Menu


Prefeitura distribui mais de 100 mil livros durante o 11° Hortolendo

Atividades pedagógicas e culturais promovem a leitura em Hortolândia, beneficiando cerca de 26 mil estudantes da rede municipal de ensino

Neste ano, a magia da leitura chega, mais uma vez, à casa dos 26 mil estudantes da rede municipal de educação. Na 11ª edição do Hortolendo, festa literária que integra a política pública municipal de incentivo à leitura, a Prefeitura de Hortolândia distribui, gratuitamente, mais de 100 mil livros aos matriculados em 59 unidades próprias e 39 escolas contratadas por meio do programa Bolsa Creche. Segundo a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, foram adquiridos ao todo 38 títulos diferentes, selecionados por segmento e faixa etária, a fim de cativar o leitor e estimular a imaginação, transformando o ato de ler em algo prazeroso, como diz o tema da edição deste ano: “Territórios de Saberes: a leitura e seus afetos”. 

A entrega gratuita de livros é uma ação que ocorre todos os anos durante o Hortolendo. Ao oferecer aos estudantes municipais a oportunidade de levar livros para casa, a Prefeitura busca incentivar o contato direto com as obras e despertar nos leitores o cuidado em bem conservá-las. 

Os livros distribuídos esse ano, em parceria com a Editora Elo, foram selecionados pelos profissionais de educação da própria rede. Ao todo, foram distribuídas 37 mil unidades na Educação Infantil, ou seja, entre três e quatro livros para cada estudante. Já no Ensino Fundamental, foram entregues 74.782 mil exemplares, quatro para cada estudante de 1o ao 5o ano e um para os de 6o ao 9o ano e da EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Além disso, os autores visitaram as 59 unidades escolares, seja participando de contação de histórias, seja falando sobre os livros e batendo papo com os pequenos sobre a importância da leitura. Ainda segundo a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, a entrega dos livros, neste ano, é feita seguindo um cronograma de planejamento de cada unidade escolar. 

“O Hortolendo é a cara de Hortolândia. Nós nos programamos, durante o ano todo, para receber e fazer parte dessa grande festa, pensando em temas, pensando em histórias. Além de ser um evento espetacular para os alunos, é pra nós, profissionais, no sentido de promover também a integração com outras escolas. Nós vemos, mesmo que online, o trabalho de outras escolas. O evento em si é muito bonito, as atrações são muito legais de acompanhar, enfim, é um evento nosso, significa muito pra nós, profissionais, essas ações da Prefeitura, que nos incentiva a trabalhar para as crianças no sentido de promover leitura, de apresentar os livros de uma forma diferente também do que fazemos no dia a dia. Como mãe também só tenho a agradecer, pois estamos numa era tão digital, tudo é feito pelo computador para o computador. Essa entrega física, do livro físico, é tão importante para as crianças, pois nem sempre os livros são de fácil acesso. Mateus adora os livros, mas sabemos que nem sempre é um material barato, muitas famílias não têm como comprar e ter acesso tão fácil a livros como esses que recebemos. Então, a Prefeitura entregar isso para as mães é sensacional. Aqui em casa, temos essa rotina também de leitura e ele vai ficar muito feliz com essas novas histórias”, afirma a educadora Infantil da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Jd. Novo Estrela, e mãe do Mateus, aluno da rede pública, Josiane Próbio.

“A entrega dos livros é uma ação que já faz parte do Hortolendo. Ficamos sempre muito felizes em conseguir realizá-la e com a possibilidade de tocar tantas crianças da nossa rede e seus familiares,incentivando a prática da leitura, a interação e demonstração de afeto”, afirma a secretária-adjunta de Educação, Ciência e Tecnologia, Roberta Diniz. 

Confira os títulos doados nesta edição:

EDUCAÇÃO INFANTIL

De 0 a 02 Anos - Berçário e Minigrupo

O Sapo - Milton Célio de Oliveira Filho

O Palhaço - Milton Célio de Oliveira Filho

A Minhoca - Paula Thompson

03 Anos - Maternal

A Formiga - Milton Célio de Oliveira Filho

O Vira – Lata - Milton Célio de Oliveira Filho

O Ornotorrinco - Alice Bella

04 Anos - Jardim I

O Pirilampo - Milton Célio de Oliveira Filho

A Abelha - Milton Célio de Oliveira Filho

A Tartaruga - Milton Célio de Oliveira Filho

A Pulga - Alice Bella

05 Anos - Jardim II

O Papagaio -Milton Célio de Oliveira Filho

A Girafa - Theo de Oliveira

O Polvo - Theo de Oliveira

Bloom – Neville

ENSINO FUNDAMENTAL

1º ANO 

Audição - G.Guillen 

Memória de elefante - Milton Célio de Oliveira Filho

Mitaí conta até dez - Vanessa Meriqui

O desfile dos animais - Regina Drummond

2º ANO 

A fantástica viagem de Okiké, o macaquinho de nariz vermelho - G.Guillen e Marcel Tenório da Costa 

