Menu


Fundo Social de Hortolândia abre inscrições para curso de manicure e pedicure

Capacitação profissionalizante é ofertada gratuitamente a jovens e adultos acima dos 15 anos

O Fundo Social de Solidariedade, órgão vinculado à Secretaria de Governo, iniciou, nessa segunda-feira (14/08), em parceria com Instituto Brazilian Beauty, as inscrições para o curso gratuito em manicure e pedicure. A formação profissionalizante é ofertada gratuitamente a jovens e adultos acima dos 15 anos. Interessados em efetivar a inscrição do curso devem apresentar os documentos necessários presencialmente, até o dia 22 de agosto, na sede do Fundo Social de Hortolândia, localizada na Rua José Athanázio Bueno, 260, no Jd. Santana (consulte a relação dos documentos abaixo). As aulas terão início no dia 28 de agosto, no Instituto Brazilian Beauty, na Av. Anita Garibaldi, 341, no Jd. Amanda II.

Com uma carga total de 16 horas, o curso de manicure e pedicure será realizado às segundas-feiras, das 14h às 16h. Durante a formação, os alunos aprenderão conceitos específicos para o cuidado e embelezamento das unhas dos pés e das mãos, desenvolvendo processos para remoção de cutícula, aplicação de esmalte, decoração das unhas e higienização do ambiente de trabalho de acordo com as normas de biossegurança. Nas aulas práticas, os alunos manusearão instrumentos como cortadores, alicates, lixas, cremes e esmaltes. Ao final da formação, prevista para o dia 16 de outubro, os alunos estarão aptos a atuarem em salões de belezas, clínicas de estéticas ou, até mesmo, abrir o próprio negócio. Todos os alunos receberão certificado de conclusão de curso.

A oferta de cursos gratuitos está alinhada com a missão do Fundo Social de Solidariedade em promover o desenvolvimento socioeconômico de famílias em situação de vulnerabilidade por meio de ações profissionalizantes. Neste ano, o órgão já ofertou gratuitamente cursos nas áreas de artesanato dos tipos patchwork e patch aplique, crochê, desenvolvimento de games, auxiliar de RH, operador de logística, açougueiro, educação financeira para mulheres, empreendedorismo, entre outros cursos.

 

Para realizar a inscrição no curso de manicure e pedicure, são necessárias cópias dos seguintes documentos:

- RG

- CPF

- HISTÓRICO ESCOLAR DE CONCLUSÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL 

- COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA

 

Se menor de 18 anos, será necessário a presença do responsável e as cópias dos documentos abaixo:

- RG

- CPF

Leia mais ...

Viva Mais de Hortolândia abre inscrições para curso de balé

Aulas de balé são voltadas a meninos e meninas dos 3 aos 12 anos

O Programa Viva Mais, vinculado à Secretaria de Governo, inicia, nesta segunda-feira (14/08), as inscrições para o curso de balé. Voltadas a crianças entre 3 anos completos a 12 anos, as aulas serão ministradas gratuitamente às segundas (período da manhã) e sextas-feiras (período da tarde). A inscrição no curso poderá ser efetivada presencialmente no salão do Espaço Viva Mais, localizado na Rua Pedro Pereira dos Santos, 147, no Jd. do Santa Clara do Lago I (consulte abaixo os documentos necessários).

Dividido em quatro turmas com 16 alunos cada, o curso de ballet do Programa Viva Mais será realizado às segundas-feiras (com uma turma das 9h às 10h e outra das 10h às 11h) e às sextas-feiras (das 14h às 15h e outra turma das 15h às 16h). A divisão das turmas será realizada de acordo com a idade dos alunos. Enquanto alunos dos 3 aos 6 anos de idade aprendem o balé por meio de atividades lúdicas, alunos a partir dos 7 anos têm contato com os fundamentos do balé clássico, desenvolvendo as primeiras técnicas e movimentos da dança.

