Menu


Palestra sobre prevenção ao vírus HIV marca o Dia Mundial de Luta contra a AIDS em Hortolândia

  • Publicado em Saúde

Evento será nesta quarta-feira (01/12), às 9h30, na Câmara Municipal

A pandemia da COVID-19 continua a ser a principal emergência sanitária do momento. Mas a população também precisa tomar cuidados para evitar outras doenças. Uma delas é a AIDS. A Prefeitura de Hortolândia realiza uma palestra sobre prevenção contra a doença, nesta quarta-feira (01/12), às 9h30, na Câmara Municipal. A atividade marca o Dia Mundial de Luta contra a AIDS. Em virtude da pandemia, o evento será restrito aos funcionários do Legislativo e convidados, para evitar aglomeração. 

A palestra será ministrada pelo CEI (Centro Especializado em Infectologia), órgão da Secretaria de Saúde. A equipe do órgão abordará o vírus HIV, causador da AIDS, e medidas preventivas, tais como o uso de preservativo. Outro tópico importante que será destacado na palestra são as medicações PrEP (Profilaxia Pré-Exposição ao HIV) e PEP (Profilaxia Pós-Exposição ao HIV). “O Dia Mundial de Luta contra a AIDS é uma data para lembrar às pessoas sobre a importância da prevenção contra a doença”, reforça a coordenadora do órgão, Larissa Naira Dias da Silva. 

REFERÊNCIA 

O CEI, antigo Amdah (Ambulatório Municipal de DSTs/Aids de Hortolândia), é a unidade de referência no município para acompanhamento e tratamento de pacientes com ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e hepatites virais. O órgão está localizado na avenida Thereza Ana Cecon Breda, 1.115, Vila São Pedro. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h.

O órgão realiza atendimento de porta aberta por demanda espontânea. O atendimento inclui ainda a oferta de teste rápido para a detecção de ISTs, dentre as quais a AIDS, e hepatites virais. O resultado do teste sai em 15 minutos. Em caso de resultado positivo, de acordo com a coordenadora Larissa Naira Dias da Silva, o órgão já inicia o acompanhamento e o tratamento do paciente. O teste rápido também está disponível nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) do município. Além do teste rápido, o órgão também oferece as medicações PrEP e PEP. 

Até outubro deste ano, o órgão já realizou 610 testes para HIV, dos quais 20 deram positivo, 37 casos novos diagnosticados e 71 pacientes iniciaram tratamento. Atualmente, o órgão faz acompanhamento de 484 pacientes. 

O órgão também realiza palestras gratuitas sobre prevenção às ISTs e hepatites virais em entidades, escolas, associações, igrejas e empresas da cidade. Os interessados podem entrar em contato por meio dos telefones (19) 3897-5034 e (19) 3897-3653.

Servidores do Hospital Municipal recebem qualificação para atendimento de casos de ISTs

  • Publicado em Saúde

Em paralelo ao enfrentamento à pandemia da COVID-19, a Prefeitura de Hortolândia investe no aperfeiçoamento constante dos servidores da saúde para atender com qualidade outras demandas importantes de pacientes da cidade. Para melhorar o atendimento a casos de ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), a Secretaria de Saúde realizou uma atividade de qualificação sobre manejo da PEP (Profilaxia Pós-Exposição ao HIV, vírus causador da AIDS) para profissionais do Hospital Municipal Mario Covas, nesta sexta-feira (20/08). Participaram cerca de 30 profissionais e técnicos de enfermagem do hospital.

A qualificação foi ministrada pela equipe do CEI (Centro Especializado em Infectologia), antigo Amdah (Ambulatório Municipal de DSTs/Aids de Hortolândia). O órgão, vinculado à Secretaria de Saúde, é a unidade de referência no município para acompanhamento e tratamento de pacientes com hepatites virais e ISTs. 

De acordo com a coordenadora do órgão, Sandra Duarte, a qualificação mostrou como deve ser feita a PEP, que consiste na oferta de medicamentos para pessoas que tiveram relação sexual sem proteção. A medicação deve ser tomada durante 28 dias. Inicialmente, o hospital atende esses pacientes e os encaminha para o CEI, que faz o acompanhamento dos pacientes por seis meses. De acordo com a coordenadora, cerca de 70 pacientes recebem acompanhamento do órgão. A Secretaria de Saúde realizará outra qualificação sobre o tema nesta sexta-feira (27/08), também para profissionais do hospital.

