Menu


Casa a casa e nebulização eliminam o Aedes aegypti em diferentes fase de vida do mosquito

  • Publicado em Saúde

Para uma eliminação mais efetiva do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Chikungunya e Zika, a Prefeitura de Hortolândia realiza simultaneamente os trabalhos de casa a casa e de nebulização em diferentes regiões da cidade. De acordo com a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, as duas ações são complementares e precisam ser feitas juntas, pois eliminam o mosquito em diferentes fases de vida. Nesta semana, a UVZ executa a ação de casa a casa no Jardim Terras de Santa Maria e no Jardim Novo Ângulo. Já a nebulização será feita no Jardim Santana. A Prefeitura solicita para que os moradores recebam os agentes e os deixem entrar em suas casas para realizar os trabalhos. Os agentes estão identificados com uniforme e crachá.

Na ação de casa a casa, os agentes do órgão visitam as casas dos moradores para fazer a busca ativa e a eliminação de possíveis criadouros do Aedes aegypti. A ação é para eliminar o mosquito ainda na fase de larva. Caso sejam encontradas larvas, algumas delas são recolhidas para identificação em laboratório.

A UVZ salienta que o mosquito se reproduz em água parada. Para evitar o acúmulo de água parada em casa, os moradores podem adotar medidas simples que ajudam no combate à proliferação do Aedes aegypti. Dentre os cuidados estão manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com o órgão, cerca de 80% dos focos de Dengue estão nas casas das pessoas.

Outra atitude dos moradores que ajuda no combate ao Aedes aegypti é evitar fazer o descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas e em terrenos baldios. A Prefeitura reforça a orientação para que a população faça o descarte de resíduos e materiais reaproveitáveis nos 11 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) existentes no município.

Já a nebulização elimina o mosquito Aedes aegypti na fase adulta. Para isso, os agentes do órgão também visitam as residências dos moradores. Eles utilizam nebulizadores costais motorizados para espalhar o inseticida em forma de vapor. A UVZ ressalta ainda que as duas ações juntas não surtem efeito se a população não colaborar e também fazer sua parte. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, o município registra até o momento 685 notificações de Dengue, das quais 219 casos positivos, 280 casos negativos, 186 aguardam resultado e nenhum óbito.

Casa a casa, nebulização e colaboração dos moradores ajudam no combate efetivo ao Aedes aegypti

  • Publicado em Saúde

Para que o combate ao mosquito Aedes aegypti seja eficiente é necessário uma soma de ações. A Prefeitura de Hortolândia faz a parte dela com as ações de casa a casa e nebulização em diferentes regiões da cidade. Estas ações são complementares e precisam ser executadas juntas, pois eliminam o mosquito em diferentes fases de vida. Mas a população também precisa fazer a parte dela e colaborar na eliminação de criadouros do Aedes aegypti em suas residências. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, realiza a ação casa a casa na região do bairro Chácaras Recreio Alvorada e no Jardim Novo Ângulo. A nebulização será feita no Parque dos Pinheiros.

De acordo com o veterinário da UVZ, Evandro Alves Cardoso, o ciclo de desenvolvimento do mosquito Aedes aegypti é composto de quatro fases: ovo, larva, pupa e forma adulta. “Na ação de casa a casa, os agentes do órgão visitam as residências dos moradores e fazem a busca ativa de possíveis criadouros do mosquito. Caso seja constatada a existência de focos, os agentes eliminam os criadouros. Portanto, a ação de casa a casa ajuda a eliminar o mosquito ainda na fase de larva”, explica Cardoso. 

Mas o veterinário reforça que a população também precisa a fazer dela e evitar o acúmulo de água parada em casa, que é a condição favorável para a reprodução do Aedes aegypti. “A fêmea do mosquito deposita os ovos em água parada”, salienta o veterinário.

Para evitar o acúmulo de água parada em casa, os moradores podem adotar cuidados simples que ajudam no combate à proliferação do Aedes aegypti. Dentre os cuidados estão manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com o veterinário, cerca de 80% dos focos de Dengue estão nas casas das pessoas.

Outra atitude da população que ajuda no combate ao mosquito é evitar fazer o descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas e em terrenos baldios. A Prefeitura reforça a orientação para que a população faça o descarte de resíduos e materiais reaproveitáveis nos 11 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) existentes no município.

