Menu


Gestantes atendidas pelo Hospital Municipal recebem kits de higiene pessoal de alunos do Colégio Unasp

  • Publicado em Saúde

Ação realizada nesta segunda-feira (21/11) faz parte do aprendizado escolar dos estudantes

As gestantes atendidas pela Prefeitura de Hortolândia tiveram uma agradável surpresa no Hospital Municipal e Maternidade Mario Covas, na tarde desta segunda-feira (21/11). Elas foram presenteadas com kits de produtos de higiene pessoal doados por alunos do Colégio Unasp. 

De acordo com a instituição particular de ensino, a atividade faz parte do aprendizado que as 283 crianças dos 5º anos do Ensino Fundamental da escola tiveram na disciplina de Ciências sobre o tema gestação. Em sala de aula, os alunos aprenderam sobre os cuidados durante a gravidez para a saúde da mãe e do bebê. 

O aprendizado incluiu ainda a produção de folders com dicas para as gestantes. Esse material foi entregue junto com os kits, contendo produtos de higiene pessoal para a mãe e o bebê, tais como fralda, sabonete e lenços umedecidos, e um livro. De acordo com o Hospital Municipal, foram entregues cerca de 50 kits para gestantes internadas na maternidade e com consultas de pré-natal marcadas no dia. Em razão da pandemia do Coronavírus, para evitar aglomeração dentro do hospital, a entrega dos kits foi feita por professoras da escola particular.

Prática da amamentação fortalece vínculo da mãe com o bebê

  • Publicado em Saúde

A amamentação é uma prática importante que fortalece os vínculos da mãe com o bebê. Esta e outras orientações integram a campanha “Agosto Dourado” que a Prefeitura de Hortolândia continua a realizar neste mês para orientar gestantes, parturientes e puérperas sobre a importância do aleitamento materno. A campanha foi criada em 1990 pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), que instituíram agosto como o mês de conscientização sobre o tema.

A Secretaria de Saúde promove ações no Hospital Municipal Mario Covas e no CAISM (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher). Desde o início da campanha, o hospital promove uma programação de palestras para os servidores da unidade. De acordo com a coordenadora de qualidade do hospital, enfermeira Juliana de Oliveira Castanheira, o objetivo é capacitar os profissionais e funcionários para que realizem atendimento e prestem assistência de qualidade às gestantes e parturientes internadas no hospital. 

Nesta quinta-feira (12/08), é realizada a palestra “10 passos para o sucesso do aleitamento materno”, com a enfermeira Maria Solange Pacheco Santos. A programação continua nesta sexta-feira (13/08) com a palestra sobre ordenha, ministrada pela enfermeira obstetra Ana Gabriela Rodrigues de Godoy. A palestra acontecerá em vários horários para os profissionais dos diferentes setores do hospital. O hospital também realiza neste mês uma gincana interna entre os profissionais. O objetivo, de acordo com a enfermeira Juliana de Oliveira Castanheira, é avaliar o nível de conhecimento dos servidores sobre o tema, e a partir daí definir mais atividades de capacitação e aperfeiçoamento profissional. 

Ao longo desta semana, o hospital continua com a distribuição de kits para gestantes e parturientes que estiverem internadas. Cada kit contém uma manta, seis fraldas, um termômetro e uma tesoura (para cortar as unhas do bebê). As gestantes também ganham uma foto tirada no momento da amamentação de seus bebês. As fotos são entregues somente para as mães que autorizarem serem fotografadas. 

Além de distribuir os kits, as equipes de enfermagem fazem o trabalho de orientação com as pacientes internadas sobre o aleitamento materno. A prática traz vários benefícios para a criança. De acordo com a Secretaria de Saúde, o leite materno funciona como uma vacina, transmitindo anticorpos da mãe para o bebê. O ato de sugar o seio da mãe ajuda o bebê a desenvolver a dentição, a fala e a respiração. De  acordo com a coordenadora Juliana de Oliveira Castanheira, desde o início deste mês 38 mulheres foram internadas por motivo de parto no hospital. Outra ação de sensibilização feita pelo hospital é uma exposição de fotos de funcionárias amamentando seus bebês. A exposição, com cerca de 40 imagens, está na entrada da maternidade.   

CAISM

O CAISM (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher) de Hortolândia também realiza ações da campanha “Agosto Dourado”. A unidade está decorada com enfeites e cartazes com dicas sobre aleitamento materno. O órgão é a unidade de referência no município para atendimentos de casos específicos, como gravidez de alto risco, e para exame de rastreamento de câncer de mama, por meio de mamografia. 

