Menu


Prefeitura de Hortolândia inicia a imunização contra a COVID-19 para pessoas nascidas até 2000

  • Publicado em Saúde

Hortolândia continua a avançar na imunização contra a COVID-19 para o público jovem. A Prefeitura inicia nesta semana a vacinação para as pessoas nascidas até o ano de 2000. A Secretaria de Saúde informa que essas pessoas já podem fazer o cadastro no site Vacina Já (CLIQUE AQUI), do governo estadual, e o agendamento no site da Prefeitura, por meio deste LINK. No sábado (07/08), a Prefeitura realizou vacinação. De acordo com dados da Secretaria de Saúde, foram imunizadas 1.027 pessoas. 

A vacinação é feita no Centro de Convivência da Melhor Idade (CCMI) do Remanso Campineiro, localizado na rua Euclides Pires de Assis, 200, e em diferentes locais a cada dia da semana (confira o cronograma dos pontos de vacinação abaixo). A vacinação acontece no horário das 8h às 15h30. A Secretaria de Saúde reforça que a vacinação é feita somente para as pessoas que fizeram o cadastro e o agendamento.

No dia da vacinação, as pessoas devem levar a impressão (print) ou a foto da tela do agendamento no site da Prefeitura, documento com foto com número do CPF (Cadastro de Pessoa Física), Cartão Cidadão ou Cartão do SUS, comprovante de residência no nome da pessoa deste ano (se não tiver, apresentar Título de Eleitor, documento do carro, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou qualquer correspondência que tenha recebido em seu nome com o endereço do município de Hortolândia). 

A Secretaria de Saúde reforça que a vacinação para a 1ª dose será somente para pessoas com agendamento, no local escolhido no site da Prefeitura. Não adianta ir ao local de vacinação sem estar agendado e nem procurar outra unidade que não seja a escolhida na hora do agendamento.

Também continuam a ser imunizadas pessoas com comorbidades ou doença crônicas acima de 18 anos. Estas pessoas devem levar comprovante da doença (laudo, relatório ou prescrição médica) em documento emitido em até um ano e que contenha o número de inscrição no CRM (Conselho Regional de Medicina) do médico que atende o paciente, e os documentos mencionados acima. A imunização também prossegue para pessoas com deficiência, que deverão apresentar laudo que comprove a deficiência e os documentos mencionados acima. 

A Secretaria de Saúde reforça às pessoas que tenham feito o agendamento para que compareçam à vacinação. Assim, elas ajudarão o município a agilizar o processo de imunização, possibilitando que mais pessoas também possam ser vacinadas. A Secretaria de Saúde ressalta que todos os imunizantes são seguros e foram aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Mais informações e orientações podem ser obtidas nos seguintes telefones: (19) 99976-2276, (19) 99979-9620, (19) 99976-6835 e (19) 99920-3204.

Confira abaixo os dias da semana e as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) onde é feita a vacinação contra a COVID-19:

Segunda-feira: UBSs Orestes Ôngaro, Figueiras, Novo Ângulo e Emeief João Carlos do Amaral Soares (esta última para pacientes que tem como referência a UBS Nova Hortolândia)

Terça-feira: UBSs Parque do Horto, Rosolém, Nova Europa e Amanda I

Quarta-feira: UBSs São Jorge, Campos Verdes e Santiago

Quinta-feira: UBSs Santa Esmeralda e Taquara Branca

Sexta- feira: UBSs Santa Clara, Adelaide, Amanda II e São Bento

Leia mais ...

Hortolândia avança vacinação contra a COVID-19 para pessoas nascidas até 1998

  • Publicado em Saúde

Hortolândia avança com a imunização contra a COVID-19 para a população jovem. A Prefeitura inicia a partir desta quarta-feira (04/08) a  vacinação para pessoas nascidas até o ano de 1998. A Secretaria de Saúde informa que essas pessoas já podem fazer o cadastro no site Vacina Já (CLIQUE AQUI), do governo estadual, e o agendamento no site da Prefeitura, por meio deste LINK.

A vacinação é feita no Centro de Convivência da Melhor Idade (CCMI) do Remanso Campineiro, localizado na rua Euclides Pires de Assis, 200, e em diferentes locais a cada dia da semana (confira o cronograma dos pontos de vacinação abaixo). A vacinação acontece no horário das 8h às 15h30. A Secretaria de Saúde reforça que a vacinação é feita somente para as pessoas que fizeram o cadastro e o agendamento.

No dia da vacinação, as pessoas devem levar a impressão ou a foto da tela do agendamento, CPF (Cadastro de Pessoa Física), comprovante de endereço deste ano (em nome da pessoa, caso não tenha, apresentar o comprovante de endereço em nome dos pais, de algum membro da família ou do responsável com quem mora) e documento que comprove vínculo com o município, que pode ser Título de Eleitor, Carteira Nacional de Habilitação, documento de veículo ou correspondência que a pessoa tenha recebido em seu nome. Caso a correspondência esteja no nome do cônjuge, é necessário levar Certidão de Casamento ou documento que comprove o estado civil da relação, Cartão Cidadão ou do SUS (Sistema Único de Saúde).

