem início previsto para o dia 9 de setembro. As demais aulas serão nos dias 16, 23 e 30/09, das 19h às 22h15. O curso será ministrado na Escola de Artes Augusto Boal, localizada na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda.

O curso será dividido em quatro módulos. O primeiro será com o tema “Direitos Culturais”. Serão abordados os tópicos: direitos culturais nos diplomas internacionais, direitos culturais na Constituição Federal, e direitos culturais na legislação infraconstitucional.

O segundo módulo será sobre o tema “Sistemas de Cultura”. Serão abordados: os conselhos e sistemas nacional, estadual e municipal de Cultura, leis de incentivo e fomento, mecenato, e financiamento da Cultura.

No terceiro módulo, “Políticas Culturais”, os participantes aprenderão sobre políticas culturais públicas e privadas, vetores para políticas culturais e tipologia de políticas culturais. O quarto e último módulo abordará política cultural comparada e um estudo de caso. 

O curso será ministrado por Felipe Garofalo Cavalcanti. O profissional é formado em Direito, com especialização em gestão pública. Atualmente, é curador no Museu da Cidade de São Paulo.

O secretário de Cultura, Régis Athanázio Bueno, destaca que o curso visa promover a atualização de artistas e fazedores culturais do município para que tenham melhor compreensão sobre a legislação cultural, facilitando assim a elaboração de diretrizes, metas, projetos e ações artístico-culturais. “É a segunda turma neste ano. Com o curso, abrimos espaço para que os fazedores culturais entendam melhor o funcionamento da Política Cultural em âmbito nacional e como isso pode beneficiar a vida da população”, destaca o secretário.

Filme “O Poderoso Chefão 2” é atração do projeto Pontos MIS

Sessão será nesta sexta-feira (19/08), às 19h30, na Escola de Artes Augusto Boal, no Jardim Amanda

Os cinéfilos continuam em regojizo com a comemoração dos 50 anos do filme “O Poderoso Chefão”, nesta semana. O projeto estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) e a Prefeitura de Hortolândia promovem a exibição do igualmente aclamado “O Poderoso Chefão 2”. A sessão será, nesta sexta-feira (19/08), às 19h30, na Escola de Artes Augusto Boal, que fica na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda. A classificação indicativa é de 14 anos.

O longa-metragem é um raro caso de continuação que agradou o público e a crítica. O enredo se passa três anos após os acontecimentos mostrados no primeiro filme. “O Poderoso Chefão 2” conta duas histórias paralelas. A primeira é centrada no caçula Michael Corleone, que assume o controle dos negócios da família. A outra história retrata a infância, a juventude e a ascensão do patriarca, Vito Corleone, na interpretação magistral de Robert De Niro. A sequência também foi dirigida por Francis Ford Coppola. 

Além de Robert De Niro, o elenco conta com Al Pacino, Diane Keaton, Robert Duvall, entre outros. “O Poderoso Chefão 2” teve 11 indicações ao Oscar, tendo vencido em seis categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (Robert De Niro) e Melhor Roteiro Adaptado (Francis Ford Coppola e Mario Puzo).

Filme “As crônicas de Nárnia: o leão, a feiticeira e o guarda-roupa” é a atração da sessão do Pontos MIS

Sessão com pipoca grátis será nesta sexta-feira, às 19h, na Escola de Artes

Crianças e jovens que ainda estão em férias escolares do meio de ano podem curtir o fim do recesso com a sessão de cinema desta sexta-feira (29/07), promovida pelo projeto Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) e a Prefeitura de Hortolândia. A atração será o filme “As crônicas de Nárnia: o leão, a feiticeira e o guarda-roupa”. A classificação indicativa é de 10 anos. A sessão será, às 19h, na Escola de Artes Augusto Boal, localizada na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda. A sessão terá outro atrativo: haverá pipoca grátis. A Prefeitura reforça a orientação que é obrigatório o uso de máscara durante a sessão.

Um dos sucessos do cinema dos anos 2000, o filme é baseado no primeiro volume da série de livros infantis do autor irlandês C.S. Lewis. A história é protagonizada pelos irmãos Lúcia, Susana, Edmundo e Pedro. Por causa da Segunda Guerra Mundial, eles têm que sair de Londres para ir morar na casa de um professor, numa pequena cidade do interior. Na casa, a caçula Lúcia descobre dentro de um guarda-roupa a entrada para o mundo mágico de Nárnia. Nesse mundo, Lúcia e seus irmãos vivem aventuras ao enfrentar uma feiticeira malvada. Na jornada, os quatro jovens contarão com a ajuda do leão Aislan. “As crônicas de Nárnia: o leão, a feiticeira e o guarda-roupa” foi o vencedor do Oscar de Melhor Maquiagem, em 2006.

