Menu


Prefeitura já confecciona kits de uniformes escolares para 2023

São produzidas ao todo 130 mil peças de roupas, que serão entregues aos estudantes da rede municipal de Hortolândia no início do ano letivo

Em Hortolândia, a confecção dos uniformes escolares para 2023 está a todo vapor. Ao todo, são produzidas pela Prefeitura 130 mil peças de roupas, 78 mil para os kits de verão e 52 mil para os de inverno, segundo dados fornecidos pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, responsável pelo CQP I “Costura & Moda”(Centro de Qualificação Profissional), espaço onde acontece o Curso de “Costura Industrial”, no âmbito do qual os itens são feitos.

Para os kits de verão são confeccionadas 52 mil camisetas e 26 mil bermudas; já para os de inverno, são 26 mil calças e 26 mil jaquetas. Os primeiros serão entregues aos estudantes em fevereiro, no início do ano letivo. A previsão é que os segundos sejam distribuídos entre março e abril. A entrega de kits de uniformes escolares beneficia diretamente cerca de 26 mil estudantes municipais, matriculados desde a Educação Infantil até a EJA (Educação de Jovens e Adultos).

As peças são produzidas por 44 bolsistas, 41 mulheres e três homens. Do total de participantes, 35 são aprendizes de costura e cinco compõem a equipe de apoio. Os aprendizes participam do programa Acerte (Ação Cidadã de Requalificação, Trabalho e Educação), vinculado à Secretaria de Governo, e recebem R$710,00 e cesta básica, para a aprendizagem profissional diária de quatro horas. 

A Prefeitura investe cerca de R$ 6 milhões, entre pagamento de bolsas aos aprendizes e a aquisição de tecidos e aviamentos, de acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social.

“A confecção dos uniformes se insere dentro de uma política pública transformadora que transfere renda aos aprendizes do curso de Costura Industrial e fundamenta a valorização do bem-estar do estudante na escola ao propiciar confronto, identidade e segurança”, ressalta o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva.

Leia mais ...

Concluída entrega de uniformes de verão a estudantes municipais de Hortolândia

Prefeitura também conduziu processo de trocas de kits, solicitadas por pais e responsáveis, para adequação de tamanhos das peças

A maratona de entrega de kits de máscaras de proteção individual e uniformes escolares de verão, iniciada em cinco de março pela Prefeitura de Hortolândia, chegou ao fim, em todas as 59 escolas municipais. Segundo a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, responsável pela ação junto à comunidade escolar, acontece, desde o último dia 11 deste mês, o período de trocas e ajustes de uniformes, conduzida em cada unidade escolar pelas equipes gestoras e monitorada pela Secretaria.

Ao todo, foram entregues 26.420 kits de uniformes de verão e 96.800 máscaras. De acordo com a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, até o momento, 27 escolas já solicitaram uniformes a mais para atender novos alunos matriculados na rede municipal, bem como a troca de peças por outras de tamanho mais adequado. Os kits começaram a chegar às escolas no dia 21 de fevereiro, após a confecção dos itens pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social.

Em caso de troca, a orientação da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, é que o responsável entre em contato com a gestão da escola e informe que deseja a troca. Após isso, a Secretaria de Inclusão Social faz a separação dos tamanhos para a unidade escolar e realiza as trocas.

“Já tínhamos ideia do tamanho do uniforme das crianças. No processo de troca não teve aglomeração, foi super tranquilo. Os pais gostam bastante do uniforme, eles ficam bem felizes”, explica a diretora Kelli Patrícia Almeida Assis, da Emeief (Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental) Jardim Santa Amélia Humberto de Amorim Lopes.

“Os uniformes são excelentes, de boa qualidade, nos ajuda muito. A qualidade é ótima, material bom, secagem rápida. Não tive problema, veio no tamanho correto”, avalia a Chefe de Gabinete Parlamentar na Câmara de Hortolândia, Rosemary Ap. do Nascimento Souza, mãe de Davi Nascimento de Souza, estudante do Jardim II.

Sobre a confecção dos uniformes e das máscaras

Cada aluno recebeu quatro máscaras de tecido, duas camisetas e uma bermuda. A medida beneficia diretamente os estudantes matriculados em 59 unidades municipais, da Educação Infantil e à EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Máscaras e uniformes de verão foram confeccionados por meio de projeto social desenvolvido pela Administração Municipal. Os itens foram fabricados por 50 bolsistas do programa Acerte (Ação Cidadã de Requalificação, Trabalho e Educação), vinculado à Secretaria de Governo.

