Menu


Hortolândia conquista medalha de ouro na 14ª Mostra Brasileira de Foguetes

Hortolândia conquista medalha de ouro na 14ª Mostra Brasileira de Foguetes

Seis estudantes do IFSP (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo), câmpus Hortolândia, tornaram-se medalhistas na 23ª OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica) e na 14ª MOBFOG (Mostra Brasileira de Foguetes), realizadas anualmente pela SAB (Sociedade Astronômica Brasileira), em parceria com a AEB (Agência Espacial Brasileira). Fabrício do N. Alcassa, Danielle e Gabrielly dos Santos Chagas conquistaram ouro nas modalidades real e virtual da Mostra; Isadora Caroline Deodato e Samuel Sousa Silva ganharam ouro no lançamento virtual, ficando com o bronze no disparo real. 

Além disso, Danielle dos Santos Chagas e Mateus Rodrigues de Miranda conquistaram medalha de prata na OBA. Pelo desempenho, os dois participarão das seletivas dos alunos que representarão o Brasil em olimpíadas internacionais em 2021 e terão oportunidade de receber bolsas de graduação nos Estados Unidos.

Segundo a pedagoga Caroline F. Jango, da Coordenadoria Sociopedagogica do Câmpus Hortolandia, 11 estudantes do câmpus participaram da OBA deste ano, realizada de forma virtual, nos dias 12 e 13 de novembro, obtendo notas de até 8,75. Já a MOBFOG 2020 teve duas modalidades: a real e a virtual. Nos lançamentos reais, os alunos tinham que lançar foguetes construídos com garrafas PET, a fim de obter o maior alcance horizontal possível. Na modalidade virtual, projetaram seus foguetes através do software OpenRocket com o objetivo de obter o maior alcance vertical possível.

“Nosso câmpus contou com a participação de cinco alunos, divididos em duas equipes. A equipe dos estudantes Danielle S. Chagas, Fabrício Alcassa e Gabrielly S. Chagas conquistou medalhas de ouro nas duas modalidades. Na modalidade real, a equipe lançou seu foguete construído de garrafa PET no alcance de 190 metros. Na modalidade virtual, a equipe obteve o apogeu de 595 metros. A equipe dos estudantes Isadora Caroline Deodato e Samuel Sousa Silva conquistou bronze no lançamento real, com 62 metros de alcance horizontal, e ouro no lançamento virtual, com 483 metros de apogeu”, informou o professor Marcelo Cardinali, responsável pela inscrição e pelo acompanhamento do grupo de estudantes em ambos os eventos. "Esse ano foi recorde de medalhas na OBA e MOBFOG. No meio de tantas atividades escolares e dificuldades impostas pela pandemia, pude acompanhar o empenho e a dedicação deles nas olimpíadas. Isso mostra que estamos no caminho certo e conseguindo motivar nossos estudantes", avalia ele.

OBA e MOBFOG

A OBA e a MOBFOG são realizadas anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira, em parceria com a Agência Espacial Brasileira, entre alunos de todos os anos do Ensino Fundamental e Médio em todo território nacional. O objetivo é fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia, Astronáutica e ciências afins e promover a difusão dos conhecimentos básicos de uma forma lúdica e cooperativa.

 

 

voltar ao topo