Menu


Hortolândia registra menos de 10 milímetros de chuva em dois meses e cuidado com a saúde deve ser redobrado

A Prefeitura de Hortolândia reitera a necessidade dos cuidados com a saúde, neste período de tempo seco que a cidade atravessa. A cidade registrou menos de 10 milímetros de chuva em dois meses. Mesmo com a Operação Estiagem em andamento, a população deve fazer sua parte para evitar problemas respiratórios, principalmente durante a pandemia do Coronavírus. A operação é realizada pela Administração Municipal, por meio da Defesa Civil, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo até o dia 31 de setembro deste ano.

"O período compreende a época mais seca do ano, com baixos índices de umidade relativa do ar e de chuvas na região. Em abril, não registramos nenhum milímetro de chuva na cidade. Em maio, foram registrados 9,9 milímetros de chuva em Hortolândia, entre a sexta-feira (22/05) e o sábado (23/05). O índice pluviométrico está baixo e não há previsão de mudança para os próximos dias. É necessário a população redobrar os cuidados com a saúde neste período, porque problemas respiratórios são mais comuns nesta época do ano com o agravante da pandemia do Coronavírus", explica o gerente da Defesa Civil, Iluíde Carbonero.

De acordo com a Defesa Civil, o descarte irregular de lixo e entulho em áreas verdes e espaços públicos contribui com o surgimento das queimadas que, além de prejudiciais à saúde das pessoas, é extremamente prejudicial também ao meio ambiente. Além disso, fumar em ambientes fechados é outro vilão para a saúde durante o tempo seco. "Por isso é necessário a população fazer a sua parte em todos os sentidos", orienta Carbonero.

Segundo a Secretaria de Segurança, a Defesa Civil de Hortolândia está inserida no plano de contingência da Região Metropolitana de Campinas com o objetivo de acompanhar os índices  de Umidade Relativa do Ar (URA). O plano alerta a população, caso os níveis estejam muito baixos. O Plano de Contingência está estipulado em quatro níveis:

I – Observação – URA de até 30%

II – Atenção – URA de 30% a 20%

III – Alerta – URA de 20% a 12%

IV – Emergência – URA abaixo de 12%

De olho na umidade do ar

Segundo a Defesa Civil, a umidade do ar é mais baixa, principalmente, no final do Inverno e início da Primavera. O pico da baixa umidade do ar acontece no período da tarde, entre 12h e 16h. A concentração da poluição ajuda a aumentar os casos de gripe, viroses, doenças respiratórias e alergias. Outros sintomas frequentes são dores de cabeça, tonturas, náuseas e irritação nos olhos, nariz e garganta.

Confira algumas dicas para evitar problemas de saúde durante a estiagem:

* Beba muita água

* Aumente o consumo frutas e vegetais na alimentação

* Mantenha o ambiente umidificado com equipamentos, toalhas úmidas ou bacias com água distribuídas pelos cômodos. Não deixe água parada por muito tempo em casa, para evitar que o local se torne um criadouro de insetos transmissores de doenças, como o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue. O ideal é trocar a água de baldes e bacias, diariamente.

* Limpe a casa com pano úmido

* Mantenha portas e janelas abertas, para melhorar a circulação do ar no ambiente

* Higienize os olhos com algodão úmido para evitar irritações, conjuntivites e outros problemas oculares

* Evite fazer exercícios físicos ao ar livre, entre 11h e 17h

* Evite objetos que acumulam poeira, como tapetes, cortinas e bichos de pelúcia

* Evite o ar condicionado, pois o equipamento resseca ainda mais o ar

* Nunca fume em ambientes fechados

 

Guarda Municipal atende 75 chamadas de aglomeração de pessoas e perturbação de sossego no feriadão

Durante o feriado prolongado de 9 de julho, Dia da Revolução Constitucionalista, antecipado para a última segunda-feira (25/05), a Guarda Municipal atendeu 75 chamadas de ocorrências ligadas à perturbação de sossego e aglomeração de pessoas entre áreas públicas e privadas da cidade. Os dados da Secretaria de Segurança da Prefeitura de Hortolândia, mostram que, mais uma vez, o município não alcançou o índice de 70% de isolamento social, fundamental para conter a disseminação do Coronavírus.

