Menu


Prefeitura recebe doação de mais de mil máscaras para distribuir a pessoas em vulnerabilidade social

A solidariedade continua a gerar frutos em Hortolândia, durante a pandemia do Coronavírus. A Prefeitura acaba de receber a doação de aproximadamente 1.050 máscaras de pano reutilizáveis, da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Os itens já estão sendo entregues à população em situação de vulnerabilidade social, tanto nos CCSs (Centros de Convivência Social) Brasil e Rosolen, quanto nos quatro CRASs (Centros de Referência de Assistência Social).

"Agradecemos esta parceria e a solidariedade para ajudar quem mais precisa neste momento. Os próprios fiéis da igreja compraram os panos e confeccionaram as máscaras, mostrando muita dedicação, carinho e preocupação com o próximo. As atitudes solidárias se multiplicaram durante esta pandemia. Com todos se ajudando, venceremos, juntos, o Coronavírus", exalta o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanázio Bueno.

Aproximadamente 300 mil máscaras distribuídas

De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, desde o início da pandemia até o momento, já foram confeccionadas e distribuídas pela própria Prefeitura aproximadamente 300 mil máscaras. A triagem para a retirada dos itens pode ser agendada, das 9h às 15h, de segunda a sexta-feira, por telefone, WhatsApp ou e-mail (veja abaixo).

A presença na unidade de assistência é apenas para a retirada das máscaras e de outros materiais, como cestas básicas. Ela é feita também de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, sem aglomeração, para evitar a disseminação do Coronavírus e, com isso, preservar a vida da população.

Fabricação continua

Além das doações, a fabricação das máscaras continua e é feita por bolsistas do programa Acerte (Ação Cidadã de Requalificação Trabalho e Educação), também da Prefeitura. Em Hortolândia, o uso de máscaras é obrigatório desde dia o 20 de abril, conforme o Decreto Municipal Nº 4.425. A máscara deve ser utilizada em qualquer tipo de deslocamento pela cidade, independente de a pessoa apresentar ou não sintomas da COVID-19. 

Veja abaixo os critérios estabelecidos para a retirada das máscaras e outros materiais:

O artigo 6º da resolução 04 do Conselho Municipal de Assistência Social de Hortolândia aponta que os Benefícios Eventuais serão concedidos para residentes em Hortolândia, de acordo com nível de prioridade, sendo:

I. Indivíduo e/ou família, desprovida de qualquer renda ou benefício (Federal, Estadual ou Municipal).

II. Indivíduo e/ou família, com renda mensal per capta de R$ 0, 00 a R$ 89,00 (extrema pobreza).

III. Indivíduo e/ou família, com renda mensal per capta de R$ 89,00 a R$178,00 (pobreza).

IV. Indivíduo e/ou família, com renda mensal per capta de até 1/4 de salário mínimo.

V. Famílias atingidas por situação de calamidade pública

VI. Demais complexidades a serem observadas pela equipe técnica.

Confira abaixo os canais de contato com os CRASs para agendamento e esclarecimento de dúvidas:

Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social: 3965-1400 ramais 8204, 8210 e 8220; 3965-1438; 99976-4011 (WhatsApp)

CRAS Amanda: 3909-3642 / 3909-2140 / 99976-1602

CRAS Central: 3865-1133 / 3897-2519 / 99817-0620

CRAS Novo Ângulo: 3845-7629 / 3809-1945 / 99910-9085

CRAS Primavera: 3909-2292 / 3909-0627 / 99976-1874

 

Banco de Alimentos da Prefeitura recebe nova doação de cestas básicas

A solidariedade está contagiando de forma positiva a sociedade, nesta pandemia. A cada dia, chegam novas doações ao Banco de Alimentos da Prefeitura, órgão da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Nesta terça-feira (26/05), mais 15 cestas básicas foram entregues à equipe, desta vez pela Acoma (Associação dos Comerciantes de Material de Construção de Campinas e Região). Os alimentos vão reforçar a mesa de famílias atendidas pelas 10 entidades cadastradas no Programa de Segurança Alimentar. Atualmente, estas instituições atendem mais de 600 pessoas em situação de vulnerabilidade, no município.

Empresas, comércios ou pessoas físicas que quiserem ajudar estas entidades podem participar da campanha permanente de arrecadação de gêneros alimentícios. São aceitos arroz, feijão, leite, óleo, macarrão e outros itens essenciais para garantir a segurança alimentar das pessoas. Para doar, basta entrar em contato pelo telefone (19) 99976-2175 ou por e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

“O Banco de Alimentos recebe qualquer tipo de alimento não perecível, em condições de consumo, em embalagem lacrada e dentro do prazo de validade. Indústrias e comércios que quiserem podem fazer doação de itens excedentes, assim como famílias que desejam ajudar com doação, mesmo que em pequenas quantidades. Todas as doações são importantes, principalmente neste momento de pandemia, em que muitas pessoas enfrentam dificuldades para trabalhar por causa da necessidade do isolamento social”, destacou a diretora do Departamento de Segurança Alimentar da Prefeitura, Alessandra Sarto.

Banco de Alimentos

Fundado há 13 anos, o Banco de Alimentos da Prefeitura promove a distribuição mensal gratuita de gêneros alimentícios às entidades cadastradas no Programa de Segurança Alimentar. A ação beneficia as pessoas atendidas nestas instituições, gente que tem sua alimentação reforçada, graças às doações.

Além da doação periódica de gêneros alimentícios, o Banco de Alimentos de Hortolândia também realiza qualificações e cursos gratuitos na área de Educação Alimentar, com foco no aproveitamento integral dos alimentos, na alimentação saudável e na promoção da saúde. Mais de 30 mil pessoas, dentre elas membros da comunidade e estudantes da rede municipal, já participaram das atividades até agora.