Prefeitura de Hortolândia oferece acompanhamento social e psicológico para pacientes com HIV

  • Publicado em Saúde

Os pacientes com HIV, vírus causador da Aids, enfrentam dificuldades e preconceito em virtude da doença. Para ajudá-los a superar esta situação, a Prefeitura de Hortolândia oferece acompanhamento social e psicológico durante o tratamento. Este trabalho é realizado pelo CEI (Centro Especializado em Infectologia), antigo Amdah (Ambulatório Municipal de DST/Aids de Hortolândia), órgão da Secretaria de Saúde, localizado na avenida Thereza Ana Cecon Breda, 1.115, Vila São Pedro. O órgão é a unidade de referência no município para ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e atendimento de pacientes com hepatites virais. Atualmente, o CEI acompanha 438 pacientes diagnosticados com HIV, dos quais 15 têm Aids. O órgão conta com uma equipe multidisciplinar, formada por profissionais de infectologia, assistência social, psicologia e enfermagem.  

De acordo com a coordenadora do órgão, Sandra Duarte, o atendimento começa com o exame de coleta da carga viral. É a partir da informação sobre a carga viral que o médico-infectologista definirá qual é a medicação que deverá ser ministrada ao paciente. A medicação é fornecida pelo Ministério da Saúde, por meio do programa PAM (Plano de Ações e Metas), e distribuída pelo CEI aos pacientes. A entrega é feita no próprio órgão.

O CEI oferece acompanhamento social para pacientes em situação de vulnerabilidade. Por meio de entrevista, a assistente social do órgão avalia a situação socioeconômica do paciente. Caso ele se encaixe no perfil, recebe benefícios, como auxílio-transporte para vir nas consultas e cesta básica mensal, que é entregue no próprio órgão. “Caso o paciente pare de vir às consultas, fazemos busca ativa e visitas domiciliares para conversar com ele e saber por que não está indo mais”, explica Sandra. 

A coordenadora ainda salienta que as pacientes gestantes recebem fórmula láctea para alimentar seus bebês até completarem dois anos. Mulheres com HIV não podem amamentar porque podem transmitir o vírus para a criança pelo aleitamento materno. Cada paciente gestante recebe mensalmente cerca de 10 latas de fórmula láctea, fornecidas pelo Ministério da Saúde, por meio do programa PAM, e distribuída pelo CEI.

O preconceito é o maior problema que os pacientes com HIV enfrentam, enfatiza a coordenadora Sandra Duarte, que explica que muitos pacientes têm dificuldade em aceitar a doença, assim como seus familiares. É por este motivo que o CEI oferece acompanhamento psicológico. Os pacientes têm consulta uma vez por semana com a psicóloga do órgão.

PREVENÇÃO  

O CEI também realiza ações de prevenção contra o HIV. Uma delas é o fornecimento da PEP (Profilaxia Pós-Exposição ao HIV) e da PrEP (Profilaxia Pré-Exposição ao HIV).

A coordenadora Sandra Duarte explica que a PEP é a medicação para reduzir o risco de infecção em situação de exposição ao HIV, sendo que o medicamento deve ser usado até 72 horas após o contato com o vírus. O CEI faz o acompanhamento de pacientes que estejam utilizando a PEP durante seis meses. Já as pessoas que queiram utilizar a PrEP, é necessário agendar consulta no CEI. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h.

“FIQUE SABENDO”

Vale lembrar que durante este mês, a Prefeitura de Hortolândia está com a campanha “Fique Sabendo”, que oferece testes rápidos gratuitos para a detecção do vírus HIV, causador da Aids. A campanha marca o mês “Dezembro Vermelho” de prevenção e conscientização das ISTs e o Dia Internacional de Combate à Aids. De acordo com a Secretaria de Saúde, a campanha também oferecerá testes para Sífilis e Hepatites B e C.

Os testes estão disponíveis nas UBSs (Unidades Básicas do Município) do município e no CEI. De acordo com a Secretaria de Saúde, cada UBS irá realizar o Dia D da campanha. No caso da UBS Dom Bruno, em virtude da unidade estar ocupada com a estrutura da Unidade Respiratória, a aplicação dos  testes rápidos para os pacientes atendidos será feita no HORTOFÁCIL, localizado na rua Argolino de Moraes, 405, Vila São Francisco. 

