Menu


Hortoprev recebe boa avaliação em indicador previdenciário de regime próprio

Nota da autarquia de Hortolândia foi divulgada nesta terça-feira (23/11)

O Hortoprev (Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Hortolândia) obteve a nota “B” na nova apuração do ISP-RPPS (Indicador de Situação Previdenciária dos Regimes Próprios de Previdência Social) divulgado recentemente pela Secretaria de Previdência do Ministério da Economia. A avaliação contempla nove critérios e dentre eles são avaliados temas como regularidade, transparência, gestão, suficiência financeira e outros.

O diretor superintendente da autarquia, Antonio Agnelo Bonadio, lembra que cada RPPS possui sua peculiaridade e que a Secretaria da Previdência faz alguma distinção entre os órgãos. “Neste indicador, há divisão de institutos por pequeno, médio e grande porte. Também existe a distinção de maturidade do regime, seja ela de menor ou maior maturidade. Hortolândia é classificado pela SPREV como um instituto de médio porte e menor maturidade”.

As notas do instituto, no geral, foram boas, avalia o diretor. As notas foram “A” para o índice de regularidade, índice de envio de informações, gestão e transparência, índice de cobertura previdenciária e atuária. Nos demais quesitos o instituto recebeu a nota “B”: índice de gestão, suficiência financeira, acumulação de recursos, finanças e liquidez.

“Entre os institutos de médio porte e menor maturidade, como é o caso de Hortolândia, apenas 7 tiveram a nota ‘A’. Os que receberam a nota ‘B’ foram 128 institutos, enquanto os demais 368 RPPS receberam notas ‘C’ e ‘D’”, complementa Bonadio.

Embora o resultado tenha sido bom, a diretoria do Hortoprev sempre busca o aprimoramento de seus processos e estruturas a fim de colocar a autarquia numa condição de governança adequada, tendo como meta a gestão eficiente dos recursos previdenciários de seus segurados.  

O relatório de resultados do indicador está disponível para consulta na página da Secretaria Nacional da Previdência Social, por meio deste link (https://www.gov.br/trabalho-e-previdencia/pt-br/assuntos/previdencia-no-servico-publico/indicador-de-situacao-previdenciaria). 

O Hortoprev, autarquia da administração indireta de Hortolândia, é responsável pelo recolhimento, gestão e aplicação dos recursos destinados a pagamentos de aposentadorias e pensões do servidor de Hortolândia, bem como é o órgão gerenciador destes benefícios.

Audiência pública sobre previdência social dos servidores públicos de Hortolândia é nesta quinta-feira (09/09)

Voltado a servidores ativos e inativos, evento presencial do Hortoprev será na Câmara, com transmissão simultânea na internet

A fim de apresentar o Relatório de Governança Corporativa do exercício de 2020 e dados da Previdência Municipal do exercício de 2021, o Hortoprev (Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Hortolândia) promove, nesta quinta-feira (09/09), às nove horas, audiência pública presencial, aberta a servidores públicos municipais ativos e inativos. Hortolândia é um dos poucos municípios brasileiros certificados pelo Programa "Pró-Gestão" da Secretaria Nacional da Previdência e a realização de audiência pública com os segurados atende a uma das exigências do programa de certificação que visa ao reconhecimento das boas práticas de gestão adotadas pelos RPPS (Regimes Próprios de Previdência Social).

O evento será no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Hortolândia, localizada na Rua Joseph Paul Julien Burlandy, 250, no Pq. Gabriel. A fim de evitar aglomerações, em razão da pandemia do Coronavírus, a audiência contará com a cobertura da TV Câmara de Hortolândia e poderá ser acompanhada pelo canal: https://www.youtube.com/user/camarahortolandia.

De acordo com o DGP (Departamento de Gestão de Pessoal) da Secretaria de Administração e Gestão de Pessoal, a Prefeitura conta com 4.821 servidores ativos, atualmente. Dados do Hortoprev mostram que há em torno de 835 aposentados e 145 pensionistas, até agosto deste ano.

Hortoprev promove audiência pública sobre previdência social no dia nove de setembro

Evento na Câmara, voltado a servidores ativos e inativos, terá transmissão simultânea na internet

O Hortoprev (Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Hortolândia) promove, no dia nove de setembro, às nove horas, audiência pública para apresentar o Relatório de Governança Corporativa do exercício de 2020 e dados da Previdência Municipal do exercício de 2021. O evento é voltado a servidores públicos municipais ativos e inativos. Hortolândia é um dos poucos municípios brasileiros certificados pelo Programa "Pró-Gestão" da Secretaria Nacional da Previdência e a realização de audiência pública com os segurados atende a uma das exigências do programa de certificação que visa ao reconhecimento das boas práticas de gestão adotadas pelos RPPS (Regimes Próprios de Previdência Social).

