Menu


Prefeitura de Hortolândia elabora políticas públicas para a retomada do setor cultural no pós-pandemia

O retorno das atividades culturais no município será um dos desafios no pós-pandemia. Para planejar esta retomada, a Prefeitura de Hortolândia prepara políticas públicas para o setor. A elaboração é feita com base nas rodas de conversa online realizadas em março pela Secretaria de Cultura. Nos encontros, profissionais que atuam em diferentes áreas culturais e a população fizeram propostas de ações e estratégias.

Para o secretário de Cultura, Régis Athanázio Bueno, as rodas de conversa fortaleceram o diálogo entre a Administração municipal e o setor cultural, em função da lei federal Aldir Blanc, criada em 2020. A lei ofereceu auxílio emergencial para projetos apresentados por artistas, grupos e empresas artístico-culturais que foram afetadas pela pandemia. Coube à Secretaria de Cultura a tarefa de mapear e identificar os profissionais que poderiam ser contemplados com os recursos da lei federal. O mapeamento identificou 243 profissionais na cidade que atuam nas áreas de música, artesanato, artes plásticas, patrimônio, artes visuais, literatura e artes cênicas (teatro, dança e circo). De acordo com a Secretaria de Cultura, os projetos contemplados estão em execução em formato online em virtude da prorrogação das restrições da Fase Emergencial do governo estadual para conter a disseminação do Coronavírus e evitar aglomeração.

Com a adesão do setor cultural do município, o secretário Régis Athanázio Bueno destaca que os encontros foram fundamentais para o direcionamento efetivo de políticas públicas que a Prefeitura implementará para fomentar a produção artístico-cultural da cidade e democratizar ainda mais o acesso da população a esta produção. “As rodas de conversa foram um momento para troca de ideias e compartilhar sugestões. Recebemos ótimas propostas que serão avaliadas e vão colaborar para o nosso planejamento”, explica Bueno.

O secretário adjunto de Cultura, Cleuzer Marques de Lima, conhecido como John Lennon, ressalta o caráter “inclusivo e democrático” que os encontros proporcionaram aos participantes. “As rodas de conversa foram proveitosas para a retomada do diálogo com os artistas e fazedores culturais da cidade para ouvir seus anseios, angústias e sugestões. Pudemos tirar conclusões de algumas ideias que em breve poderão ser adotadas”, salienta Lima.

Uma das principais pautas abordadas nas rodas de conversa é a retomada do Conselho Municipal de Política Cultural. “Explicamos o funcionamento do Conselho, como é sua atuação e sua composição. E, principalmente, sua relevância nas ações culturais para o município. A retomada dessa instância de participação popular nas políticas culturais é primordial para a execução igualitária das ações pela Prefeitura”, destaca o secretário de Cultura. 

Para quem não conseguiu participar das rodas de conversa, o secretário Régis Athanázio Bueno ressalta que a Prefeitura está à disposição para ouvir outras propostas e sugestões. “Queremos alcançar mais pessoas que atuam no setor cultural da cidade para fazer uma gestão participativa. Assim, nossos canais de comunicação estão abertos e à disposição para demais demandas e sugestões”, salienta Bueno. A Secretaria de Cultura reforça que continua com o cadastramento de profissionais de cultura da cidade por meio do site Mapa da Cultura. Quem quiser, também pode entrar em contato pelos e-mails O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , ou ainda via WhatsApp pelo telefone (19) 99979-5576.

3ª roda de conversa reúne profissionais dos setores de artes visuais e literatura

A Prefeitura de Hortolândia prossegue com a agenda de encontros online com os diferentes setores artístico-culturais do município. Nesta terça-feira (23/03), às 19h30, a terceira roda de conversa será com profissionais das áreas de literatura e artes visuais. A participação também é aberta para a população. Quem quiser acompanhar, deve enviar mensagem via WhatsApp para o telefone (19) 99979-5576 para receber o link de acesso do encontro.

O secretário de Cultura, Régis Athanázio Bueno, explica que o objetivo é receber as propostas dos setores culturais da cidade e da população e, a partir daí, traçar novas estratégias e propostas de políticas públicas para ampliar ainda mais o acesso dos moradores à cultura e fomentar a produção cultural da cidade.

Régis ressalta que o contato entre a Prefeitura e o setor cultural da cidade se fortaleceu em função do repasse dos recursos da lei federal Aldir Blanc, que socorreu artistas e empresas do ramo que tiveram as atividades afetadas pela pandemia de Coronavírus. Coube à Prefeitura a tarefa de mapear e identificar os profissionais que poderiam ser contemplados com os recursos da lei federal.

