Menu


Unidades de saúde passam por nova etapa de descontaminação contra o Coronavírus

Agentes da Prefeitura de Hortolândia realizaram, nesta sexta-feira (07/08), mais uma etapa de descontaminação contra o Coronavírus em todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e UPAs-24h (Unidades de Pronto Atendimento), além do Hospital Municipal Mário Covas. O trabalho foi realizado, ainda, em comércios, portarias de condomínios, áreas de saúde, pontos de ônibus, praças, espaços públicos, ruas e avenidas dos jardins do Bosque, Santa Clara do Lago, Santo André e Santa Rita de Cássia.

De acordo com a Secretaria de Serviços Urbanos, o trabalho permanecerá nos próximos dias, por tempo indeterminado, em diversas regiões da cidade. A descontaminação é realizada todos os dias, desde o dia 25 de março, com o objetivo de conter a disseminação da COVID-19 no município. O serviço também acontece em outras áreas, como agências bancárias e locais de serviços considerados essenciais.

Na descontaminação, geralmente, são usados dois caminhões-pipas com capacidade para 8.000 e 8.500 litros de água com a mistura de 30 litros de hipoclorito para formular a solução desinfetante.

Túneis de descontaminação

Além do serviço realizado nas áreas externas, a Prefeitura de Hortolândia instalou um túnel inflável de descontaminação na entrada do Hospital Municipal Mário Covas, localizado no Jd. Mirante. Os aparelhos também foram montados na UPA-24h Nova Hortolândia/Unidade Respiratória e nas UPAs-24 Jd. Rosolen e Jd.Amanda.

 

 

Serviços de manutenção e melhoria da rede de esgoto acontecem em cinco bairros de Hortolândia

Cinco bairros de Hortolândia recebem serviços de manutenção da rede de esgoto, nesta semana. O trabalho é fruto da parceria entre a Prefeitura e a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) e visa fazer com que a cidade atinja 100% de coleta de esgoto.

No Jardim Auxiliadora e na Vila Real, moradores receberam orientação para realizar a ligação correta da rede de esgoto. Já no Parque Ortolândia, houve  desobstrução da tubulação da rede para não comprometer a fluidez dos dejetos domésticos e causar problemas como infiltrações, por exemplo.  Atualmente, o índice de coleta atinge 97,6% de cobertura, sendo que 100% do esgoto coletado já é tratado.

A fiscalização contra o descarte irregular de esgoto doméstico também foi intensificada no Jardim Campos Verdes. O mesmo serviço acontece, com diversas equipes, no Jardim Amanda. Além disso, a orientação contra este crime ambiental é realizado nas residências do bairro. O descarte irregular no Jardim Amanda deságua os dejetos diretamente na lagoa do bairro, causando a proliferação de aguapés, trazendo dificuldades para a realização da limpeza.

“O descarte irregular de esgoto no Jardim Amanda está ligado ao surgimento das plantas aguapés na lagoa do bairro. A proliferação delas é causada por esta ação, portanto, é importante a conscientização de todos para preservar a área de lazer do bairro, realizando a ligação correta da rede de esgoto", orienta o secretário de Serviços Urbanos, Francisco Raimundo da Silva.

De acordo com a Secretaria de Serviços Urbanos, o descarte irregular do esgoto doméstico, além de ser prejudicial à saúde, prejudica o meio ambiente, atingindo rios, ribeirões, nascentes e mananciais da cidade. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, quem quiser ajudar na identificação de pessoas que praticam crime ambiental pode enviar fotos e textos para o aplicativo do Programa Agenda Verde, disponível para download gratuito, nas plataformas Google Play ou App Store. A identidade dos denunciantes é mantida em sigilo.