O veterinário Evandro Alves Cardoso ressalta que a nebulização elimina o mosquito Aedes aegypti já na fase adulta. “Mas fazer apenas a nebulização não surte efeito. É necessário realizar a ação junto com o trabalho de casa a casa e que a população colabore e faça a parte dela”, reforça Cardoso.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, até o momento o munícipio registra 564 notificações de Dengue, das quais 160 casos positivos, 242 negativos, 162 aguardam resultado e nenhum óbito.

Eliminação do Aedes aegypti continua com trabalhos de casa a casa e nebulização

  • Publicado em Saúde

Se você está em casa, aproveite este período de isolamento social para fazer sua parte na eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Chikungunya e Zika. Com esta ação, você evita o avanço destas doenças, que são graves e podem causar a morte. Além disso, em alguns casos, o paciente com Dengue pode necessitar de internação, o que acaba por sobrecarregar ainda mais a rede pública de saúde, que está em colapso com ocupação total dos leitos para atender pacientes da COVID-19. A Prefeitura de Hortolândia continua a fazer a parte dela no combate ao Aedes aegypti com os trabalhos de casa a casa e nebulização em diferentes regiões da cidade. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, prossegue com a ação de casa a casa no Jardim Nova Hortolândia. Já a nebulização será realizada no Remanso Campineiro. Estas ações são executadas em regiões onde foram notificados casos positivos e suspeitos de Dengue.

No trabalho de casa a casa, os agentes do órgão visitam as residências. Eles orientam e distribuem material explicativo para os moradores. Os agentes também fazem a busca ativa de possíveis criadouros do Aedes aegypti. Caso seja constatada a existência de focos, os criadouros são eliminados.  Também são recolhidas as larvas do mosquito, caso sejam encontradas, para identificação em laboratório.

A nebulização também consiste de visitas de agentes da UVZ às casas da população. Eles utilizam aparelhos nebulizadores colocados nas costas para espalhar o inseticida em forma de vapor, eliminando o Aedes aegypti. A Prefeitura solicita aos moradores para que deixem os agentes entrarem em suas residências para executar as duas ações. Eles estão identificados com crachá e uniforme. A Prefeitura ainda ressalta que a população deve manter o uso obrigatório de máscaras durante a realização dos trabalhos.

Dentre os cuidados simples que os moradores podem adotar para evitar a proliferação do Aedes aegypti estão manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas.

Outra atitude que ajuda muito no combate ao mosquito é evitar de fazer o descarte irregular de resíduos em terrenos baldios. A Prefeitura reforça a orientação para que a população faça o descarte de resíduos e materiais reaproveitáveis nos 11 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) existentes no município.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, até o momento o munícipio registra 465 notificações de Dengue, das quais 129 casos positivos, 216 negativos, 120 aguardam resultado e nenhum óbito.

Prefeitura alerta para população colaborar no combate ao Aedes aegypti

  • Publicado em Saúde

Neste momento grave da pandemia do Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia reforça a orientação para a população fazer a parte que lhe cabe no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Chikungunya e Zika. A Prefeitura alerta para o risco de adoecer de alguma das enfermidades transmitidas pelo mosquito, uma vez que a rede pública de saúde está em colapso, com ocupação total dos leitos, para atender pacientes da COVID-19. Portanto, a melhor medida é prevenir. A Prefeitura faz a parte dela com as ações de casa a casa e nebulização em diferentes regiões da cidade. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, realiza casa a casa no Jardim Nova Hortolândia. Já a nebulização será feita no Jardim das Colinas e Vila São Pedro. Estas ações são executadas em regiões onde foram notificados casos positivos e suspeitos de Dengue.

No trabalho de casa a casa, os agentes do órgão visitam as residências. Eles orientam e distribuem material explicativo para os moradores. Os agentes também fazem a busca ativa de possíveis criadouros do Aedes aegypti. Caso seja constatada a existência de focos, os criadouros são eliminados.  Também são recolhidas as larvas do mosquito, caso sejam encontradas, para identificação em laboratório. 

A nebulização também consiste de visitas de agentes da UVZ às casas da população. Eles utilizam aparelhos nebulizadores colocados nas costas para espalhar o inseticida em forma de vapor para eliminar o Aedes aegypti. A Prefeitura solicita aos moradores para que deixem os agentes entrarem em suas residências para executar as duas ações. Eles estão identificados com crachá e uniforme. A Prefeitura ainda ressalta que a população deve manter o uso obrigatório de máscaras durante a realização dos trabalhos.

Dentre os cuidados simples que os moradores podem adotar para evitar a proliferação do Aedes aegypti estão manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas.

