Menu


Hortolândia retomará aulas presenciais com 100% da capacidade na rede municipal a partir desta segunda-feira (08/11)

Portaria foi publicada no Diário Oficial do Município e vale para as 59 escolas da rede municipal e as 39 conveniadas pelo Bolsa Creche

A partir desta segunda-feira (08/11), as aulas presenciais e demais atividades realizadas na rede municipal de Hortolândia voltam a ser realizadas com 100% da capacidade de ocupação dos espaços públicos. Na prática, isto significa que chega ao fim o sistema híbrido de ensino, metodologia que combina ensino presencial com aulas remotas, por meio de atividades postadas no “Portal Educação na Rede” e também transmitidas no programa “Hortolândia Território de Saberes”, disponível no canal do youtube da Secretaria de Educação. 

Segundo a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, o retorno presencial não é obrigatório para alunos pertencentes ao grupo de risco para a Covid-19. No entanto, é necessário que os estudantes apresentem à escola atestado médico que indique o impedimento de comparecer às aulas presenciais. Para estes alunos, nesta nova etapa, serão disponibilizadas atividades impressas.

A portaria n° 59, que trata do tema, foi publicada na tarde desta quarta-feira (03/11) na edição 1.349 do Diário Oficial Eletrônico do Município e vale tanto para as 59 escolas da rede, quanto para as 39 contratadas por meio do Programa Bolsa Creche e demais espaços de formação, como o Observatório Parque Escola e o Centro de Formação dos Profissionais em Educação “Paulo Freire”. O documento pode ser consultado neste link: https://publicacoesmunicipais.com.br:8443/api/acts/hortolandia/1349

Em toda a rede municipal, desde a retomada das atividades presenciais, em 15 de setembro, vigoram medidas baseadas em “Protocolo Sanitário” para evitar a disseminação do Coronavírus. Para entrar no ambiente escolar é preciso usar corretamente a máscara individual (cobrindo boca e nariz), higienizar as mãos com frequência com água e sabão ou álcool em gel, manter distância segura do colega e não apresentar sintomas gripais, como espirro, tosse e febre, que poderá ser detectada com a medição da temperatura feita na porta da escola.

Atualmente, as unidades atendem com até 60% da capacidade física das salas de aula, em sistema de revezamento semanal. Cada unidade institui a grade semanal, garantindo quatro dias de aulas presenciais e um de interação remota dos professores com seus alunos. Além disso, desde o início da pandemia, as escolas da rede municipal também disponibilizam atividades impressas a estudantes que não tenha em casa tecnologia de acesso ao conteúdo remoto ou que prefiram usar material impresso.

“A decisão de retomarmos em 100% o nosso atendimento presencial é baseada na ciência, em dados atualizados da Saúde da nossa cidade e de toda a região e respaldada pelo Comitê da nossa municipalidade, que desde o início da pandemia tem realizado um trabalho sério, responsável e consciente de enfrentamento à Covid-19”, afirmou o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes.

Confira abaixo um resumo do “Protocolo Sanitário” adotado na rede municipal:

- Uso da máscara obrigatório para crianças acima de cinco anos (exceto as que têm TEA - Transtorno do Espectro Autista);

- Manter as mãos sempre higienizadas;

- Escolas disponibilizam álcool em gel em todos os ambientes:

- Todas as escolas fazem a aferição da temperatura na entrada;

- Todos os ambientes são higienizados a cada troca de turma;

- Todos os profissionais da educação receberam a formação da Secretaria de Saúde para realizarem a retomada de forma segura;

- O Departamento de Vigilância em Saúde faz visitas às escolas para sanar possíveis dúvidas e realizar orientações.

Hortolândia retoma aulas presenciais em escolas da Prefeitura, de olho nos protocolos sanitários

Nesta quarta-feira (15/09), 59 escolas da rede municipal e 39 contratadas fizeram retomada consciente das atividades, após 17 meses em regime virtual

Estudantes da rede municipal de Hortolândia retornaram, nesta quarta-feira (15/09), às salas de aula, após 17 meses de atividades remotas, mediadas pelo Espaço “Educação na rede; Hortolândia: território de saberes”, em razão da pandemia do Coronavírus. Todas as 59 escolas da rede municipal, assim como as 39 contratadas por meio do Programa Bolsa Creche, se prepararam com muito carinho para este momento, em que acolhimento e segurança devem andar de mãos dadas. 

