Menu


Doses da vacina contra a COVID-19 já chegaram em Hortolândia

  • Publicado em Saúde

Hortolândia recebeu, nesta quarta-feira (20/01), o primeiro lote de vacinas contra a COVID-19. As doses chegaram perto da meia noite. O prefeito Angelo Perugini, a equipe da Secretaria de Saúde e os profissionais da UR (Unidade Respiratória) receberam o lote, com aplausos.

“Dia histórico para Hortolândia quando acabamos de receber 2.840 unidades da vacina contra o Coronavírus. Um dia de esperança, que abre um novo caminho para nossa cidade. Parabéns para todos os cidadãos de Hortolândia, parabéns ao Brasil!”, comemorou o prefeito, já na madrugada desta quinta-feira (21/01), enquanto o lote de vacinas era descarregado.

De acordo com a Secretaria de Saúde, foram enviadas pelo governo estadual 2.840 doses, que serão usadas na primeira fase de imunização, atendendo profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate ao Coronavírus, tanto na rede pública quanto particular, além de profissionais que atuam em ILPIs (Instituições de Longa Permanência Para Idosos) e os idosos atendidos por estas instituições. A aplicação das doses será feita nas unidades onde os profissionais atuam e nas ILPIs. O município aguardará a chegada de mais lotes da vacina para ampliar a imunização aos demais públicos, conforme o calendário definido pela Secretaria de Estado da Saúde.

PRÉ-CADASTRO

A Prefeitura mantém o pré-cadastro para a segunda fase da vacinação contra a COVID-19. De acordo com a Secretaria de Saúde, o pré-cadastro é para melhor organizar o agendamento para o início da vacinação e, com isso, evitar aglomeração, conforme os protocolos sanitários para evitar a disseminação do Coronavírus.

Profissionais da rede particular de saúde e idosos com 60 anos ou mais podem fazer o pré-cadastro online, por meio do site da Prefeitura, http://www2.hortolandia.sp.gov.br/. Basta clicar no respectivo banner. No pré-cadastro, o interessado deverá informar nome, bairro, telefone, data de nascimento, número do CPF (Cadastro de Pessoa Física), informar se é profissional de saúde e se tem alguma deficiência motora, que dificulte o acesso ao local de vacinação.

A Secretaria de Saúde fará a verificação destes dados com o cadastro da pessoa no e-SUS, que é o banco nacional de dados do sistema público de saúde. Caso os dados estejam corretos, a informação do agendamento de cada pessoa estará disponível para consulta no site da Prefeitura. Para fazer a consulta, é necessário informar o CPF e a data de nascimento. 

Em caso dos dados estarem incorretos, o morador será orientado a entrar em contato com a UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de sua casa para atualizar os dados. A data da aplicação da vacina será agendada conforme a ordem de prioridade definida pela Secretaria Estadual de Saúde e mediante a entrega do imunizante pelo governo estadual.

Leia mais ...

Prefeitura de Hortolândia reforça orientação para pessoas manterem o isolamento social

  • Publicado em Saúde

Mesmo diante da iminência do início da primeira etapa da vacinação contra a COVID-19, divulgado pelo governo estadual, a Prefeitura de Hortolândia reforça a orientação para as pessoas manterem o isolamento social. Ainda é grande o número de pessoas que não utilizam máscaras em público, ou que não mantém o distanciamento. De acordo com a Secretaria de Saúde, a medida ainda é necessária para conter a disseminação do vírus. Por isso, as pessoas devem sair de casa somente em caso de necessidade extrema.

Vale lembrar que o uso de máscara continua obrigatório em ambientes externos e no transporte público. As pessoas também devem seguir com as medidas sanitárias: manter o distanciamento, evitar aglomeração e higienização constante das mãos com sabão e álcool em gel.

A Secretaria de Saúde ainda salienta que a população deve se conscientizar sobre a gravidade da doença e agir com responsabilidade neste momento de pandemia. Caso a pessoa comece a apresentar algum dos sintomas da COVID-19 deve manter-se em isolamento social para evitar a disseminação do vírus para outras pessoas. Em caso de piora do quadro, a orientação é para que a pessoa procure a Unidade Respiratória (UR), montada anexa à UPA (Unidade de Pronto Atendimento)-24h Nova Hortolândia.

Os casos suspeitos e positivos detectados pela UR são monitorados durante o período de 14 dias com o objetivo de acompanhar o quadro dos pacientes. O monitoramento é feito via telefone pela UBS de referência do paciente. Este serviço é realizado desde outubro do ano passado. O paciente também recebe o resultado do seu exame por e-mail. De acordo com a Secretaria de Saúde, são monitoradas cerca de 150 pessoas por dia.