O caso do patinho que se achava feio - Milton Célio de Oliveira Filho 

Olfato - G.Guillen 

A Borboleta - Theo de Oliveira

3º ANO

O gigante que não usava gravata borboleta - Milton Célio de Oliveira Filho e Theo de Oliveira

O mistério das cenouras - Milton Célio de Oliveira Filho

 Um sonho cor de verde - Claudio Fragata 

Visão - G. Guillen

4º ANO

A vaca que não parava de sonhar - Zil de Paula

Bichos & Carrapicho - Milton Célio de Oliveira Filho

O reino da pedra - G.Guillen 

Tato - G.Guillen

5º ANO 

A conquista de um sonho - Regina Drummond 

A história de Virgulino - Milton Célio de Oliveira Filho

Contos de Hans Christian Andersen - Regina Drummond

Poesia de guarda-chuva - Milton Célio de Oliveira Filho

6º AO 9º ANO 

A conquista de um sonho - Regina Drummond

EJA I

Vó para toda hora - Paulla Thompson

EJA II 

Ubuntu - Celina Bodenmuller e Fabiana Prando

CIER ROMILDO PARDINI 

Rimas e Adivinhas - Milton Célio de Oliveira Filho

Escolas de Hortolândia contratadas via Bolsa-Creche também participam do Hortolendo

Cerca de 40 unidades escolares promovem, neste mês, atividades de incentivo à leitura, participando da política pública da Prefeitura 

Teatrinho, contação de histórias, troca e doação de livros, atividades diversas relacionadas à leitura, para semear na criança o prazer de ler. Nas 39 escolas particulares de Educação Infantil contratadas pela Prefeitura de Hortolândia, por meio do Programa Bolsa-Creche, também é tempo de Hortolendo. A 11º edição da festa literária, que integra a política pública municipal de incentivo à leitura, vai chegando ao fim. Neste ano, o tema aborda o “Território de Saberes: leitura e seus afetos”. A ação beneficia diretamente cerca de 26 mil estudantes no município, dentre eles 2.213 alunos atendidos via Bolsa-Creche.

Segundo a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, cada escola contratada é livre para trabalhar o tema do Hortolendo. Algumas unidades distribuem livros e acompanham as atividades online, promovidas pela Administração Municipal, enquanto outras promovem também ações lúdicas, como teatrinhos, música, leitura e contação de histórias coletivas. Outras propuseram à comunidade escolar a organização de feirinhas de troca ou doação de livros. 

“A Secretaria de Educação Ciência e Tecnologia realizou um dos melhores investimentos às crianças do programa Bolsa Creche. Deu-se a oportunidade de a criança e família pertencerem à 11º edição do Hortolendo ‘Território de Saberes: leitura e seus afetos’, com o tema ‘A literatura na construção de saberes e sabores da infância’. Uma satisfação viver momentos e incentivar o hábito da leitura desde os primeiros passos na Educação Infantil. Em casa, terão oportunidade de desfrutar da magia e encantos das palavras escritas. Que a atração pela leitura faça parte da rotina deixando nossos dias cheios de imaginação e o cheiro de livros no ar”, afirma a supervisora educacional da rede municipal, Maria Angelina de Campos.

“O Hortolendo, como política pública de incentivo à leitura, contempla nossos bebês, crianças bem pequenas e crianças pequenas, oferecendo momentos de manuseio e leitura de livros. A ação abraçou todas as crianças, oportunizando que a linguagem escrita faça parte do dia a dia de nossas crianças. O quão importante e incentivador é ter a literatura na Educação Infantil. É através de grandiosos incentivos que a Secretaria da Educação, com o Projeto Hortolendo, nos possibilita o maravilhoso contato com as crianças e o fantástico mundo da literatura, dando segmento ao respeito e à valorização dos livros. Nós nos unimos para que o conhecimento seja aplicado em todas as situações, que nunca nos falte uma história de aconchego ou até mesmo de espanto para desenvolvermos a imaginação e despertarmos a curiosidade dos nossos alunos", afirma a profissional da Ekos Escola de Educação, Sílvia Alves Meira Azevedo.