A audiência será no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Hortolândia, localizada na Rua Joseph Paul Julien Burlandy, 250, no Pq. Gabriel. A fim de evitar aglomerações, em razão da pandemia do Coronavírus, o evento contará com a cobertura da TV Câmara de Hortolândia e poderá ser acompanhado pelo canal: https://www.youtube.com/user/camarahortolandia.

De acordo com o DGP (Departamento de Gestão de Pessoal) da Secretaria de Administração e Gestão de Pessoal, a Prefeitura conta com 4.821 servidores ativos, atualmente. Dados do Hortoprev mostram que há em torno de 835 aposentados e 145 pensionistas, até agosto deste ano.

 

Hortoprev retoma realização presencial de “prova de vida”

O Hortoprev (Instituto Municipal de Previdência Social de Hortolândia) retomou a realização presencial da chamada “Prova de vida”. Segundo o Instituto, todo aposentado e pensionista precisa realizar a “prova de vida” anualmente, no mês de seu aniversário. Trata-se de um recadastramento periódico, por meio do qual são confirmados dados pessoais do servidor, tais como endereço e telefone. Em razão dos desdobramentos da pandemia do Coronavírus, o procedimento havia sido temporariamente suspenso, a partir de março de 2.020. Atualmente, o Hortoprev atende 923 segurados, 783 aposentados e 140 pensionistas.

A importância do recadastramento pela “prova de vida” deve-se ao fato de ser “uma forma de confirmar os dados pessoais e, assim, mantê-los sempre atualizados, caso seja necessário entrar em contato com o segurado. Quem não realiza a prova de vida/recadastramento tem o benefício suspenso até que regularize sua situação com o Hortoprev”, esclarece a assessora da Superintendência, Bianca Manzano Loffreda Custódio.

Há três formas de fazer o recadastramento ou “prova de vida”:

•pessoalmente, quando a próprio segurado comparece ao Hortoprev, trazendo o RG ou a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e o comprovante de endereço. O Hortoprev fica na Rua Alda Lourenço Francisco, 160, no Remanso Campineiro; 

•via Correios, quando o segurado mora distante de Hortolândia e não consegue comparecer, mas pode imprimir o modelo disponível no site do Instituto (http://hortoprev.hortolandia.sp.gov.br/downloads), preencher, reconhecer firma por autencidade e enviar o documento ao Hortoprev;

•via consulado, quando o segurado mora em outro país, podendo, igualmente, imprimir e preencher o documento, levando-o para receber a chancela junto ao órgão representante do Brasil no exterior e, após isso, enviá-lo ao Hortoprev pelos Correios.

Sobre o Hortoprev

Segundo o site oficial da entidade, o Hortoprev é “uma autarquia autônoma, responsável pelo recolhimento, gestão e aplicação das contribuições previdenciárias dos servidores públicos da Prefeitura e da Câmara de Vereadores. O Instituto funciona pelo  REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL  (RPPS), destinado exclusivamente aos servidores públicos titulares de cargo de provimento efetivo no regime estatutário. Esse regime está previsto no artigo 40 da Constituição Federal”.

 

 

 

 

Hortoprev conquista primeiro certificado de gestão, de olho no selo de investidor qualificado

O Hortoprev (Instituto Municipal de Previdência Social de Hortolândia) acaba de dar um importante passo rumo à obtenção do selo de investidor qualificado. A autarquia recebeu, nesta terça-feira (19/01), a primeira certificação emitida pelo Instituto Totum relativa ao Pró-Gestão (Programa de Certificação Institucional e Modernização da Gestão) dos RPPSs (Regimes Próprios de Previdência Social), do Ministério da Economia. 

O certificado, de número 079-20, vale até 14 de janeiro de 2024. No final de dezembro de 2020, o Hortoprev passou por auditoria e atendeu 22 dos 24 requisitos exigidos para admissão no programa. 

Criado em 2015, o Pró-Gestão incentiva os RPPSs a adotarem as melhores práticas de gestão previdenciária a fim de terem maior controle dos recursos e mais transparência no relacionamento com os segurados e a sociedade.

Segundo o diretor superintendente da autarquia, Antonio Agnelo Bonadio, com a certificação, a autarquia obterá o selo de Investidor Qualificado, o que permitirá ao Hortoprev realizar investimentos de maior rentabilidade. Dentre outras vantagens advindas com a obtenção do selo, estão: incremento da produtividade, redução de custos e retrabalho, melhoria na organização das atividades e processos, e aumento da motivação por parte dos colaboradores. 

Sobre o programa

O programa abrange três dimensões: Controles Internos, Governança Corporativa e Educação Previdenciária. Para obter a certificação, a autarquia deverá realizar uma série de ações relacionadas a cada uma das três dimensões. Dentre as ações, estão a elaboração e publicação de relatórios, mapeamento de atividades, revisão e/ou readequação de processos internos de trabalho, aperfeiçoamento do sistema de segurança de dados, capacitação para os profissionais que atuam na autarquia, entre outras.