Também continuam a ser imunizadas pessoas com comorbidades ou doença crônicas acima de 18 anos. Estas pessoas devem levar comprovante da doença (laudo, relatório ou prescrição médica) em documento emitido em até um ano e que contenha o número de inscrição no CRM (Conselho Regional de Medicina) do médico que atende o paciente, e os documentos mencionados acima. A imunização também prossegue para pessoas com deficiência, que deverão apresentar laudo que comprove a deficiência e os documentos mencionados acima. 

A Secretaria de Saúde reforça às pessoas que tenham feito o agendamento para que compareçam à vacinação. Assim, elas ajudarão o município a agilizar o processo de imunização, possibilitando que mais pessoas também possam ser vacinadas. A Secretaria de Saúde ressalta que todos os imunizantes são seguros e foram aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Mais informações e orientações podem ser obtidas nos seguintes telefones: (19) 99976-2276, (19) 99979-9620, (19) 99976-6835 e (19) 99920-3204.

Confira abaixo os dias da semana e as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) onde é feita a vacinação contra a COVID-19:

Segunda-feira: UBSs Orestes Ôngaro, Figueiras, Novo Ângulo e Emeief João Carlos do Amaral Soares (esta última para pacientes que tem como referência a UBS Nova Hortolândia)

Terça-feira: UBSs Parque do Horto, Rosolém, Nova Europa e Amanda I

Quarta-feira: UBSs São Jorge, Campos Verdes e Santiago

Quinta-feira: UBSs Santa Esmeralda e Taquara Branca

Sexta- feira: UBSs Santa Clara, Adelaide, Amanda II e São Bento

Leia mais ...

Neste ano, mais da metade dos pacientes internados com Coronavírus em Hortolândia tem menos de 50 anos

  • Publicado em Saúde

A pandemia do Coronavírus se agrava em Hortolândia, assim como em todo o Brasil. No município, um dos aspectos mais dramáticos é o crescimento do número de pessoas com idade inferior a 50 anos infectadas com o vírus e que estão internadas, com risco de morte. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, desde o início deste ano, o município registra 86 casos graves com internação, dos quais mais da metade (48 pessoas) na faixa etária inferior a 50 anos, sendo 31 pacientes homens e 17 mulheres. Ainda no mesmo período, são 19 óbitos de pessoas com idade inferior a 50 anos, destes 12 homens e 7 mulheres. 

Esta situação provocou o colapso das redes pública e particular de saúde, que estão com 100% de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). É por este motivo que a Prefeitura reforça a orientação para a população manter o isolamento social e evitar sair de casa sem necessidade. Nesta sexta-feira (12/03), a Administração divulga decreto municipal com as novas restrições da Fase Emergencial do Plano São Paulo, anunciadas pelo Governo Estadual nesta semana. As restrições visam reduzir a circulação de pessoas para conter a disseminação do vírus e, consequentemente, diminuir a ocupação de leitos da rede municipal de saúde. 

Para quem ainda não acredita na gravidade da pandemia, o prestador de serviços Cristian Fioravante, de 34 anos, relata que a doença é séria. Após ser internado no Hospital Municipal Mario Covas, ele recebeu alta nesta quinta-feira (11/03) e se recupera em casa. De acordo com ele, o surgimento e a evolução dos sintomas foi rápido. “Foi em questão de um dia. Tive tosse, falta de ar, dor de cabeça e no corpo. A doença é mesmo séria. A pior sensação que tive foi a de morte. Só mesmo quando acontece com você que se percebe a gravidade da doença. Por isso, as pessoas têm que redobrar os cuidados, usar máscara, usar álcool em gel e ficar em casa”, salienta Cristian.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a taxa de letalidade da COVID-19 no munícipio é de 2,9%. A taxa de letalidade indica a porcentagem de pessoas que tiveram a doença e vieram a óbito. Em função destes números, a Secretaria de Saúde salienta à população que a doença é grave e pode levar a morte, mesmo de pessoas mais jovens.

“A única certeza sobre essa doença é que as medidas de prevenção como uso de máscaras, higienização das mãos e isolamento social são eficazes para evitar o risco de contaminação e adoecimento. Após o adoecimento, a evolução da doença é imprevisível. Estamos observando muitos pacientes adultos jovens, sem comorbidade, evoluindo rapidamente para casos graves e óbito. A vacinação está avançando, mas o percentual de população vacinada ainda não é significativo para redução da transmissão do vírus”, salienta o secretário adjunto de Saúde, Rodrigo Freire.

Leia mais ...