 

Sete bairros de Hortolândia passam por mutirão de poda do mato, limpeza e zeladoria

Equipes da Prefeitura de Hortolândia realizam, desde o início da semana, mutirão de poda do mato, limpeza e zeladoria, em diversas regiões da cidade. O serviço começa nas primeiras horas da manhã e se estendem por todo o dia. A poda do mato e a limpeza já foram realizadas em áreas verdes e espaços públicos nos jardins Santa Esmeralda e Sumarezinho. Na Região Central, o mesmo trabalho aconteceu no Parque Socioambiental Chico Mendes e na Praça da Neusa. Os canteiros centrais das avenidas Olívio Franceschini e Emancipação também receberam o serviço.

No Jardim Amanda, a limpeza do espelho d'água e do entorno das lagoas do bairro foi intensificada, assim como no Campo da Mina. No Remanso Campineiro, a poda do mato e a limpeza foram realizadas na "Praça do Coreto" e na área externa do campo de futebol do bairro. Além disso, as equipes da Administração Municipal podaram o mato e fizeram a limpeza em duas APPs (Áreas de Preservação Permanente), uma no Jardim Estrela e a outra no Jardim Santa Emília. Nos jardins Aline e Conceição, nas divisas com Campinas e Sumaré, a Prefeitura limpou ruas e pintou guias da calçada.

“Estes trabalhos são permanentes e continuam, inclusive aos finais de semana, em diferentes regiões. O objetivo é manter a cidade limpa, conservada e, consequentemente, longe de doenças como a Dengue ou outras transmitidas por animais peçonhentos. Precisamos da colaboração da população, inclusive para não descartar irregularmente lixo, entulho e outros resíduos. Além das ruas e avenidas, praças, parques e áreas verdes da cidade também sofrem com este tipo de crime ambiental e essas ações dificultam que o trabalho de limpeza e poda do mato seja realizado", explica o secretário de Serviços Urbanos, Francisco Raimundo da Silva.

O descarte irregular de lixo, entulho e resíduos é crime ambiental sujeito a multa, em Hortolândia. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, quem quiser ajudar na identificação de pessoas e veículos que praticam crime ambiental pode enviar fotos e textos para o aplicativo do Programa Agenda Verde, disponível para download gratuito, nas plataformas Google Play ou App Store. A identidade dos denunciantes é mantida em sigilo.

"Ao não praticar este crime ambiental, além de valorizar o trabalho dos nossos colaboradores que ‘suam a camisa’ para manter a cidade limpa, o munícipe contribui com o meio ambiente e evita a proliferação de doenças", afirma Silva.

 

Calçadas da "Praça da Penha" são niveladas e concretadas para facilitar deslocamento na área de lazer

Quem passa pela obra de revitalização, em execução pela Prefeitura de Hortolândia na “Praça da Penha”, na região do Jardim Nossa Senhora de Fátima, já pode observar as melhorias realizadas nos cerca de 300 metros de calçadas da área de lazer. Elas foram niveladas e concretadas com o objetivo de melhorar o deslocamento no espaço. Além disso, o pergolado, peça de decoração recém-construída, recebeu pintura, embelezando a praça. Foram instaladas traves nos dois novos campos de areia, que possuem 17x25 metros cada. Novos bancos e mesas também foram colocados no local.

O piso do terreno, onde ficarão barraquinhas de comércio alimentício, já está finalizado. Na área de convivência da praça, foram instaladas duas mesinhas, seis bancos de madeira e rampa de acessibilidade para facilitar a locomoção de pessoas com mobilidade reduzida.

As palmeiras, árvores típicas de países tropicais, foram plantadas no local para contribuir com o embelezamento do espaço e proporcionar sombra na área, ajudando a manter a temperatura mais fresca nos dias de verão. A área de lazer está localizada na Rua Júlio Édson da Silva.

Local conhecido pela prática esportiva

Na última fase da revitalização, será instalada uma academia ao ar livre. Além disso, o espaço onde será o playground também recebe obras para a instalação dos brinquedos.

Os agentes da Secretaria de Serviços Urbanos trabalham diariamente, de acordo com os protocolos de saúde exigidos pelo Código Sanitário Estadual, que prevê o uso de máscaras e distanciamento entre os trabalhadores.

A reforma do espaço de lazer é um projeto da Administração Municipal para movimentar a economia local e levar as famílias para as praças, após a pandemia do Coronavírus.