O programa tem quatro níveis de certificação (I, II, III, IV), sendo que o I é o mais simples e o IV o mais complexo. De acordo com Bonadio, após conquistar o certificado do nível I, a autarquia buscará, em 2022, a de nível II e, na sequência, os demais níveis. A adesão ao programa é facultativa.

Após a auditoria e a admissão no programa, o Hortoprev obteve recomendação para ser considerado Investidor Qualificado, ao adotar as melhores práticas de gestão previdenciária, atestada agora pelo Instituto credenciado pela Secretaria Nacional de Previdência para esta finalidade.

Somente 290 dos mais de dois mil RPPSs existentes no Brasil aderiram ao programa até o momento; deste universo, apenas 85 alcançaram a certificação em algum dos quatro níveis de certificação existentes. A informação está disponível no link: https://www.gov.br/previdencia/pt-br/assuntos/previdencia-no-servico-publico/pro-gestao-rpps-certificacao-institucional/arquivos/2020/pro-gestao-rpps-relacao-de-entes-15-dez-2020.pdf.

Ainda de acordo com Bonadio, um dos objetivos da nova gestão 2021-2024, assim como o da anterior, é o de entregar o “Selo de Qualidade” ao Hortoprev, “com o objetivo de termos maior controle dos recursos e mais transparência no relacionamento com os segurados e a sociedade, que compõe os fundamentos mais exigidos pelo programa de certificação”.

Em busca de obter selo de investidor qualificado, Hortoprev inicia processo para conquistar certificação de gestão

Para aprimorar ainda mais a gestão, o Hortoprev (Instituto Municipal de Previdência Social de Hortolândia) iniciou o processo para obter a certificação do Pró-Gestão (Programa de Certificação Institucional e Modernização da Gestão) dos RPPSs (Regimes Próprios de Previdência Social), do Ministério da Economia. O Instituto passou por processo de auditoria, nos últimos dias 29 e 30 de dezembro. Dos 24 itens constantes para a certificação no nível I,  emitida pelo Instituto Totum, a autarquia atendeu 22 requisitos, ou seja, 91,7% do total proposto para ser admitida no programa. 

Criado em 2015, o programa incentiva os RPPSs a adotarem as melhores práticas de gestão previdenciária a fim de terem maior controle dos recursos e mais transparência no relacionamento com os segurados e a sociedade.

Segundo o diretor superintendente da autarquia, Antonio Agnelo Bonadio, com a certificação, a autarquia obterá o selo de Investidor Qualificado, o que permitirá ao Hortoprev realizar investimentos de maior rentabilidade. Dentre outras vantagens advindas com a obtenção do selo, estão: incremento da produtividade, redução de custos e retrabalho, melhoria na organização das atividades e processos, e aumento da motivação por parte dos colaboradores.

Sobre o programa

O programa abrange três dimensões: Controles Internos, Governança Corporativa e Educação Previdenciária. Para obter a certificação, a autarquia deverá realizar uma série de ações relacionadas a cada uma das três dimensões. Dentre as ações, estão a elaboração e publicação de relatórios, mapeamento de atividades, revisão e/ou readequação de processos internos de trabalho, aperfeiçoamento do sistema de segurança de dados, capacitação para os profissionais que atuam na autarquia, entre outras.

O programa tem quatro níveis de certificação (I, II, III, IV), sendo que o I é o mais simples e o IV o mais complexo. De acordo com Bonadio, a autarquia buscará o nível I e, na sequência, os demais níveis. A certificação é válida por dois anos. A adesão ao programa é facultativa.

Após a auditoria e a admissão no programa, o Hortoprev obteve recomendação para ser considerado Investidor Qualificado, ao adotar as melhores práticas de gestão previdenciária, atestada agora pelo Instituto credenciado pela Secretaria Nacional de Previdência para esta finalidade.

Somente 290 dos mais de dois mil RPPSs existentes no Brasil aderiram ao programa até o momento; deste universo, apenas 85 alcançaram a certificação em algum dos quatro níveis de certificação existentes. A informação está disponível no link: https://www.gov.br/previdencia/pt-br/assuntos/previdencia-no-servico-publico/pro-gestao-rpps-certificacao-institucional/arquivos/2020/pro-gestao-rpps-relacao-de-entes-15-dez-2020.pdf.

Ainda de acordo com Bonadio, um dos grandes objetivos da gestão 2017-2020, era o de entregar este “Selo de Qualidade” ao Hortoprev, “com o objetivo de termos maior controle dos recursos e mais transparência no relacionamento com os segurados e a sociedade, que compõe os fundamentos mais exigidos pelo programa de certificação”.

Assinar este feed RSS