Menu


Quase 200 comércios não-essenciais são fechados em Hortolândia, para evitar disseminação do Coronavírus

Pelo menos 186 estabelecimentos comerciais não-essenciais de Hortolândia, que funcionavam durante o final de semana, violando o decreto municipal nº 4.383, de 21/03/2020,  foram fechados, após fiscalização. A medida busca evitar aglomerações e a disseminação do Coronavírus na cidade. O primeiro balanço da Operação de Orientação sobre o Coronavírus em áreas comerciais foi divulgado, nesta segunda-feira (23/03), pela Prefeitura de Hortolândia.

Segundo a Secretaria de Governo, duas pessoas foram conduzidas para a delegacia por desobedecerem a ordem de fechamento. Elas responderão por desobediência e também por infringir determinação do Poder Público, que visa impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. Os crimes são previstos no Artigo 268 do Código Penal.

O trabalho da Operação de Orientação é realizado por equipes da Secretaria de Mobilidade Urbana e Vigilância Sanitária, do Setor de Fiscalização da Administração Municipal, além da Guarda Municipal. Nesta final de semana (21 e 22/03), a força-tarefa percorreu quatro bairros: Jd. Rosolen, Boa Esperança, Nova América e Jd. Amanda. O grupo também orientou pessoas em filas e ruas, situações consideradas como aglomeração.

TRABALHO PERMANECE NOS PRÓXIMOS DIAS

Com o apoio de um carro de som, comerciantes e população em geral continuarão recebendo, nos próximos dias, orientações sobre a necessidade do fechamento dos estabelecimentos não-essenciais, que ainda permanecem abertos. Também serão informadas da importância de ficar em casa e sair apenas em caso de necessidade extrema. A ação é realizada para evitar a disseminação do Coronavírus (COVID-19) no município.

A Guarda Municipal de Hortolândia, força de segurança da Prefeitura, já realiza patrulhamento e recebe denúncias por telefone (veja abaixo). É possível o envio de viaturas para orientação em caso de descumprimento da ordem. 

Em caso de aglomeração de pessoas e abertura de comércios não-essenciais, a Guarda Municipal recebe denúncias, a qualquer hora do dia ou da noite, pelos telefones 153 ou 0800-111-580.

POPULAÇÃO DEVE EVITAR AGLOMERAÇÕES

Além do fechamento de comércios não-essenciais, em razão da pandemia do Coronavírus, quadras poliesportivas, salões de festas e de jogos, brinquedotecas, salas de cinema, campos de futebol, parquinhos, piscinas, academias, áreas de lazer e outros espaços de uso comum de condomínios e loteamentos fechados também devem ser evitados pelos moradores, para impedir a aglomeração de pessoas.

A medida integra o decreto municipal nº 4.374, publicado na terça-feira (17/03), e a Portaria Interministerial do Ministério da Justiça e Segurança Pública e da Saúde nº 05/2020, que prescrevem a medida de isolamento social como ação preventiva da COVID-19. 

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

 

 

Prefeitura inicia Operação de Orientação sobre o Coronavírus em áreas comerciais

A Prefeitura de Hortolândia iniciou, na manhã deste domingo (22/03), a Operação de Orientação sobre o Coronavírus em áreas comerciais. Equipes da Secretaria de Mobilidade Urbana, da Vigilância Sanitária, do Setor de Fiscalização da Administração Municipal, além da Guarda Municipal, percorrem, desde as 10h, as principais ruas de comércios nos jardins Rosolen, Boa Esperança, Nova América e Amanda. Com o apoio de um carro de som, comerciantes e população em geral foram orientados sobre a necessidade do fechamento dos estabelecimentos não-essenciais, que ainda permaneciam abertos. Também foram informados da importância de ficar em casa e sair apenas em caso de necessidade extrema. A ação, realizada para evitar a disseminação do Coronavírus (COVID-19) no município, acontece até às 18h, deste domingo. A medida cumpre o estabelecido no decreto municipal nº 4.383, de 21/03/2020.

De acordo com a Secretaria de Governo, 80% dos comércios que não necessitavam estar abertos permaneciam fechados. Os comerciantes que mantiveram estabelecimentos funcionando receberam notificação para fechá-los. Foi o caso de algumas lojas nas ruas Antônio Fernandes Leite e Benedito Leite, no Jardim Rosolen, além da Avenida Santana, no Jardim Amanda, que só fecharam as portas, após notificação.

