Menu


Moradores recebem título de regularização fundiária

Em meio à pandemia do Coronavírus, cerca de 100 famílias de moradores de Hortolândia alcançaram uma grande conquista em suas vidas neste fim de semana. A Prefeitura de Hortolândia realizou a entrega de 102 títulos de posse de regularização fundiária para moradores de lotes nos bairros Jardim Girassol, Jardim Santa Fé e Parque Orestes Ôngaro. A entrega foi feita na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Professora Marleciene Priscila Presta Bonfim, neste sábado (19/06). O evento contou com a participação do prefeito José Nazareno Zezé Gomes e do secretário de Habitação, Rogério Mion. 

O prefeito ressaltou que a entrega do título oficializa para os moradores a posse de suas moradias. Com o documento, as famílias poderão obter a escritura e o registro de seus respectivos imóveis. “Hoje é um dia especial na vida dessas famílias dos bairros Jardim Girassol, Parque Orestes Ôngaro e Jardim Santa Fé. Entregamos para os moradores os títulos de regularização fundiária, garantindo no papel a posse definitiva da moradia. A partir de agora, cada família terá o direito de efetivar a escritura e o registro do imóvel. É uma conquista que garante cidadania e segurança jurídica necessária para cada uma dessas pessoas. É a concretização do sonho de uma vida”, destacou Zezé Gomes. 

Também no sábado, moradores de lotes localizados nos bairros Jardim Aline, Jardim Conceição, Jardim Santiago e Vila Guedes cumpriram uma importante etapa para regularizar a situação de seus imóveis. A Prefeitura e a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo), órgão do governo estadual, promoveram um mutirão de assinatura de contratos. A ação aconteceu na Emef Dayla Cristina Souza de Amorim.   

De acordo com a Secretaria de Habitação, foram assinados 42 contratos. No evento também foram feitas correções em 15 contratos e atendimento de orientação e informação para 38 famílias que já assinaram os contratos. Ainda de acordo com a Secretaria de Habitação, está prevista a realização de mais etapas do mutirão de assinaturas pela CDHU, em datas ainda a serem definidas.

Prefeitura e CDHU realizam mutirão de assinaturas de regularização fundiária, neste sábado (19/06)

A Prefeitura de Hortolândia segue com o trabalho para garantir moradia digna para a população. Neste sábado (19/06), a Administração Municipal e a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo), órgão do governo estadual, realizam mais uma etapa do mutirão de assinaturas de regularização fundiária. A ação será, das 9h às 12h, na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Dayla Cristina Souza de Amorim, localizada na rua Salvador (antiga rua Projetada 4), 500, Jardim Santiago.

De acordo com a CDHU, a ação beneficiará famílias que moram em 1.149 lotes nos bairros Jardim Aline, Jardim Conceição, Jardim Santiago e Vila Guedes. Já foram realizadas quatro etapas do mutirão, que aconteceram no sábado passado (12/06) e em janeiro deste ano. Em cada etapa foram chamadas 120 famílias, de acordo com o órgão estadual.

A Prefeitura solicita às famílias para que compareçam ao mutirão com a menor quantidade possível de pessoas para evitar aglomeração em virtude da pandemia. Para conter a disseminação do Coronavírus, a Prefeitura adotará os protocolos sanitários exigidos. Na entrada, haverá medição de temperatura das pessoas. Será disponibilizado álcool em gel para higienizar as mãos. O uso de máscaras é obrigatório. O atendimento será realizado com distanciamento.

Mutirão para regularização fundiária na região do Jd. Aline teve última etapa realizada no sábado (23/01)

A Prefeitura de Hortolândia, em parceria com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo), contemplaram, na manhã deste sábado (23/01), famílias moradoras dos bairros Jardim Santiago, Jardim Aline, Jardim Conceição e Vila Guedes na última etapa do mutirão de assinaturas de regularização fundiária. 

O evento, que integra o pacote de ações dos 100 primeiros dias da atual Administração aconteceu na EMEF (Escola Municipal de Educação Fundamental) Dayla Cristina Souza de Amorim, no Jardim Santiago. Para evitar a disseminação do Coronavírus, a Prefeitura adotou, no local, os protocolos sanitários como aferição de temperatura e disponibilização de álcool em gel.

"Uma luta de 30 anos desta comunidade e uma grande conquista para todos. Essa parceria entre a Prefeitura e a CDHU possibilitaram a assinatura da documentação de cada lote desta região. Parabéns a todos pela luta, pela conquista e por nunca terem desanimado. Assim, com tudo regularizado, esta terra realmente pertencerá à todos estes lutadores", exaltou o prefeito Angelo Perugini durante o mutirão de assinaturas.

De acordo com a Secretaria de Habitação, esta última etapa foi realizada para as famílias que ainda não haviam sido convocadas nas duas etapas anteriores que aconteceram nos dias 9 e 16 deste mês. 

"No total, foram aproximadamente 230 famílias contempladas. As famílias assinaram com a CDHU o documento que regulariza os imóveis beneficiando a todos estes contemplados que podem seguir a vida tranquilamente com seus respectivos espaços legalizados", explica o secretário de Habitação, Rogério Mion.