Outra atitude que ajuda muito no combate ao mosquito é evitar de fazer o descarte irregular de resíduos em terrenos baldios. A Prefeitura reforça a orientação para que a população faça o descarte de resíduos e materiais reaproveitáveis nos 11 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) existentes no município.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, até o momento o munícipio registra 399 notificações de Dengue, das quais 105 casos positivos, 169 negativos, 125 aguardam resultado e nenhum óbito.

UVZ visita casas para fazer busca ativa e eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti

  • Publicado em Saúde

Que tal aproveitar este momento de isolamento social e fazer aquela boa limpeza em casa? Esta atitude simples ajuda a evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de Dengue, Zika e Chikunguya, entre outras doenças. A Prefeitura de Hortolândia também faz a parte dela com as ações de casa a casa e nebulização em diferentes regiões da cidade. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, realiza casa a casa no Jardim Amanda e no Jardim São Sebastião. Já a nebulização será feita no Parque Gabriel. De acordo com a UVZ, estas ações são executadas em regiões onde foram notificados casos positivos e suspeitos de Dengue.

No trabalho de casa a casa, os agentes do órgão visitam as residências. Eles orientam e distribuem material explicativo para os moradores. Os agentes também fazem a busca ativa de possíveis criadouros do Aedes aegypti. Caso seja constatada a existência de focos, os criadouros são eliminados.  Também são recolhidas as larvas do mosquito, caso sejam encontradas, para identificação em laboratório. 

A nebulização também consiste de visitas de agentes da UVZ às casas da população. Eles utilizam aparelhos nebulizadores colocados nas costas para espalhar o inseticida em forma de vapor para eliminar o Aedes aegypti. A Prefeitura solicita aos moradores para que deixem os agentes entrarem em suas residências para executar as duas ações. Eles estão identificados com crachá e uniforme. A Prefeitura ainda ressalta que a população deve manter o uso obrigatório de máscaras durante a realização dos trabalhos.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, até o momento o munícipio registra 335 notificações de Dengue, das quais 77 casos positivos, 126 casos negativos, 132 aguardam resultado e nenhum óbito.

Trabalho de casa a casa e nebulização eliminam criadouros de Aedes Aegypti em diferentes regiões da cidade

  • Publicado em Saúde

Apesar de o verão já ter acabado, este período do ano ainda é caracterizado por chuvas e altas temperaturas, fatores que favorecem a reprodução do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya. Por este motivo é importante que os moradores mantenham os cuidados para eliminar os criadouros do mosquito em suas residências. A Prefeitura de Hortolândia faz a parte dela ao executar as ações de casa a casa e nebulização em diferentes regiões da cidade. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, realiza casa a casa nas regiões do Jardim Minda, Jardim Carmem Cristina, Jardim Girassol e Chácaras Nova Boa Vista. Já a nebulização será feita no Jardim Santa Clara do Lago I e no Jardim Mirante.

Na ação de casa a casa, os agentes do órgão visitam as residências. Eles orientam e distribuem material explicativo para os moradores. Os agentes também fazem a busca ativa de possíveis criadouros do Aedes aegypti. Caso seja constatada a existência de focos, os criadouros são eliminados.  Também são recolhidas as larvas do mosquito, caso sejam encontradas, para identificação em laboratório. 

A nebulização também consiste de visitas de agentes da UVZ às casas da população. Eles utilizam aparelhos nebulizadores colocados nas costas para espalhar o inseticida em forma de vapor para eliminar o Aedes aegypti. A Prefeitura solicita aos moradores para que deixem os agentes entrarem em suas residências para executar as ações. Eles estão identificados com crachá e uniforme. A Prefeitura ainda ressalta que a população deve manter o uso obrigatório de máscaras durante a realização dos trabalhos. 

“Até o mês de maio, a atividade do Aedes aegypti é intensa em razão de estarmos no período de chuvas, com temperaturas mais quentes. Por isto, a população deve estar atenta e redobrar os cuidados para eliminar criadouros do mosquito em suas casas”, salienta o veterinário da UVZ, Evandro Alves Cardoso. 

Dentre os cuidados simples que os moradores podem adotar para evitar a proliferação do Aedes aegypti estão manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas.

Outra atitude que ajuda muito no combate ao mosquito é evitar de fazer o descarte irregular de resíduos em terrenos baldios. A Prefeitura reforça a orientação para que a população faça o descarte de resíduos e materiais reaproveitáveis nos 11 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) existentes no município.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, o município registra até o momento 218 casos notificados de Dengue, dos quais 37 positivos, 80 negativos, 101 aguardam resultado e nenhum óbito.

Assinar este feed RSS