Menu


Entidades ligadas ao Conselho da Criança e do Adolescente de Hortolândia recebem doação de 800 cobertores novos

Hortolândia acolheu, nesta quarta-feira (12/08), mais uma ação de solidariedade, em tempos de pandemia do Coronavírus. Voluntários da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) arrecadaram 800 cobertores novos, que serão doados a entidades cadastradas no CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente). A entrega foi realizada, na sede do Rotary, no Remanso Campineiro, por integrantes do Funsol-Hortolândia (Fundo Social de Solidariedade), com o o apoio da Prefeitura.

"Por conta do Coronavírus, apenas doações de peças novas puderam ser realizadas para evitar a disseminação da doença. Praticar a solidariedade, principalmente em um momento como este, é muito importante. Agradecemos esta iniciativa dos voluntários da Sabesp, que venderam pizza e, com o dinheiro arrecadado, conseguiram comprar os cobertores para realizar a doação. Por meio destas doações, levaremos noites ‘mais quentinhas’ para quem mais precisa", explica a presidente do Funsol-Hortolândia, Leila Pereira Dobelin.

Pessoas físicas e jurídicas podem continuar a fazer doação de cobertores novos para entidades ligadas ao CMDCA. As coletas são realizadas com segurança, por equipes da Administração Municipal, nos locais identificados pelos doadores para evitar a disseminação da doença.

Para doar, informe-se nos canais oficiais da Prefeitura

Informações de como realizar as doações podem ser obtidas por meio do telefone 3965-1400, no ramal 8224 ou pelo email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h.

Confira abaixo as instituições ligadas ao CMDCA beneficiadas com as doações

Núcleo Vinde a Mim

Casa Betânia da Paz

CCART

CENDEFI

Centro Comunitário São Pedro

CONTATO - Obras sociais e educacionais

Centro de Treinamento Integral Moriah

Organização Sociedade Amigos de Hortolândia

CIER

ASBAFE

Casa da Criança Feliz

IESEHR

Instituto Esperançar

Patrulheiros e Guarda Mirim de Hortolândia

Estiagem e descarte irregular de resíduos contribuem para o surgimento de queimadas

A Prefeitura de Hortolândia monitora focos de queimadas em espaços públicos, particulares, áreas verdes e APPs (Áreas de Proteção Permanente). O trabalho de orientação e fiscalização é feito diariamente, inclusive aos finais de semana, por equipes de Fiscalização Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, mesmo com a pandemia do Coronavírus. O objetivo é evitar este tipo de crime, que prejudica o meio ambiente e a saúde das pessoas, afetando principalmente o sistema respiratório.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, caso haja flagrante no descarte irregular de lixo, entulho, restos de construção civil e outros materiais que facilitam o surgimento dos focos de queimadas, o infrator é orientado a recolher o resíduo descartado, além de poder receber multas (veja valores abaixo). O descarte irregular de resíduo orgânico, entulho e outros materiais pode trazer doenças à população. Objetos que acumulam água podem servir de criadouro para o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a Dengue, Chikungunya e Zika. Garrafas, baldes e outros recipientes precisam ficar protegidos da água da chuva.

"Nossa fiscalização orienta o munícipe contra o descarte irregular de entulho e outros resíduos nestas áreas. Os fiscais percorrem, todos os dias, as regiões com maior incidência. Além do monitoramento, as denúncias recebidas via aplicativo do programa ‘Agenda Verde’ também contribuem para evitar a disseminação deste crime ambiental na cidade. Procurar os locais corretos para o descarte de resíduos, como restos de construção civil, ajuda a diminuir os focos. A umidade relativa do ar está baixa e, junto ao descarte irregular de lixo e entulho, facilita para o surgimento das queimadas", explica a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento Oliveira.

Época do ano é propícia a queimadas

Além da poluição, de acordo com a Defesa Civil de Hortolândia, a população precisa redobrar os cuidados e evitar queimadas, uma vez que elas contribuem com o surgimento de problemas respiratórios, que são mais comuns nesta época do ano, e há também o agravante da pandemia do Coronavírus. A umidade do ar é mais baixa, principalmente, no final do Inverno e início da Primavera.  O pico da baixa umidade do ar acontece no período da tarde, entre 12h e 16h. A concentração da poluição ajuda a aumentar os casos de gripe, viroses, doenças respiratórias e alergias. Outros sintomas frequentes são dores de cabeça, tonturas, náuseas e irritação nos olhos, nariz e garganta.

"Manter a cidade limpa e descartar os lixos e resíduos de maneira regular protegem o meio ambiente, evita queimadas e o surgimento de doenças transmitidas por animais peçonhentos. Todos devem fazer sua parte e contribuir para uma cidade melhor. Além disso, não devem ser descartadas bitucas de cigarro, por exemplo. Com o tempo seco, esta ação é fatal para a aparição de queimadas", observa o secretário de Serviços Urbanos, Francisco Raimundo da Silva.