"O patrulhamento foi intensificado pelas guarnições, mas, mesmo assim, recebemos um grande número de chamadas ligadas a este tipo de ocorrência. Tivemos um aumento de seis casos do último feriado para este e de um caso deste para o do Dia das Mães, quando, até então, havíamos registrado o maior número de casos. As pessoas precisam respeitar o decreto municipal para evitar esta ação e ajudar a prevenir a disseminação do Coronavírus, além de contribuir com a saúde deles, de seus amigos e familiares", explica a comandante da Guarda Municipal, Michele Cardena Quinette.

Durante o feriado de comemoração  dos 29 anos de emancipação política de Hortolândia, ocorrido na terça-feira (19/05), foi registrado um alto número de denúncias deste tipo de ação. De sexta a terça-feira (15 a 19/05), houve 69 chamadas de ocorrências, mesmo com a ação intensiva da fiscalização para manter a população em segurança e evitar a disseminação do Coronavírus na cidade. 

O total de ocorrências deste tipo durante o final de semana do Dia das Mães, entre a sexta-feira e o domingo (08 a 10/05), foi de 74  atendimentos relacionados ao problema.  No primeiro final de semana deste mês, foram 49 ocorrências de perturbação de sossego e aglomerações. De acordo com a Secretaria de Segurança, de janeiro a maio deste ano, guarnições da GM já atenderam mais de mil chamadas de aglomerações de pessoas e perturbação de sossego.

Desrespeito ao Decreto Municipal pode levar à delegacia

Segundo a Secretaria de Segurança, além de violar um decreto municipal, aglomerar-se é uma ação perigosa, durante a pandemia do Coronavírus, já que as pessoas podem transmitir a doença. O munícipe que flagrar essa situação pode  denunciar os infratores, que podem ser levados à delegacia. Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas ou perturbação de sossego podem ser feitas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 0800-111-580.

Orientação ao comércio durante a pandemia

Durante o final de semana prolongado, as equipes da Prefeitura também realizaram, todos os dias,  a Operação de Orientação sobre o Coronavírus nos comércios. De acordo com a Secretaria de Segurança, foram orientados e fiscalizados 2.632 estabelecimentos durante a pandemia. O trabalho orientativo, para conter a disseminação do vírus, é realizado em todas as regiões de Hortolândia por uma força tarefa formada pela Guarda Municipal, pelo Setor de Fiscalização e pela Vigilância Sanitária.

A operação tem-se intensificado, a cada dia. Equipes da Administração Municipal percorrem a cidade, de domingo a domingo, das 9h às 22h, desde 21 de março. O objetivo é garantir o cumprimento do decreto 4.383, de 21/03/2020, que proíbe temporariamente o funcionamento presencial em estabelecimentos comerciais não essenciais para preservar a saúde da população. 

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

 

População deve contribuir para evitar aglomerações em mais um final de semana com feriado

Para alcançar o índice de 70% de isolamento social no município, e com isso conter a disseminação do Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia antecipa o feriado de 9 de julho, dia da Revolução Constitucionalista, para a próxima segunda-feira (25/05). Com a medida, a cidade terá pela frente mais um feriado prolongado e a população deve contribuir para que a porcentagem de isolamento social desejável seja alcançada. De acordo com a Secretaria de Segurança, o número de ocorrências ligadas à aglomeração de pessoas e perturbação de sossego vem aumentando a cada feriado. Para evitar o problema em áreas públicas e privadas, guarnições da Guarda Municipal estarão fazendo o patrulhamento em todas as regiões da cidade e recebendo denúncias da população.

Número crescente de desrespeito durante a pandemia

Durante o feriado de comemoração  dos 29 anos de emancipação política de Hortolândia, ocorrido na terça-feira (19/05), foi registrado um alto número de denúncias deste tipo de ação. De sexta a terça-feira (15 a 19/05), houve 69 chamadas de ocorrências, mesmo com a ação intensiva da fiscalização para manter a população em segurança e evitar a disseminação do Coronavírus na cidade. De acordo com a Secretaria de Segurança, de janeiro a maio deste ano, guarnições da GM já atenderam 1.062 chamadas ligadas a estas situações.

O total de ocorrências deste tipo foi o maior durante o final de semana do Dia das Mães, quando, entre a sexta-feira e o domingo (08 a 10/05), os agentes atenderam 74 ocorrências relacionadas ao problema.  No primeiro final de semana deste mês, foram 49 ocorrências de perturbação de sossego e aglomerações.