Antes do início da revitalização, equipes da Administração Municipal se reuniram com a comunidade local para contribuir com o projeto da nova praça. Todos os espaços da área de lazer serão ocupados de modo funcional, de forma a garantir diversão gratuita à população e movimentar a economia já existente na praça.

 

Coleta seletiva de Hortolândia recolhe quase 80 mil toneladas de materiais em três anos

A coleta seletiva realizada pela Prefeitura de Hortolândia, em parceria com a comunidade, recolheu, em três anos de funcionamento, cerca de 80 mil toneladas de resíduos, a maioria reaproveitáveis. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, de 2018 até agora, foram descartadas 76.429,49 toneladas de materiais nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de Entulho e outros materiais recicláveis) e 2.630,40 nos LEVs (Locais de Entrega Voluntária) (confira abaixo números separados por materiais).

Implantados pela Administração Municipal para promover a coleta seletiva voluntária no município, PEVs  e LEVs são equipamentos públicos importantes para a manutenção da limpeza e do meio ambiente na cidade. Nestes espaços públicos, os moradores podem descartar com segurança, gratuitamente, materiais e resíduos recicláveis e reaproveitáveis.

“A inauguração destes locais foi importante para a preservação do meio ambiente em Hortolândia. Mesmo com o reforço na fiscalização contra o descarte irregular de resíduos e materiais em áreas verdes e de preservação, algumas pessoas insistem em praticar este tipo de delito ambiental. Por outro lado, o grande número de descartes regulares em nossas ferramentas mostra o aumento da conscientização ambiental da população, a cada dia", comenta a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento Oliveira.

Os PEVs funcionam de segunda a segunda, das 8h às 12h e das 13h às 16h30. Eles foram construídos pela Administração Municipal, em parceria com a Caixa Econômica Federal. Com a implantação dos três novos equipamentos em julho passado (Jd. Nossa Senhora de Fátima, Jd. Santa Emília, Jd. Santa Esmeralda), a cidade agora conta com 11 PEVs. Outros dois estão em construção. Os contêineres dos LEVs estão disponíveis 24 horas por dia para o descarte regular dos materiais.

"Ao realizar o descarte correto destes materiais, a população evita o surgimento de focos de queimadas e o abrigo de animais peçonhentos que possam transmitir doenças. A contribuição para a limpeza da nossa cidade é importante, pois assim, podemos desenvolver outros trabalhos importantes para a população com colaboradores que estariam, por exemplo, recolhendo materiais descartados de forma irregular, em uma área verde do município", explica o secretário de Serviços Urbanos, Francisco Raimundo da Silva.

PEVs e LEVs

Nestes espaços públicos, os moradores podem descartar com segurança, gratuitamente, resíduos recicláveis e reaproveitáveis, como entulhos de construção, isopor, plástico PET, sofás, colchões velhos, o chamado “resíduo eletrônico”, dentre outros. Neles, não é permitido o descarte de lixo orgânico, resíduos industriais e provenientes dos serviços de saúde. No caso dos resíduos de construção, a quantidade de descarte é limitada a 1m³ por pessoa mensalmente (1.300kg, ou seja, cerca de 26 sacos de ráfia de 50kg ou o volume de uma caixa d’água de 1.000 litros).

A rede de equipamentos públicos da Prefeitura de Hortolândia para o descarte correto de materiais recicláveis conta, ainda, com os LEVs (Locais de Entrega Voluntária de Recicláveis). Neles, é possível descartar materiais como embalagens de vidro, garrafas pet, plásticos, papéis e papelões, isopor, copo descartável, entre outros materiais. Os LEVs recebem materiais 24h, todos os dias.

Cada contêiner tem capacidade de armazenar 2,5 m³ de recicláveis. Ao serem recolhidos pelo caminhão coletor, estes produtos são destinados à Cooperativa de Reciclagem parceira da Administração Municipal. Há 21 equipamentos em uso, distribuídos pela cidade.

