Menu


Pais e responsáveis já podem apresentar às escolas comprovante de vacinação completa contra a Covid-19 em crianças até 11 anos

Após 60 dias, Prefeitura encaminhará aos Conselhos Tutelares e demais autoridades lista dos que não se vacinaram nem apresentaram atestando dispensando a vacinação contra o Coronavírus

 

Se o seu filho tem entre cinco e 11 anos de idade, estuda em escola municipal e tomou as duas doses da vacina contra a Covid-19, já pode entregar às secretarias escolares cópia da carteirinha de vacinação da criança ou o comprovante de esquema vacinal completo contra a doença. O mesmo vale para quem tem atestado médico, dispensando o filho da vacinação. Basta ver na escola o horário de atendimento administrativo. A medida está prevista na Portaria SMECT (Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia) 03/2022, publicada na edição 1441 do Diário Oficial Eletrônico do Município, no dia 11 de fevereiro, que pode ser consultada neste link: https://publicacoesmunicipais.com.br:8443/api/acts/hortolandia/1441

Quem perdeu a carteirinha onde foram anotadas estas informações não precisa se preocupar. É possível solicitar atestado de vacinação na UBS (Unidade Básica de Saúde) onde a imunização foi feita ou buscar o comprovante no site do ConectSus, do Governo Federal (https://conectesus-paciente.saude.gov.br/menu/home-default), ou mesmo do Poupatempo, do Governo de São Paulo (https://www.poupatempo.sp.gov.br/). Todos estes serviços públicos são gratuitos para o usuário.

Embora a falta de apresentação do comprovante de vacinação não impeça o aluno de frequentar a escola ou realizar matrícula ou rematrícula, a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia esclarece que a medida é muito importante, tanto para a criança e sua família, quanto para toda a sociedade. É que, dentro de no máximo de 60 dias, esta situação será comunicada aos Conselhos Tutelares, ao Ministério Público e às autoridades sanitárias, para as providências cabíveis.

A preocupação da Prefeitura com os que ainda não completaram o esquema vacinal se dá porque, até o último sábado (09/04), de um universo de 20.403 crianças entre cinco e 11 anos, 3.767 ainda não haviam tomado a primeira dose e 9.872 ainda não haviam tomado a segunda. Segundo a Secretaria de Saúde, até o momento, 81,53% das crianças entre cinco e 11 anos já receberam a dose inicial contra o Coronavírus e 63,30% também a segunda, o que significa uma cobertura total de 51,61%, nesta faixa etária.

Segundo a enfermeira Ana Paula Fernandes, coordenadora do programa de imunização da Secretaria de Saúde, é muito importante para a saúde da criança e de toda a coletividade que o esquema vacinal contra o Coronavírus esteja completo. “Estas crianças que só receberam a primeira dose da Coronavac ficam mais vulneráveis. Os níveis de proteção não serão mantidos, pois falta a dose de reforço. Correm o risco de afastamento da escola, se tiver algum caso de contaminação pelo vírus em sala de aula”, esclarece a profissional.

Vacinação continua nas UBSs

Quem não aproveitou os mutirões de vacina realizados nas escolas municipais, precisa agora procurar alguma UBS (Unidade Básica de Saúde) onde a vacina esteja sendo aplicada. No dia da vacinação da segunda dose, a criança poderá estar acompanhada por adulto que não seja pai, mãe ou responsável, uma vez que a autorização dada para a primeira dose, vale para a segunda. É preciso apresentar à equipe CPF da criança, carteirinha de vacinação da primeira dose e cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

Crianças neste segmento que ainda não receberam nem a primeira dose também devem procurar as UBSs da cidade. Para saber qual a unidade que atende a cada dia, clique neste link: http://coronavirus.hortolandia.sp.gov.br/index.php/vacinacao-contra-o-coronavirus/. Neste caso, a criança precisa estar acompanhada do pai, mãe ou adulto responsável.

A Secretaria de Saúde avisa que, nesta e também na próxima semana, a vacinação acontece de segunda a quarta-feira, em razão dos feriados de abril (Páscoa e Tiradentes).

Hortolândia realiza vacinação de 2ª e 3ª doses contra a COVID-19, neste sábado (06/11)

  • Publicado em Saúde

Imunização será das 8h às 15h30 em cinco locais da cidade

Quer ficar protegido contra a COVID-19? Então, é importante você completar seu esquema vacinal! Aproveite para fazer isso neste sábado (06/11), dia em que a Prefeitura de Hortolândia realiza vacinação de 2ª e 3ª doses, das 8h às 15h30. A imunização será em cinco locais. São eles: CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) do Remanso Campineiro, nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) Amanda II, Novo Ângulo e Rosolém, e no Centro de Lutas Eliel Gomes (para pacientes cuja unidade de referência é a UBS Dom Bruno Gamberini), localizado na Vila Real. Haverá vacinação de 2ª e 3ª doses no CCMI e de 2ª dose nos demais locais.  

A Secretaria de Saúde reforça a importância das pessoas completarem o esquema vacinal com a 2ª dose para ficarem protegidas contra a COVID-19. Com isso, o município conseguirá atingir mais rapidamente 100% da população vacinada para agilizar o processo de retomada das atividades presenciais no município.

Para quem for receber a 2ª dose é necessário levar documento com foto, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e o comprovante da 1ª dose. Já os adolescentes com comorbidades ou não devem ir acompanhados de pai, mãe ou responsável. Os adolescentes também podem receber a 2ª dose desacompanhados. Para isso, é preciso levar o termo de autorização assinado por pai, mãe ou responsável. O termo está disponível nas UBSs ou pode ser baixado no site da Prefeitura, no link para o agendamento  (CLIQUE AQUI).

Já a 3ª dose (dose de reforço) é para idosos com idade de 60 anos ou mais, pacientes imunossuprimidos com idade a partir de 12 anos e profissionais de saúde da rede particular. Esses públicos devem fazer agendamento no site da Prefeitura para receber a 3ª dose. 

A Secretaria de Saúde reforça a orientação que os idosos podem receber a 3ª dose somente seis meses após a 2ª dose. No dia da vacinação, os idosos devem levar os comprovantes de vacinação da 1ª e 2ª doses. Caso o idoso tenha sido vacinado com a 1ª ou a 2ª dose fora de Hortolândia, ele deverá apresentar comprovante de residência deste ano e CPF (Cadastro de Pessoa Física). 

Para receber a 3ª dose, os pacientes imunossuprimidos devem seguir o intervalo de 28 dias entre a 2ª dose. No dia da vacinação, os imunossuprimidos devem levar o comprovante da 2ª dose, CPF e comprovante da doença. Já os profissionais da rede particular de saúde devem apresentar algum documento que comprove sua atuação na área.