Para obter mais informações e orientações sobre a COVID-19, a população pode entrar em contato com sua UBS de referência. Cada unidade tem uma linha de telefone específica para isso. Confira abaixo a lista de números das UBSs do município:

UBS Santa Clara: 99976-7369

UBS Santa Esmeralda: 99684-9258

UBS Novo Ângulo: 97171-5369

UBS Amanda I: 99979-9464

UBS São Bento: 99976-4361

UBS Rosolém: 99976-7913

UBS Campos Verdes: 99976-3818

UBS Santiago: 99886-9050 e 98395-9569

UBS Parque do Horto: 99976-8377

UBS Bom Bruno: 99979-9593

UBS Nova Europa: 99979-9259

UBS Orestes Ôngaro: 99976-7565

UBS Figueiras: 99976-7362

UBS Amanda II: 99976-4541

UBS Adelaide: 99979-9633

UBS Taquara Branca: 99976-4615

UBS São Jorge: 99976-2434

Leia mais ...

Hortolândia divulga plano de vacinação contra a COVID-19 do governo do Estado

  • Publicado em Saúde

A Prefeitura de Hortolândia divulga o plano de imunização contra a COVID-19 do governo do Estado. De acordo com o plano, a primeira fase da vacinação começará no dia 25 de janeiro de 2021 e irá até 28 de março de 2021. Na primeira fase, a previsão é imunizar cerca de 9 milhões de pessoas, das quais 1,5 milhão de trabalhadores da Saúde, indígenas e quilombolas e 7,5 milhões pessoas com idade de 60 anos ou mais. A imunização será feita com a CoronaVac.

Cada pessoa dos públicos-alvos receberá duas doses da vacina. A imunização começará no dia 25 de janeiro de 2021 para os cerca de 1,5 milhão de trabalhadores da Saúde, indígenas e quilombolas. A segunda dose para estes públicos está programada para ser aplicada no dia 15 de fevereiro. 

Já a imunização para o público com idade de 60 anos ou mais está prevista para começar no dia 8 de fevereiro de 2021. Inicialmente serão imunizados pessoas com 75 anos ou mais. A data para estas pessoas receberem a segunda dose será no dia 1º de março.

Pessoas com idade entre 70 a 74 anos começarão a ser imunizadas no dia 15 de fevereiro. A segunda dose está prevista para o dia 8 de março.

No dia 22 de fevereiro de 2021, começará a vacinação para pessoas com idade entre 70 a 74 anos. Este público receberá a segunda dose no dia 8 de março.

Já as pessoas com idade entre 65 a 69 anos começarão a ser imunizadas no dia 22 de fevereiro de 2021. A aplicação da segunda dose para estas pessoas está prevista para o dia 15 de março. 

O público da faixa etária de 60 a 64 anos começará a ser imunizado no dia 1º de março. A segunda dose está prevista para o dia 22 de março.

A Prefeitura de Hortolândia salienta que ainda aguarda mais orientações e instruções do governo do Estado sobre o plano de imunização contra a COVID-19.

Leia mais ...

Prefeitura de Hortolândia abrirá novo cadastro para drive-thru dos testes rápidos, nesta sexta-feira (26/06)

  • Publicado em Saúde

A Prefeitura de Hortolândia informa que, em virtude de erro do sistema, abrirá um novo cadastro para o drive-thru dos testes rápidos da COVID-19. O novo cadastro estará disponível nesta sexta-feira (26/06), às 10h, no site da Prefeitura, http://www2.hortolandia.sp.gov.br/. Em razão disso, todos os cadastros feitos nesta quinta-feira (25/06) foram cancelados. Será vedado o cadastro para servidores municipais, uma vez que eles estão contemplados com monitoramento e cronograma da Secretaria de Saúde. O drive-thru de teste rápido será no Parque Socioambiental Lago da Fé, neste sábado e domingo (27 e 28/06), das 8h às 13h. O parque fica na avenida Joaquim Martarolli, Jardim Nova Alvorada.

De acordo com a Secretaria de Saúde, serão disponibilizados um total de 360 testes, 180 em cada dia. Os testes serão feitos somente em pessoas com idade acima de 16 anos.  

No cadastro, a pessoa deverá informar o número do Cartão do Cidadão e a data de nascimento. Ao fazer o cadastro, será gerada uma senha numérica com o dia e o horário que a pessoa fará o teste. Assim que completar o total de 360 cadastros, o sistema de cadastro será interrompido automaticamente.

No dia do teste, a pessoa terá que apresentar o Cartão do Cidadão e um documento com foto. O teste será aplicado somente para as pessoas que fizeram o cadastro. 