POPULAÇÃO DEVE EVITAR AGLOMERAÇÕES

Além do fechamento de comércios não-essenciais, em razão da pandemia do Coronavírus, quadras poliesportivas, salão de festas, salão de jogos, brinquedotecas, salas de cinema, campos de futebol, parquinhos, piscinas, academias, áreas de lazer e outros espaços de uso comum de condomínios e loteamentos fechados também devem ser evitados pelos moradores, para impedir a aglomeração de pessoas. A medida integra o decreto municipal nº 4.374, publicado na terça-feira (17/03), e a Portaria Interministerial do Ministério da Justiça e Segurança Pública e da Saúde nº 05/2020, que prescrevem a medida de isolamento social como ação preventiva da COVID-19. 

A Guarda Municipal de Hortolândia, força de segurança da Prefeitura, já realiza patrulhamento e recebe denúncias por telefone (veja abaixo), sendo possível o envio de viaturas para orientação em caso de descumprimento da ordem. 

Em caso de aglomeração de pessoas e abertura de comércios não-essenciais, denúncias podem ser feitas à Guarda Municipal, a qualquer hora do dia ou da noite, pelos telefones 153 ou 0800-111-580.

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

Para barrar Coronavírus, comércio de Hortolândia ficará de portas fechadas a partir deste sábado (21/03)

A Prefeitura de Hortolândia adota mais uma medida de combate e enfrentamento ao Coronavírus. A partir deste sábado (21/03) e pelos próximos 40 dias, pelo menos, está suspenso o atendimento presencial nos estabelecimentos comerciais da cidade. A medida integra o decreto 4.383, publicado hoje no Diário Oficial Eletrônico do Município de Hortolândia. É possível consultar o documento na íntegra, clicando no link https://www.publicacoesmunicipais.com.br/eatos/#visualizador;p=70302;src=s

Neste período estão autorizados a funcionar, de modo presencial, atendimentos fundamentais de saúde e serviços considerados essenciais, tais como padarias, supermercados, farmácias, postos de gasolina e distribuidoras de água e gás (de acordo com a regulamentação da Vigilância Sanitária do Município).

A medida, no entanto, autoriza o funcionamento do comércio por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares e aos serviços de entrega de mercadorias, conhecidos como “delivery”.

Bancos e cartórios

O decreto também orienta quanto ao funcionamento de cartórios extrajudiciais e instituições bancárias. Estes estabelecimentos poderão fazer atendimento presencial mediante agendamento prévio ou com restrição de público no seu interior.

O artigo 4 do decreto estabelece penalidades para quem o descumprir. “O descumprimento do determinado neste decreto implicará na suspensão do alvará de licença e funcionamento do estabelecimento e, consequentemente, no seu fechamento, sem prejuízo da adoção das medidas relativas ao crime de ‘Infração de medida sanitária preventiva’, previsto no art. 268 do Código Penal, diz o documento.

Confira a lista de estabelecimentos autorizados a atender presencialmente, no período de 21 a 30/04/2020:

•farmácias, drogarias e congêneres; 

•hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos; 

•lojas de conveniência; 

•lojas de venda de alimentação para animais; 

•distribuidores de gás; 

•lojas de venda de água mineral; 

•padarias; 

•postos de combustível das 7 h às 19 h;

•hospitais, clínicas, laboratórios, sanatórios, manicômios, casas de saúde, prontos-socorros, ambulatórios e congêneres;

•outros que vierem a ser definidos em ato conjunto expedido pelas Secretarias Municipais de Governo, da Saúde e de Desenvolvimento Econômico.

Melhor Idade tem show de mágica para comemorar Dia da Mulher

No Mês Internacional das Mulheres, todo dia vale para celebrar a vida e a amizade. Nesta quarta-feira (11/03), dezenas de integrantes do CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) Remanso Campineiro, órgão da Prefeitura de Hortolândia, tiraram a tarde para se divertir juntos, assistindo ao show “Magia e Ilusão”, com o mágico Émerson Amaro Rosa. 

Irmão de uma das cadastradas no programa da Secretaria de Governo, o artista atraiu olhares atentos e arrancou risos dos participantes. A apresentação é uma das atrações da programação mensal da Melhor Idade, que prevê ainda palestra sobre “Saúde da Mulher na Melhor Idade”, no dia 18, e passeio ao Taquaral com piquenique, no dia 25 deste mês.

