Menu


Músico Fernando Anitelli, líder do grupo Teatro Mágico, é atração do evento “Parada Poética”, em Hortolândia

1ª edição do evento acontecerá na próxima segunda-feira (07/03), às 19h, no Centro de Memória de Hortolândia

A poesia volta a tomar conta de Hortolândia. Na próxima segunda-feira (07/03), a Prefeitura realiza a edição inaugural do sarau “Parada Poética”. Para marcar a estreia em grande estilo, o evento contará com um convidado especial: o músico Fernando Anitelli (foto), líder do grupo Teatro Mágico. O sarau será, às 19h, no Centro de Memória Professor Leovigildo Duarte Junior, localizado na rua Rosa Maestrello,2, Vila São Francisco.

O sarau foi criado pelo poeta e rapper Renan Inquérito, em 2013, e desde então já se tornou um evento conhecido na região. O sarau abre espaço para pessoas que queiram declamar poesias ou textos de sua própria autoria ou de autores conhecidos. 

Para quem estiver interessado em participar, basta comparecer no dia do sarau. A curadoria é do próprio Renan Inquérito. O evento contará ainda com o DJ Viny, que comandará os toca-discos. Entre uma declamação poética e outra, o público poderá matar a fome e a sede na área de alimentação com food trucks. De acordo com a Secretaria de Cultura, o sarau realizará edições mensais, sempre na primeira segunda-feira de cada mês, ao longo deste ano.

Renan explica que o sarau busca apresentar a literatura como uma atividade acessível para todos, sem conotações acadêmicas ou cânones. “O sarau tem apenas uma regra: ouvidos inclinados à poesia e microfone aberto para contação de histórias e poemas, para celebrar a oralidade”, salienta Renan. O poeta já é conhecido em Hortolândia. Em 2019 e 2020, em parceria com a Prefeitura, Renan realizou o sarau “Aqui Trem Poesia”. Já em 2021, em virtude da pandemia, o evento teve edições on-line ao vivo.   

O secretário de Cultura, Régis Athanázio Bueno, destaca que o sarau busca proporcionar um encontro aberto com as participações de públicos de todas as idades e artistas renomados. “O objetivo é promover o encontro da diversidade de público, em termos de idade, gênero, região onde mora e tipo de poesia ou arte que as pessoas vão apresentar. Tudo isso, tendo como pano de fundo, a estação ferroviária que abriga o charmoso Centro de Memória de Hortolândia. É a união perfeita entre poesia e música”, destaca Bueno.