Confira abaixo, separadamente, a quantidade (em toneladas) de materiais descartados nos PEVs de 2018 até agora:

Recicláveis - 11.961,60

Eletrônicos - 896,00

Ferrosos - 3.500,80

Óleo de Cozinha - 0,69

Madeira - 21.388,80

Restos de Construção Civil - 24.025,60

Materiais que não podem ser reciclados (gesso, etc) - 13.664,00

Volumosos (sofás, colchões, etc) - 992,00

Confira o endereço dos PEVs:

EM FUNCIONAMENTO:

•PEV 1 – Auxiliadora, Rua Antônio João de Amorim, esquina com a Rua Sebastiana Oliveira da Silva

•PEV 2 – Adelaide, Rua Paulo Roberto Soares (Antiga 9), esquina com a Rua Benedito Macedo

•PEV 3 - Parque Gabriel, Avenida Joaquim Martarolli, 2005

•PEV 4 – Interlagos, Rua Rio Tapajós (Antiga Rua 5)

•PEV 5 - Vila Real, Rua Orlando Cavalcante, esquina com a Rua Joaquim Gregório de Moraes

•PEV 6 - Jardim Amanda, Rua Augusto dos Anjos, s/n

•PEV 7 – Orestes Ôngaro, Rua Rio Pardo (antiga Rua 13), 50, dentro do Aterro de Inertes

•PEV 8 – Jd. Santiago, Rua João Joaquim Calixto, 230

•PEV 9 – Jd. Nossa Senhora de Fátima, Rua Manoel Antônio da Silva, nº 610

•PEV 10 – Jd. Santa Emília, Rua Luísa Febrônio Marini

•PEV 11 – Jd. Santa Esmeralda, Rua Ágata

EM CONSTRUÇÃO:

•PEV 12 – Jd. Nova Alvorada, Rua Alcebíades Marques (antiga Rua 5), próxima ao Parque Socioambiental Lago da Fé (em construção)

•PEV 13 – São Sebastião, Rua Prof. Lúcio Alves da Costa (praça 2), no Loteamento Adventista Campineiro, próximo à AMCRESS (em implantação)

Confira onde há LEVs implantados:

1. LEV Parque Ortolândia – Praça Vereador José Costa Camargo, Rua Pastor Germano Riter - Próximo a Sabesp;

2. LEV Jardim Firenze - Rua Veneza, em frente ao Fórum;

3. LEV Jardim Amanda - Rua Tiradentes, em frente à lagoa;

4. LEV Parque Chico Mendes - Rua João Mendes, s/n, Parque Ortolândia;

5. LEV Jardim Everest - Rua Pico do Atalaia, 88;

6. LEV Lago Da Fé – Av. Wesley Dias Rodrigues, Jardim Alvorada;

7. LEV Vila Real - Av. São Francisco de Assis, Praça da Paróquia do Rosário;

8. LEV Jardim Santa Esmeralda - Rua Turmalina;

9. LEV Jardim Nossa Sra. de Fátima - Rua Cicero Ramos Meira- Escola Estadual Pastor;

10. LEV Jardim Nossa Sra. de Fátima - Rua Albina Rodrigues Pereira - Praça do Pastel;

11. LEV Jardim Nossa Sra. de Fátima – Rua Armelinda Espúrio da Silva,785, em frente à Emeb Josias da Silva Macedo;

12. LEV São Sebastião (Contêiner Metálico) - Rua Pastor Ernesto Roth, 705;

13. LEV Jardim Novo Horizonte - Rua Moacir de Souza Campos, em frente à Emef Taquara Branca;

14. LEV Palácio das Águas - Rua José Claudio Alves Dos Santos, 585, Remanso Campineiro;

15. LEV Câmara Municipal - Rua Joseph Paul Julien Burlandy, 250, Parque Gabriel;

16. LEV Centro - Rua Luiz Camilo de Camargo, 630, Remanso Campineiro, Centro;

17. LEV Remanso - Rua Alda Lourenço, Remanso Campineiro, na Praça Bambino;

18. LEV E.E. Profa. Conceição Aparecida Terez Gomes Cardinales - Rua Visconde do Rio Branco, Jardim Amanda;

19. LEV do Remanso das Águas - Estrada Municipal Sabina Batista de Camargo;

20. LEV Creape - Rua Bolívia, 290 - Jardim Santa Clara do Lago II;

21. LEV Orestes Ôngaro - Rua Domingos Batista de Souza, Praça ao lado do quiosque - Parque Orestes Ôngaro.

 