Responsável por ministrar as aulas de ballet no Programa Viva Mais, a professora Bebél Martins explica as estratégias adotadas para o ensino da dança ao público infantil. “A metodologia que uso com crianças até os 6 anos é do ‘baby ballet’, com uma proposta lúdica, em que todos os exercícios são disfarçados de brincadeiras. Ao ouvir e dançar com as músicas, as crianças acham que estão brincando, quando, na verdade, estão desenvolvendo várias capacidades como controle motor, musicalidade, senso rítmico, percepção auditiva, tempo de ação e reação, desenvolvimento cognitivo, criatividade, memória, concentração e segurança emocional. A preocupação inicial é de desenvolver o corpo e mente dessas crianças. Já a partir dos 7 anos, os alunos são introduzidos às técnicas do ballet clássico, aprendendo as posições mais simples. Neste momento do curso, passamos a ensinar as nomenclaturas e a utilizar música clássica nas aulas”, comenta Bebél. 

O Programa Viva Mais desempenha atividades recreativas, culturais e artísticas em atendimento à população da cidade. A proposta do programa é proporcionar qualidade no estilo de vida a pessoas de todas as idades por meio da oferta de uma gama de serviços e atividades.

Consulte abaixo os documentos necessários para inscrição no curso de balé (documentos devem ser apresentados pelos pais ou responsáveis pelos alunos):

•Documento de Identidade (RG) ou Certidão de Nascimento

•Comprovante de endereço

•Cartão Cidadão

Leia mais ...

Há vagas para cursos de artesanato e crochê, em Hortolândia

Curso de crochê tem início na terça-feira (01/08); Aulas do artesanato patch aplique começam na quarta-feira (02/08)

O Fundo Social de Solidariedade de Hortolândia, órgão da Prefeitura vinculado à Secretaria de Governo, abriu, nesta quinta-feira (27/07), as inscrições para os cursos gratuitos em artesanato do tipo patch aplique e crochê em fio de malha. Cada curso oferece vinte vagas voltadas a jovens e adultos a partir dos 15 anos de idade. Interessados em efetivar a inscrição devem enviar mensagem para o WhatsApp do Fundo Social, pelo número (19) 99979-8763. As aulas serão ministradas presencialmente na Associação dos Moradores do Jd. São Sebastião, na Rua Pastor Ernesto Roth, 705, no Loteamento Adventista Campineiro. Enquanto o curso de crochê tem início nesta terça-feira (01/08), o curso de artesanato patch aplique iniciará na quarta-feira (02/08).

Dividido em três módulos, ambos os cursos serão realizados às terças e quartas-feiras no período da tarde, das 14h às 16h30. O conteúdo programático do curso de crochê em fio de malha prepara os alunos para confeccionarem bolsas de mão de diferentes estilos. Ao longo da formação, os alunos aprenderão diversas técnicas, desde a elaboração de pontos mais centrados à costura de pontos mais sofisticados. No curso de crochê, serão utilizadas ferramentas como fio de malhas de diferentes espessuras, agulhas, tesouras e marcadores de crochês. Já no curso de artesanato do tipo patch aplique, os inscritos aprenderão a moldar e cortar tecidos, realizar pequenas costuras para bordados em relevo, além de desenvolverem técnicas para evitar o desperdício de materiais. O patch aplique é um tipo de artesanato que utiliza papel termocolante para aplicação de retalhos em roupas e panos utilizados em copa, cozinha e banheiros, como toalhas de banho, panos de prato e lençóis de cama. Ambos os cursos não exigem conhecimentos prévios dos alunos. O curso de artesanato do tipo patch aplique será finalizado no dia 18 de outubro e o curso de crochê em fio de malha, no dia 12 de dezembro.