Confira abaixo as datas nas quais cada UBS fará o Dia D da campanha “Fique Sabendo”:

UBS

Horário

 Dia D da Campanha

 Adelaide

 7h às 16h

 01 e 02/12

 Campos Verdes

 7h às 16h

 01/12

 Nova Europa

 7h às 16h

 07/12

 Orestes Ôngaro

 7h às 16h

 07/12

 Santa Esmeralda

 7h às 16h

 09/12

 Santiago

 7h às 16h

 11/12

 São Bento

 7h às 16h

 10/12

 São Jorge

 7h às 16h

 01 a 04/12

 Taquara Branca

 7h às 16h

 02/12

 Amanda I

 7h às 16h

 10 e 11/12

 Amanda II

 7h às 16h

 09/12

 Figueiras

 7h às 16h

 02 e 03/12

 Parque do Horto

 7h às 16h

 07/12

 UBS Dom Bruno

 *OBS.: Em virtude da unidade estar  ocupada com a estrutura da Unidade Respiratória, os testes rápidos serão aplicados no HORTOFÁCIL 

 8h às 12h

 

 

     03/12

 Novo Ângulo

 7h às 17h

 09/12

 Rosolen

 9h às 12h

 (01/12)

 7h às 11h30

 (03/12)

 01 e 03/12

 Santa Clara

 7h às 18h

 09, 10 e 11/12

Diagnóstico precoce agiliza tratamento de pacientes com HIV

  • Publicado em Saúde

Desde o início do mês, todas as unidades de saúde de Hortolândia participam da Campanha “Fique Sabendo”, com a realização de teste rápido para detecção de ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), como o HIV, vírus causador da Aids. O objetivo é diagnosticar novos casos com rapidez, o que colabora para o tratamento precoce dos pacientes. Quando uma pessoa recebe resultado positivo no teste rápido, ela passa a ser acompanhada por uma equipe multidisciplinar do CEI (Centro especializado em Infectologia), antigo AMDAh (Ambulatório Municipal de DST/Aids de Hortolândia), onde recebe atendimento médico, psicológico e retira gratuitamente os medicamentos necessários para o tratamento. Na última semana, com a intensificação da testagem, foram realizados 1.315 testes rápidos para HIV, com dois resultados positivos.

Os testes rápidos que auxiliam no diagnóstico de HIV ficam prontos em menos de 30 minutos. O profissional de saúde colhe uma pequena amostra de sangue da pessoa, através de uma picada na ponta do dedo. Em contato com produto reagente é possível saber se a pessoa está infectada com o vírus causador da Aids. Os testes têm sigilo garantido. Caso o resultado seja positivo, a pessoa é encaminhada para atendimento imediato no CEI. Atualmente, há 386 pacientes com HIV em tratamento na unidade.

Apesar da Campanha “Fique Sabendo”, os testes rápidos são oferecidos em todas as UBS, em qualquer época do ano. Nesta época do ano, no entanto, a ação é reforçada em razão do Dia Mundial de Combate à Aids, celebrado em 1º de dezembro. O vírus HIV é causador da Aids, doença caracterizada por infecções oportunistas que afetam a saúde da pessoa infectada, que apresenta baixa imunidade. “Oferecemos todo suporte e tratamento gratuito. Por isso, é importante que as pessoas realizem o teste rápido pelo menos uma vez por ano, pois só assim é possível iniciar o tratamento o quanto antes”, enfatiza a coordenadora do CEI, Sandra Duarte.

Além dos testes rápidos de HIV, a Campanha “Fique Sabendo” intensifica a testagem de Sífilis, Hepatite B e C. Na última semana foram detectados oito casos de Sífilis, um de hepatite B e Três de Hepatite C. Os pacientes também são acompanhados no CEI.

Serviço

A unidade de referência no município para acompanhamento e tratamento de pacientes com ISTs é o CEI. O atendimento no local é de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h. O endereço é rua Ernesto Bergamasco, 262, na Vila Real. Não é necessário encaminhamento médico para procurar atendimento no local.

Campanha “Fique Sabendo” começa na próxima semana, com teste rápido de HIV nas UBSs

  • Publicado em Saúde

A Prefeitura de Hortolândia inicia, na segunda-feira (02/12), a Campanha “Fique Sabendo”, com oferta gratuita de teste rápido para detecção de HIV, vírus causador da Aids. Todas as unidades de saúde do município participam da ação, que tem como objetivo ampliar a oferta da testagem e diagnosticar novos casos com rapidez, o que colabora para o tratamento precoce dos pacientes.