O CCMI Remanso Campineiro está localizado na Rua Euclides Pires de Assis, 200. Outras informações sobre o programa podem ser obtidas pelo telefone 3819-7966.

Após ampliação, Centro de Atendimento à Mulher de Hortolândia terá Patrulha Maria da Penha

Uma boa notícia para Hortolândia: o CRAM (Centro de Referência e Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica) “Débora Regina Leme dos Santos” será ampliado, ainda neste ano. O espaço, que chega ao terceiro ano de existência, ganhará novas salas para atendimento multiprofissional e contará com a Patrulha Maria da Penha, com viatura específica, sala de monitoramento e aplicativo a ser acionado para evitar novos casos de violência. A ampliação foi um dos destaques no debate realizado, nesta sexta-feira (06/03), na sede do órgão, no Jardim das Paineiras, durante o evento “Celebrando as alegrias de ser mulher”, que comemora o Dia Internacional da Mulher. O vice-prefeito e secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, José Nazareno Zezé Gomes, abriu os trabalhos, representando o prefeito Angelo Perugini.

Cerca de 70 pessoas, a maioria mulheres, participaram do evento, dentre elas a presidente do CMDM (Conselho Municipal dos Direitos da Mulher) e secretária-adjunta de Segurança, Adriana Carvalho; a secretária-adjunta de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Teresinha Santos; e a professora Diva Leme Batista, mãe da estudante Débora, a vítima de violência que dá nome ao CRAM-Hortolândia.    

Casa da Mulher Brasileira

Vinculado ao Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, da Secretaria de Governo, até meados de 2019, o CRAM dividia espaço com outros setores da Prefeitura. Após reforma, concluída em junho, passou a priorizar somente o atendimento às mulheres. Segundo a coordenadora, Josefa Teixeira, o órgão atende cerca de 50 casos por mês e oferece atendimento multiprofissional a vítimas de violência doméstica. Disponibiliza orientação jurídica, bem como atendimento e acompanhamento por assistentes sociais, encaminhamento psicológico a unidades da rede municipal e acolhimento às vítimas, acompanhando o traslado a delegacias para registrar BO (Boletim de Ocorrência), ao Hospital Mário Covas e a UPAs-24h (Unidades de Pronto Atendimento) e ao IML (Instituto Médico Legal). Oferece também orientação e encaminhamento para os serviços de referência da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, dentre outros.

Com a nova reforma, para ampliação, o espaço seguirá o padrão da chamada “Casa da Mulher Brasileira”, do programa “Mulher, Viver sem violência”, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O convênio, assinado no final de 2019, já tem projeto técnico do prédio em elaboração pela Secretaria de Obras. A previsão é que, após aprovação do governo federal, as obras tenham início no segundo semestre de 2020. Os recursos, da ordem de R$ 1 milhão, são provenientes de emenda parlamentar da então deputada federal Ana Perugini.

Segundo o diretor do Departamento de Direitos Humanos, Amarantino Jesus de Oliveira, o Tino Sampaio, a ampliação inclui a construção de novas salas de atendimento, recepção, brinquedoteca, berçário, abrigo de passagem (48horas), sala técnica, sala de monitoramento e sala multiúso. O recurso servirá também para aquisição de novo mobiliário e equipamentos, bem como para a compra de uma viatura equipada para a implantação da Patrulha Maria da Penha.

“A Patrulha Maria da Penha terá um papel fundamental no monitoramento dos casos com medidas protetivas, encaminhados pelo Judiciário ao serviço. Ela será responsável pelo atendimento prioritário, de acordo com os níveis de classificação de risco, fará visitas agendadas e ronda nas proximidades das casas das vítimas e estará conectada à central de monitoramento instalada no CRAM. O monitoramento será feito pela GM (Guarda Municipal) da Secretaria de Segurança Pública Municipal, que contará com capacitação para toda a equipe. O serviço pretende estabelecer parceria com o Poder Judiciário do Município para a oferta de formação às equipes envolvidas”, afirmou o diretor.