A artesã responsável pelos cursos, Maria Alice de Lima Moreira, explica como são divididas as etapas do curso de crochê em fio de malha. “A primeira bolsa a ser confeccionada é do tipo ‘clutch’, para serem usadas em festas. Na segunda etapa do curso, os alunos aprenderão a confeccionar bolsas para o dia a dia, adicionando alças e abas de fecho. Já na terceira etapa do curso, trabalharemos uma bolsa mais elaborada, muito utilizadas em passeio, com forro e zíper”. A artesã também descreve a divisão do curso de artesanato do tipo patch aplique. “O primeiro módulo é bem básico, para os alunos aprenderem a manusear os tecidos e o termocolante. A segunda etapa é um pouco mais elaborada, pois os alunos aprenderão a fazer pontos de bordado e barrados para os panos. Para finalizar, o terceiro módulo é mais sofisticado ainda, porque os alunos aprenderão a fazer uma aplicação em cima da colagem feita, criando um relevo”, comenta Maria Alice.

O Fundo Social de Solidariedade de Hortolândia ofertou, neste ano, diversos cursos gratuitos abertos à população. O órgão da Secretaria de Governo ofereceu formações nas áreas de empreendedorismo, educação financeira, desenvolvimento de games, auxiliar de RH, operador de logística, manicure e pedicure, açougue, além dos cursos de operador de logística. O Fundo Social de Solidariedade continua com as inscrições abertas para os cursos gratuitos em Serviços de Inteligência Artificial em Nuvem e o curso de Inspetor de Qualidade, ambos com inscrições presenciais na nova sede do Fundo Social de Hortolândia.

 

FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE DE HORTOLÂNDIA

Endereço: Rua José Athanázio Bueno, 260, Jd. Santana

Horário: 8h às 17h (segunda a sexta-feira) 

Leia mais ...

Curso de Inspetor de Qualidade é ofertado pelo Fundo Social de Hortolândia

Formação profissionalizante oferece 20 vagas gratuitas a pessoas acima dos 16 anos

O Fundo Social de Solidariedade de Hortolândia, órgão vinculado à Secretaria de Governo, iniciou, nesta segunda-feira (24/07), em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), as inscrições para o curso gratuito de inspetor de qualidade. A formação profissionalizante oferece 20 vagas a pessoas a partir dos 16 anos que tenham concluído o Ensino Fundamental. Para efetivar a inscrição no curso, os interessados devem comparecer, até o dia 8 de agosto, à nova sede do Fundo Social de Hortolândia, localizada na Rua José Athanázio Bueno, 260, no Jd. Santana (consulte abaixo os documentos necessários). As aulas terão início no dia 15 de agosto, na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na Rua Waldiva Fernandes Duarte da Silva, 59, no Jd. Sumarezinho.

Ao longo da formação profissionalizante, os alunos desenvolverão competências relativas à condução e realização de inspeção nas várias etapas do processo de fabricação de peças e produtos diversos. Com uma carga total de 160 horas, o curso será ministrado de terça a sexta-feira, das 13h30 às 16h30. O conteúdo programático da formação inclui temas como controle de qualidade, métodos de inspeção, ações corretivas, utilização de instrumentos de medição e ferramentas de qualidade, seguindo as normas de saúde, segurança, técnicas e ambientais. 

A oferta de cursos profissionalizantes é uma das ações de cunho social realizadas pelo Fundo Social de Hortolândia. A missão do órgão da Secretaria de Governo é viabilizar a emancipação socioeconômica de famílias em situação de vulnerabilidade social a partir da oferta de oportunidades para inserção no mercado de trabalho. Para tanto, o Fundo Social de Hortolândia ofertou gratuitamente, neste ano, em parceria com empresas e entidades da cidade, cursos nas áreas de empreendedorismo, educação financeira, artesanato dos tipos patchwork e patch aplique, auxiliar de RH, desenvolvimento de games, além das formações em açougueiro e operador de logística. Nessa sexta-feira (21/07), o Fundo Social de Hortolândia abriu as inscrições para o curso gratuito de Implementação de Serviços de Inteligência Artificial em Nuvem, cujas inscrições se encerram no dia 02 de agosto.

 

FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE DE HORTOLÂNDIA

Endereço: Rua José Athanázio Bueno, 260, Jd. Santana

Horário: 8h às 17h (segunda a sexta-feira)

 

Para realizar a inscrição, são necessárias cópias dos seguintes documentos:

- RG

- CPF

- HISTÓRICO ESCOLAR DE CONCLUSÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL

- COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA

 

Se menor de 18 anos, será necessário a presença do responsável, além das cópias dos documentos abaixo:

- RG

- CPF

Leia mais ...