"Estou muito feliz e animada por esta grande conquista. A família toda está muito agradecida e essa regularização vai mudar não só a minha vida como a vida da minha família", explica a dona de casa, Elza da Cruz, 59 anos, moradora do Jardim Aline.

 

Última etapa de mutirão de assinaturas de regularização fundiária é neste sábado (23/01)

Para garantir moradia digna para a população, a Prefeitura de Hortolândia, em parceria com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo), realiza a última etapa do mutirão de assinaturas de regularização fundiária, neste sábado (23/01). O mutirão será das 9h às 11h30, na EMEF (Escola Municipal de Educação Fundamental) Dayla Cristina Souza de Amorim, localizada na rua Salvador (antiga rua Projetada 4), 500, Jardim Santiago.

De acordo com a CDHU, o mutirão beneficia famílias que moram nos bairros Jardim Santiago, Jardim Aline, Jardim Conceição e Vila Guedes. A regularização fundiária destes lotes integra o pacote de ações dos 100 primeiros dias da atual Administração.

De acordo com a Secretaria de Habitação, está última etapa será para as famílias que ainda não haviam sido convocadas e para aquelas que não compareceram nas duas etapas anteriores. As famílias assinam, com a CDHU, o documento que regulariza os imóveis onde já viviam irregularmente. O mutirão é realizado em três etapas. As duas primeiras aconteceram nos dias 9 e 16 deste mês.

Para evitar a disseminação do Coronavírus, a Prefeitura adotará os protocolos sanitários. Na entrada, haverá medição de temperatura. Será disponibilizado álcool em gel para higienização das mãos e o atendimento será realizado com o distanciamento necessário. A Prefeitura salienta que o uso de máscara é obrigatório.

Cerca de 70 famílias de diferentes bairros da cidade assinam contrato de regularização fundiária

Um dia de conquista para moradores de diferentes bairros da cidade. Assim foi o clima da segunda etapa do mutirão de assinaturas dos contratos de regularização fundiária, realizado pela Prefeitura de Hortolândia em parceria com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo), no sábado (16/01). De acordo com a Secretaria de Habitação, foram beneficiadas cerca de 70 famílias. 

O diretor da Secretaria de Habitação, Rodrigo Cornachini, explica que os moradores assinaram o contrato que formaliza a posse dos lotes onde eles moram. No mutirão, a Prefeitura adotou os protocolos sanitários para evitar a disseminação do Coronavírus. Na entrada, foi feita a medição da temperatura dos moradores, distribuição de máscaras para quem estava sem o item de proteção, disponibilização de álcool em gel e atendimento feito com o distanciamento necessário.

O mutirão é realizado em três etapas. Na primeira, ocorrida no dia 9 deste mês, foram beneficiadas 74 famílias. A terceira etapa será no próximo sábado (23/01), em local a ser definido. De acordo com a CDHU, nas três etapas são beneficiadas cerca de 230 famílias que moram nos bairros Jardim Santiago, Jardim Aline, Jardim Conceição e Vila Guedes. “O mutirão foi uma ação bastante proveitosa. Os moradores ficaram contentes. Solicitamos às famílias faltantes para que compareçam na próxima etapa do mutirão, que será neste sábado (23/01)”, destaca o diretor Rodrigo Cornachini.

Uma das moradoras que comemorou a assinatura do contrato foi Maria de Fátima Oliveira, que reside no Jardim Santiago há 30 anos. “Sou uma das primeiras moradoras do bairro. Eu estava ansiosa para vir logo para ter o contrato em mãos. É uma sensação única ter sua casa própria. Trabalhei muito para conquistar isso. Hoje, quando olho para trás, tenha a sensação de que venci”, diz, exultante, a moradora. A regularização fundiária destes lotes integra o pacote de ações dos 100 primeiros dias da atual Administração. De acordo com o diretor Rodrigo Cornachini, a Prefeitura pretende intensificar o trabalho de regularização fundiária no município.

Arrastão contra Dengue acontece na região do Jd. Santiago neste sábado (04/02)

  • Publicado em Saúde

Ação será das 8h às 12h com cerca de 60 agentes da Prefeitura

A Prefeitura de Hortolândia prossegue com os arrastões de combate à Dengue. Neste sábado (04/02), a ação acontecerá, das 8h às 12h, em quatro bairros: Jardim Aline, Vila Guedes, Jardim Santiago e Jardim Conceição. O arrastão contará com equipe de cerca de 60 agentes dos orgãos CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) e Defesa Civil e agentes comunitários de saúde.

Os agentes irão vistoriar casa a casa em busca de focos de água parada que possam servir de criadouro para as larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor de Dengue, Chikungunya e Zika. Os agentes também darão orientações e distribuirão material explicativo aos moradores. A Secretaria de Saúde solicita a colaboração dos moradores, permitindo a entrada dos agentes. A expectativa é visitar entre 1.300 a 1.500 casas.

Durante a ação, a Secretaria de Serviços Urbanos irá disponibilizar um caminhão para recolher materiais descartados, como pneus velhos, baldes, latas, garrafas pet, dentre outros.