A partir de agora, para entrar no ambiente escolar é preciso usar corretamente a máscara individual (cobrindo boca e nariz), higienizar as mãos com frequência com água e sabão ou álcool em gel, manter distância segura do coleguinha e não apresentar sintomas gripais, como espirro, tosse e febre que poderá ser detectada com a medição da temperatura feita na porta da escola.

Para garantir a saúde de todos e o bom andamento das atividades pedagógicas até o final do ano, a Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, cuidou, previamente, de uma série de outros itens importantes. Afinal, cada detalhe conta, neste momento. Entre eles estão a disponibilização de vacinas para todos os profissionais da Educação; a elaboração de um guia técnico com orientações de segurança sanitária durante a pandemia por COVID-19, contendo o “Protocolo Sanitário” geral para a rede municipal de ensino, postado no site oficial; a preparação, por meio de formações, de toda a equipe para a retomada, bem como o constante diálogo com pais e responsáveis, motivando-os a também se vacinarem e orientando sobre o momento de retomada segura das aulas presenciais.

Mas, como todo trabalho em equipe, a parceria da família é indispensável. Afinal, caberá aos pais e responsáveis orientar e preparar a criança para esta nova etapa de vida na escola, pois a pandemia ainda não acabou e é preciso evitar a transmissão do vírus, entre vacinados e não vacinados, como as crianças até 11 anos de idade. 

“Os pais deverão mandar sempre duas máscaras reservas na mochila e não levar os filhos à escola, caso estejam apresentando sintomas gripais. Nesse caso, deverão procurar uma unidade de saúde. Nossas unidades de referência para crianças com sintomas gripais são a UPA-24h (Unidade de Pronto Atendimento) Jd. Rosolém e Jd. Amanda”, esclarece a pedagoga Renata Müller, da Secretaria de Saúde, que ministrou formação sobre protocolos sanitários para os profissionais da Educação.

“Todos os profissionais da educação se prepararam muito para garantir que esse retorno acontecesse de maneira segura e responsável. Estamos cientes que esse é um momento também de readaptação, de muita observação e, acima de tudo, de acolhimento das nossas crianças e toda comunidade escolar. Dentro de cada realidade e particularidade, as escolas voltam a receber os alunos com muita alegria, carinho e segurança”, ressaltou a diretora de Educação Infantil, Simone Locatelli.

“O retorno foi planejado com cuidado, mas é sempre importante lembrar que ainda vamos aprender muito no cotidiano dentro das escolas. O que funciona e o que não funciona para cada aluno, realidade e unidade escolar. Estamos preparados para receber novamente a comunidade e felizes em ver nossos alunos voltando aos poucos ao ambiente escolar”, afirma o diretor de Ensino Fundamental, Educação Integral e EJA (Educação de Jovens e Adultos), José Luís Menegoro.

Confira abaixo um resumo do Protocolo de Retomada:

- Uso da máscara obrigatório para crianças acima de cinco anos (exceto as que têm TEA - Transtorno do Espectro Autista);

- Manter o distanciamento social de um metro;

- Manter as mãos sempre higienizadas;

- Escolas deverão ter álcool em gel em todos os ambientes:

- Todas as escolas farão a aferição da temperatura na entrada;

- Todos os ambientes serão higienizados a cada troca de turma;

- Todos os profissionais da educação receberam a formação da Secretaria de Saúde para realizarem a retomada de forma segura;

- O Departamento de Vigilância em Saúde fará visitas às escolas para sanar possíveis dúvidas e realizar orientações.

