Menu


Prefeitura de Hortolândia continua com ação de busca e eliminação de criadouros de Aedes aegypti

  • Publicado em Saúde

O combate ao mosquito Aedes aegypti, inseto que transmite as doenças Dengue, Zika e Chikungunya, tem que ser constante. É por este motivo que a Prefeitura de Hortolândia continua com a ação de casa a casa em várias regiões da cidade. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, visita residências no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora. O trabalho também prossegue, nesta semana, no Jardim Nossa Senhora de Fátima e no Jardim Amanda.

Na ação, os agentes do órgão entram nas casas, orientam os moradores e distribuem material explicativo. Além disso, eles fazem busca ativa de possíveis criadouros do mosquito. Caso seja constatada a existência de focos, eles são eliminados. De acordo com a UVZ, caso sejam encontradas larvas, os agentes fazem a coleta para identificação em laboratório. A Prefeitura solicita à população para que receba os agentes e os deixe entrar em suas casas. Os agentes estão identificados com uniforme e crachá. 

A Prefeitura ressalta que a população também deve colaborar na prevenção e no combate ao Aedes aegypti. Uma atividade útil é observar a própria casa e, assim, eliminar possíveis focos de criadouros de larvas do inseto. Para isso, basta fazer algumas tarefas simples, tais como manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas.

“Caso o morador apresente algum dos sinais ou sintomas de Dengue, que são febre, dor de cabeça, dor no corpo e manchas vermelhas pelo corpo, ele deve procurar a UBS mais próxima de sua casa, para que receba tratamento adequado e acompanhamento, e para que seu caso seja notificado”, salienta o veterinário da UVZ, Evandro Alves Cardoso.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, até o momento, o município registra 1.035 casos positivos, sendo1 óbito e outros 53 aguardam resultado.

Outra ação importante de combate ao mosquito é a ADL (Análise de Densidade Larvária). A UVZ concluiu a análise em outubro deste ano. O índice medido foi de 1,2. Por meio da ADL, é possível prever se, nos próximos meses, o nível de infestação do mosquito estará elevado, o que colabora para o município traçar estratégias de prevenção. 

A ADL é feita três vezes ao ano: em janeiro, julho e outubro. De acordo com a UVZ, o índice registrado em janeiro deste ano foi de 3,2. Já em julho a análise não foi realizada, em virtude da pandemia.

Três regiões de Hortolândia recebem ação casa a casa de busca e eliminação de criadouros de Aedes aegypti

  • Publicado em Saúde

A Prefeitura de Hortolândia continua com o trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti, inseto que transmite as doenças Dengue, Zika e Chikungunya, em diferentes regiões do município. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, realiza ação casa a casa no Jardim Nossa Senhora de Fátima. O trabalho também prossegue, nesta semana, nos bairros Jardim Amanda e Vila Real.

Os agentes da UVZ visitam as residências, orientam os moradores e distribuem material explicativo. Além disso, eles fazem busca ativa de possíveis criadouros do mosquito. Caso seja constatada a existência de focos, eles são eliminados. O veterinário da UVZ, Evandro Alves Cardoso, ainda salienta que, caso sejam encontradas larvas, os agentes fazem a coleta para identificação em laboratório. A Prefeitura solicita à população para que receba os agentes e os deixe entrar em suas casas. Os agentes estão identificados com uniforme e crachá. 

A Prefeitura ressalta que a população também deve colaborar na prevenção e no combate ao Aedes aegypti. Uma atividade útil é limpar a casa e, assim, eliminar possíveis focos de criadouros de larvas do inseto. Para isso, basta fazer algumas tarefas simples, tais como manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas. 

De acordo com a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, até o momento, o município registra 1.035 casos positivos, sendo 1 óbito e outros 46 aguardam resultado.

Outra ação importante de combate ao mosquito é a ADL (Análise de Densidade Larvária). A UVZ concluiu a análise em outubro deste ano. O índice medido foi de 1,2. Por meio da ADL, é possível prever se, nos próximos meses, o nível de infestação do mosquito estará elevado, o que colabora para o município traçar estratégias de prevenção. 

A ADL é feita três vezes ao ano: em janeiro, julho e outubro. De acordo com a UVZ, o índice registrado em janeiro deste ano foi de 3,2. Já em julho a análise não foi realizada, em virtude da pandemia.