De acordo com o mapeamento da Secretaria de Cultura, cerca de 40 profissionais do município atuam nas áreas de literatura e artes visuais. A última roda de conversa está marcada para a próxima terça-feira (30/03), com os segmentos de teatro, dança e circo. A Secretaria de Cultura reforça que continua com o cadastramento de profissionais da cidade por meio do site Mapa da Cultura.

2ª roda de conversa recebe propostas dos setores de artes plásticas, artesanato e patrimônio cultural de Hortolândia

A Prefeitura de Hortolândia continua a promover os encontros virtuais com os diferentes setores artístico-culturais da cidade. Nesta terça-feira (16/03), às 19h30, acontece a segunda roda de conversa, desta vez com profissionais das áreas de artes plásticas, artesanato e patrimônio cultural. O encontro será por meio da plataforma Zoom. A participação também está aberta para a população. Quem quiser acompanhar, deve enviar mensagem via WhatsApp para o telefone (19) 99979-5576 para receber o link de acesso do encontro. Na semana passada, a primeira roda de conversa com o setor de música contou com a participação de 55 profissionais da área.

O secretário de Cultura, Régis Athanázio Bueno, explica que o objetivo é receber as propostas dos setores culturais da cidade e da população e, a partir daí, traçar novas estratégias e propostas de políticas públicas para ampliar ainda mais o acesso dos moradores à cultura e fomentar a produção cultural da cidade.

Régis ressalta que o contato entre a Prefeitura e o setor cultural da cidade se fortaleceu em função do repasse dos recursos da lei federal Aldir Blanc, que socorreu artistas e empresas do ramo que tiveram as atividades afetadas pela pandemia de Coronavírus. Coube à Prefeitura a tarefa de mapear e identificar os profissionais que poderiam ser contemplados com os recursos da lei federal.

De acordo com o mapeamento da Secretaria de Cultura, cerca de 50 profissionais do município atuam nas áreas de artes plásticas, artesanato e patrimônio cultural (conjunto de bens materiais e imateriais que formam a identidade de um povo. Na cidade, esta área abrange capoeira, tradições, festas e manifestações populares, gastronomia, entre outras atividades). 

As rodas de conversa prosseguem neste mês. Na próxima terça-feira (23/03), o encontro será com os segmentos de artes visuais e literatura. O último encontro será realizado no dia 30/03, com os profissionais de teatro, dança e circo. A Secretaria de Cultura reforça que continua o cadastramento de profissionais de cultura da cidade por meio do site Mapa da Cultura.

Rodas de conversa online com segmentos culturais da cidade fortalecem ações apoiadas pela Prefeitura

Em função do repasse dos recursos da lei federal Aldir Blanc, que socorreu artistas e empresas do ramo que tiveram as atividades afetadas pela pandemia de Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia e o setor cultural da cidade estão ainda mais próximos. Coube à Prefeitura a tarefa de mapear e identificar os profissionais que poderiam ser contemplados com os recursos da lei federal. Para fortalecer o contato com o setor, a Prefeitura realiza rodas de conversa com profissionais das diferentes áreas culturais da cidade. A primeira será nesta quarta-feira (10/03), às 19h30, com o segmento de música. Os encontros serão online, via plataforma Zoom, com participação também aberta para a população. Os interessados devem enviar mensagem via WhatsApp para o telefone (19) 99979-5576 para receber o link de acesso do encontro.

De acordo com o secretário de Cultura, Régis Athanázio Bueno, o objetivo é, a partir dos encontros, traçar novas estratégias e propostas de políticas públicas para ampliar ainda mais o acesso da população à cultura e fomentar a produção cultural da cidade. 

“Queremos consolidar o diálogo com o setor cultural do município e a sociedade civil para trocar ideias e solicitar propostas, separadas por linguagens artísticas, para realizarmos uma melhor escuta e planejamento das ações. É importante destacar também que, com a participação popular na elaboração, fiscalização e, de certa maneira, implementação das políticas públicas, a efetividade e a abrangência das ações públicas aumentam: mais fazedores culturais têm a oportunidade de serem alcançados e desenvolverem projetos. Com isto, a população ganha mais acesso a uma agenda repleta de diversidade cultural que contribui para a ampliação de sua formação e repertório”, salienta Régis.

As rodas de conversa prosseguem neste mês. Na próxima terça-feira (16/03), o encontro será com os segmentos de artesanato, artes plásticas e patrimônio. Depois, no dia 23/03, a roda será com os segmentos de artes visuais e literatura. O último encontro será realizado no dia 30/03, com os segmentos de teatro, dança e circo.

Assinar este feed RSS