Menu


Para eliminar o mosquito Aedes aegypti, Prefeitura faz nebulização veicular no Jd. Amanda

  • Publicado em Saúde

A Prefeitura de Hortolândia mantém firme o trabalho de combate e prevenção à Dengue e de outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como Zika e Chikungunya. Nesta sexta-feira (03/04), a Administração Municipal, em parceria com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), órgão do governo estadual, realiza mais uma etapa da nebulização veicular no Jardim Amanda. A ação acontece na região que compreende as ruas Vinicius de Moraes, Graciliano Ramos, Visconde do Rio Branco e parte da rua Almeida Garret. De acordo com a Secretaria de Saúde, esta região registra 64 casos positivos de Dengue desde o início do ano. 

A nebulização conta ainda com apoio de agentes da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde. Durante a ação, o veículo nebulizador circula acompanhado por uma viatura da Secretaria de Mobilidade Urbana. 

A ação consiste em espalhar inseticida em forma de vapor, a partir de um veículo equipado, a fim de eliminar o Aedes aegypti. Para que o inseticida tenha maior eficácia, a nebulização deve ser feita durante três dias seguidos. Em razão disso, será feita também neste sábado (04/04). A Secretaria de Saúde orienta os moradores da região a permanecerem dentro de casa durante a aplicação do inseticida e a deixarem portas e janelas abertas. 

Além disso, a Prefeitura tem realizado nebulização com auxílio de bomba de aspersão manual em diferentes regiões da cidade. Nesta ação, agentes da UVZ, com o equipamento de aspersão preso às costas, visitam casas e espalham o inseticida para eliminar focos de criadouro de larvas do Aedes aegypti. 

10 MINUTOS 

A Prefeitura de Hortolândia salienta que a população também deve fazer sua parte e colaborar na prevenção e no combate ao Aedes aegypti. Para isso, a Secretaria de Saúde está com a campanha “10 minutos contra o mosquito”, na qual explica como é possível, em apenas 10 minutos por semana, acabar com o ciclo de procriação do inseto. No material informativo da campanha, há orientações para checar alguns itens dentro de casa e nos quintais, e realizar ações como manter tampados tonéis, barris e caixas d´água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, entre outras medidas. O material está disponível no site da Prefeitura, neste LINK. De acordo com o Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, neste ano, até o momento, o município tem 859 casos notificados de Dengue, 179 casos positivos, 255 casos negativos, 425 casos aguardando resultado e nenhum óbito.

Jardim Amanda recebe nebulização veicular para eliminar o mosquito Aedes aegypti

  • Publicado em Saúde

Apesar de o foco atual ser o enfretamento ao Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia continua com o trabalho de prevenção às arboviroses: Dengue, Chikungunya e Zika. Nesta semana, a Administração em parceria com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), órgão do governo estadual, realizou nebulização veicular para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses, em várias ruas do Jardim Amanda. A ação contou ainda com apoio de agentes da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde.  

Por meio de um veículo equipado com um aparelho nebulizador, a ação consiste em espalhar inseticida em forma de vapor para eliminar o Aedes aegypti. Para que o inseticida tenha maior eficácia, a nebulização é feita três dias seguidos. Durante a ação, o veículo nebulizador circulou pelo Jardim Amanda, acompanhado por uma viatura da Secretaria de Mobilidade Urbana.

10 MINUTOS

A Prefeitura salienta que a população também deve fazer sua parte e colaborar na prevenção e no combate ao mosquito Aedes aegypti. Para isso, a Secretaria de Saúde está com a campanha “10 minutos contra o mosquito”, em que explica como é possível, em apenas 10 minutos por semana, acabar com o ciclo de procriação do Aedes. No material informativo, há orientações para checar alguns itens dentro de casa e nos quintais. O material está disponível no site da Prefeitura, neste LINK.

Além disso, a Prefeitura tem realizado nebulização com auxílio de bomba de aspersão manual em diferentes regiões da cidade. Nesta ação, agentes da UVZ equipados com a bomba de aspersão presa nas costas visitam casas e espallham o inseticida para eliminar focos de criadouro de larvas do Aedes.

Neste ano, até o momento, o município tem 808 casos notificados de Dengue, dos quais 175 positivos, 245 negativos e 388 aguardam o resultado do exame. A cidade não tem ainda neste ano nenhum caso notificado de Chikungunya e Zika.

Equipes de combate à Dengue prosseguem com ações de prevenção

  • Publicado em Saúde

Neste período de isolamento social, a população pode aproveitar a permanência em casa para fazer uma checagem minuciosa e eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a Dengue, Chikungunya e Zika. Até as crianças podem participar desta atividade e colaborar para diminuir os casos de Dengue na cidade. É que, neste ano, Hortolândia registra 166 casos positivos da doença.

 

De acordo com a Secretaria de Saúde, o ciclo de vida do Aedes, do ovo até a fase adulta, leva de 7 a 10 dias. Se a verificação dos criadouros for realizada uma vez por semana, é possível interromper o ciclo e evitar o nascimento de novos mosquitos.