A Secretaria de Mobilidade Urbana montará barreiras no entorno do Parque Socioambiental Lago da Fé para limitar o acesso ao local somente para as pessoas cadastradas para o teste. Cada pessoa poderá ir somente com um acompanhante dentro do veículo. O uso de máscara é obrigatório. 

No local, serão montadas tendas. O acesso ao teste será feito somente de carro, em fila. Poderão entrar até seis veículos por vez. De acordo com a Secretaria de Saúde, cada teste deverá durar entre 15 a 20 minutos. O teste é semelhante ao de Diabetes, no qual será colhido uma gota de sangue de cada pessoa.

A Prefeitura salienta às pessoas que se cadastrarem para que compareçam efetivamente no dia e no horário especificados para o teste. Não haverá reagendamento do teste para quem se atrasar ou não comparecer.

Para quem não conseguir fazer o cadastro nesta sexta-feira (26/06), a Prefeitura informa que realizará outro drive-thru no próximo final de semana, nos dias 4 e 5 de julho, e ao longo dos próximos dias serão realizadas novas rodadas de testes.

Leia mais ...

Hortolândia permite reabertura do comércio com restrições

A Prefeitura de Hortolândia permitirá a reabertura de algumas atividades comerciais, a partir desta segunda-feira (01/06). A regulamentação está no Decreto Municipal e na Portaria publicados na edição deste domingo (31/05) do Diário Oficial Eletrônico. Os documentos estão disponíveis por meio deste link: https://www.publicacoesmunicipais.com.br/eatos/#visualizador;p=72726;src=s

O município entrará na segunda fase do “Plano São Paulo” do governo estadual. Dentre os critérios definidos para a segunda fase estão taxa de ocupação dos leitos de UTI e o ritmo de crescimento do contágio na região. De acordo com a Administração Municipal, a implantação de 10 leitos de UTI no Hospital Municipal e dos leitos de tratamento semi-intensivo na Unidade Respiratória do Nova Hortolândia foram fundamentais para Hortolândia entrar na segunda fase da retomada consciente e responsável das atividades econômicas.

De acordo com o decreto, poderão retomar as atividades o comércio, as corretoras de imóveis, escritórios, concessionárias de veículos, shopping centers e templos religiosos. O horário de funcionamento será das 10h às 14h, exceto shoppings, que podem atender presencialmente por 4h consecutivas no período entre 10h às 20h, e templos religiosos, cujas celebrações devem ter duração máxima de 1h.

Caso o município retorne para a primeira fase, haverá novamente suspensão das atividades comerciais. Por isso, a Administração solicita que a população continue a colaborar para manter o isolamento social. 

MEDIDAS SANITÁRIAS

Já a Portaria define as condutas sanitárias que os estabelecimentos deverão adotar na retomada das atividades. Caso o estabelecimento não cumpra as normas definidas pela Portaria estará sujeito à multa e interdição.

Dentre as condutas a serem seguidas estão:

– Uso obrigatório de máscara por parte dos clientes no interior do estabelecimento;

– Deixar disponível álcool em gel na entrada e nos balcões do estabelecimento;

– Utilizar hipoclorito de sódio para higienizar os calçados dos clientes antes de entrarem no estabelecimento;    

– Instalação de barreiras transparentes, feitas de acrílico, vidro ou materiais congêneres, entre os funcionários e os clientes, ou o uso de máscaras do tipo “escudo facial” por parte dos funcionários, para evitar a disseminação do Coronavírus; 

– Provadores não poderão entrar em operação, nem a degustação ou o consumo de produtos no interior do estabelecimento.

O atendimento presencial deverá ser feito de acordo com as seguintes quantidades de clientes:

– 2 clientes em estabelecimentos com área útil de até 150 m2;

– 4 clientes em estabelecimentos com área útil de até 300 m2;

– 6 clientes em estabelecimentos com área útil de até 500 m2;

– 10 clientes em estabelecimentos com área útil acima de 500 m2.

Além disso, os estabelecimentos deverão ainda adotar as seguintes medidas:

– Afixar na entrada orientações para o cliente solicitar agendamento do serviço necessário, quando não urgente;

– Disponibilizar telefone para situações de urgência e emergência;

– Informar o número de telefone no aviso instalado na porta do estabelecimento e em meios de comunicação virtual;

– Organizar as filas externas ao estabelecimento se houver, respeitando a distância mínima de 02 (dois) metros entre as pessoas, conforme as orientações vigentes do Ministério da Saúde e autoridades sanitárias estaduais e municipais;

– Remanejar os colaboradores que integram o grupo de risco para atividades que não tenham contato direto ou indireto com o público; 

– Encaminhar imediatamente ao serviço de saúde todo colaborador que se mostrar enfermo.