A produção das peças aconteceu durante uma das etapas da formação “Costura Industrial”, oferecida gratuitamente aos bolsistas do Acerte no CQPP II – Costura e Moda (Centro de Qualificação Pessoal e Profissional), órgão da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social localizado no Jd. Terras de Santo Antonio. Além de aprimorar os conhecimentos na área de costura e modelagem ou aprender uma nova profissão, cada aprendiz recebeu bolsa de R$ 710,00, vale-transporte e cesta básica de R$171,50, durante o tempo de formação.

Leia mais ...

Pais ressaltam qualidade e economia de uniforme escolar entregue em Hortolândia

Prefeitura retomou, nesta quarta-feira (09/03), série de eventos de distribuição de kits escolares com máscaras e uniformes de verão

Prático, bonito, feito com material de qualidade e, além de tudo, econômico para a família. Assim é o uniforme escolar, entregue pela Prefeitura de Hortolândia, na visão de pais e responsáveis presentes às cerimônias oficiais de entrega de kits de máscaras de proteção individual e de uniformes de verão. Nesta quarta-feira (09/03), os eventos aconteceram em duas unidades escolares do Jardim Amanda, a Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Jardim Amanda I e a Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) D. Ana José Bodini Januário e contaram com a presença do prefeito José Nazareno Zezé Gomes e de secretários municipais, além de membros da comunidade escolar. Feita no início do ano letivo, a ação beneficia diretamente estudantes da Educação infantil, Ensino Fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos) rede municipal de ensino.

Nesta quinta-feira (10/03), os eventos serão na região do Jardim Nova Hortolândia, na Emef Lílian Cristiane Martins de Araújo, no Jd. Estefânia; e na Emeief Sebastiana das Dores Moura, na Vila Real. Já nesta sexta-feira (11/03), encerrando a série de dez eventos oficiais, eles serão na região do Jardim Rosolém, incluindo a Emei Jd. Nossa Senhora de Fátima “Leonilda Alves Valenzuella”, no Núcleo Santa Izabel; e a Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Josias da Silva Macedo, no Jd. Nossa Senhora de Fátima. Em algumas unidades de ensino não haverá cerimônia de entrega e cada escola da rede municipal definirá a distribuição de uniformes aos estudantes e informará aos pais e/ou responsáveis a data da retirada dos itens.

"Entregaremos, ao longo deste mês, milhares de kits de uniforme, o que garantirá uma igualdade de condições entre os alunos, maior segurança e economia no bolso das famílias. Economia essa que é fundamental nos dias de hoje por conta da elevação da inflação e diminuição no poder de compra das famílias. O uniforme já se tornou uma tradição em nossa cidade e, a cada ano, buscamos melhorar ainda mais. Já para o próximo ano queremos acrescentar mais um item, que é uma segunda bermuda, facilitando ainda mais a vida dos pais. Outra novidade que teremos, em breve, é a contratação de uma nova empresa que fornecerá merenda escolar. Nossa meta é garantir um cardápio ainda melhor, mais nutritivo em benefícios das nossas crianças. Esse é um compromisso que assumimos e, em breve, se tornará realidade em nossa rede municipal", anunciou Zezé Gomes.

A economia a que o prefeito se refere é percebida pelos pais. Está tanto no fato de o kit ser entregue sem custos para a família, quanto na preservação de outras vestimentas da criança pelo fato de ela utilizar diariamente o uniforme escolar. Se tivesse que comprar os itens do kit, cada família pagaria mais de R$ 100,00 por duas camisetas de manga curta e uma bermuda. Estes são os valores atualmente cobrados pelos mesmos itens, usados em escolas da rede particular.

“Acho muito importante entregar o uniforme por questão de segurança para identificar nossas crianças, saber quem está indo ou vindo da escola. No dia a dia, facilita na questão da roupa que a criança usa para vir para a escola, pois tem o uniforme certinho. A qualidade é ótima, tanto que o que minha filha usa hoje é do ano passado ainda e o outro que ela usa é da minha outra filha, que já estudou na escola também. Então, dura muito. A qualidade é muito boa”, afirma a dona de casa Edilaine Aparecida dos Santos, mãe de Adrielly Monique, estudante do Jardim 2 C na Emei Jardim Amanda I.