 

Com a campanha “10 minutos contra o mosquito”, o município explica como é possível, em apenas 10 minutos por semana, acabar com o ciclo de procriação do Aedes. No material informativo, há orientações para checar alguns itens dentro de casa e nos quintais. O material está disponível no site da Prefeitura, no link http://www2.hortolandia.sp.gov.br/images/banners/Panfleto.pdf.

 

Agenda Verde

 

Para conscientizar a população sobre a importância de manter quintais e casas livres de objetos que possam acumular água, a Prefeitura de Hortolândia lançou, em 2017, o Programa Agenda Verde, ação que envolve diversas atividades, como mutirões, Cata Bagulho, plantio de árvores em terrenos antes usados para descarte de lixo, tudo com o objetivo de deixar a cidade mais limpa.

 

Além de colaborar com a manutenção urbana, a Agenda Verde busca despertar na população o sentimento de parceria, uma vez que todos são responsáveis pela limpeza da cidade. A Prefeitura acredita que mobilizando as pessoas, será mais fácil resolver, em conjunto, questões ambientais que se tornam problemas de saúde pública.

 

Confira algumas dicas importantes para deixar a Dengue bem longe de casa:

·       Mantenha bem tampados tonéis, barris e caixas d’água.

·        Encha os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda.

·        Troque a água dos vasos de plantas aquáticas e bebedouros de animais, lave-os com escova, água e sabão uma vez por semana.

·        Pneus devem ser guardados em locais cobertos.

·        Lonas usadas para cobrir objetos ou entulhos devem ser bem esticadas para evitar poças de água.

·        Garrafas devem ficar com a boca virada para baixo.

·        Proteger os ralos com tela e verificar se estão limpos.

·        Faça sempre a manutenção de piscinas ou fontes utilizando os produtos químicos apropriados.

·        Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.

·        Plantas do tipo suculentas também podem acumular água. A orientação é virar a planta para retirar a água.

Cartilhas voltadas a alunos da rede municipal ensinam a combater doenças transmitidas pelo Aedes aegypti

A partir desta semana, estudantes da rede municipal de Hortolândia contam com uma ferramenta a mais na prevenção e combate às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. São as cartilhas “Juntos no combate ao Mosquito da Dengue”, publicadas em duas versões: uma para estudantes do Jardim II e outra para os do Ensino Fundamental. O material foi entregue, nesta terça-feira (10/03), a 36 coordenadores pedagógicos, durante reunião preparatória realizada no Centro de Formação dos Profissionais em Educação “Paulo Freire”, no Remanso Campineiro. 

As cartilhas editadas pela Prefeitura contêm atividades lúdicas, interativas e informativas sobre o agente transmissor e resultam da parceria entre as secretarias de Saúde e de Educação, Ciência e Tecnologia, bem como do Comitê de Arboviroses e da Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas). O material de uso individual e consumível é destinado a alunos entre cinco e 11 anos de idade, do Jardim II (Educação Infantil) ao e 1º e 5º anos (Ensino Fundamental). A medida envolve 28 escolas da rede municipal, beneficiando mais de 13.500 alunos, segundo dados da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. 

“Com o material educativo em mãos, espera-se a continuidade das ações preventivas, quando alunos e professores das escolas de Hortolândia tenham mais uma ferramenta de informação e orientação sobre os cuidados necessários na prevenção à Dengue e outras doenças transmitidas pelo mosquito, multiplicando estes conhecimentos aos familiares e à comunidade na qual a escola está inserida”, afirma uma das coordenadoras pedagógicas responsáveis pelo projeto, Sonarli Gomes.

Em 2019, o projeto levou até as escolas a peça de teatro “Pra Todo Mundo Poder Brincar”. O musical encenado pelo grupo local Verônicas também tratava do mesmo tema, de maneira lúdica, por meio da linguagem artística.

Sonarli ressalta que o projeto é resultado das discussões nas reuniões do Comitê de Arboviroses e da compilação de atividades sugeridas pelos próprios coordenadores pedagógicos das unidades escolares no ano passado. O tema integra o projeto político pedagógico das escolas municipais.

 

Em Hortolândia, casos positivos de Dengue dobraram na última semana

  • Publicado em Saúde

Faz quanto tempo que você não limpa sua caixa d’água? As calhas do telhado da sua casa estão desobstruídas? E a vasilha dos animais segue em ordem? Se a sua casa está livre de água parada, converse com seu vizinho e leve este alerta para ele: na última semana, os casos de Dengue mais que dobraram em Hortolândia. No último dia dia 03 de março, a Secretaria de Saúde contabilizou 35 notificações positivas. Nesta terça-feira (10/03), já são 86 casos confirmados. Isso indica que ainda existem na cidade muitos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a Dengue, Chikungunya e Zika, espalhados na cidade.

A situação é preocupante, principalmente neste momento em que as atenções estão voltadas para a nova doença causada pelo Coronavírus. “Muitas pessoas estão atentas aos noticiários internacionais, acompanhando o crescente número de infectados pelo Coronavírus em países distantes, mas sem se darem conta do avanço da Dengue aqui mesmo na nossa cidade. Às vezes, no nosso quintal”, destaca o diretor do Departamento de Vigilância em Saúde da Prefeitura, Antônio Roberto Stivalli. De acordo com o Boletim Epidemiológico mais recente do Ministério da Saúde, publicado na quarta-feira (04/03), o Brasil registra, neste ano, 32 óbitos por Dengue; outras 155 mortes são investigadas.