Entidades de Hortolândia recebem mais de sete mil peças de roupas e calçados arrecadados na campanha Conexão Solidária

Solidariedade é a palavra da vez em Hortolândia. Os esforços para proteger a vida juntam-se com o desejo da população de ajudar o próximo. A campanha Conexão Solidária arrecadou 7.250 peças de roupas e calçados e 810 quilos de materiais. A mobilização ocorreu graças à parceria entre a Prefeitura e a EPTV. Entidades credenciadas junto ao Banco de Alimentos do município, órgão da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, já receberam as doações e comemoram a ajuda destinada a quem mais necessita.

"Com a doação de roupas que recebemos da Conexão Solidária, conseguimos beneficiar aproximadamente 80 famílias. Esta ação foi muito importante. Peço que quem puder continue nos ajudando. Toda ajuda faz bem às pessoas que precisam, principalmente em um momento delicado como o que estamos vivendo nesta pandemia do Coronavírus", explica Maria Sônia Souza, assistente social no Núcleo Vinde a Mim, uma das associações que receberam parte da doação.

A força da doação

Além das roupas e calçados, as 10 associações sociais credenciadas, que cuidam de pessoas em vulnerabilidade social, também receberam aproximadamente 770 quilos de alimentos, 420 unidades de produtos de higiene e limpeza e 50 unidades de máscaras obtidos na Conexão Solidária. A iniciativa visa ajudar na prevenção e assistência a famílias em vulnerabilidades social, nesse período de quarentena para conter o avanço do novo Coronavírus.

"As doações de roupas e calçados chegaram a aproximadamente 30 pessoas em situação de rua que, durante a pandemia, estão recebendo assistência no Ginásio Poliesportivo Victor Savalla. Agradecemos esta ajuda e pedimos que as doações continuem", comenta Victor Costa, presidente do Instituto Esperançar que recebeu os donativos por meio da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social. A organização acolhe moradores de rua.

Conexão Solidária

A ação seguiu as orientações de segurança para que as pessoas não precisassem sair do carro para entregar os produtos doados. Todos os voluntários usaram máscaras e havia álcool gel disponível no local. De acordo com o portal G1, ao todo, juntas, as prefeituras participantes da região de Campinas (SP) arrecadaram 52,85 toneladas de alimentos, produtos de limpeza, roupas e mais 3.636 unidades de produtos de higiene.

“A pandemia da COVID-19 é uma novidade no mundo inteiro. Fomos a primeira Prefeitura da região a tomar as primeiras medidas de prevenção com a criação do Comitê de Combate ao Coronavírus. A partir desta equipe formada por profissionais técnicos, analisamos todas as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde), Ministério da Saúde do Brasil, Secretaria de Estado, além dos profissionais da área de atuação com conhecimentos específicos e embasamento científico para tomar cada medida que tem como principal objetivo, a proteção à vida. Estamos tomando todas as providências que estão ao nosso alcance para juntos, combatermos a epidemia com todas suas consequências. Por meio de mais esta ação, o governo soma esforços com a solidariedade de todos para juntos, vencermos esta batalha”, afirmou o prefeito Angelo Perugini.

Veja como realizar doações:

Funsol (Fundo Social de Solidariedade do Município de Hortolândia)

Fone: (19) 39651400 / Ramal: 8224

 

Banco de Alimentos busca doações de gêneros alimentícios para atender entidades cadastradas

Em tempos difíceis, seja solidário. O Banco de Alimentos da Prefeitura de Hortolândia, órgão da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, está precisando de doações. A campanha permanente de arrecadação de gêneros alimentícios beneficia, atualmente, 10 entidades cadastradas no Banco de Alimentos, instituições que atendem mais de 600 pessoas em situação de vulnerabilidade. Além disso, neste momento de combate ao Coronavírus, os serviços do município que estão atuando no enfrentamento à pandemia também são atendidos pelo Bando de Alimentos. São aceitos arroz, feijão, leite, óleo, macarrão e outros itens essenciais para garantir a segurança alimentar das pessoas. Empresas, comércios e também pessoas físicas que quiserem doar, devem entrar em contato pelo telefone (19) 99976-2175 ou por e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

De acordo com a diretora do Departamento de Segurança Alimentar da Prefeitura, Alessandra Sarto, podem ser doados itens que compõem a cesta básica entregue mensalmente a pessoas de baixa renda. “O Banco de Alimentos recebe qualquer tipo de alimento não perecível, em condições de consumo, em embalagem lacrada e dentro do prazo de validade. Indústrias e comércios que quiserem podem fazer doação de itens excedentes, assim como famílias que desejam ajudar com doação, mesmo que com pequenas quantidades. Todas as doações são importantes, principalmente neste momento em que muitas pessoas enfrentam dificuldades para trabalhar por causa da necessidade do isolamento social”, destacou Alessandra.

Banco de Alimentos

Fundado há 13 anos, o Banco de Alimentos da Prefeitura promove a distribuição mensal gratuita de gêneros alimentícios às entidades cadastradas no Programa de Segurança Alimentar. A ação beneficia as pessoas atendidas nestas instituições, gente que têm sua alimentação reforçada, graças às doações.

Além da doação periódica de gêneros alimentícios, o Banco de Alimentos de Hortolândia também realiza qualificações e cursos gratuitos na área de Educação Alimentar, com foco no aproveitamento integral dos alimentos, na alimentação saudável e na promoção da saúde. Mais de 30 mil pessoas, dentre elas membros da comunidade e estudantes da rede municipal, já participaram das atividades até agora.

 

Assinar este feed RSS