Denúncias pelo aplicativo da "Agenda Verde"

A Prefeitura pede a colaboração da população para não descartar irregularmente entulho e resíduos nem praticar queimadas. Estas ações são crime ambiental e estão sujeitas a multa. Atualmente, os valores variam de R$ 340 a R$ 34.000.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, quem quiser ajudar na identificação de pessoas e veículos que praticam crime ambiental pode enviar fotos e textos para o aplicativo do Programa Agenda Verde. Para baixar o aplicativo, basta fazer o download gratuito nas plataformas Google Play ou App Store do smartphone. A identidade dos denunciantes é mantida em sigilo.

Confira algumas dicas para evitar problemas de saúde durante a estiagem:

* Beba muita água

* Aumente o consumo frutas e vegetais na alimentação

* Mantenha o ambiente umidificado com equipamentos, toalhas úmidas ou bacias com água distribuídas pelos cômodos. Não deixe água parada por muito tempo em casa, para evitar que o local se torne um criadouro de insetos transmissores de doenças, como o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue. O ideal é trocar a água de baldes e bacias, diariamente.

* Limpe a casa com pano úmido

* Mantenha portas e janelas abertas, para melhorar a circulação do ar no ambiente

* Higienize os olhos com algodão úmido para evitar irritações, conjuntivites e outros problemas oculares

* Evite fazer exercícios físicos ao ar livre, entre 11h e 17h

* Evite objetos que acumulam poeira, como tapetes, cortinas e bichos de pelúcia

* Evite o ar condicionado, pois o equipamento resseca ainda mais o ar

* Nunca fume em ambientes fechados

 

Hortolândia decreta luto oficial em memória das 100 vítimas da COVID-19 no município

É com imensa tristeza que a Prefeitura de Hortolândia informa que registrou a centésima morte por Coronavírus. Em respeito e solidariedade às famílias e aos amigos e, em sinal de pesar e em memória das cem vítimas da COVID-19, a Administração Municipal decretou luto oficial por três dias na cidade. O Decreto n° 4.538, de 11 de agosto de 2020, entra em vigor a partir da data de sua publicação.

Por esse período, as bandeiras municipal, estadual e federal em prédios públicos municipais permanecerão hasteadas em funeral, a meio-mastro. O hasteamento ocorreu na tarde desta terça-feira (11/08). De acordo com o decreto municipal, o cenário atual traz intenso sofrimento às famílias das vítimas, apesar dos esforços do poder público para preservar vidas e conter os avanços da disseminação do novo Coronavírus. O objetivo da ação é conscientizar toda a população. Mais do que uma estatística, cada perda representa uma história interrompida, uma família em luto e um laço da comunidade que se rompe.

Hortolândia registrou o primeiro falecimento confirmado por conta da COVID-19 no dia 1 de abril e o centésimo no dia 10 de agosto, após mais de quatro meses de ações conjuntas entre poder público, empresários e população, para frear a disseminação do vírus.

Ações municipais

A Prefeitura de Hortolândia criou, em março, o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus, para avaliar, propor e colocar em prática medidas de prevenção e disseminação da COVID-19.

Desde 21 de março, equipes da Administração Municipal percorrem a cidade, de domingo a domingo, das 9h às 22h, orientando a população, os comerciantes e empresários a adotarem medidas sanitárias de higiene e distanciamento social. O objetivo principal é firmar uma parceria e auxiliar a todos na luta contra a disseminação da COVID-19, com ações diversas, inclusive na distribuição de máscaras. A Operação de Orientação sobre o Coronavírus nos comércios tem se intensificado, a cada dia.

De acordo com a Secretaria de Segurança, foram orientados e fiscalizados mais de três mil estabelecimentos, durante a pandemia, até agora. O trabalho orientativo, para conter a disseminação do vírus, é realizado em todas as regiões de Hortolândia por uma força tarefa formada pela Guarda Municipal, pelo Setor de Fiscalização e pela Vigilância Sanitária.

Final de semana do "Dia dos Pais" mantém alto número de ocorrências de aglomerações

Neste final de semana do Dia dos Pais, Hortolândia manteve a marca de 71 ocorrências ligadas à perturbação do sossego e aglomeração de pessoas. Os dados são da Secretaria de Segurança da Prefeitura. O número de ocorrências é igual ao atendido pelas guarnições da GM (Guarda Municipal) no final de semana passado. O trabalho de fiscalização, para evitar este delito durante a pandemia do Coronavírus, é realizado junto com o Setor de Fiscalização. O objetivo é evitar a disseminação da doença no município. Durante os dias de semana, as equipes continuam a fiscalização e a orientação aos comércios.

