Menu
A+ A A-


Mais de 70% dos comércios do Jd. Rosolém utilizam redes sociais e sites de e-commerce

Mais de 70% dos comércios do Jd. Rosolém utilizam redes sociais e sites de e-commerce

Das 225 lojas visitadas na região, 163 realizam venda de produtos e serviços por meios eletrônicos

A internet é uma poderosa ferramenta comercial. O programa “Agentes de Desenvolvimento”, realizado pela Prefeitura de Hortolândia, apontou que mais de 70% das lojas do Jardim Rosolém usam redes sociais e aplicativos, tais como Instagram, Facebook e WhatsApp, ou sites de e-commerce para vender mercadorias e serviços. A Prefeitura concluiu o levantamento no início deste mês. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, o programa visitou 225 comércios na região. 

O programa foi lançado em setembro deste ano pelo prefeito José Nazareno Zezé Gomes. O objetivo é fomentar o comércio e aproximar o Poder Público Municipal dos empreendedores locais. A ação consiste em visitas aos estabelecimentos por uma equipe de agentes. Nas visitas, os agentes orientam e esclarecem dúvidas dos lojistas sobre temas relacionados ao negócio e ao empreendedorismo e sobre o apoio que a Prefeitura oferece a empreendedores por meio dos órgãos Casa do Empreendedor, Banco do Povo e Procon (Programa de Defesa e Proteção do Consumidor), que ficam dentro do HORTOFÁCIL. O programa já visitou comércios do Jardim Amanda e região central. 

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet, o fato da grande maioria das lojas visitadas pelo programa usarem a comunicação digital para atrair o público mostra que os empreendedores estão atualizados com as novas tecnologias. “O fato da maior parte dos lojistas usar meios digitais demonstra um perfil mais competitivo e preparado para os novos tempos e formas de consumo. O Rosolém é um tradicional centro comercial e sua importância histórica na cidade merece ser destacada. Agradecemos a todos os empresários que nos receberam tão bem nesta região”, destaca Monique.

O programa também detectou no Jardim Rosolém quais são os segmentos comerciais e de serviços com maior quantidade de estabelecimentos. Dos 225 comércios visitados na região, 44 deles (19%) são do setor de bares e lanchonetes. Em 2º lugar ficou o setor de comércio automotivo e oficinas mecânicas, com 36 lojas visitadas (16%). Já o terceiro segmento com maior número de lojas visitadas é o de vestuário (roupas e calçados), com 17 lojas (7,5%). 

Essa variedade de comércios encontrada é outro aspecto importante destacado pela secretária Monique Freschet. O programa tem caráter censitário, uma vez que possibilitará à Prefeitura descobrir a quantidade de lojas na cidade, entre outras informações importantes. Essa coleta de dados ajudará a Administração Municipal a definir e traçar estratégias e ações específicas para o comércio de cada região da cidade. “A ação do programa ‘Agentes de Desenvolvimento’ é importante para que a Prefeitura entenda cada vez mais as regiões de comércio do município e as necessidades dos empresários locais”, salienta Monique. 

FORMALIZAÇÃO

Nas visitas, o programa ainda identificou que 19% dos comércios ainda não estão formalizados por terem sido abertos há pouco tempo. Neste caso, os agentes do programa orientam os empreendedores sobre a importância de formalizarem seus negócios por meio da Casa do Empreendedor. 

Um ponto positivo levantado pelo programa foi que de todas as regiões da cidade visitadas até o momento, o Jardim Rosolém foi a que registrou a menor quantidade de demandas e reclamações dos comerciantes. O programa prosseguirá com as visitas aos comércios das demais regiões da cidade. No início de 2022, o próximo bairro a ser visitado será o Jardim Nova América.

voltar ao topo