Alunos dos cursos de empreendedorismo e educação financeira se formam, em Hortolândia

Ao todo, 35 alunos se formaram nos cursos realizados em parceria com o Fundo Social de Hortolândia, nessa segunda (10/07)

O Fundo Social de Solidariedade de Hortolândia, órgão da Prefeitura vinculado à Secretaria de Governo, realizou, na noite dessa segunda-feira (10/07), a formatura de alunos dos cursos de empreendedorismo e educação financeira. Enquanto a formação em empreendedorismo “Descomplique!” foi ofertada em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o curso de educação financeira para mulheres foi ministrado com o apoio do CEMOG (Centro Educacional Moreira Gama). A cerimônia de entrega dos certificados reuniu formandos, amigos e familiares na Igreja Adventista Nova Hortolândia, no bairro Vila Real.

Voltado ao público que já empreende ou busca iniciar o próprio negócio, os cursos de empreendedorismo e educação financeira para mulheres foram ofertados gratuitamente pelo Fundo Social de Hortolândia. Ao todo, 35 alunos participaram das formações (28 do curso “Empreender parece complicado? Então, Descomplique!” e 7 do “Projeto Vence – Como fazer Dinheiro Rápido”). Ao longo da capacitação em empreendedorismo, os alunos desenvolveram técnicas para potencializar e rentabilizar o próprio negócio, além de adquirirem conhecimentos sobre as metodologias clássicas de mercado, estratégias de vendas e de marketing digital, assim como as questões jurídicas para formalização das empresas. Já no curso de educação financeira para mulheres, as alunas assimilaram as diferenças entre o planejamento financeiro pessoal e o planejamento financeiro corporativo. Ambas as formações capacitaram os alunos para administrar, gerenciar e otimizar os resultados das empresas.

Responsável pela entrega dos certificados aos formandos durante a solenidade, o Prefeito de Hortolândia, José Nazareno Zezé Gomes, enfatiza que a oferta de cursos gratuitos está alinhada com o propósito de capacitar profissionalmente a população, como forma de atrair maiores investimentos e empresas para a cidade. “Hortolândia construiu a marca de cidade inteligente e sustentável, o que só é possível com investimentos na educação e na formação profissional do nosso povo. Afinal, uma cidade que está um passo à frente é uma cidade que oferece condições para que os moradores também deem um passo à frente. Mais do que ofertar cursos de capacitação profissional, nossa preocupação é em cuidar das pessoas, oferecendo condições para que todos tenham uma vida digna. Esta é uma noite de alegria, ao ver esses alunos recebendo os diplomas. São pessoas que vão levar conhecimentos para as empresas, que tem procurado cada vez mais nossa cidade para se instalar”, comenta Zezé Gomes, ao anunciar as articulações do governo para ofertar curso para a formação de pedreiros.

Adquirir conhecimentos sobre o empreendedorismo foi o que motivou a moradora do Jd. das Colinas, Mayra Galassi, a se matricular no curso “Descomplique!”. “Meu pai tem uma empresa, então, quando soube do curso, decidi me matricular, para ajudá-lo nos negócios. É um curso que, além de agregar conhecimentos para quem quer abrir uma empresa, traz muitos aprendizados para a vida pessoal. São impactos para além do empreendedorismo. Agora, sinto que estou mais preparada para atuar na empresa da família”, comenta.

A aluna formanda do curso de educação e planejamento financeiro, Sandra Aparecida Moreira, também comenta os impactos da formação profissionalizante para os negócios. “Eu tenho grande gratidão por esse curso, porque eu trabalho há trinta anos no ramo de cabelereira e não tinha esse conhecimento de separar as finanças pessoais das finanças da empresa, sempre foi uma grande dificuldade para mim”, revela.  