Para a coordenadora da escola Crescendo Sempre I, Sandra Pereira Rovani, a entrega de livros para as crianças “de fato nos proporcionou momentos de emoções e laços fortalecidos, assim como proporcionará às famílias ao lerem para seus filhos. Podemos contemplar a imensa alegria em seus rostos ao receberem o livro e o levarem para casa. Obrigada pela iniciativa deste Hortolendo”, afirma a educadora.

Profissionais participam de bate papo sobre literatura com escritores

Evento, realizado na noite desta quarta-feira (24/11), integra a programação da 11º edição do Hortolendo “Território de Saberes: leitura e seus afetos”   

Profissionais da rede municipal de educação de Hortolândia se reuniram, na noite desta quarta-feira (24/11), para participar de mais um encontro on-line da 11º edição do Hortolendo “Território de Saberes: leitura e seus afetos”. O tema “A literatura na construção de saberes e sabores da infância” recebeu como convidados o jornalista e escritor, Cláudio Fragata, e a autora Regina Drummond. 

No formato de livre bate papo, os autores iniciaram a palestra compartilhando suas vivências de infância e os primeiros contatos com os livros. Para ambos, a paixão começou em casa, ambiente que despertou desde cedo o interesse pela leitura. A convidada Regina Drummond, falou sobre sua família, berço de escritores, sendo o maior e conhecido pelo público brasileiro, Carlos Drummond de Andrade, grande inspiração para ela seguir os mesmos passos. No caso do autor Cláudio Fragata, a paixão veio das bibliotecas caseiras, espaços rodeados de livros e histórias. Mais tarde, segundo o autor, a profissão de jornalista mostrou que era possível encontrar personagens e contar histórias também do mundo real, no entanto, foi com os livros infanto juvenis que encontrou o caminho como escritor.

Os convidados falaram sobre o processo de escrita criativa e como surgem os temas que abordam nos livros. Citaram o papel do professor em sala de aula como importante agente de resgate e incentivo à leitura, assim como também da afetividade ao apresentar e contar uma história para uma criança.   

“O momento da leitura tem que ser um momento prazeroso, gostoso. Tem que ser uma atividade divertida. Existe uma grande recepção (da criança) se isso é feito de uma forma delicada, se você consegue trazer a criança para o livro e não o livro pra criança, como uma obrigação”, destacou Fragata. 

O público participou do evento através do chat do evento, fazendo perguntas e comentários pertinentes ao bate papo. Os autores deram algumas dicas para leitores iniciantes entre elas: “começar aos poucos”, ler livros sobre assuntos que “despertem o seu interesse” e escolher “volumes menores, pequenos contos”. Ao final da palestra, a autora Regina Drummond citou ainda a questão da literatura na era da geração digital.

“Devemos tomar cuidado para não transformar a tecnologia em adversária. Ela pode ser nossa aliada, então use-a. Temos aí muitos conteúdos, livros digitais, os chamados e-books que são uma opção para atrair os jovens”, ressaltou a autora.  

O 11º Hortolendo tem como tema “Territórios de Saberes: a leitura e seus afetos”. A tradicional festa literária de incentivo e apoio à leitura é anual e mobiliza toda a equipe da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Nesta edição, o evento se estende ao longo do mês, em formato híbrido, com agenda presencial nas 59 unidades escolares, que inclui distribuição de livros e contação de histórias, e programação remota, propondo aos participantes diversas atividades pedagógico-literárias e formativas. Para conferir o encontro desta quarta-feira (24/11), acesse o link: https://www.youtube.com/secretariadeeducacaocienciaetecnologiahortolandia.

Webinário gratuito da Prefeitura aborda “A Literatura na construção de saberes”

Palestra gratuita, na programação do Hortolendo, terá transmissão ao vivo pelo YouTube, nesta quarta-feira (24/11), às 19h   

A Prefeitura de Hortolândia promove, nesta quarta-feira (24/11), às 19h, o terceiro e último webinário gratuito, dentro da programação do Hortolendo 2021, política pública municipal de incentivo à leitura. A palestra com os autores Cláudio Fragata e Regina Drummond enfoca “A literatura na construção de saberes e sabores da infância”. 

Realizado para convidados na plataforma Zoom, a palestra terá transmissão ao vivo pelo YouTube, por meio do canal da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, disponível neste link: www.youtube.com/secretariadeeducacaocienciaetecnologiahortolandia

Interessados em receber o certificado de participação devem acompanhar a transmissão e preencher o formulário, que será disponibilizado no chat ao longo do encontro. É possível enviar pelo chat perguntas e comentários que serão respondidos conforme a disponibilidade de tempo das palestrantes. 