Visão parecida tem a dona de casa Patrícia Rufino Custódio, mãe de Davi, estudante do Jardim 2, e João Pedro, do Minigrupo, na Emeief Zenaide F. L. Seorlin. “O uniforme é bem prático, esteticamente bonito e passa organização. Parece que a gente gasta mais com a roupa comum. Assim, fica padronizado. Tem mais economia e segurança para nossas crianças”, avalia ela.

Além da qualidade, praticidade, economia e segurança, ressaltadas pelos pais, o uniforme escolar tem outras características importantes, apontadas pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia: igualdade e pertencimento. “Os uniformes parecem simples vestimentas, mas não são. Pai e mãe sabem que é um instrumento pedagógico, que transmite ideia de pertencimento e igualdade – fica todo mundo igual. Entregamos, gratuitamente, um uniforme de alta qualidade”, ressaltou o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes.

Sobre a confecção dos uniformes e das máscaras

Ao todo, serão entregues, ao longo do mês, 78.000 peças de uniformes escolares e 104.000 unidades de máscaras, de acordo com números passados pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Cada aluno receberá quatro máscaras de tecido, duas camisetas e uma bermuda. A medida beneficiará diretamente os estudantes matriculados em 59 unidades municipais, da Educação Infantil e à EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Máscaras e uniformes de verão foram confeccionados por meio de projeto social desenvolvido pela Administração Municipal. Os itens foram fabricados por 50 bolsistas do programa Acerte (Ação Cidadã de Requalificação, Trabalho e Educação), vinculado à Secretaria de Governo.

A produção das peças aconteceu durante uma das etapas da formação “Costura Industrial”, oferecida gratuitamente aos bolsistas do Acerte no CQPP II – Costura e Moda (Centro de Qualificação Pessoal e Profissional), órgão da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social localizado no Jd. Terras de Santo Antonio. Além de aprimorar os conhecimentos na área de costura e modelagem ou aprender uma nova profissão, cada aprendiz recebeu bolsa de R$ 710,00, vale-transporte e cesta básica de R$171,50, durante o tempo de formação.

“Os uniformes e as máscaras são produzidos dentro de um processo que é exemplo de solidariedade, dedicação e capacitação. A maioria dos bolsistas são mulheres, mas há também três homens. É um modelo que atrai prefeituras de outros municípios, que vêm a Hortolândia conhecer nosso projeto”, afirma o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva.

Leia mais ...

Estudantes da rede municipal de Hortolândia começam a receber kits de máscaras e de uniformes escolares nesta quinta-feira (03/03)

Distribuição de kits escolares aos estudantes da rede municipal seguirá cronograma de entrega definido em cada escola da Prefeitura

 

A Prefeitura de Hortolândia começa, nesta quinta-feira (03/03), a entregar os kits de máscaras de proteção individual e de uniformes escolares de verão aos estudantes da rede municipal de ensino. Para marcar a ocasião junto à comunidade escolar, a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia realizará cerimônias de entrega até o dia nove de março. A medida beneficiará diretamente os alunos matriculados em 59 unidades municipais, da Educação Infantil e à EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Em algumas unidades de ensino não haverá cerimônia de entrega, sendo que cada escola da rede municipal definirá a distribuição de uniformes aos estudantes e informará aos pais e/ou responsáveis a data da retirada dos itens.

As primeiras escolas a participar da cerimônia, nesta quinta-feira, serão as unidades localizadas no Remanso Campineiro: a Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Profª Marleciene Priscila Presta Bonfim e a Emeief (Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental) Zenaide F. L. Seorlin (a antiga “Bambino”). Nesta sexta-feira (04/03), os eventos serão na região do Jardim Santa Clara do Lago I, na Emeief Jardim Santa Clara Lago I e na Emef Villagio Ghiraldelli.

Máscaras e uniformes de verão foram confeccionados por meio de projeto social desenvolvido pela Administração Municipal. De acordo com números passados pela Secretaria de Educação, foram confeccionadas ao todo 78.000 peças de uniformes escolares; já para os kits de máscaras, 104.000 unidades. Cada aluno receberá quatro máscaras de tecido, duas camisetas e uma bermuda.