Ofertar ferramentas e oportunidades para promover a emancipação de pessoas em situação de vulnerabilidade é uma das missões do Fundo Social de Hortolândia. Para tanto, o órgão vinculado à Secretaria de Governo ofertou, neste ano, cursos gratuitos nas áreas de assistente de RH, manicure e pedicure, artesanatos do tipo patchwork e patch aplique, desenvolvimento de games, além das formações em açougueiro e operador de logística, cujas inscrições continuam abertas. 

A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Hortolândia, Maria dos Anjos, comemora a conclusão de mais um curso ofertado gratuitamente pelo órgão em parceria com entidades e empresas da cidade. “Essa é uma noite de gratidão para todos nós. O Fundo Social de Hortolândia tem a missão de ajudar diariamente as pessoas que mais precisam, aqueles que têm fome, frio e que precisam de remédio. Por isso, realizamos campanhas como o ‘Alimento Solidário’, a ‘Farmácia Solidária’ e a ‘Campanha do Agasalho’ e buscamos projetos que possam dar mais autonomia às pessoas, como é o caso da Praça da Cidadania, que em breve será mais uma equipamento público de auxílio na capacitação e formação profissional. Mas, ao ver esses alunos se formando hoje, sentimos gratidão por atingir um dos nossos propósitos, que é o de capacitar as pessoas a começar o próprio negócio, aprender uma profissão nova, conseguir um emprego melhor. Nós não vamos descansar até levar mais cursos gratuitos para cada canto da nossa cidade”, afirma Maria dos Anjos.

Leia mais ...

Fundo Social oferece curso de Operador de Logística, em Hortolândia

Formação profissionalizante disponibiliza 30 vagas para pessoas acima dos 16 anos

O Fundo Social de Solidariedade de Hortolândia, órgão da Prefeitura vinculado à Secretaria de Governo, iniciou, nessa quarta-feira (05/07), em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), as inscrições para o curso de operador de logística. A formação profissionalizante oferece 30 vagas gratuitas a pessoas acima dos 16 anos de idade que tenham concluído o Ensino Fundamental. As aulas terão início no dia 27 de julho, na EMEF (Escola Municipal do Ensino Fundamental) Marleciene Priscila Presta Bonfim, no Remanso Campineiro. Interessados em participar do curso deverão comparecer, até o dia 21 de julho, à nova sede do Fundo Social de Hortolândia, na Rua José Athanázio Bueno, 260, no Jd. Santana, para efetivar a inscrição (CONSULTE ABAIXO OS DOCUMENTOS SOLICITADOS).

Com uma carga total de 160 horas, o curso de operador de logística será ministrado à noite, das 19h às 22h nas terças e quintas-feiras e das 18h50 às 21h50 nas sextas-feiras. Durante a formação, os alunos terão contato com conceitos teóricos sobre os fundamentos da logística, gestão da qualidade, filosofia da cadeia de produção, além de desenvolverem técnicas de movimentação, embalagem, distribuição, transporte e armazenamento de materiais. Ao final do curso profissionalizante, os alunos estarão aptos a atuar na operação de atividades logísticas de recebimento, armazenagem, suprimentos, produção e distribuição de mercadorias diversas. Todos os alunos receberão certificado de conclusão ao final da formação, prevista para o dia 08 de novembro.

A oferta de cursos profissionalizantes é uma das ações realizadas pelo Fundo Social de Hortolândia como forma de permitir a emancipação socioeconômica de famílias em situação de vulnerabilidade social. Neste ano, o órgão vinculado à Secretaria de Governo ofertou cursos gratuitos nas áreas de empreendedorismo, educação financeira, desenvolvimento de games, manicure e pedicure, artesanatos dos tipos patchwork e patch aplique, além do curso de formação de açougueiros

 

Consulte os documentos necessários para efetivar inscrição no curso de Operador de Logística (cópia):

- RG

- CPF

- Histórico Escolar de Conclusão do Ensino Fundamental

- Comprovante de Residência

Se menor de 18 anos, será necessária a presença do responsável e as cópias dos documentos abaixo:

- RG

- CPF

Idade mínima para fazer os cursos é de 16 anos

Leia mais ...