Nos casos de cerimônias religiosas:

 - A lotação máxima será de 30% do que prevê o AVCB do Corpo de Bombeiros para o imóvel;

- Distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas;

- Uso obrigatório de máscaras por todas as pessoas, exceto do líder religioso durante a celebração;

- É proibido o deslocamentos na área interna do templo, desde a chegada dos participantes, até o final da celebração, inclusive relativamente à troca de assento e contatos físicos entre os participantes, tais como apertos de mão, abraços e quaisquer outros cumprimentos;

- Deve ser realizada a limpeza do local imediatamente após o término de cada celebração e 

- Nas celebrações, está proibida a presença de pessoas acima de 60 (sessenta) anos e crianças abaixo de 12 (doze) anos, além daqueles que tenham alguma comorbidade ou estejam gripados.

 

 

Leia mais ...

Alimentação saudável fortalece a imunidade contra COVID-19 e outras doenças

  • Publicado em Saúde

Que tal aproveitar o isolamento social para aprender a ter uma alimentação saúdável? É importante ter uma dieta correta e equilibrada, com os nutrientes apropriados, para o bom funcionamento do organismo. A ingestão de alimentos naturais também fortalece a imunidade contra a COVID-19 e outras doenças. Para ajudar a população a proteger sua saúde, a Prefeitura de Hortolândia orienta sobre como se alimentar bem. 

O médico da Secretaria de Saúde, Eber Viotto, explica que, de acordo com a Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (European Food Safety Authority – EFSA) algumas vitaminas (A, B6, B12, C, D, entre outras) e minerais (tais como cobre, folato, ferro, selênio e zinco) participam do bom funcionamento do sistema imunológico. “Todos esses nutrientes são conseguidos por meio de uma alimentação adequada”, reforça Viotto. 

Outro tipo de alimento cujo consumo é recomendado pelo médico são produtos lácteos fermentados, como iogurte e kefir. “Eles também contribuem para aumentar as defesas imunológicas, desde que a pessoa não tenha intolerância a eles. Existem estudos que mostram que quem toma regularmente leites fermentados apresenta, além de maior resistência aos microrganismos causadores de intoxicação alimentar, um melhor estado do sistema imunológico”, salienta Viotto. 

AÇÚCARES 

Dentre os nutrientes que não devem ser consumidos em excesso estão os hidratos de carbono (açúcares). De acordo com o médico, a ingestão de açúcares tem clara influência na atividade imunológica, tanto em excesso ou deficiência. “A ingestão excessiva de calorias vazias, tais como doces, refrigerantes e alimentos ultra processados, pode afetar a capacidade do sistema imunológico de combater infecções. Por outro lado, pessoas que seguem regimes desequilibrados de perda de peso, com menos de 1.200 calorias por dia, correm maior risco de contrair infecções, porque as dietas muito restritivas podem diminuir a função imunológica”, alerta o médico.

Um item cujo consumo deve ser reduzido é gordura. Viotto explica que a redução de gordura também contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico, além de ser essencial para perda de peso. “Mas, vale lembrar que não apenas a quantidade é importante. A origem ou a qualidade das gorduras que introduzimos na dieta diária também conta. É conveniente incluir na dieta peixes, de preferência provenientes de águas geladas como atum e salmão, nozes, azeite de oliva extra virgem, e óleo de girassol, soja ou linhaça, para garantir um suprimento equilibrado de diferentes gorduras essenciais para a saúde”,  ressalta o médico.

SONO 

Além de alimentação saudável, outro fator que pode influenciar no sistema imunológico é o estilo de vida. Por isso, o médico recomenda às pessoas terem um ritmo de vida mais relaxado e evitar o estresse. “O estresse ocorre quando os episódios da vida, físicos ou mentais, excedem nossa capacidade de lidar com eles. Embora isso possa afetar todos os órgãos e funções do organismo, seus efeitos estão concentrados no coração e no sistema cardiovascular, que é forçado a trabalhar de maneira forçada, e no sistema imunológico, que reduz sua eficácia e seu funcionamento”, salienta Viotto.           

Outra dica para se ter melhor qualidade de vida é a prática regular de algum tipo de atividade física aeróbica de intensidade moderada, como caminhada rápida, natação, ciclismo, entre outras. Outro fator que influencia na imunidade é o sono. De acordo com o médico, é recomendável dormir de 7 a 8 horas diariamente. Por fim, outra dica importante para se ter uma boa imunidade é a higiene pessoal.

Leia mais ...