Menu


Aula magna sobre “A Educação e seus afetos” reúne cerca de 250 gestores da Educação em Hortolândia

Tema foi abordado pela pedagoga Emília Cipriano, Doutora em Educação (PUC/SP), em evento, nesta sexta-feira (05/08)

Cerca de 250 gestores da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia da Prefeitura de Hortolândia participaram, na manhã desta sexta-feira (05/08), de uma aula magna sobre “A Educação e seus afetos”, ministrada pela pedagoga e assistente social, Emília Cipriano, Doutora em Educação (PUC/SP), Mestre em Psicologia da Educação (PUC/SP) e Coordenadora da Consultoria e Assessoria Educacional Aprender a Ser. Emília já esteve em Hortolândia antes, em palestras voltadas a educadores da rede municipal de ensino. O evento, voltado a diretores de departamento, supervisores, coordenadores do CFPF (Centro de Formação dos Profissionais em Educação) “Paulo Freire”, diretores de escola, assistentes de direção e coordenadores pedagógicos, aconteceu no Espaço Blue Eventos, na Chácara Luzitânia.

Após café da manhã de recepção aos convidados e breve fala dos diretores de departamento, houve palestra do secretário Fernando Moraes sobre as principais ações da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, na atual gestão, dentre elas a construção coletiva e participativa do currículo próprio da Educação.

“Cada escola é um organismo vivo, cada uma tem suas necessidades e suas especificidades. Por isso que no nosso currículo nós trabalhamos esse individualismo e essa espacialidade. O currículo próprio é para defender a educação de Hortolândia, respeitando os saberes da rede”, ressaltou Moraes.

“Todos aqui temos pessoas que se inspiram na gente, para o bem ou para o mal. Vamos ficar atentos às nossas posturas e posicionamentos. A globalização tem feito a gente olhar tudo, mas não ver nada, gerando uma superficialidade. Temos que ter esse olhar afetuoso sobre as coisas. A globalização afeta o tecido social nos mais diferentes níveis”, afirmou Emília Cipriano aos presentes.

Para a coordenadora pedagógica da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Jardim Amanda I, Cibele Evelize Gonçalves de Oliveira, a afetividade na educação é a diferencial na realização de um bom trabalho. “A palestra motivacional foi muito boa para deixar dentro da gente aquela sementinha de quero mais, de reviver tudo o que a gente pode ouvir e a gente já faz. Motivar o profissional de educação é uma missão, um dever de todo gestor, de todo profissional que trabalha na educação. Quem não acredita na educação é quem não tem o amor, o afeto citado aqui. A gente viu a importância de ter um ao lado do outro. A afetividade dentro da educação pode mover montanhas e fazer a diferença dentro da vida de cada educador, de cada professor, de cada criança. É nisso que a gente acredita”, ressalta a coordenadora.