Menu


Hortolândia conta com duas novas vans adaptadas para transporte de pacientes

  • Publicado em Saúde

Veículos modernos oferecerão mais conforto às pessoas que fazem tratamento em unidades de saúde da região

Pacientes de Hortolândia que fazem hemodiálise e quimioterapia terão à disposição dois novos veículos acessíveis. As novas vans foram incluídas na frota de veículos alugados pela Prefeitura de Hortolândia, em substituição à outras vans mais antigas,  com a finalidade de transportar pacientes que precisam de assistência em clínicas e hospitais da região. A empresa que presta serviço de locação veicular para a Secretaria de Saúde apresentou as vans ao prefeito José Nazareno Zezé Gomes, na tarde desta sexta-feira (17/09). Os veículos já estão adesivados com a identidade visual do município, prontos para iniciar o atendimento aos pacientes na próxima semana.

"Melhorar o atendimento em saúde, garantindo transporte de qualidade para os cadeirantes e para aqueles com mobilidade reduzida. Foi com esse pensamento que estamos renovando a nossa frota. A partir de hoje, duas novas vans adaptadas, com elevador, passarão a atender os pacientes que necessitam de transporte para realização de tratamento médico. Com um transporte mais humanizado, garantimos dignidade para aqueles que mais precisam. Com trabalho, foco e fé vamos avançando em busca de uma cidade mais humana, sustentável e inteligente", afirmou o prefeito José Nazareno Zezé Gomes.

O município conta com 29 veículos para transporte de pacientes. No entanto, conforme a Secretaria de Saúde, o modelo das vans que acabaram de chegar é diferente dos veículos mais antigos, nos quais o acionamento dos elevadores ocorre para o acesso de qualquer paciente.

Cada uma das vans agregadas à frota nesta sexta-feira possui ar condicionado e tem capacidade para nove pessoas, sendo três cadeirantes e seus acompanhantes. Os veículos possuem dispositivos de elevação modernos. De acordo com a Secretaria de Saúde, o acesso à plataforma elevatória é apenas para cadeirante e pessoas com mobilidade reduzida. O elevador não precisa ser acionado caso o atendimento seja direcionado à pessoa não cadeirante.

Assinar este feed RSS