Sarau “Evoé Portas Abertas” traz apresentações artísticas de alunos e artistas da cidade

Evento promovido pela Prefeitura será nesta sexta-feira (22/07), às 18h30, na Escola de Artes Augusto Boal

Você gosta de apresentações teatrais, musicais e performances? Então, uma boa dica de lazer é conferir o sarau “Evoé Portas Abertas”, que a Prefeitura de Hortolândia promove, nesta sexta-feira (22/07). O evento será, às 18h30, na Sala Experimental da Escola de Artes Augusto Boal, localizada na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda. Para assistir às apresentações, o público pode deixar o nome na lista no local, ou comparecer meio hora antes no dia do evento para retirar senha. A Prefeitura reforça a orientação que é obrigatório o uso de máscara para acompanhar o evento. O sarau é um dos eventos mais tradicionais do calendário cultural do município. Em virtude da pandemia, não foi realizado nos últimos dois anos.

O evento foi criado, em 2015, por aprendizes das Formações Culturais (cursos profissionalizantes) de Arte Dramática (Teatro) e de Dança, ministrados pela Prefeitura na Escola de Artes Augusto Boal. O sarau faz parte da disciplina Legislação e Produção Cultural, que consta da grade curricular das formações. 

A palavra “evoé” é um grito de evocação ao deus da mitologia romana Baco (ou Dionísio, na mitologia grega), relacionado às festas e ao vinho. O sarau tem “portas abertas” para pessoas que queiram participar. O objetivo é promover a livre circulação de experimentos e manifestações artísticas e a integração entre alunos e a comunidade. 

O sarau terá apresentações de alunos, artistas e fazedores culturais da cidade que fizeram inscrição previamente para participar. A programação está disponível no site Mapa da Cultura, da Secretaria de Cultura, por meio deste LINK, ou por meio do QR Code que está no arquivo anexo abaixo. 

Confira a porgramação do sarau “Evoé Portas Abertas”: 

– Yuri Santos

Exposição “devdbxy” (em frente à Sala de Produção)

 

– Francely dos Santos de Amarins

Exposição de artesanato confeccionados pela família da artista (em frente à Sala de Produção)

 

– Jota Libras e Antonia Aguiar

Apresentação da música “Ponto de exclamação”, do grupo Jovem Dionísio, em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais)

 

– Val Alves

Apresentação do espetáculo “Sonho de um palhaço”

 

– Evan Cardozo

Apresentação de dança na modalidade jazz funk inspirada na coreografia “Take me & Swalla (Solo stage)”, da artista tailandesa Lisa (Lalisa Manoban)

 

– Shita Yamashita (grupo Teatro Maruá Encantado)

Apresentação do espetáculo “Firuliche”, inspirado na obra do escritor uruguaio Eduardo Galeano.  

 

– Carla Tosetto

Apresentação do espetáculo “Imitações”, com aprendizes do curso de expressão vocal 

 

– Antonia Aguiar

Apresentação do espetáculo “Agda”

 

– Maria Rodrigues de Campos 

Apresentação do espetáculo “Cantos do SerTão” com as músicas “Meu divino São José” e “Candeeiro”

 

– Vany bellydance

Apresentação do espetáculo “Asas de Ísis” de dança do ventre com o véu wings

 

– Ana Chinchila e Shita Yamashita (grupo Teatro Maruá Encantado)

Apresentação do esquete “As lavadeiras”

 

– Jura do Pote 

Apresentação da performance “As raízes que sustentam com trouxa na cabeça”

 

– Maria Rodrigues de Campos 

Apresentação do espetáculo “Cantos do SerTão” com as músicas “Meu divino São José” e “Candeeiro”

 

– Evan Cardozo

Apresentação de dança na modalidade jazz funk inspirada na coreografia “Take me & Swalla (Solo stage)”, da artista tailandesa Lisa (Lalisa Manoban)

 

– Gabriel Souza dos Anjos 

Apresentação da música “Te procurar”, de autoria do artista 

 

–Karen Pessoa

Apresentação do espetáculo “Saudade”

 

– Antônia Aguiar

Apresentação do poema “Em busca de nós”, de autoria da artista

 

– Lucas Peixoto

Apresentação do espetáculo com voz e violão “Coisas simples”, com músicas compostas pelo artista

 

– Leticia Fontes 

Apresentação do texto “E se eu fosse eu”, de Clarice Lispector 

 

– Felipe Motta 

Apresentação do espetáculo “Menina dos olhos verdes” 

 

– Emilly Corrêa Sanches Sutil 

Apresentação do espetáculo “Recitando minha arte”, com declamação de poesias 

 

– Grupo KSS Visão 

Apresentação com três músicas do gênero rap

 

– Grupo Kryolus Dance

Apresentação de dança no estilo hip hop freestyle