Os itens foram fabricados por 50 bolsistas do programa Acerte (Ação Cidadã de Requalificação, Trabalho e Educação), vinculado à Secretaria de Governo.

A produção das peças aconteceu durante uma das etapas da formação “Costura Industrial”, oferecida gratuitamente aos bolsistas do Acerte no CQPP II – Costura e Moda (Centro de Qualificação Pessoal e Profissional), órgão da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social localizado no Jd. Terras de Santo Antonio. Além de aprimorar os conhecimentos na área de costura e modelagem ou aprender uma nova profissão, cada aprendiz recebeu bolsa de R$ 710,00, vale-transporte e cesta básica de R$171,50, durante o tempo de formação.

Leia mais ...

Confecção de uniformes escolares para a rede municipal de Hortolândia entra na reta final

Curso de Costura Industrial, promovido pela Prefeitura, oferece a bolsistas que criam as peças oportunidade de aprender uma nova profissão

A confecção de máscaras de proteção individual e kits de uniformes escolares de verão, que serão entregues aos estudantes da rede municipal de ensino de Hortolândia, entra na reta final. Os itens – 96,8 mil máscaras e 26 mil kits de uniformes – são fabricados por 50 bolsistas do programa Acerte (Ação Cidadã de Requalificação, Trabalho e Educação), promovido pela Prefeitura de Hortolândia e vinculado à Secretaria de Governo.

A produção das peças acontece durante uma das etapas da formação “Costura Industrial”, oferecida gratuitamente aos bolsistas do Acerte no CQPP II – Costura e Moda (Centro de Qualificação Pessoal e Profissional), órgão da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social localizado no Jd. Terras de Santo Antonio. Além de aprimorar os conhecimentos na área de costura e modelagem ou aprender uma nova profissão, cada aprendiz recebe bolsa de R$ 710,00, vale-transporte e cesta básica de R$171,50, durante o tempo de formação. As inscrições no programa devem ser feitas no Departamento de Direitos Humanos da Secretaria de Governo. Com a grande procura, já há lista de espera.

Atualmente, há duas turmas da formação em andamento, ambas com jornada diária de quatro horas, uma pela manhã, das 8h às 12h, e outra à tarde, das 13h às 17h. O desafio dos aprendizes é concluir, no tempo previsto, os kits de máscaras e de uniformes de verão, que serão entregues aos estudantes matriculados na rede municipal de ensino, desde a Educação Infantil até a EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Segundo a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, a previsão é que os kits cheguem às escolas a partir do dia 21 de fevereiro, data em começa o ano letivo na rede municipal de educação. Cada aluno receberá um kit de máscaras, contendo quatro unidades, e um de uniformes de verão, com duas camisetas e uma bermuda. Assim como os uniformes, as máscaras – nos tamanhos P, M e G – variam conforme a faixa etária do aluno. Vencido o desafio da produção das peças de verão, começa para os bolsistas o período da confecção dos uniformes de inverno.

Para Gledson Santos Barbosa, de 42 anos, morador do Jd. Amanda 2, acostumado a trabalhar como garçom e balconista, a formação descortinou novos horizontes. “Vou aproveitar ao máximo. Vai servir como bagagem para mim. É a primeira vez que estou nesta área. Estou muito feliz em trabalhar aqui. O pessoal é muito legal e, para mim, caiu do céu esta oportunidade, em plena pandemia! Não é muito puxado, nem cansativo ou estressante. Aqui tenho a liberdade de conhecer outras áreas – estoque, cortar elástico, dobrar camisetas. Aprendi praticamente todas as etapas do curso”, afirma o aprendiz, animado.

Igualmente entusiasmada, a colega de turma Maria Auxiliadora Silva, de 61 anos, moradora do Jd. Novo Ângulo, já faz planos de atuar na área de costura e modelagem. Experiente em cozinha, a ex-atendente de lanchonete e ex-cozinheira, curte agora a oportunidade com que sonhava há tempos. “Eu tinha vontade, mas faltava a oportunidade. Não sabia costurar, nem pegar na máquina de costura. Aqui, os professores são bastante pacientes e ensinam tudo – corte, costura, limpeza, conferência. Agradeço muito a Deus pela oportunidade. Quero aproveitar muito mais do curso e ter minha renda na área da costura”, afirma a bolsista.

