Menu


Plano Municipal de Ação da Pessoa Idosa é lançado em Hortolândia

Plano Municipal de Ação da Pessoa Idosa é lançado em Hortolândia

O Plano foi elaborado a partir da necessidade de organizar ações destinadas ao idoso no município

A Prefeitura de Hortolândia lançou oficialmente nesta sexta-feira (1°/10) o Plano Municipal de Ação da Pessoa Idosa. A solenidade ocorreu no auditório da EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Professora Marleciene Priscila Presta Bonfim” e reuniu membros do Centro de Convivência da Melhor Idade do Remanso Campineiro e do Jardim Amanda. A atividade também contou com a presença do prefeito José Nazareno Zezé Gomes, do presidente do Conselho Municipal da Pessoa Idosa, José Piveta Benedito, e dos vereadores Derli de Jesus Athanázio Bueno, Dionatan Domingues e Enoque Leal Moura.


O Plano Municipal de Ação da Pessoa Idosa foi elaborado a partir da necessidade de organizar ações destinadas ao idoso no município. Esse plano foi aprovado pelo Conselho Municipal do Idoso no dia 11 de maio de 2021 e publicado no diário oficial do município no dia 14 de setembro de 2021.


“Nosso Governo vem trabalhando com o conceito de Cidade do Futuro e que garanta uma Hortolândia mais humana, sustentável e inteligente. Isso significa que buscamos implementar ações que proporcionem bem-estar para todos, independente da idade. O idoso faz parte deste trabalho. Com o Plano de Ação da Pessoa Idosa aprovado, é possível avançar ainda mais e, assim, garantir direitos e serviços para aqueles que têm mais de 60 anos. Segundo a Organização Mundial da Saúde, até 2025, o Brasil será o 6° país no mundo com mais idosos. É preciso avançar e garantir estrutura que venha atender a demanda da melhor idade e é isso que iremos dar continuidade”, afirmou Zezé.


O presidente do Conselho Municipal da Pessoa Idosa, José Piveta Benedito, destacou as ações municipais em benefício dos idosos realizadas ao longo do governo do ex-prefeito Angelo Perugini e parabenizou o prefeito Zezé Gomes pela continuidade do trabalho. “A cidade segue avançando e para a construção do Plano Municipal buscamos dialogar com a sociedade por intermédio do Conselho do Idoso, grupo de convivência e abertura para sugestões da população, através do site oficial da Prefeitura, o qual destinou um espaço para acolher sugestões e ações. Dessa forma, considerou-se as necessidades também apontadas pela população. Na organização desse plano, foram consideradas as propostas da conferência municipal da pessoa idosa e utilizamos como referência o Plano Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa do Estado de São Paulo”, finalizou o presidente do Conselho Municipal da Pessoa Idosa, José Piveta Benedito.

voltar ao topo