Jardim Santa Clara do Lago 2 recebe nebulização nesta quarta-feira (20/05) para eliminar o mosquito Aedes aegypti

  • Publicado em Saúde

É preciso manter o trabalho preventivo contra a Dengue. É isto que a Prefeitura de Hortolândia realiza, nesta quarta-feira (20/05), no bairro Jardim Santa Clara do Lago 2. A região receberá nebulização para eliminar o mosquito Aedes aegypti, causador da Dengue, Chikungunya e Zika. A ação acontece na área delimitada pelas ruas México, Cuba (parte), Equador e Bolívia. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, apesar de a região registrar, neste ano, três casos confirmados de Dengue, a ação é necessária para evitar a ocorrência de mais casos. 

A nebulização é realizada por agentes da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde. Eles executam a ação com auxílio de nebulizadores costais motorizados. Durante a nebulização, os agentes visitam as casas dos moradores para eliminar focos de criadouro de larvas do mosquito Aedes aegypti. Os agentes utilizam o nebulizador para espalhar o inseticida. 

Segundo a Vigilância Sanitária, órgão da Secretaria de Saúde, o município registra, até o momento, 1.724 casos notificados de Dengue, dos quais 491 casos positivos, 575 casos negativos, 658 aguardam resultado e um óbito. O município tem um caso notificado de Chikungunya que aguarda resultado. Já de Zika, a cidade não tem nenhum caso notificado até o momento. 

10 MINUTOS  

Durante o período de isolamento social, a população pode fazer sua parte e ajudar a Prefeitura de Hortolândia na prevenção ao mosquito Aedes aegypti. Uma atividade útil é limpar a casa e, assim, eliminar possíveis focos de criadouros de larvas do mosquito Aedes aegypti, causador de Dengue, Zika e Chikungunya. Para isso, basta fazer algumas tarefas simples, tais como manter tampados tonéis, barris e caixas d´água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. 

Estas e outras orientações fazem parte da campanha “10 minutos contra o mosquito”, da Secretaria de Saúde. A ação explica que, em apenas 10 minutos por semana, é possível acabar com o ciclo de procriação do Aedes aegypti. A campanha ainda conta com um material informativo, que está disponível no site da Prefeitura, http://www2.hortolandia.sp.gov.br/, por meio deste LINK. De acordo com a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas.

Para evitar novos casos de Dengue, Prefeitura faz nebulização no Jd. do Bosque e Sta. Rita de Cássia

  • Publicado em Saúde

A Prefeitura de Hortolândia reforça a prevenção no combate à Dengue. Nesta quarta-feira (13/05), agentes da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, realizaram nebulização no Jardim do Bosque e no Jardim Santa Rita de Cássia. A ação aconteceu na região delimitada pelas ruas Libero Badaró, Terezinha Navarro da Silva, Casemiro de Abreu, José João da Silva, Paulino Rosa e Presidente Tancredo Neves.   

De acordo com a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, a região teve, até o momento, quatro casos positivos de Dengue (um no Jardim no Bosque e três no Jardim Santa Rita de Cássia). Apesar de o número ser baixo, o coordenador da UVZ, Ibraim Almeida, explica que a nebulização foi realizada na região em caráter preventivo a fim de evitar que ocorram novos casos. 

Segundo a Vigilância Sanitária, órgão da Secretaria de Saúde, o município registra, até o momento, 1.472 casos notificados de Dengue, dos quais 364 casos positivos, 479 casos negativos e 629 casos aguardam resultado. A cidade registra, até o momento, 1 caso notificado de Chikungunya, que aguarda o resultado. Neste ano, até o momento, a cidade não tem nenhum caso notificado de Zika. 

A Prefeitura também tem realizado nebulização veicular, em parceria com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), órgão do governo estadual, em diversas regiões da cidade. A ação consiste em espalhar inseticida em forma de vapor, a partir de um veículo equipado, a fim de eliminar o Aedes aegypti. Para que o inseticida tenha maior eficácia, a nebulização deve ser feita durante três dias seguidos. 

10 MINUTOS  

Durante o período de isolamento social, a população pode fazer sua parte e ajudar a Prefeitura de Hortolândia na prevenção ao mosquito Aedes aegypti. Uma atividade útil é limpar a casa e, assim, eliminar possíveis focos de criadouros de larvas do mosquito Aedes aegypti, causador de Dengue, Zika e Chikungunya. Para isso, basta fazer algumas tarefas simples, tais como manter tampados tonéis, barris e caixas d´água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. 

Estas e outras orientações fazem parte da campanha “10 minutos contra o mosquito”, da Secretaria de Saúde. A ação explica que, em apenas 10 minutos por semana, é possível acabar com o ciclo de procriação do Aedes aegypti. A campanha ainda conta com um material informativo, que está disponível no site da Prefeitura, http://www2.hortolandia.sp.gov.br/, por meio deste LINK. De acordo com a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas.