Na primeira semana de atividades, o webinário foi com o jornalista e escritor Inácio de Loyola Brandão, que falou sobre “Como os professores podem inspirar e formar leitores”. Já na segunda semana, no dia 18, o tema foi “Personagens negros e a literatura infantil no espaço escolar”, abordado pelas pesquisadoras da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), Profa. Ms. Maria Fernanda Luiz e Profa. Ayodele Floriano Silva, integrantes do Neab (Núcleo de Estudos Afro-brasileiros) /UFSCar. 

O 11º Hortolendo tem como tema “Territórios de Saberes: a leitura e seus afetos”. A tradicional festa literária de incentivo e apoio à leitura é anual e mobiliza toda a equipe da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Nesta edição, o evento se estende ao longo do mês, em formato híbrido, com agenda presencial nas 59 unidades escolares, que inclui distribuição de livros e contação de histórias, e programação remota, propondo aos participantes diversas atividades pedagógico-literárias e formativas gratuitas como esta, com foco nos “Territórios de Saberes: a leitura e seus afetos”. 

Saiba mais sobre os convidados:    

Regina Zélia Savernini Drummond se formou em língua e literatura francesas, pela Universidade de Nancy. A autora possui diploma de língua inglesa em Cambridge e em língua alemã pela Volkshochschule de Munique. Atualmente é pós-graduanda em literatura infantil e juvenil na universidade Cândido Mendes do Rio de Janeiro.  

Cláudio Fragata é formado em jornalismo. Foi editor da revista Recreio, da Editora Abril e trabalhou como criador e editor do projeto dos Manuais da Turma da Mônica, de Maurício de Sousa, na Editora Globo. Autor de mais de 40 livros, ganhou o Prêmio Jabuti 2014 com Alfabeto Escalafobético. Recebeu o selo Cátedra de Leitura da UNESCO/PUC-Rio por João, Joãozinho, Joãozito: o menino encantado também finalista do Prêmio Jabuti, livro que conta a infância do escritor de João Guimarães Rosa. Em 2019, o livro “O Tupi que Você Fala” foi selecionado para a campanha Leia para uma Criança, do Banco Itaú.

Representatividade negra na literatura infantil é tema de webinário em Hortolândia, nesta quinta-feira (18/11)

Palestra gratuita, promovida pela Prefeitura dentro da programação do Hortolendo, começa às 19h, com transmissão ao vivo pelo YouTube 

Na segunda semana de atividades do Hortolendo 2021, política pública municipal de incentivo à leitura, a Prefeitura de Hortolândia promove, nesta quinta-feira (18/11), às 19h, um webinário gratuito que enfoca os “personagens negros e a literatura infantil no espaço escolar”. O tema será desenvolvido por duas pesquisadoras da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), instituição pública de ensino superior parceira da Prefeitura: a Profa. Ms. Maria Fernanda Luiz e a Profa. Ayodele Floriano Silva, integrantes do Neab (Núcleo de Estudos Afro-brasileiros)/UFSCar.

O evento, realizado para convidados na plataforma Zoom, terá transmissão ao vivo pelo YouTube, por meio do canal da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, disponível neste link: www.youtube.com/secretariadeeducacaocienciaetecnologiahortolandia. Interessados em receber o certificado de participação devem acompanhar a transmissão da palestra e preencher o formulário, que será disponibilizado no chat ao longo do encontro. É possível enviar pelo chat perguntas e comentários que serão respondidos conforme a disponibilidade de tempo das palestrantes.

O 11º Hortolendo tem como tema “Territórios de Saberes: a leitura e seus afetos”. A tradicional festa literária de incentivo e apoio à leitura é anual e mobiliza toda a equipe da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Nesta edição, o evento se estende ao longo do mês, em formato híbrido, com agenda presencial nas 59 unidades escolares, que inclui distribuição de livros e contação de histórias, e programação remota, propondo aos participantes diversas atividades pedagógico-literárias e formativas gratuitas como esta, com foco nos “Territórios de Saberes: a leitura e seus afetos”. No último dia 11, houve o primeiro webinário, com o jornalista e escritor Inácio de Loyola Brandão, sobre “Como os professores podem inspirar e formar leitores”.