As pacientes atendidas pela unidade com consulta de revisão de parto agendadas neste mês recebem orientações sobre a importância do aleitamento materno. A coordenadora da unidade, Angelica Queiroz, explica que a consulta é feita cerca de 40 dias após o parto para verificar o estado de saúde do bebê e da mãe. Em caso de não comparecimento, a unidade entra em contato com as pacientes faltantes. A ação também é realizada com as pacientes com a 1ª consulta marcada neste mês na unidade. O CAISM está localizado na rua José Pereira de Lira, 255 Jardim Green Park, atrás do Centro de Especialidades.

BENEFÍCIOS

De acordo com o Ministério da Saúde, o aleitamento materno é a melhor fonte de nutrição infantil, sendo capaz de reduzir em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos. A amamentação protege a criança de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias. Além disso, reduz o risco de a criança desenvolver, no futuro, hipertensão, colesterol alto, diabetes, sobrepeso e obesidade. O Ministério da Saúde recomenda que as crianças sejam amamentadas até os dois anos ou mais, sendo que até o 6º mês de vida o bebê deve receber exclusivamente o leite materno.

Prefeitura retoma vacinação contra COVID-19 com CoronaVac para gestantes e puérperas com comorbidades ou doenças crônicas nesta terça-feira (18/05)

  • Publicado em Saúde

A Prefeitura de Hortolândia retoma, nesta terça-feira (18/05), a vacinação de 1ª e 2ª doses da CoronaVac contra a COVID-19 para gestantes e puérperas com comorbidades ou doenças crônicas e idade acima de 18 anos. A vacinação é retomada em função de o município ter recebido mais doses da CoronaVac do GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológica) – XVII Campinas, órgão do governo do Estado, neste fim de semana.

A aplicação da vacina CoronaVac para gestantes e puérperas com comorbidades ou doenças crônicas é feita somente na Emeief (Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental) Professora Zenaide Ferreira de Lima Seorlin, localizada na rua José Camilo de Camargo, 333, Remanso Campineiro. A vacinação acontece das 8h às 12h e das 13h às 15h30.

A Secretaria de Saúde orienta que gestantes e puérperas com comorbidades ou doenças crônicas devem levar cópia do comprovante da doença (exame, relatório ou prescrição médica) contendo o número de inscrição no CRM (Conselho Regional de Medicina) do médico que atende o paciente, comprovante de residência, Cartão Cidadão ou cartão do SUS (Sistema Único de Saúde). 

Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, gestantes e puérperas com comorbidades ou doenças crônicas que ainda não se imunizaram contra a COVID-19 devem fazer o cadastro no site Vacina Já do governo estadual. Mais informações e orientações podem ser obtidas nos seguintes telefones: (19) 99976-2276, (19) 99979-9620, (19) 99976-6835 e (19) 99920-3204.

Hortolândia já imunizou 62.232 pessoas contra a Influenza

  • Publicado em Saúde

O município já imunizou, até o momento, 62.232 pessoas contra o vírus H1N1, que causa a Influenza. A Prefeitura de Hortolândia salienta à população que a campanha contra a gripe deste ano foi prorrogada até o dia 30 deste mês. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, a meta estipulada pelo Ministério da Saúde e pelo governo estadual é atingir a cobertura vacinal de 90% ou mais, em cada grupo prioritário. Na cidade, segundo a Vigilância Epidemiológica, a cobertura vacinal de gestantes continua baixa, 41,54%. Já a cobertura vacinal de crianças é de 52,26%, e de puérperas 51,85%. Portanto, a Administração reforça a orientação sobre a importância de as pessoas que integram estes grupos se imunizarem.   

A Vigilância Epidemiológica ainda informa que, neste ano, o município registra 128 casos notificados de H1N1, dos quais um positivo, 80 negativos e 47 aguardam resultado.  

O horário da vacinação nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) é das 7h às 16h. Nas demais unidades, o horário é das 8h às 15h. Confira abaixo a lista dos locais de vacinação. 

A campanha nacional de vacinação contra a Influenza começou no dia 23 de março, tendo como público-alvo, inicialmente, idosos acima de 60 anos, profissionais da saúde e profissionais das forças públicas de segurança (Guarda Municipal, Defesa Civil, Polícias Civil e Militar, e bombeiros). Já a segunda fase ofereceu imunização para portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; funcionários do sistema prisional; e motoristas de transporte coletivo e portuários. Por fim, a terceira fase teve como grupos prioritários PCDs (pessoas com deficiência), gestantes, puérperas, adultos de 55 a 59 anos de idade, e professores de escolas públics e particulares. 