“São estas conquistas que queremos comemorar. Celebrar esse momento, numa data tão representativa como o Dia Internacional da Mulher, amplia exponencialmente a importância destes serviços e deste espaço, pois nos dá a oportunidade de refletir sobre as políticas públicas para o setor, buscar meios de desenvolver outras formas de proteção à mulher e prevenir o feminicídio no município”, ressalta a coordenadora do CRAM, Josefa Teixeira. 

De acordo com Tino Sampaio, “com a implantação do padrão Casa da Mulher Brasileira no CRAM, ampliaremos significativamente o alcance do serviço, pois passaremos a abrigar temporariamente as vítimas, monitorar os casos com medida protetiva e ainda oferecer espaço acolhedor, com uma estrutura desenvolvida para a mulher de Hortolândia e da região, se sentir acolhida, protegida, empoderada e sobretudo, não se sentir só no momento em que está fragilizada”.

Mesa de debates

A mesa de debates reuniu mulheres com formação, atuação e experiência bem diversas. Entre as convidadas estavam a advogada Thaís Cremasco, fundadora do grupo “Mulheres pela Justiça”; a empresária Elaine Santos, formada em ciências da computação; e Graciana Martins, graduada em mídias digitais e fundadora da TaxiFly uma plataforma digital de aviação executiva.

Para Thaís Cremasco, as políticas públicas para a mulher em vigor no Brasil são importantes. “Todas as políticas públicas que vêm acontecendo no sentido de proteger as mulheres de fato funcionam. A mulher precisa denunciar a acreditar que ela vai ter proteção. Na verdade, essa crença de que o homem vai sair sempre ileso, que não vai ser punido, é mais uma forma de punir a mulher, de que ela aceite as agressões acreditando que nada vai acontecer com aquele agressor e isso é uma mentira. Temos inúmeros serviços, tanto na Prefeitura de Hortolândia, quanto na de Campinas e nas cidade próximas, que acolhem essa mulher de forma eficaz e protegem a vida dessa mulher e de seus filhos. A mulher precisa denunciar, sem ter medo que isso vai dar certo ou não vai dar certo. O único caminho para a mulher se salvar de um relacionamento abusivo e de um feminicídio é denunciando e procurando ajuda”, orienta a advogada.

4a Mostra de Orquídeas da Prefeitura é nesta sexta (06/03)

Quem gosta do colorido e da exuberância das flores já tem agenda certa, a partir desta sexta-feira (06/03). A Prefeitura promove a IV Mostra de Orquídeas de Hortolândia. O evento é gratuito e acontece, das 8h às 17h, no CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) Remanso Campineiro, órgão da Secretaria de Governo, localizado na Rua Euclides Pires de Assis, 200. A iniciativa é do próprio CCMI Remanso.

A exposição é aberta ao público e se encerra no domingo (08/09). Segundo Fernanda Fadiga, coordenadora do CCMI Remanso Campineiro, o objetivo da mostra é “proporcionar um momento de lazer, de integração e oportunidade para os munícipes terem acesso a diferentes espécies”. Ao abrir o CCMI a toda a comunidade, fora do horário comercial de trabalho, a ideia é também oferecer à melhor idade esta opção de lazer, além do horário das atividades rotineiras.

Durante a mostra, o visitante poderá ver os arranjos expostos, alguns deles de espécies raras, bem como comprar substratos e orquídeas cultivadas por dois expositores da região: a bióloga e orquidóloga Leonice Oliveira Preto, de Hortolândia; e o orquidicultor Sérgio Scantamburlo, de Sumaré. No local, haverá também food truck com lanches como tapioca e pastel.

Atualmente, há pelo menos 800 idosos inscritos nas duas unidades do CCMI -- Remanso Campineiro e do Jd. Amanda. O processo de cadastramento presencial de participantes continua. Basta procurar uma das unidades do CCMI (veja abaixo).

 

SERVIÇO:

IV Mostra de Orquídeas de Hortolândia

Dia: 06 a 08/03/2019, sexta, sábado e domingo

Hora: 8h às 17h

Local: Centro de Convivência da Melhor Idade Remanso Campineiro, na Rua Euclides Pires de Assis, 200

Parceiros: expositores Leonice Oliveira Preto e Sérgio Scantamburlo

 

Confira os endereços do CCMI:

CCMI Remanso Campineiro – Rua Euclides Pires de Assis, 200

CCMI Amanda – Av. Princesa Isabel, 1280

Assinar este feed RSS