Guarda Municipal pede a colaboração das pessoas

“Mesmo com o número crescente de infectados e mortes na pandemia do Coronavírus, é comum as guarnições da Guarda Municipal atenderem este tipo de ocorrência nos feriados e finais de semana. Pedimos a colaboração da população para evitar esta ação. A população que se sentir incomodada pode acionar a corporação para denunciar perturbação de sossego 24 horas por dia", observa a comandante da Guarda Municipal, Michele Cardena Quinette.

Desrespeito ao Decreto Municipal pode levar à delegacia

Segundo a Secretaria de Segurança, além de violar um decreto municipal, aglomerar-se é uma ação perigosa, durante a pandemia do Coronavírus, já que as pessoas podem transmitir a doença. O munícipe que flagrar essa situação pode  denunciar os infratores, que podem ser levados à delegacia. Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas ou perturbação de sossego podem ser feitas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 0800-111-580.

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

 

Prefeitura orienta mais de 2 mil estabelecimentos comerciais durante pandemia

A  Operação de Orientação sobre o Coronavírus, realizada pela Prefeitura de Hortolândia,  já visitou 2.015 estabelecimentos comerciais em todas as regiões da cidade, até a noite desta segunda-feira (11/05). Equipes da Administração Municipal (Guarda Municipal, Setor de Fiscalização e  Vigilância Sanitária) orientam os comerciantes sobre o funcionamento dos estabelecimentos, durante a pandemia. 

A operação que acontece de domingo a domingo, das 9h às 22h, desde 21 de março, é realizada para  garantir o cumprimento do decreto 4.383, de 21/03/2020, que proíbe temporariamente o funcionamento presencial em estabelecimentos comerciais não essenciais. 

Quem desobedecer o decreto será multado

O comerciante que descumprir a medida estará sujeito a autuação, multa e interdição por parte do Poder Público.  Para quem não seguir as orientações de funcionamento, o valor da multa aplicada varia entre 10 e 10 mil UFESP (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo). Cada UFESP custa R$ 27,10 e os valores das multas podem ser de R$ 276,10 até 27.610,00, dependendo da reincidência. Também é elaborado um boletim de ocorrência para o proprietário do local que descumpre o decreto.

A Operação de Orientação sobre o Coronavírus é realizada com o apoio de um carro de som, que passa mensagens informativas. Em caso de desobediência ao decreto municipal, além da multa, a ação poderá ser considerada crime e os envolvidos, encaminhados para a delegacia e responder pelos atos.

Aglomerações

A Guarda Municipal, força de segurança da Administração, também realiza atendimentos sobre perturbação de sossego e aglomerações em espaços públicos e particulares da cidade. De acordo com a Secretaria de Segurança, os chamados são mais numerosos aos finais de semana e, principalmente, nos feriados prolongados. No final de semana do Dia das Mães, entre a sexta-feira (08/05) e o domingo (10/05), agentes atenderam 74 ocorrências relacionadas a este problema. No primeiro final de semana deste mês, foram 49 ocorrências de perturbação de sossego e aglomerações.

"De janeiro a maio deste ano, as guarnições da Guarda Municipal atenderam 976 ocorrências ligadas a perturbação de sossego e aglomerações em toda a cidade. São quase mil ocorrências. Este número é muito alto, portanto,  mais de 195 ocorrências por mês, até agora. Pedimos a colaboração da população para evitar este tipo de ação, principalmente agora, já que passamos por uma pandemia. É importante que todos respeitem nosso pedido para preservar a própria saúde, a saúde do próximo e de suas famílias", observa a comandante da Guarda Municipal, Michele Cardena Quinette.

Desrespeito ao Decreto Municipal pode levar à delegacia

Segundo a Secretaria de Segurança, além de violar um decreto municipal, aglomerar-se é uma ação perigosa, durante a pandemia do Coronavírus, já que as pessoas podem transmitir a doença O munícipe que flagrar a situação pode  denunciar os infratores, que podem ser levados à delegacia. Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas ou perturbação de sossego podem ser feitas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 0800-111-580.

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

 

Por causa da pandemia do Coronavírus, alistamento militar deve ser realizado online

Mesmo com pandemia do Coronavírus, jovens do sexo masculino que completam 18 anos em 2020 devem ficar em dia com a situação militar. Agora, o alistamento obrigatório deve ser  realizado online, pelo site https://www.alistamento.eb.mil.br/ , até o dia 30 de junho. O atendimento presencial, realizado na Junta Militar de Hortolândia, órgão da Prefeitura, está suspenso por tempo indeterminado devido à pandemia.