"Neste final de semana, como esperávamos, houve, mais uma vez, um grande número de ocorrências de perturbação de sossego e aglomerações de pessoas. A boa notícia é que, com relação ao final de semana passado, neste não foi registrado aumento nas ocorrências. A maior parte das ocorrências aconteceu em reuniões clandestinas, em espaços privados. Continuaremos, por tempo indeterminado, o trabalho de preservação à vida da população, contra a disseminação do Coronavírus, e alertando a consciência das pessoas a cuidarem de si e do próximo", explica a comandante da Guarda Municipal, Michele Cardena.

Segundo a Secretaria de Segurança, desde janeiro, 2.179 ocorrências ligadas à perturbação do sossego e aglomeração de pessoas foram atendidas pela GM. Nos meses de pandemia do Coronavírus, foram registrados os maiores números de ocorrências. De março até agora, 1.752 casos foram atendidos.

"Mais da metade das ocorrências deste tipo foi atendida durante a pandemia. Lembramos que a realização de eventos clandestinos em espaços privados também está proibida e o responsável poderá responder pela desobediência", observou Michele.

De acordo com a Secretaria de Governo, os responsáveis por organizar festas clandestinas podem ser multados em até R$ 5.000,00, segundo as leis de perturbação do sossego, e o local da confraternização será lacrado.

Como denunciar

O munícipe que flagrar estas situações pode denunciar os infratores. Eles podem ser levados à delegacia. Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas ou perturbação de sossego podem ser feitas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 0800-111-580.

 

Começa a valer nesta segunda-feira (10/08) plano de retomada consciente da fase amarela em Hortolândia

Hortolândia avança para a “fase amarela” do Plano São Paulo de retomada consciente das atividades comerciais. A partir desta segunda-feira (10/08), começam a valer as determinações do Decreto Municipal nº 4.537, de 9 de agosto de 2020, que permite a abertura de bares, restaurantes, salões de beleza, barbearias e academias de esporte de todas as modalidades. Os estabelecimentos devem seguir os protocolos e as orientações do plano de retomada consciente do Governo do Estado, com medidas efetivas para conter disseminação do Coronavírus. Para ler o documento na íntegra, clique aqui.

A “Fase de Modulação 3 – Amarela” é uma etapa de flexibilização que permite a liberação de demais setores para a retomada das atividades. A Administração Municipal acompanha as determinações de enquadramento de fase e segue todos os protocolos e as determinações do Governo do Estado, apontados no Plano São Paulo. Com as novas determinações, o atendimento simultâneo a clientes e usuários nos estabelecimentos aumentou, mas deve seguir as orientações para evitar aglomerações e protocolos de higiene.

Para as atividades imobiliárias e escritórios, o limite passa a ser de, no máximo, três pessoas. Já para os comércios em geral, o limite aumentou, mas continua a variar de acordo com a metragem do espaço. Em áreas de até 150m², são permitidas três pessoas; com área superior a 150m² e até 300m², seis pessoas; com área superior a 300m² e até 500m², oito pessoas; e, com área superior a 500m², ficam permitidos os atendimentos de até doze clientes. Para shoppings centers, salões de beleza, bares, restaurantes e congêneres, o atendimento presencial no local é de trinta por cento da lotação máxima permitida no AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

O horário de funcionamento de todas as atividades previstas será das 10h às 16h, exceto para feiras livres, shoppings centers, salões de beleza, bares, restaurantes e congêneres, academias e templos religiosos, que serão regulamentados por portaria. Já o sistema “delivery” (pedidos realizados por telefone ou aplicativos e entregues em casa) pode funcionar 24h, “drive-thru”  (quando efetua a compra dentro do carro) das 10h às 23h e “walk-thru” (quando o cliente vai ao estabelecimento a pé, permanecendo fora do local) das 10h às 18h.

Segundo o Decreto, para o funcionamento de bares e restaurantes, o consumo no local somente poderá ocorrer ao ar livre ou em áreas arejadas. Para as academias, os protocolos de atendimento devem obedecer à realização de agendamento prévio e hora marcada e só ficam permitidas aulas e práticas individuais, sendo proibidas quaisquer aulas ou práticas em grupo. Já os templos religiosos devem providenciar assentos e filas com distanciamento mínimo e proibição de atividades com público em pé

Os protocolos sanitários, entre eles a utilização de máscaras, distanciamento social, higiene pessoal, limpeza e higienização de ambientes e comunicação, apropriados para cada atividade tratada no decreto, estão mantidos e devem ser seguidos.

Dentre os critérios definidos para a cidade e toda a RMC se enquadrarem na terceira fase estão a taxa de ocupação dos leitos de UTI e o ritmo de crescimento do contágio. De acordo com a Administração Municipal, a implantação de 10 leitos de UTI no Hospital Municipal e dos leitos de tratamento semi-intensivo na Unidade Respiratória do Jd. Nova Hortolândia foi fundamental para Hortolândia entrar na segunda fase da retomada consciente e responsável das atividades econômicas.