“Em 2019, Hortolândia teve duas mortes pela doença. Neste ano, a Dengue já avança e, apesar as ações constantes do município para eliminação de criadouros, vemos casos em todas as regiões da cidade”, comentou Stivalli.

Neste sábado (14/03), moradores do Jardim Novo Ângulo, Chácaras Reymar e Jardim Nova América receberão a visita de agentes da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses). Os profissionais conversarão com os moradores sobre as medidas necessárias para evitar a proliferação do Aedes. “É preciso que a população seja parceira do município, permitindo o trabalho dos agentes, que estarão uniformizados e identificados. Além disso, contamos com a colaboração dos moradores para que, no dia a dia, tenham a prática de vistoriar casas e quintais em busca de criadouros, que devem ser eliminados”, destacou o diretor de Saúde Coletiva.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o ciclo de vida do Aedes aegypti, do ovo até a fase adulta, leva de 7 a 10 dias. Se a verificação dos criadouros for realizada uma vez por semana, é possível interromper o ciclo e evitar o nascimento de novos mosquitos. A Prefeitura tem material informativo da campanha “10 minutos contra o mosquito” disponível no link http://www2.hortolandia.sp.gov.br/images/banners/Panfleto.pdf. A campanha explica como é possível, em apenas 10 minutos por semana, acabar com o ciclo de procriação do Aedes.

Confira as dicas:

•Mantenha bem tampados tonéis, barris e caixas d’água.

•Encha os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda.

•Troque a água dos vasos de plantas aquáticas e bebedouros de animais, lave-os com escova, água e sabão uma vez por semana.

•Pneus devem ser guardados em locais cobertos.

•Lonas usadas para cobrir objetos ou entulhos devem ser bem esticadas para evitar poças de água.

•Garrafas devem ficar com a boca virada para baixo.

•Proteger os ralos com tela e verificar se estão limpos.

•Faça sempre a manutenção de piscinas ou fontes utilizando os produtos químicos apropriados.

•Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.

•Plantas do tipo suculentas também podem acumular água. A orientação é virar a planta para retirar a água.

Jd. Nossa Senhora de Fátima terá ação contra a Dengue, neste sábado (07/03)

  • Publicado em Saúde

Neste sábado (07/03), moradores do Jd. Nossa Senhora de Fátima, na região do Jd. Rosolén, receberão a visita de agentes da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses) para ações de eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypt, transmissor de doenças como a Dengue, Chikungunya e Zika. Das 8h às 13h, os agentes vão percorrer as ruas do bairro e conversar com os moradores sobre as medidas necessárias para evitar a proliferação destas doenças. Neste ano, Hortolândia registra 35 casos positivos de Dengue.

Para conscientizar a população sobre a importância de manter quintais e casas livres de objetos que possam acumular água, a Prefeitura de Hortolândia lançou, em 2017, o Programa Agenda Verde, ação que envolve diversas atividades, como mutirões, Cata Bagulho, plantio de árvores em terrenos antes usados para descarte de lixo, tudo com o objetivo de deixar a cidade mais limpa. Além de colaborar com a manutenção urbana, a Agenda Verde busca despertar na população o sentimento de parceria, uma vez que todos são responsáveis pela limpeza da cidade. A Prefeitura acredita que mobilizando as pessoas, será mais fácil resolver, em conjunto, questões ambientais que se tornam problemas de saúde pública.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o ciclo de vida dos Aedes, do ovo até a fase adulta, leva de 7 a 10 dias. Se a verificação dos criadouros for realizada uma vez por semana, é possível interromper o ciclo e evitar o nascimento de novos mosquitos. Com a campanha “10 minutos contra o mosquito”, o município explica como é possível em apenas 10 minutos, por semana, acabar com o ciclo de procriação do Aedes. O material está disponível nas unidades de saúde, é distribuído em escolas e também pode ser conferido no site da Prefeitura, no link http://www2.hortolandia.sp.gov.br/images/banners/Panfleto.pdf. No material informativo, há orientações para checar alguns itens dentro e fora de casa.

Confira as dicas:

•Mantenha bem tampados tonéis, barris e caixas d’água.

•Encha os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda.

•Troque a água dos vasos de plantas aquáticas e bebedouros de animais, lave-os com escova, água e sabão uma vez por semana.

•Pneus devem ser guardados em locais cobertos.

•Lonas usadas para cobrir objetos ou entulhos devem ser bem esticadas para evitar poças de água.

•Garrafas devem ficar com a boca virada para baixo.

•Proteger os ralos com tela e verificar se estão limpos.

•Faça sempre a manutenção de piscinas ou fontes utilizando os produtos químicos apropriados.

•Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.

•Plantas do tipo suculentas também podem acumular água. A orientação é virar a planta para retirar a água.

Assinar este feed RSS