Menu


Em Hortolândia, população conta com plataforma online para serviços de mobilidade urbana

O aplicativo online de serviços ligados à mobilidade urbana da Prefeitura de Hortolândia já recebeu 383 solicitações da população até agora. A plataforma digital, lançada em março deste ano pela Secretaria de Mobilidade urbana, está disponível para a população se manter em dia com as leis do CBT (Código de Trânsito Brasileiro), mesmo com a pandemia do Coronavírus. No aplicativo, pode ser realizada a consulta de multas de trânsito, pontuações na CNH (Carteira Nacional de Habilitação), além de recursos em caso de defesa de autuação. A Administração Municipal foi uma das pioneiras do Brasil a implantar este tipo de sistema, que hoje é usado por cidades de diferentes Estados, inclusive metrópoles.

O objetivo do serviço é evitar a saída das pessoas de casa para resolver questões como estas, contribuindo para a não disseminação do Coronavírus. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, o aplicativo continuará em funcionamento, após a pandemia. O sistema é moderno e rápido, sem burocracias. Para utilizar o portal de serviços, basta acessar o site http://www2.hortolandia.sp.gov.br/ e clicar nas abas na abas Cidadão > Mobilidade Urbana > Portal de Serviços.

Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana, a maioria dos serviços solicitados diz respeito à indicação de condutores que levaram multa em veículos registrados em nome de outra pessoa. Em seguida, vêm as defesas de autuação e recursos em primeira instância. Todos os serviços estão funcionando.

Acesso aos serviços disponíveis

Para solicitar os serviços disponíveis, o usuário deve seguir as instruções descritas no próprio Portal da Mobilidade Urbana de Hortolândia. Para consultar as multas recebidas, por exemplo, o proprietário do automóvel deverá informar o Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) e o CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) do proprietário.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, a consulta vale apenas para multas aplicadas dentro de Hortolândia, não sendo possível para multas recebidas em outras cidades ou em rodovias. O prazo é de 30 dias, após a aplicação, para a multa estar no sistema e poder ser consultada.

Já a consulta de pontuação da CNH poderá ser realizada apenas com o número do documento. Em caso de novas multas neste período, o acréscimo da pontuação na carteira de habilitação pode demorar até 60 dias, conforme método usado pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Serviços como indicação de um condutor permitem que o proprietário do veículo identifique o real condutor no momento em que este foi autuado. Recursos de defesa de autuação e defesa em primeira instância também poderão ser realizados pelo portal, mas será necessário anexar os documentos solicitados, como fotos, cópia da CNH, cópia do documento do veículo e formulários assinados. As instruções são claras para que o munícipe possa realizar o procedimento de maneira correta.

 

Proibido estacionamento em via movimentada do Residencial Maria de Lourdes

Está proibido o estacionamento de veículos na rua Aroldo Pereira da Costa, na altura do número 95, próximo à empresa de transportes Padovani, até o cruzamento com a rua Odenir Padovani, no Parque Residencial Maria de Lourdes. Equipes da Prefeitura de Hortolândia instalaram placa no local, na manhã desta quarta-feira (05/08), informando os motoristas sobre a proibição. A ação da Secretaria de Mobilidade Urbana visa evitar acidentes de trânsito na região.

"Proibimos o estacionamento de veículos no local para evitar acidentes de trânsito e batida de veículos, já que, na via, principalmente em horários de pico, é comum o tráfego de ônibus que realizam a curva no local, podendo causar acidentes e levando perigo a pedestres e motoristas. A medida é importante para contribuir com a segurança viária. Continuaremos a fiscalização para que a nova regra seja cumprida", explica o diretor de operações da Secretaria de Mobilidade Urbana, José Eduardo Vasconcellos.

Trânsito mais seguro dos últimos cinco anos

De acordo com dados do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), Hortolândia registra os menores índices de violência no trânsito desde 2015, quando o órgão passou a disponibilizar as estatísticas, por meio do site oficial da entidade.

O pacote de medidas para reduzir os acidentes de trânsito, criado pela Prefeitura de Hortolândia, em 2017, inclui o reforço na sinalização, instalação de radares para fiscalização, que funcionam desde janeiro do ano passado, e ações educativas com motoristas e a comunidade em geral.