Saiba mais sobre as convidadas:   

Maria Fernanda Luiz é vice-diretora Educacional na Prefeitura Municipal de Campinas, doutoranda em educação pelo PPGE (Programa de Pós-Graduação em Educação) da UFSCar e pesquisadora do Neab/UFSCar. 

Ayodele Floriano Silva é Professora da Educação Infantil da rede particular da cidade de São Carlos, mestranda em educação pelo PPGE/UFSCar e pesquisadora do Neab/UFSCar.

Profissionais da Educação de Hortolândia participam de Webinário com o jornalista e escritor Ignácio de Loyola Brandão

Palestra, realizada em formato híbrido e aberta ao público, traz um dos maiores nomes da literatura brasileira  

A programação da 11ª edição do Hortolendo veio com tudo. Mais de 2 mil profissionais da educação da rede municipal de ensino de Hortolândia participaram, na noite desta quinta-feira (11/11), do webinário “Como os professores podem inspirar e formar leitores”. O encontro, em formato híbrido, presencial para convidados e com transmissão ao vivo pelo canal da secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia no YouTube, recebeu como convidado o jornalista e escritor Ignácio de Loyola Brandão, no auditório do Colégio Adventista de Hortolândia, no Parque Ortolândia. A formação promovida pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, integra a programação do 11° Hortolendo: “Territórios de Saberes: a leitura e seus afetos”. 

O evento contou com a participação de diretores de departamento, profissionais do Centro de Formação de Profissionais em Educação “Paulo Freire” e gestores das unidades escolares, além de autoridades convidadas, como o prefeito José Nazareno Zezé Gomes.

 "Vou citar o que nosso convidado nos disse há pouco, lá atrás. Faça aquilo que você quer fazer, aquilo que sabe fazer. E eu, como prefeito, quero empoderar cada vez mais nossos profissionais da educação, que já realizam um grande trabalho na rede, para realizarem ainda mais. E os nossos filhos, nossa cidade agradece esse trabalho, pois as nossas conquistas são fruto do trabalho de cada um”, afirmou o prefeito.

Na abertura, o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes, agradeceu a presença de todos os convidados e falou sobre a satisfação em participar da realização de mais uma edição do Hortolendo. “Estamos felizes, a possibilidade de fazer nesse formato híbrido e vir para o nosso evento, ainda que aos poucos por conta das restrições, é única. E falar sobre esse evento tão especial, feito por cada profissional. A leitura que tem poder transformador, da gente sair da nossa zona de conforto, do costumeiro. Há um escritor que diz, a leitura é o diálogo incessante; o livro fala e a alma responde”, destacou.

Ignácio de Loyola Brandão iniciou a apresentação com humor ao compartilhar uma recente experiência de viagem de avião, história que usou para ilustrar seu trabalho de observação do cotidiano, a escrita como cronista e falar a respeito do gênero literário. O convidado comunicou aos participantes que faria algo incomum no encontro, reuniu algumas páginas de sua própria autoria e iniciou uma leitura para o público. Uma homenagem, segundo o autor, para os grandes mestres que o ajudaram a se tornar escritor.  

Na leitura de suas vivências, falou sobre a infância e as primeiras influências que o fizeram despertar para a leitura. As histórias infantis sobre magos, feiticeiras, duendes e mundos mágicos, transformaram a imaginação do autor e alimentaram a sede de conhecimento por novas narrativas. Como personagens principais da leitura que fazia para o público, citou a escola e os professores, pois apesar de ter contato com os livros desde cedo, segundo o autor, foi através do ambiente escolar e das atividades, leituras e reflexões, propostas por professores, que a paixão pelas palavras floresceu.  

“Sei agora aos 89 anos que fui preparado para a vida, para ser escritor, pelos mestres que tive. E este é um momento mais que crucial para entendermos a importância, a necessidade e a urgência de se dar valor a essa figura que é fundamental em um país: aquele que ensina”, ressaltou o autor.  

A 11ª edição do Hortolendo, tradicional festa literária de incentivo e apoio à leitura, é uma ação da Prefeitura que mobiliza toda a equipe da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Neste ano, o evento se estende ao longo de novembro em formato híbrido, com agenda presencial nas 59 unidades escolares, que inclui distribuição de livros e contação de histórias, e programação remota, propondo aos participantes diversas atividades pedagógico-literárias e formativas gratuitas, com o tema “Territórios de Saberes: a leitura e seus afetos”. Para conferir o encontro desta quinta-feira (11/11), acesse o link: https://www.youtube.com/c/SecretariadeEducaçãoCiênciaeTecnologiaHortolândia

Assinar este feed RSS