Orientação ao comércio durante a pandemia

A Prefeitura de Hortolândia criou, em março, o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus, para avaliar, propor e colocar em prática medidas de prevenção e disseminação da COVID-19.

A Operação de Orientação sobre o Coronavírus nos comércios tem se intensificado, a cada dia. Desde 21 de março, equipes da Administração Municipal percorrem a cidade, de domingo a domingo, das 9h às 22h.

De acordo com a Secretaria de Segurança, foram orientados e fiscalizados mais de 3 mil estabelecimentos, durante a pandemia, até agora. O trabalho orientativo, para conter a disseminação do vírus, é realizado em todas as regiões de Hortolândia por uma força tarefa formada pela Guarda Municipal, pelo Setor de Fiscalização e pela Vigilância Sanitária.

 

Formação capacita professores da Prefeitura de Hortolândia a elaborar videoaulas

A fim de garantir educação de qualidade aos alunos da rede municipal, a Prefeitura de Hortolândia promove, a partir desta segunda-feira (10/08), formação sobre como elaborar videoaulas. Os encontros virtuais, com orientações e técnicas, acontecem, até esta sexta-feira (14/08), nos períodos da manhã e da tarde, para professores e coordenadores pedagógicos e, à noite, para professores da EJA (Educação de Jovens e Adultos). A iniciativa da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia beneficia mais de 23 mil estudantes nas 58 unidades da rede municipal de ensino.

Além dos professores, todos os coordenadores e/ou gestores responsáveis por acompanhar o trabalho referente ao Blog e videoaulas na escola deverão participar da formação, totalizando mais de 1.200 profissionais capacitados. Os encontros serão virtuais, realizados pelo aplicativo Zoom, para evitar aglomerações durante o período de distanciamento social, medida adotada para conter os avanços da pandemia do Coronavírus.

De acordo com o Departamento de Ciência e Tecnologia, serão abordadas orientações técnicas, bem como sugestões e orientações quanto ao uso de recursos e aplicativos disponíveis, de modo que, após a formação, os profissionais compreendam o objetivo da elaboração de videoaulas, adquiram novos conhecimentos básicos e saibam onde e como postar esse conteúdo na internet, com todos os cuidados necessários, principalmente em relação aos direitos autorais.

A formação será ministrada pela diretora do Departamento de Ciência e Tecnologia, da Secretaria de Educação, Fabiana Rodrigues, e contará com a participação dos professores convidados da rede municipal Maria Claudia Pereira da Silva, Patrícia Magalhães e Vanessa Cristina de Carvalho Costa, e do professor Rodrigo Encinas Gonçalves, da rede estadual de ensino, que compartilharão suas experiências e conhecimentos adquiridos sobre o tema.

“Nosso objetivo principal é proporcionar aos nossos profissionais uma formação bem dinâmica, baseada nos conceitos práticos e nas dúvidas que são mais frequentes, desde a preparação do roteiro até o melhor ambiente para postagem do vídeo. Temos de explorar os recursos e as possibilidades que as videoaulas oferecem para tornar as aulas mais atrativas, para que despertem o interesse, motivem e se aproximem dos nossos alunos”, enfatizou Fabiana.

Participarão da formação os professores da Educação Básica, nas etapas da Educação Infantil e Ensino Fundamental, incluindo as modalidades da Educação Especial (CIER), Educação de Jovens e Adultos e Educação Integral. As turmas foram organizadas em agrupamentos por escolas, para garantir que todos possam interagir durante o encontro virtual. Para participar, o gestor da unidade enviará um link para acesso à reunião.

De acordo com a Resolução nº 05, de 10 de julho de 2020, as videoaulas devem ser ofertadas aos alunos com o objetivo de enriquecer e reorganizar o trabalho de ensino a distância, já aplicadas no Blog Educação e nas demais ferramentas disponibilizadas, como o uso do Whatsapp e atividades impressas nas escolas, além aprimorar e aperfeiçoar o vínculo afetivo entre a escola e família. As aulas presenciais da rede municipal foram suspensas, desde o dia 23 de março, para evitar aglomerações e prevenir o contágio do Coronavírus.

“Nós procuramos otimizar e enriquecer as atividades no Blog Educação. Como já fechamos um semestre letivo e estamos iniciando um novo, é essencial estreitar ainda mais os laços com os nossos alunos, procurando estabelecer um trabalho bem próximo das famílias. Nesse sentido, as videoaulas se tornaram uma necessidade. É uma forma de aproveitar os recursos tecnológicos, que trarão mais qualidade, do ponto de vista relacional, valorizando a afetividade e, também, do ponto de vista pedagógico”, ressaltou a secretária de Educação Sandra Fagundes Freire.

 

Assinar este feed RSS