 

Prefeitura alerta para novos desvios e intervenções em obra de duplicação da Av. Thereza Ana Cecon Breda

As obras de urbanização e duplicação da Avenida Thereza Ana Cecon Breda, em execução pela Prefeitura de Hortolândia, seguem em ritmo acelerado. O motorista que circula pela região e utiliza as entradas e saídas da cidade por ali deve redobrar a atenção ao trafegar pelo local. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, para que o trabalho continue no local, foi necessário readequar alguns desvios. Parte da via permanecerá desta forma até que mais uma etapa da obra seja concluída.  

"Pedimos que os motoristas tenham atenção ao dirigir pela via que está em obras. Alguns desvios foram readequados para quem chega à cidade. Para quem trafegar no sentido Sumaré, é necessário realizar a rotatória de maneira correta. Respeitar as leis de trânsito e os limites de velocidade são essenciais para um trânsito seguro, principalmente em uma via onde acontece uma grande obra como esta. Ao colaborar, o motorista preserva a sua vida e a vida de todos", explica o diretor de operações da Secretaria de Mobilidade Urbana, José Eduardo Vasconcellos.

Tráfego eficaz e seguro

A Prefeitura também trabalha na construção de uma galeria para captar a água da chuva e evitar enchentes. Com o alargamento da via, a parceria com a CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz) foi fundamental para o deslocamento dos postes para as novas calçadas. O objetivo da ação é oferecer um trânsito mais eficaz e seguro. As intervenções continuam.

A urbanização contempla, ainda, a construção de ciclovia, calçada para pedestres, implantação de uma rotatória no acesso ao bairro Chácaras Recreio Alvorada e um portal de entrada da cidade, no limite do município com Sumaré. As obras acontecem no trecho localizado entre o Jd. das Colinas até a divisa com a cidade vizinha.

De acordo com a Secretaria de Obras, a duplicação abrangerá cerca de 940 metros da avenida, próximo do IFSP (Instituto Federal São Paulo). Neste trajeto, a via contará com canteiro central, ciclovia e calçada para pedestres em uma das laterais, além de paisagismo e iluminação com luminárias de LED. Também será construído um posto de monitoramento na entrada da cidade para quem vem de Sumaré. A previsão é que a obra seja concluída neste ano.

 

Via na região do Corredor Metropolitano é fechada para continuidade das obras na região

A Prefeitura de Hortolândia realizou, na manhã desta quinta-feira (30/07), o fechamento do trânsito na rua Doutor Miguel Vieira Ferreira que, por tempo indeterminado, passa a ser "rua sem saída". O trecho com trânsito interrompido fica no cruzamento da via com as ruas Oracinda de Moraes Simões e 5, no bairro Chácaras Nova Boa Vista. O local está sinalizado para os motoristas. A medida é necessária em razão das obras no trajeto por onde passará o Corredor Metropolitano além da nova alça de acesso a cidade, complementar à esta obra.

"O fechamento desta via terá pouco impacto para o trânsito no local já que a rua Jair da Silva Guimarães (antiga estrada Campinas-Monte Mor) está liberada para o tráfego. É necessária atenção dos motoristas. Alertamos a quem circular pelo local que já foram instaladas placas para evitar possíveis enganos", explica o diretor de operações da Secretaria de Mobilidade Urbana, José Eduardo Vasconcelos.

Corredor Metropolitano

O Corredor Metropolitano já está em fase final de implantação.  A obra chega às proximidades da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101), no bairro Chácaras Nova Boa Vista, trecho onde a via expressa se unirá à alça de acesso em construção no km 5 da Rodovia. Os bairros da região do Parque Peron, como Chácaras Nova Boa Vista, Jardim Novo Ângulo e Jardim Nova América, serão a nova entrada da cidade.

Os veículos que chegarem a Hortolândia por este caminho poderão acessar a Ponte da Esperança (Estaiada), construída pela Prefeitura para integrar as regiões da cidade. No futuro, o Corredor Metropolitano integrará toda a região, por meio de um viário expresso, desde Americana, passando por Santa Bárbara D’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia, até Campinas.

PIC

A obra do Corredor Metropolitano faz parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), implantado pelo prefeito Angelo Perugini para estimular o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. Para estas intervenções, o município conta com recursos financeiros da iniciativa privada, dos governos estadual e federal.