Retomada das aulas presenciais em Hortolândia será tema de encontro virtual, nesta quinta-feira (09/09)

Prefeitura de Hortolândia promove debate para discutir com a comunidade retomada consciente das atividades escolares

O retorno presencial dos alunos às escolas municipais de Hortolândia e a acolhida dos estudantes e profissionais da Educação serão assuntos abordados durante o bate-papo “Nossos cenários: retomada responsável e consciente das aulas presenciais em Hortolândia”, promovido pela Prefeitura de Hortolândia para acontecer na quinta-feira (09/09), às 18h30. O diálogo, voltado à comunidade escolar, terá como principal condutor o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes. A fim de respeitar as medidas sanitárias vigentes e conter a disseminação do Coronavírus, o evento será realizado de maneira remota e on-line por meio do canal da Secretaria de Educação no YouTube, disponível no link: https://www.youtube.com/secretariadeeducacaocienciaetecnologiahortolandia. O retorno presencial das atividades escolares na cidade está previsto para o dia 15 de setembro.

Para que a volta aconteça de forma segura e responsável, a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia tem realizado encontros e formações on-line com os profissionais da rede, abordando os protocolos sanitários e pedagógicos. Além disso as unidades escolares já estão sendo preparadas e adaptadas para receber os 26 mil alunos, nas 59 escolas da rede municipal de educação.

Prefeitura contratará 20 novos profissionais para rede municipal de Educação

A Prefeitura de Hortolândia convocou 20 novos profissionais de educação para atuar na rede municipal de ensino. Aprovados em concurso público, os chamados devem se apresentar nesta segunda-feira (23/08) no DGP (Departamento de Gestão de Pessoal), localizado na Rua Argolino de Morais, 405, na Vila São Francisco, para tratar de sua admissão no serviço público municipal. A contratação de novos profissionais é uma conquista importante para a organização e o planejamento do retorno presencial às aulas, nesta etapa da pandemia do Coronavírus. A convocação foi publicada na edição 1289 do Diário Oficial Eletrônico do Município, nesta terça-feira (17/08), que pode ser consultado neste link: https://publicacoesmunicipais.com.br:8443/api/acts/hortolandia/1289. A previsão é que as aulas presenciais sejam retomadas no dia 15 de setembro.

De acordo com a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, ao todo foram convocados 20 profissionais, sendo 11 professores para a Educação Básica – Educação Infantil, Ensino Fundamental e a EJA (Educação de Jovens e Adultos) – e 5 profissionais para atuar nas especialidades de educação especial, artística, música, educação física e português. A Administração Municipal convocou ainda dois educadores infantis e dois infanto juvenis para compor as unidades escolares. 

Os candidatos convocados devem comparecer ao DGP no horário especificado no documento de convocação. É preciso respeitar os protocolos de segurança e distanciamento social. 

Os novos profissionais vão preencher vagas e substituir os que deixaram o serviço público por motivos variados, como pedido de exoneração, aposentadoria ou vencimento de contrato de trabalho de professor celetista (contratados por tempo determinado em processos seletivos). Atualmente, a rede municipal de ensino atende cerca de 26 mil estudantes, na Educação Infantil, no Ensino Fundamental e na EJA, em 59 unidades próprias e 39 escolas contratadas, por meio do Programa “Bolsa Creche”.

Prefeito e gestores da Educação reúnem-se para discutir retorno às aulas presenciais em Hortolândia

Retorno seguro, organizado e focado no acolhimento a profissionais e alunos da rede municipal de educação. Assim é planejada a volta presencial às aulas, no dia 15 de setembro, nas 59 escolas da rede municipal de Hortolândia. Nesta sexta-feira (13/08), prefeito José Nazareno Zezé Gomes reuniu-se com os gestores das unidades escolares e os secretários de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes (titular) e Roberta Diniz (adjunta) para tratar dos protocolos de retorno às escolas e garantir uma retomada responsável.

“A volta às aulas tem que estar focada, agora, no acolhimento dos nossos alunos e profissionais. Tem que ser no emocional. Que possamos focar nas pessoas para, assim, voltar com segurança e responsabilidade”, afirmou o prefeito.

Na ocasião, Zezé anunciou novidades. “Além de toda a organização para garantir uma alimentação de qualidade, pensando na retomada, estamos com o processo, já em fase final, para contratar uma empresa que realizará a manutenção nas nossas escolas e outra para fazer a roçagem. O lugar onde nossos servidores trabalham e nossos alunos estudam e passam boa parte do seu tempo tem que ter a melhor estrutura, ser bonito e agradável”, enfatizou o prefeito. 