Confira abaixo a lista dos locais de vacinação: 

UBS de referência

Local de vacinação

Nova Europa

Tenda montada na área externa da UBS

Santiago

Na própria UBS, com controle de fluxo

Novo Ângulo

Na própria UBS, com controle de fluxo

Nova Hortolândia

EMEIEF João Carlos do Amaral Soares

Pq. do Horto

EMEI Jardim Novo Estrela

Orestes Ôngaro

Tenda montada na área externa da UBS

São Jorge

Na própria UBS, com controle de fluxo

Amanda I

Na própria UBS, com controle de fluxo

Amanda II

EMEF Jardim Amanda I (CAIC)

Taquara Branca

Tenda montada na área externa da UBS

São Bento

EMEIEF Jardim São Pedro

Rosolen /Adelaide

Salão da Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Santa Esmeralda

Pátio da UBS

Santa Clara

EMEI Santa Clara

Campos Verdes

Na própria UBS, com controle de fluxo

Figueiras

Tenda montada na área externa da UBS

 

Campanha de vacinação contra a Influenza é prorrogada até o dia 30 deste mês

  • Publicado em Saúde

Você ainda não tomou a vacina contra o vírus  H1N1, que causa a Influenza? Então, fique ligado! A campanha de vacinação foi prorrogada até o dia 30 deste mês. A Prefeitura de Hortolândia reforça a orientação de que crianças com idade entre seis meses a menos de seis anos, gestantes e puérperas precisam receber a imunização. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, a cobertura vacinal destes grupos continua baixa no município. Até o momento, a cobertura vacinal de crianças é de 46,44%, gestantes 33,45% e puérperas 37,57%. Na cidade já foram aplicadas cerca de 59 mil doses da vacina. 

Portanto, se você é de um desses grupos ou tem crianças dessa faixa etária, é importante tomar a vacina, alerta a ginecologista e obstreta da rede municipal de saúde, Fernanda Bertozzi. A especialista ressalta que, no caso de gestantes e puérperas, a vacina tem um grande efeito protetor tanto para a mãe quanto para a criança. “Para a mãe porque na gravidez, pela sua condição de gestante, ela tem uma baixa imunidade. Então, ela está mais propensa a adquirir a gripe. Já a criança, quando nasce, ela só vai poder tomar a vacina a partir dos seis meses. Por isso, ela estará desprotegida. Quando a mãe toma a vacina, ela passa anticorpos para o filho ainda na barriga e a criança vai nascer já com uma imunidade que chamamos de passiva, que vai da mãe para o filho”, explica Fernanda. 

A especialista salienta que puérperas também devem tomar a vacina para garantir sua saúde e também a do bebê. “Todos os anticorpos adquiridos pela mãe serão repassados para o bebê na amamentação. Mesmo as mães que não amamentam devem tomar a vacina, pois elas vão estar se protegendo e também seu bebê do contanto com o H1N1”, reforça Fernanda. 

A especialista aproveita para esclarecer uma dúvida frequente que tem confundido a população sobre a vacina diminuir a imunidade das pessoas e aumentar a possibilidade de pegar outras doenças. “Não, a vacina não altera ou diminui o nosso sistema imunológico, e sim o contrário. A vacina é feita com ‘vírus morto’. Então, não há riscos para as gestantes. É um grande erro pensar que a vacina diminui a imunidade das pessoas e aumentam a possibilidade de pegar outras doenças, ainda mais neste período de pandemia da COVID-19. Essa é uma pergunta muito frequente que as pessoas têm feito”, informa a especialista. 

LOCAIS DE VACINAÇÃO 

O horário da vacinação nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) é das 7h às 16h. Nas demais unidades, o horário é das 8h às 15h. Confira abaixo a lista dos locais de vacinação. 

A campanha nacional de vacinação contra a Influenza começou no dia 23 de março, tendo como público-alvo, inicialmente, idosos acima de 60 anos, profissionais da saúde e profissionais das forças públicas de segurança (Guarda Municipal, Defesa Civil, Polícias Civil e Militar, e bombeiros). Já a segunda fase ofereceu imunização para portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; funcionários do sistema prisional; e motoristas de transporte coletivo e portuários. Por fim, a terceira fase teve como grupos prioritários PCDs (pessoas com deficiência), gestantes, puérperas, adultos de 55 a 59 anos de idade, e professores de escolas públicos e particulares. 

Confira abaixo a lista dos locais de vacinação:

UBS de referência

Local de vacinação

Nova Europa

Tenda montada na área externa da UBS

Santiago

Na própria UBS, com controle de fluxo

Novo Ângulo

Na própria UBS, com controle de fluxo

Nova Hortolândia

EMEIEF João Carlos do Amaral Soares

Pq. do Horto

EMEI Jardim Novo Estrela

Orestes Ôngaro

Tenda montada na área externa da UBS

São Jorge

Na própria UBS, com controle de fluxo

Amanda I

Na própria UBS, com controle de fluxo

Amanda II

EMEF Jardim Amanda I (CAIC)

Taquara Branca

Tenda montada na área externa da UBS

São Bento

EMEIEF Jardim São Pedro

Rosolen /Adelaide

Salão da Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Santa Esmeralda

Pátio da UBS

Santa Clara

EMEI Santa Clara

Campos Verdes

Na própria UBS, com controle de fluxo

Figueiras

Tenda montada na área externa da UBS

Assinar este feed RSS