 

Isolamento social contribui para queda de acidentes de trânsito com vítimas

Hortolândia comemora, mais uma vez, a queda no número de acidentes de trânsito com vítimas na cidade. As ações para salvar vidas no trânsito, realizadas pela Prefeitura, mostraram resultados também no período de isolamento social causado pela pandemia do Coronavírus. De acordo com o Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), no período de 24 de março a 30 de junho deste ano, foram registrados 13% menos acidentes em ruas, avenidas e rodovias que atravessam a cidade em comparação ao mesmo período do ano passado.

Os dados do sistema do Governo Estadual apontam 130 acidentes com vítimas em 2019 contra 113 neste ano. Além disso, nas vias municipais, nos meses de abril e maio deste ano, não há registro de óbitos em acidentes de trânsito. No mês de junho, houve dois óbitos, totalizando duas mortes em acidentes de trânsito nestes três meses. No mesmo período, em 2018, a cidade somava 14 mortes em acidentes viários.

“O isolamento social, por conta do Coronavírus, contribuiu para a menor circulação dos veículos, mas a intensificação das ações de segurança viária da Administração Municipal também foram importantes para a queda neste número de acidentes com vítimas. Continuaremos o trabalho para melhorar, ainda mais, a segurança viária em Hortolândia", explica o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira.

Cidade tem melhores números desde 2015

Também segundo o Infosiga, Hortolândia registra os menores índices de violência no trânsito desde 2015, quando o órgão passou a disponibilizar as estatísticas, por meio do site oficial da entidade. Em 2019, a cidade registrou 19 óbitos em acidentes viários, o menor número desde 2015, quando foram apontadas 25 mortes no trânsito da cidade.

Para salvar vidas no trânsito, a Prefeitura realiza, desde 2017, uma série de ações, que vão de atividades educativas com motoristas e pedestres, reforço na sinalização, até a implantação de radares controladores de velocidade, principal medida adotada pela Administração Municipal para a redução de mortes no trânsito da cidade. Os dispositivos começaram a funcionar em janeiro do ano passado. Além disso, está em andamento um mutirão de Tapa-Buraco em toda a cidade.

Outra medida importante é a instalação de dois painéis eletrônicos com informações sobre o trânsito, nas entradas da cidade. O objetivo é informar ao motorista sobre o fluxo do trânsito no município, além de dar avisos necessários para a boa fluidez do tráfego, cuidados e bem-estar pessoal.

 

Hortolândia registra trânsito mais seguro na cidade desde 2015

As ações para salvar vidas no trânsito, realizadas pela Prefeitura de Hortolândia, contribuem para diminuir os acidentes com vítimas fatais nas vias da cidade. De acordo com novos dados divulgados pelo Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), nos meses de abril e maio deste ano, não há registro de óbitos em acidentes de trânsito nas vias municipais. No mês de junho, houve dois óbitos, totalizando duas mortes em acidentes de trânsito nestes três meses. No mesmo período, em 2018, a cidade somava 14 mortes em acidentes viários.

“Nos meses de abril, maio e junho deste ano, foram dois óbitos em acidentes de trânsito na cidade. Em 2018, quando os radares de fiscalização de velocidade ainda não estavam em funcionamento, nesta mesma época, foram 14 vidas perdidas no trânsito. Intensificaremos, ainda mais, o trabalho para salvar vidas no trânsito da cidade. As ações de fiscalização continuarão por toda a cidade", explica o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira.

Trânsito mais seguro desde 2015

Também segundo o Infosiga, Hortolândia registra os menores índices de violência no trânsito desde 2015, quando o órgão passou a disponibilizar as estatísticas, por meio do site oficial da entidade. Em 2019, a cidade registrou 19 óbitos em acidentes viários, o menor número desde 2015, quando foram apontadas 25 mortes no trânsito da cidade.

Para salvar vidas no trânsito, a Prefeitura realiza, desde 2017, uma série de ações, que vão de atividades educativas com motoristas e pedestres, reforço na sinalização, até a implantação de radares controladores de velocidade, principal medida adotada pela Administração Municipal para a redução de mortes no trânsito da cidade. Os dispositivos começaram a funcionar em janeiro do ano passado. Além disso, está em andamento um mutirão de Tapa-Buraco em toda a cidade.

Outra medida importante é a instalação de dois painéis eletrônicos com informações sobre o trânsito, nas entradas da cidade. O objetivo é informar ao motorista sobre o fluxo do trânsito no município, além de dar avisos necessários para a boa fluidez do tráfego, cuidados e bem-estar pessoal.

 

Assinar este feed RSS