Prefeitura e Farma Conde iniciam pulverização contra o Coronavírus

Começou, nesta segunda-feira (03/08), o serviço de pulverização, realizado pela empresa Farma Conde em parceria com a Prefeitura, para combater a disseminação do Coronavírus em Hortolândia. O primeiro dia de serviço foi nas regiões Central e dos jardins Amanda e Rosolen. Esta é mais uma parceria da Administração Municipal com a iniciativa privada para contribuir com a saúde da população. O trabalho, que é realizado com um líquido desinfetante, continua, nesta terça-feira (04/08), nas mesmas regiões, nas principais ruas e avenidas, além de praças, parques e espaços públicos. No total, 840 quilômetros lineares, entre ruas, avenidas e calçadas, serão descontaminados.

De acordo com a Secretaria de Serviços Urbanos, para realizar a pulverização em Hortolândia, são utilizados sete tratores que transportam pulverizadores de grande porte, com capacidade reservatória de até dois mil litros. Para percorrer áreas menos extensas e de difícil acesso, trabalhadores utilizam 15 equipamentos de costas com capacidade de 20 litros, manuseados individualmente.

Produto desinfetante não oferece riscos à biodiversidade

A matéria-prima utilizada é o hipoclorito de sódio, produto largamente utilizado como desinfetante. É importante ressaltar que o produto não oferece toxidade para o ser humano nem para animais e conta com aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

O Presidente do Grupo Conde, Mário Muniz, ressaltou a importância das parcerias neste momento. “A Farma Conde acredita que, nesse momento, todos os segmentos da sociedade precisam dar sua colaboração para combater a pandemia do Coronavírus. Esperamos também que nossa iniciativa inspire outros empresários na adoção de ações de apoio ao poder público”, enfatizou Muniz.

Descontaminação contribui com a saúde da população

Além da pulverização, a Prefeitura também realizou, nesta segunda-feira (03/08), a descontaminação com água e hipoclorito de sódio utilizando um caminhão-pipa na praça localizada em frente ao Hospital Municipal Mário Covas, além do próprio prédio da unidade de saúde, localizada no Jd. Mirante. Também receberam o serviço os prédios das UBSs (Unidades Básicas de Sáude) dos jardins Campos Verdes, Santa Clara do Lago, Figueiras, Estrela, Novo Ângulo, Santiago, São Jorge e os comércios localizados nas principais avenidas destes bairros . O trabalho de descontaminação, realizado por agentes da Administração Municipal, ocorre desde o dia 25 de março e permanece por tempo indeterminado.

"Este trabalho já beneficiou todas as regiões da cidade, passando pelo Hospital Municipal Mário Covas, UPAs-24h (Unidades de Pronto-Atendimento) e demais unidades de saúde, assim como pelas principais ruas e avenidas do município. A descontaminação também acontece em outras áreas, como portarias de condomínios, agências bancárias, padarias, supermercados, farmácias, postos de gasolina e outros locais de serviços considerados essenciais", observa o secretário de Serviços Urbanos, Francisco Raimundo da Silva.

De acordo com a Secretaria de Serviços Urbanos, o cronograma é realizado, visando atender a demanda e as prioridades, com foco na saúde da população.

Túneis de descontaminação

Pensando na segurança da saúde da população, um túnel inflável de descontaminação foi instalado pela Prefeitura na entrada do Hospital Municipal Mário Covas. Os aparelhos também foram montados na UPA-24h Nova Hortolândia/Unidade Respiratória e nas UPAs-24 Jd. Rosolen e Jd.Amanda.

 

Assinar este feed RSS