UBSs (Unidades Bácisas de Saúde, UPAs (Unidades de pronto Atendimento)-24h e o hospital Municipal, além do CEI (Centro especializado em Infectologia), antigo AMDAh (Ambulatório Municipal de DST/Aids de Hortolândia) terão à disposição de toda população, testes rápidos que auxiliam no diagnóstico de HIV, em menos de 30 minutos. O profissional de saúde colhe uma pequena amostra de sangue da pessoa, através de uma picada na ponta do dedo. Em contato com produto reagente é possível saber se a pessoa está infectada com o vírus causador da Aids. Os testes têm sigilo garantido. Caso o resultado seja positivo, a pessoa é encaminhada para atendimento imediato no CEI, que é a unidade de referência no município. O atendimento no local é de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h. O endereço é rua Ernesto Bergamasco, 262, na Vila Real.

De acordo com a coordenadora da unidade, Sandra Duarte, apesar da Campanha, os testes rápidos são oferecidos em todas as UBS, em qualquer época do ano. Nesta época do ano, no entanto, a ação é intensificada em razão do Dia Mundial de Combate à Aids, celebrado em 1º de dezembro. “Neste ano foram realizados 10.783 testes rápidos nas unidades de saúde da cidade, sendo que 39 exames deram resultado positivo. Temos, atualmente, 386 pacientes com HIV em tratamento no CEI”, afirmou.

Quando uma pessoa recebe resultado positivo no teste rápido, ela passa a ser acompanhada por uma equipe multidisciplinar na unidade de referência. “O primeiro atendimento é um acolhimento, onde explicamos para ele como será o tratamento e solicitamos diversos exames, alguns coletados na própria unidade e outros realizados na Unicamp”, explica Sandra.

O resultado dos exames fica pronto em poucos dias e o paciente é consultado por um infectologista, que receita o medicamento antiretroviral para o tratamento contínuo, remédio que é retirado na farmácia do CEI. O paciente também inicia acompanhamento psicológico, com consultas semanais. Além disso, uma assistente social passa a acompanhar a pessoa e a família. “Aqui nós acompanhamos o paciente de perto. Se ele não vier buscar medicamentos ou faltar em alguma consulta, nós vamos atrás dele: telefonamos e, se for preciso, vamos até o endereço saber o que aconteceu. É muito importante que o tratamento seja continuado para evitar aumento da carga viral e queda da imunidade, o que pode causar doenças oportunistas”, destacou a coordenadora.

O vírus HIV é causador da Aids, doença caracterizada por infecções oportunistas que afetam a saúde da pessoa infectada, que apresenta baixa imunidade. “Oferecemos todo suporte e tratamento gratuito. Por isso, é importante que as pessoas realizem o teste rápido pelo menos uma vez por ano, pois só assim é possível iniciar o tratamento o quanto antes”, enfatiza Sandra.

Dia D - Fique Sabendo

A campanha Fique Sabendo terá um Dia D de intensificação dos testes rápidos, em cada unidade de saúde. Confira:

Unidade de Saúde

Dia D

CESM

03 de dezembro

UBS Santa Clara

03 de dezembro

UBS Rosolen

03 e 04 de dezembro

UBS Orestes Ongaro

05 de dezembro

UBS São Bento

05 de dezembro

UBS Dom Bruno

05 e 06 de dezembro

UBS Adelaide

06 de dezembro

UBS Novo Angulo

06 de dezembro

UBS Parque do Horto

06 de dezembro

UBS São Jorge

06 de dezembro

UBS Figueiras

6, 7 e 8 de dezembro

UBS Nova Europa

09 de dezembro

UBS Amanda 1

13 de dezembro

UBS Santiago

13 de dezembro

UBS Taquara Branca

16 de dezembro

UBS Campos Verdes

18 de dezembro

UBS Sta Esmeralda

19 de dezembro

UBS Amanda 2

28 de novembro

Ações externas:

*02/12 Clínica Eliasibe

*02/12 CRAS Rosolém

*03/12 Viação Boa Vista

*06/12 CAS / Saúde

*10/12 Hortofacil

*11/12 Clínica Novo Nascimento

*16/12 Clínica Escola de Profetas