Para realizar o alistamento, o interessado deve seguir as instruções no site. Os documentos necessários são CPF, certidão de nascimento ou, no caso de brasileiro naturalizado ou por opção, a prova de naturalização ou certidão do termo de opção (prova equivalente); comprovante de residência ou declaração assinada; e um documento oficial com fotografia (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira profissional, passaporte, carteira de identificação funcional ou outro documento público) que permita sua identificação, caso necessário.

De acordo com a Secretaria de Segurança, o alistamento militar é obrigatório para os jovens do sexo masculino com 18 anos. Quem não o fizer, além de estar sujeito à multa, ficará impedido de realizar atividades como obter a carteira profissional, passaporte, registro de diploma de profissões liberais, matrícula ou inscrição para exercer qualquer função profissional e até mesmo matricular-se ou prestar exame em qualquer estabelecimento de ensino.

 

Guarda Municipal realiza quase 50 atendimentos por aglomeração e perturbação do sossego no feriadão

A GM (Guarda Municipal), força de segurança da Prefeitura de Hortolândia, registrou, durante o feriado prolongado do Dia do Trabalho (de 01 a 03/05), 49 atendimentos relacionados à perturbação de sossego e aglomerações em toda a cidade. De acordo com a Secretaria de Segurança, apesar de ainda estar alto, o número de ocorrências foi inferior ao registrado nos outros feriados prolongados ocorridos durante a quarentena de contenção à disseminação do Coronavírus.

"As equipes da Guarda Municipal realizam, diariamente, patrulhamento nas ruas e avenidas da cidade para manter a população protegida. Mesmo com o isolamento social no município, ainda estamos recebendo um grande número de denúncias relacionadas a aglomerações, em espaços públicos e particulares. Porém, neste feirado prolongado da semana passada, diminuímos quase à metade o atendimento a este tipo de ocorrência, se compararmos ao feriado prolongado do Dia de Tiradentes", explica a comandante da Guarda Municipal, Michele Cardena Quinette.

De acordo com a Secretaria de Segurança, entre o penúltimo final de semana do mês de abril e o feriado de Tiradentes, as equipes da GM realizaram 88 atendimentos ligados a perturbação do sossego e aglomerações em espaços públicos, como praças e vias, ou em espaços privados, como chácaras. No final de semana da Páscoa, foram registrados 69 atendimentos pelo mesmo motivo. Apesar da diminuição de ocorrências de aglomeração de pessoas e perturbação de sossego, nos três últimos feriados, a Guarda Municipal atendeu ao todo 206 denúncias dessas infrações.

Desrespeito ao Decreto Municipal pode levar à delegacia

Segundo a Secretaria de Segurança, além de violar um decreto municipal, aglomerar-se é uma ação perigosa, durante a pandemia do Coronavírus, já que as pessoas podem transmitir a doença O munícipe que flagrar a situação pode realizar a  denuncia e os infratores poderão ser levados à delegacia. Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas ou perturbação de sossego podem ser feitas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 0800-111-580.

Orientação ao comércio

Além da intensificação do patrulhamento para evitar aglomerações e perturbação de sossego, até agora, a Prefeitura de Hortolândia já orientou 1.800 estabelecimentos comerciais não-essenciais do município sobre como contribuir para evitar a disseminação da COVID-19. O mais recente balanço da Operação de Orientação sobre o Coronavírus foi divulgado, nesta terça-feira (05/05), pela Secretaria de Segurança.

A ação, que acontece desde 21 de março, é realizada diariamente pela Guarda Municipal, em conjunto com a Secretaria de Mobilidade Urbana, o Setor de Fiscalização e a Vigilância Sanitária. Os agentes visitam diversos bairros da cidade para garantir o cumprimento do decreto 4.383, de 21/03/2020, que proíbe temporariamente o funcionamento presencial neste tipo de comércio. No último dia 30 de março, a Prefeitura autorizou o funcionamento do comércio no sistema de delivery, walk-thru e drive-thru.

A operação é realizada para informar os comerciantes sobre como manter o estabelecimento funcionando de acordo com o decreto. Agora, quem descumprir a medida estará sujeito a autuação, multa e interdição por parte do Poder Público. 

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

 

Assinar este feed RSS