O secretário Fernando Moraes parabenizou os profissionais da educação pelo trabalho que vem sendo realizado durante todo o período de ensino remoto. Também ressaltou a importância do localismo. “Nós temos o protocolo oficial de volta às aulas, o geral, com todas as medidas de segurança que devemos seguir. Mas quero parabenizar o protocolo que cada escola elaborou, baseada nas suas especificidades, que vai além. Temos escolas com 300 alunos e escolas com mil alunos, então sabemos da importância do olhar dos gestores e profissionais para a sua realidade, sua comunidade. Vi muitos com protocolos afetivos, pensando nessa volta dos alunos, na parte emocional”, ressaltou ele. 

Durante o bate-papo, os gestores puderam tirar as dúvidas e, também, dar sugestões. O encontro foi realizado em dois horários, no período da manhã, com os gestores da Educação Infantil e, no período da tarde, com os gestores do Ensino Fundamental. Também participaram do encontro os Diretores de Departamento e Supervisores Educacionais. 

A reunião foi organizada em um buffet, no Residencial Anauá, seguindo todos os protocolos de segurança, com aferição de temperatura, distanciamento social entre os participantes e outras medidas.

Retorno presencial às aulas na rede municipal de Hortolândia é adiado para 16 de agosto

A Prefeitura de Hortolândia adiou, mais uma vez, o retorno às aulas presenciais na rede municipal de educação, previsto para acontecer no dia 12 de julho. Assim como nas vezes anteriores, a medida visa resguardar a saúde e a vida da coletividade e combater a propagação do Coronavírus em Hortolândia.

Segundo a portaria número 34 da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, publicada nesta quarta-feira (30/06), na edição 1.248 do Diário Oficial do Município, a volta às salas de aula fica agora agendada para 16 de agosto. Para ler o documento na íntegra, basta clicar no link: https://publicacoesmunicipais.com.br/eatos/hortolandia.

A portaria leva em conta o monitoramento constante da pandemia do Coronavírus na região e o fato de que a vacinação dos profissionais da Educação, tanto da rede pública, quanto da iniciativa privada, ainda está em andamento. Por enquanto, 3.526 profissionais da Educação já receberam a 1ª dose e 1.211, a 2ª dose. 

O retorno às aulas presenciais estava previsto para 12 de julho, se as condições sanitárias permitissem. A partir daí, começaria o modelo de ensino híbrido, metodologia de ensino/aprendizagem que combina ensino online com atividades presenciais. No entanto, em razão do combate e prevenção a novos casos da COVID-19 na região, a Prefeitura decidiu pelo quarto adiamento para garantir a segurança de alunos, pais e profissionais da educação, deslocando o recomeço para meados de agosto. 

O planejamento de retomada presencial está previsto para acontecer a partir do dia nove de agosto. Ele envolverá as equipes de todas as unidades escolares da rede municipal de Hortolândia, assim como das escolas contratadas, por meio do Programa Bolsa Creche.

A rede municipal de Educação conta, atualmente, com cerca de 26 mil alunos e dois mil profissionais da Educação. A determinação é válida para os alunos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental, da Educação Integral I e da EJA (Educação de Jovens e Adultos) das 59 unidades escolares próprias, bem como para os alunos das escolas conveniadas.

“É importante ressaltar que a nossa diretriz é a de proteção à vida. A escola é um organismo vivo, com grande circulação de pessoas e, mesmo em regime de revezamento, com capacidade reduzida de alunos e ocupação menor de 35%, é arriscado. Estamos observando as informações que os órgãos oficiais de saúde e as autoridades sanitárias nos apresentam e entendemos que não é o momento ainda dessa retomada presencial. Temos nos preparado, organizado com os protocolos de segurança e com o investimento também para que a escola possa se adaptar a esse novo momento", afirmou o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes.

Até lá, as aulas na rede municipal de Hortolândia devem continuar de maneira remota, via postagem de atividades pedagógicas no Portal Educação na Rede e, também, através do programa no canal do Youtube da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia “Hortolândia: Território de Saberes”. Os profissionais disponibilizam também atividades impressas nas unidades escolares, garantindo assim a rotina de estudo dos alunos.