 

Leia mais ...

Cerimônia marca entrega oficial de uniformes às escolas da rede municipal

Escolas da rede municipal de Hortolândia já estão recebendo os uniformes escolares deste ano. As 78 mil peças do kit de verão foram confeccionadas por 50 bolsistas do programa Acerte (Ação Cidadã de Requalificação, Trabalho e Educação), promovido pela Prefeitura de Hortolândia, por meio de um projeto social realizado pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social. Na tarde desta quarta-feira (26/05), uma cerimônia, na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Prof. Cláudio Roberto Marques, no Jardim Santana, marcou o início oficial da entrega dos trajes, que chegarão em breve aos 26 mil estudantes municipais, de acordo com cronograma definido pelos gestores de cada unidade escolar. A ação faz parte do calendário de aniversário dos 30 anos de Hortolândia.

O prefeito José Nazareno Zezé Gomes participou do evento, assim como os secretários Fernando Moraes e Roberta Morais Diniz (respectivamente titular e adjunta de Educação, Ciência e Tecnologia) e Francisco Raimundo da Silva (titular de Inclusão e Desenvolvimento Social); o diretor de Ensino Fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos), José Luís Menegoro; gestores da escola e famílias de estudantes convidados. A cerimônia respeitou os protocolos sanitários adotados em razão da pandemia do Coronavírus.

Durante a cerimônia, Zezé Gomes agradeceu à equipe pelas ações realizadas em prol da comunidade escolar e da cidade como um todo, seja na confecção e entrega dos uniformes escolares, dos kits de alimentação escolar, seja na realização de outras políticas públicas inclusivas, como as voltadas para os bolsistas do Acerte. 

Para o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes, “o uniforme, com o um fator social, traz para nós um ganho muito grande. As crianças ganham novos uniformes, o custo para a produção é menor com o trabalho e gera renda para as famílias que fazem parte dessa construção. Sem contar toda a afetividade com a qual os uniformes são desenvolvidos, pois são mães que nos ajudam na costura e confecção das peças. E isso faz toda a diferença na entrega desse trabalho”, ressalta ele.

Segundo Sueli Pereira Gonçalves, mãe da estudante Desirre Pereira da Silva, do 5º. ano, a entrega dos uniformes escolares é uma ótima notícia. “Para eles é muito bom, não só porque eles gostam, mas para diferenciar eles de outras crianças que não estudam na escola. Se algo acontece, eles já estão de uniforme, identificados e todos sabem onde eles estudam. Além de que, para eles, o uniforme é mais confortável para estudar. São como sempre de ótima qualidade”, avalia a mãe.

Produção dos uniformes  

Os uniformes escolares são confeccionados por bolsistas do Curso de Costura e Moda, durante uma das etapas da formação profissional. O curso, inteiramente gratuito, é voltado a pessoas em vulnerabilidade social, cadastradas junto à Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social. As aulas acontecem no CQPP II (Centro de Qualificação Pessoal e Profissional) Costura e Moda, no Jardim Terras de Santo Antonio. Cada aprendiz recebe bolsa de R$ 710,00, vale transporte e cesta básica de R$171,50, durante a formação. 

Cada kit de verão contém uma bermuda e duas camisetas. Para compor estes kits, os aprendizes produziram 78 mil peças, 26 mil bermudas e 52 mil camisetas. A ação beneficiará milhares de alunos municipais, da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e da EJA (Educação de Jovens e Adultos).

De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, os uniformes de inverno serão produzidos no segundo semestre deste ano para serem entregues em fevereiro de 2022, juntamente com os próximos kits de verão.

“A entrega do uniforme escolar tem um significado muito profundo, porque foi feito com mãos da própria comunidade, a um custo 70% mais barato. Quando se vê as mãos da própria comunidade produzindo o uniforme que é entregue pras nossas crianças, para os filhos da nossa terra, isso tem um fator emocional e afetivo muito forte. Nesse processo, estamos qualificando costureiras, preparando-as para o mercado de trabalho amanhã, em um processo que tem essa característica de formar. A gente consolida aqui nesse governo uma integração muito forte entre as secretarias de Inclusão e Educação”, ressalta o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva.

 

Leia mais ...