Vila Real Santista recebe nebulização para eliminar mosquito Aedes aegypti

  • Publicado em Saúde

Além do combate ao Coronavírus, outra prioridade da Prefeitura de Hortolândia na saúde é a prevenção à Dengue. É por isso que a Administração realiza com frequência o trabalho de nebulização em diferentes regiões da cidade. Nesta semana, será a vez do bairro Vila Real Santista. A ação acontece na área que engloba as ruas Pedro Bernardo da Silva, Ricardo Aparecido Pinto, Hernani Bernardes, Ana Profetisma da Silva, Sebastião Geraldo B. Carvalho e João Barreto da Silva até a avenida São Francisco de Assis.

A nebulização é realizada por agentes da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde. Eles executam a ação com auxílio de nebulizadores costais motorizados. Durante a nebulização, os agentes visitam as casas dos moradores para eliminar focos de criadouro de larvas do mosquito Aedes aegypti, causador da Dengue. Para isso, eles utilizam o nebulizador para espalhar o inseticida.

Segundo a Vigilância Sanitária, órgão da Secretaria de Saúde, o município registra, até o momento, 1.472 casos notificados de Dengue, dos quais 364 casos positivos, 479 casos negativos e 629 casos aguardam resultado. A cidade registra, até o momento, 1 caso notificado de Chikungunya, que aguarda o resultado. Neste ano, até o momento, a cidade não tem nenhum caso notificado de Zika.

A Prefeitura também tem realizado nebulização veicular, em parceria com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), órgão do governo estadual, em diversas regiões da cidade. A ação consiste em espalhar inseticida em forma de vapor, a partir de um veículo equipado, a fim de eliminar o Aedes aegypti. Para que o inseticida tenha maior eficácia, a nebulização deve ser feita durante três dias seguidos. 

10 MINUTOS  

Durante o período de isolamento social, a população pode fazer sua parte e ajudar a Prefeitura de Hortolândia na prevenção ao mosquito Aedes aegypti. Uma atividade útil é limpar a casa e, assim, eliminar possíveis focos de criadouros de larvas do mosquito Aedes aegypti, causador de Dengue, Zika e Chikungunya. Para isso, basta fazer algumas tarefas simples, tais como manter tampados tonéis, barris e caixas d´água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda.

Estas e outras orientações fazem parte da campanha “10 minutos contra o mosquito”, da Secretaria de Saúde. A ação explica que, em apenas 10 minutos por semana, é possível acabar com o ciclo de procriação do Aedes aegypti. A campanha ainda conta com um material informativo, que está disponível no site da Prefeitura, http://www2.hortolandia.sp.gov.br/, por meio deste LINK. De acordo com a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas.

Trabalho de nebulização prossegue no Jardim Adelaide para eliminar mosquito Aedes aegypti

  • Publicado em Saúde

O Coronavírus é a grande preocupação do momento. Mas a Prefeitura de Hortolândia mantém o foco em outra importante ação de saúde na cidade: a prevenção e o combate à Dengue. Nesta semana, a Administração continua com o trabalho de nebulização no Jardim Adelaide. 

Agentes da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, visitam as casas dos moradores para eliminar focos de criadouro de larvas do mosquito Aedes aegypti, causador de Dengue, Zika e Chikungunya. Para isso, eles executam a ação com o auxílio de aparelhos nebulizadores costais motorizados que espalham o inseticida. Segundo a Vigilância Sanitária, órgão da Secretaria de Saúde, o município registra, até o momento, 1.411 casos notificados de Dengue, dos quais 358 positivos, 466 negativos, 587 aguardam resultado e nenhum óbito. Já de Chikungunya, o município registra, até o momento, um caso notificado que aguarda resultado e nenhum óbito. A cidade não tem nenhum caso de Zika e nenhum óbito.  

Além desta ação, a Prefeitura tem realizado a nebulização veicular, em parceria com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), órgão do governo estadual, em diversas regiões da cidade. A ação consiste em espalhar inseticida em forma de vapor, a partir de um veículo equipado, a fim de eliminar o Aedes aegypti. Para que o inseticida tenha maior eficácia, a nebulização deve ser feita durante três dias seguidos. 

10 MINUTOS  

A Prefeitura de Hortolândia salienta que a população também deve fazer sua parte e colaborar na prevenção e no combate ao Aedes aegypti. Para isso, a Secretaria de Saúde está com a campanha “10 minutos contra o mosquito”, na qual explica como é possível, em apenas 10 minutos por semana, acabar com o ciclo de procriação do inseto. 

No material informativo da campanha, há orientações para checar alguns itens dentro de casa e nos quintais, e realizar ações como manter tampados tonéis, barris e caixas d´água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, entre outras medidas. O material está disponível no site da Prefeitura, neste LINK.